terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

POLÍCIA CIVIL APREENDE CERCA DE DEZ QUILOS DE MACONHA DO TIPO "LIMÃOZINHO" NA GRANDE BELÉM

A Polícia Civil apreendeu, na última sexta-feira, 17, cerca de dez quilos de maconha do tipo "limãozinho" e prendeu em flagrante cinco pessoas por tráfico e associação para o tráfico de drogas, na região metropolitana. Do total de presos, três - duas mulheres e um homem - foram localizados no bairro da Cabanagem, em Belém, e outros dois - um casal - em Ananindeua. A ação policial foi realizada por policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc). 


Segundo o diretor da Denarc, delegado Hennison Jacob, a apreensão de drogas resultou de denúncia anônima recebida pela equipe policial. Durante a abordagem dos três suspeitos, na Cabanagem, foram apreendidos sete quilos de drogas. Logo em seguida, em Ananindeua, mais três quilos foram apreendidos com dois acusados. Os presos e as apreensões foram conduzidos para a Denarc para a lavratura de prisão em flagrante e auto de apreensão das drogas.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM ACUSADO DE TRÁFICO E CONDENADO POR ROUBO NO MARAJÓ

As Polícias Civil e Militar prenderam neste domingo, dia 19, dois homens envolvidos em crimes, durante operação policial, em São Sebastião da Boa Vista, na Ilha do Marajó. Um dos presos é Geraldo Guilherme Albuquerque dos Reis, 27 anos, foragido do Sistema Penal e com duas condenações judiciais por roubo que, somadas, totalizaram a pena de 12 anos de reclusão. Segundo o delegado Társio Martins, enquanto efetuavam a prisão, a equipe policial recebeu informações sobre um ponto de comercialização de drogas. Nesse local, foi preso em flagrante Ezequias Pinheiro Botelho. 

Apreensões

Conforme o delegado, as ações policiais tiveram por objetivo a repressão à criminalidade no município marajoara. A primeira prisão foi decorrente da ação integrada de policiais civis e militares que conseguiram localizar o foragido da Justiça com mandado de prisão expedido no último dia 13 pela Vara de Execuções Penais da Região Metropolitana de Belém. Ele estava escondido na região. "Geraldo tem duas condenações por roubo que foram unificadas para fins de execução penal", explica o delegado. 

No mesmo local da prisão do foragido, os policiais receberam informação da existência de um ponto de venda de drogas. Assim, foram até o local indicado por denunciantes e conseguiram flagrar o crime de tráfico de drogas na casa. O dono do local, conhecido como "Tape", conseguiu fugir no momento da chegada dos policiais. Mas o mototaxista responsável por entregar os entorpecentes, num esquema conhecido como "disque drogas", Ezequias Pinheiro Botelho, foi preso. 

Com ele, foram apreendidas 13 petecas de maconha e uma quantia em dinheiro. Dois usuários de drogas foram detidos no local e depois de serem enquadrados no crime de consumo de drogas, em Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), foram liberados, mas irão responder ao processo na Justiça.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR APREENDEM ARMAS EM PODER DE SUSPEITO DE ENVOLVIMENTO EM ASSALTO A EMBARCAÇÃO EM BREVES

As Polícias Civil e Militar prenderam neste domingo, dia 19, José Raimundo Pinheiro Marques, acusado de participação no assalto a uma balsa, em Breves, na Ilha do Marajó. A prisão do acusado foi realizada durante abordagem na região das ilhas do município após a ocorrência do crime. Quatro homens armados cometeram o roubo. Na ocasião, foram levados dois televisores de 55 polegadas, 1 computador do tipo notebook, 1 receptor, 1 carregador de bateria, 1 lancha com motor Yamaha, alianças e uma quantia em dinheiro. 


A prisão de José Raimundo foi realizada na comunidade de São Miguel dos Macacos, zona rural de Breves. Segundo o delegado Geraldo Pimenta Neto, da Superintendência da Polícia Civil em Breves, com o preso foram encontradas três espingardas e um motor de embarcação roubado. 

As investigações apontaram que um dos criminosos, identificado como Jasiel Cardoso Gomes, é acusado de ser contumaz em praticar assaltos a balsas. As investigações irão prosseguir para prender os demais envolvidos no crime.

POLÍCIA CIVIL AUTUA EM FLAGRANTE AUTOR DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA TRANSGÊNERO EM BELÉM

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), por meio do Pro Paz Mulher, que atende os casos de violência doméstica e crime sexual contra mulheres, fez nesta segunda-feira (20) a primeira prisão em flagrante por violência doméstica contra uma transgênero, em Belém. O acusado é um morador de rua conhecido como “Ricardo” e não tem identidade civil. Ele foi preso em flagrante pela manhã na casa da vítima com quem se relacionava há mais de um ano. A vítima tem 40 anos e recentemente tirou a carteira de nome social. Ela acolheu o acusado em novembro de 2015 e, desde então, os dois passaram a se relacionar. 

