sexta-feira, 31 de março de 2017

POLÍCIA CIVIL EMITE CARTEIRA DE NOME SOCIAL NA ESTAÇÃO CIDADANIA DO SHOPPING BOSQUE GRÃO PARÁ

A Polícia Civil já está emitindo a Carteira de Identidade de Nome Social, para travestis e transexuais, no Posto de Identificação da Estação da Cidadania, localizada no térreo do Shopping Bosque Grão Pará, em Belém. O documento visa proporcionar aos transgêneros um documento oficial de identidade com o nome e gênero com os quais se identificam. A emissão do documento está ocorrendo desde o início deste mês no Posto inaugurado em dezembro passado.

POSTO DE IDENTIFICAÇÃO DO SHOPPING GRÃO PARÁ
A emissão da Carteira de Identidade de Nome Social no novo Posto de Identificação em Belém atende à meta da Polícia Civil de promover a expansão da emissão desse documento no Estado. Para requisitar a Carteira, travestis e transexuais deverão apresentar o documento de identidade original, com duas fotos tamanho 3x4 iguais e em cores, certidão de nascimento original e comprovante de residência no Posto de Identificação da Estação Cidadania. A emissão da carteira de nome social é gratuita. A documento é emitido no mesmo dia.

Posto de Identificação da Estação Cidadania do Bosque Grão Pará

No interior do Estado, atualmente, o documento é emitido na sede da Polícia Civil, em Soure, no Marajó, mas, em breve, será expandido para outros municípios no Estado. O documento é válido como identificação oficial ao ser apresentado em qualquer órgão do Governo do Pará, como hospitais, escolas e delegacias. O novo Posto de Identificação, na Estação Cidadania, conta com atendimento de excelência para emissão da carteira de identidade.

O novo serviço iniciou suas atividades em dezembro de 2016, após ser inaugurado pelo governador do Pará, Simão Jatene. No serviço, com atendimento por ordem de chegada, o atendimento tem atenção especial para as prioridades, como idosos, gestantes, cadeirantes e lactantes. O posto de Identificação tem funcionamento diário de 8 horas da manhã até 18 horas. 

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DESARTICULAM ESQUEMA DE TRÁFICO DE DROGAS EM MARACANÃ

As Polícias Civil e Militar deflagraram, nesta sexta-feira, 31, uma operação policial para dar cumprimento a mandado judicial de busca e apreensão em um ponto de tráfico de drogas no município de Maracanã, nordeste paraense. Foi preso em flagrante o casal José Hernandes Alves da Conceição e Cláucia Cilene dos Santos com os quais os policiais apreenderam 46 pedras de óxi de cocaína, uma balança digital, sacos plásticos, luvas, mais de R$ 200 em dinheiro e diversos objetos de origem desconhecida. 

APREENSÃO
JOSÉ HERNANDES

CLAUCIA
Sob coordenação do delegado Fábio de Andrade, titular da Delegacia de Maracanã, a operação iniciou nas primeiras horas da manhã com destino ao endereço. Durante o cumprimento do mandado judicial, os policiais civis e militares apreenderam as petecas de cocaína petrificada, conhecida como óxi, prontas para venda. 

Entre elas, havia duas de tamanhos diferentes e, portanto, mais caras que as demais. Uma de 25g e outra de 50 gramas, além dos demais objetos, o que caracteriza o local como um ponto de distribuição de drogas. O casal está preso à disposição da Justiça. Todo o trabalho contou com participação dos investigadores Nicolau, Gilson e Marília, além do comandante da PM, sargento Marinho, e da guarnição comandada pelo sargento Dionisio.

PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR MENINA DE SEIS ANOS EM BELÉM

Policiais civis da Seccional Urbana da Sacramenta prenderam, nesta quinta-feira, 30, em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça do Estado,  Augusto das Chagas Ferreira Junior, 33 anos, acusado de estuprar uma menina e de usar o celular para fotografar as partes íntimas da vítima. Ele foi preso em sua casa, em Belém, durante operação realizada no início da manhã pela equipe policial coordenada pelos delegados Alberto Teixeira, diretor da Seccional, e Sinélio Menezes, responsável pelo inquérito do caso. Além da ordem de prisão, os policiais civis cumpriram mandado de busca e apreensão domiciliar na casa do acusado. 