No início de fevereiro deste ano, o relacionamento acabou, mas “Ricardo” não aceitou e passou a ameaçá-la. Na semana passada, a vítima foi à Deam registrar queixa de agressão corporal contra o ex-companheiro. Foi encaminhada à justiça a solicitação de medida protetiva, que não foi deferida porque o acusado não tem endereço fixo. Na manhã desta segunda, “Ricardo” voltou à casa da vítima, onde travou luta corporal com o pai dela e a atingiu com um soco nos olhos. 

Delegada Fernanda Almeida: Primeiro caso
DELEGADA FERNANDA ALMEIDA
A vítima então deixou que o agressor ficasse na casa, propositadamente, e lhe disse que sairia para comprar remédio. Depois, procurou a Deam para solicitar a prisão. O homem foi encontrado dormindo na casa da vítima e a prisão em flagrante foi feita pela delegada Fernanda Almeida. “Depois do procedimento em flagrante, vamos fazer a identificação criminal do acusado, já que ele não tem identidade civil. Ele será encaminhado à justiça e ficará sob a custódia do Estado”, disse a delegada, titular da Deam. Esse foi o primeiro caso registrado de violência doméstica contra transgênero em Belém. 

“A Lei Maria da Penha diz que não há identificação de gênero. Ela veio para proteger, independente do gênero, e para nós é importante acompanhar o avanço da sociedade e da legislação. Estamos aqui para cumprir a lei”, destacou. “Espero que com essa prisão outras travestis comecem a tomar a mesma atitude que eu contra a violência doméstica. O Governo do Estado está sendo firme no propósito de apurar e apoiar as mulheres vítimas de agressão, independentemente do gênero”, disse a vítima. 

PROTEÇÃO A prisão confirma o propósito do Governo do Estado de enfrentar as mais variadas formas de violência, principalmente física e emocional, na luta contra o preconceito que atinge travestis e transgêneros no Brasil. Por meio de órgãos como a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), o Governo do Pará avançou na garantia da cidadania, saúde e segurança para esse segmento da população. 

A emissão da carteira de identidade com o nome social, o curso para taxistas sobre os direitos dos LGBT e o Ambulatório de Saúde para Travestis e Transexuais e a Delegacia de Combate aos Crimes Discriminatórios e Homofóbicos são algumas das iniciativas do Governo que já fazem diferença na vida de travestis e transgêneros no Estado. Por Syanne Neno (Agência Pará/Governo do Estado).

POLÍCIA MILITAR APREENDE MAIS DE 40 AVES EM SITUAÇÃO DE MAUS TRATOS EM BELÉM

A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), apreendeu, nesta terça-feira, 21, mais de 40 aves em situação de maus-tratos em uma feira conhecida como "Feira da 25", localizada no bairro de São Brás, em Belém. As aves da fauna silvestre e também exóticas foram apresentadas na sede da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), da Polícia Civil, para lavratura do procedimento por crime ambiental. 


Duas pessoas que estavam com as aves também foram levadas até a unidade policial. Os policiais militares chegaram ao local por meio de informações sobre possível prática de comércio ilegal de aves. 

Apreensões

Segundo o delegado Vicente Costa, da DEMA, as aves apresentavam sinais de maus-tratos e também havia venda de aves exóticas, o que é proibido por lei. Dessa forma, os dois homens foram enquadrados em TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) pelos crimes ambientais e irão responder em liberdade ao processo criminal na Justiça. As aves serão encaminhadas para destinação adequada.

POLÍCIA CIVIL CUMPRE MANDADO DE PRISÃO DE ACUSADO DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL EM TUCURUÍ

Policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Tucuruí, sudeste paraense, cumpriram, ontem (20), mandado de prisão preventiva contra o mototaxista Maik Rodrigues Moreira, de 25 anos, conhecido como "Jacobino", pelo crime de estupro de vulnerável. Ele é acusado de violentar sexualmente uma criança de 7 anos de idade. 

Pro Paz Integrado de Tucuruí
PROPAZ INTEGRADO DE TUCURUÍ
Segundo a delegada Marizol Vasconcelos, titular da Deam de Tucuruí, a mãe da vítima pagava o acusado para que levar a criança para a escola e trazê-la de volta para casa todos os dias. "Ele se aproveitou disso para praticar os abusos", explica a policial civil. 

As investigações mostraram que Maik Rodrigues também ameaçava matar os familiares da criança, caso ela contasse para alguém a violência que sofria. 

Após ser preso, em Tucuruí, o acusado foi conduzido até a Deam do município para prestar depoimento. Apesar das provas, ele negou ter cometido o crime. O acusado vai permanecer recolhido à disposição da justiça.