PRESO

PERÍCIA PROSOPOGRÁFICA AJUDOU NA IDENTIFICAÇÃO DO PRESO
Os mandados judiciais foram expedidos com base nas investigações realizadas pela equipe da Seccional da Sacramenta.

A partir de câmeras de monitoramento de uma empresa construtora e de um Shopping Center, localizados no bairro de Val-de-Cães, e do laudo de perícia prosopográfica realizado pela Diretoria de Identificação da Polícia Civil, foi possível identificar Augusto das Chagas como o autor do estupro de vulnerável ocorrido no último dia 11, um sábado.

As investigações iniciaram após as autoridades policiais terem tomado conhecimento de crime de estupro de uma criança, por meio de atos libidinosos, cujas imagens foram captadas por uma câmera de monitoramento instalada na entrada de uma construtora, em Val-de-Cães, às proximidades de um Shopping Center.

Nas imagens é possível ver o acusado chegando ao local ao lado da vítima, por volta de 13h45. Os dois usavam capacetes de motoqueiro.

Na chegada ao local, após se certificar de que não havia ninguém no prédio, o acusado passou a despir a vítima parcialmente, abaixando a calça e a calcinha da menina para praticar os abusos sexuais. 
MOTO DO ACUSADO FOI APREENDIDA
Em momento algum, nas imagens, a criança reage à investida do indiciado. Um minuto depois de cometer os abusos sexuais, o acusado pega seu telefone celular e passa a fotografar a criança. Em seguida, ele aparentemente envia as fotos para outra ou outras pessoas. Os abusos continuam. Ele deita a menina e volta a praticar novos abusos sexuais. Ao finalizar os atos criminosos, o acusado ajuda a criança a se vestir, enquanto verifica o perímetro antes de deixar o local. 
CAMISA QUE O ACUSADO USAVA NO DIA DO CRIME
A partir da análise das imagens, os delegados chegaram à conclusão de que o indiciado aparentemente pertencia ao círculo de convívio da criança e que não era a primeira vez que ele cometia os abusos na menina. A partir do conhecimento dos fatos, a equipe da Seccional da Sacramenta teve acesso às fotos e vídeos de câmeras de monitoramento do Shopping Center que mostram o momento em que o acusado chega ao local de moto, com a manina, às 11h42 do dia do crime. Os dois passearam pelo local, por cerca de duas horas, até a saída às 13h36. Nas imagens, destacou o delegado Sinélio Menezes, chamou a atenção o fato de que a criança em momento algum se mostra oprimida ou sob domínio do acusado. 

OPERAÇÃO XEQUE-MATE PRENDE CINCO PESSOAS ENVOLVIDAS EM CRIMES EM MARITUBA

As Polícias Civil e Militar deflagraram, nesta sexta-feira (31), a operação "Xeque-Mate", para combate à criminalidade no município de Marituba, Região Metropolitana de Belém. Desde o início da manhã, os policiais iniciaram o cumprimento de cinco mandados judiciais na região contra pessoas envolvidas nos crimes de roubo, lesão corporal e tráfico de drogas. A ação policial foi coordenada pelo delegado Marco Antonio Duarte, titular da Superintendência da Polícia Civil na região metropolitana, e James Moreira, diretor da Seccional de Marituba. 

MULHERES PRESAS
PRESOS
POLICIAIS ENVOLVIDOS NA OPERAÇÃO


Durante a operação, os policiais recapturaram Marilene Cruz da Costa que estava presa no presídio feminino do Coqueiro, em Ananindeua, e de fugiu. Além dela foram presos Michael Naite da Silva Cruz, Paulo Cezar da Silva Costa, Selma Maria Gomes e Rosineide Antunes de Souza. A ação contou com policiais militares da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam) e policiais civis do Grupo de Pronto Emprego (GPE). Os detidos foram conduzidos até a Seccional de Marituba, para os procedimentos policiais e assim comunicar à Justiça sobre o cumprimento das ordens de prisão.