sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

POLÍCIA CIVIL APREENDE SEIS QUILOS DE COCAÍNA DURANTE OPERAÇÃO EM ANANINDEUA

A Polícia Civil apreendeu cerca de seis quilos de cocaína, nesta terça-feira, 24, durante operação policial para desarticular esquema de tráfico de drogas, em Ananindeua, na Grande Belém. Duas pessoas foram presas em flagrante de posse das drogas que seriam distribuídas nas Região Metropolitana. A ação policial foi realizada por policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) em decorrência de investigações. Helen Suzi Neves Menezes, 43 anos, e Alexandre Santos Lima, 42, paraenses, foram presos no bairro do Coqueiro. 


Durante as abordagens, os policiais apreenderam com a mulher um total de 19 pedras de óxi de cocaína e um tablete da droga. Com o acusado, foram encontradas mais cinco pedras de óxi. No total, as drogas apreenderam somaram cerca de seis quilos. Os presos e o entorpecente apreendido foram levados para a sede da Denarc na Rua Coronel Luís Bentes, no Telégrafo, em Belém. Os dois foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e estão recolhidos à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL PRENDE IDOSO ACUSADO DE ESTUPRAR MENINA DE 11 ANOS EM BELÉM

A Polícia Civil cumpriu nesta terça-feira, dia 24, em Belém, o mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra João da Silva Martins, de 64 anos, acusado de abusar sexualmente de uma criança de 11 anos de idade. A ordem judicial de prisão foi decretada como resultado de investigações realizadas por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca), sediada no Pro Paz Integrado do Centro de Perícias Renato Chaves (CPC). 


Coube a essa equipe policial dar cumprimento à prisão preventiva. A delegada Silvia Tavares, da Deaca, explica que as investigações apontaram que a vítima também sofria maus tratos por parte do acusado. Em depoimento, ele negou o crime. A criança ainda recebe atendimento pelo programa Pro Paz e permanece em um abrigo com sua mãe devido às ameaças que sofreram do agressor. O acusado já está recolhido no Sistema Penitenciário à disposição da justiça.

POLÍCIA CIVIL INFORMA SOBRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS DO CICLO 30 DA REDE DE ENSINO À DISTÂNCIA

A Polícia Civil informa aos policiais civis interessados que a partir do próximo dia 1 de fevereiro iniciam os cursos referentes ao ciclo 39 dos cursos da rede de Ensino à Distância (EAD) da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). As inscrições poderão ser realizadas através do site http://portal.ead.senasp.gov.br/. Veja abaixo o calendário de cursos e programe-se.


POLÍCIA CIVIL PROCURA FALSO PASTOR QUE ESTUPROU FIÉIS EM NOVO REPARTIMENTO

A Polícia Civil está à procura de Pedro Oliveira de Sousa Junior, acusado de se passar por pastor de uma igreja evangélica, para estuprar mulheres, em Novo Repartimento, no sudeste do Pará. Duas vítimas o denunciaram na Delegacia do município. O acusado está com mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça e atualmente está foragido. Os casos foram comunicados ao delegado Arthur Nobre, na quinta-feira, dia 26, quando foi instaurado inquérito policial, para apurar os fatos. A partir do relato de testemunhas e de provas apresentadas, o delegado requereu à Justiça a prisão do acusado. 

Pedro Junior está foragido. Informações pelo fone 181

Segundo o delegado, Pedro Junior se identificava como pastor da Congregação Nova Aliança, onde pregava nos cultos e ganhava cada vez mais a confiança das pessoas da comunidade e, assim, conseguia chamar a atenção de seguidoras da igreja. Ele atuava na região há, pelo menos, sete anos. Após a decretação da prisão, nesta sexta-feira, 27, a equipe policial de Novo Repartimento tentou localizá-lo o município, até descobrir que ele havia viajado para Marabá. 

As buscas ao acusado foram realizadas pela manhã e durante a tarde desta sexta-feira. "Ao chegarmos à cidade, testemunhas nos informaram que ele estava na casa de sua mãe, que mora em Marabá, mas que já teria se deslocado para outro lugar", explicou o delegado. Os policiais civis fizeram novas buscas, mas não conseguiram encontrar Pedro Junior. Conforme o delegado, o acusado usa um carro modelo Renault Logan, cor azul escura, com placa JVG 9165. O delegado solicita a quem tiver informações sobre o paradeiro de Pedro Junior que telefone para o fone 181, o Disque-Denúncia.

POLÍCIA CIVIL CONVIDA PARA EVENTO EM COMEMORAÇÃO AOS 11 ANOS DO PROGRAMA AMOR-EXIGENTE NESTE DOMINGO

A Polícia Civil convida os servidores da instituição e a comunidade em geral a participar da programação em comemoração aos 11 anos de fundação do programa Amor-Exigente, um movimento formado por voluntários que atua na prevenção social da violência por meio da auto e mútua ajuda e no desenvolvimento de preceitos para a organização da família. O evento será realizado, no próximo dia 29, a partir de 8h30 da manhã, no espaço Lar de Maria, localizado na Avenida José Bonifácio, bairro de São Brás, em Belém. 


O evento vai contar com a palestra ministrada pela terapeuta Virgínia Moraes que vai falar sobre abuso sexual - conhecer e prevenir como forma de amor. Dentre os voluntários do programa está o investigador da Polícia Civil, Marcelo Albuquerque. Ele explica que o programa desestimula a experimentação, o uso ou abuso de tabaco, do álcool e de outras drogas, assim como luta contra tudo o que torna os jovens vulneráveis e expostos à violência, aos acidentes de trânsito e à corrupção em todas as formas. 

Com atuação em diversas cidades do Brasil, o programa age para sensibilizar as pessoas e levá-las a perceberem a necessidade de mudar o rumo de suas vidas a partir de si mesmas. Também atua como apoio e orientação aos familiares de dependentes químicos, e na prevenção como um movimento de proteção social.

POLÍCIA CIVIL CAPACITOU MAIS DE 1,4 MIL PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA NO ANO PASSADO

A Academia da Polícia Civil (Acadepol), órgão sediado no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP), em Marituba, na Grande Belém, capacitou um total de 1.433 profissionais de Segurança Pública, por meio de cursos visando o contínuo aperfeiçoamento dos servidores públicos que atuam na prevenção e combate ao crime em todo Estado, no ano passado. O dado faz parte do relatório anual das atividades realizadas em 2016 pela Acadepol, unidade responsável pelo preparo e aperfeiçoamento dos policiais civis e demais agentes de Segurança Pública. 


Dentre os profissionais que passaram por capacitações estão policiais civis, militares, bombeiros, agentes prisionais, guardas municipais, entre outros. Os agentes, ao longo do ano, foram qualificados em diversas disciplinas, como habitação, uso e manuseio de armamento letal, condução de veículos de emergência, treinamento de tiro policial, identificação veicular e curso do sistema online de registro de ocorrências policiais (Sisp/WEB). Do total de servidores públicos que passaram por qualificação na Academia estão 1158 profissionais da Polícia Civil, como policiais civis, administrativos, estagiários, entre outros. 

Delegado-geral conversa com policiais civis

Nesta quinta-feira, 26, a Academia da Polícia Civil iniciou os cursos de capacitação do ano de 2017, com o curso de manuseio, manutenção, tiro policial e técnicas de abordagem. No curso de tiro, os policiais civis manusearam a carabina calibre CT 30, novo armamento adquirido recentemente pela Polícia Civil. A abertura das atividades de 2017 contou com a presença do delegado-geral Rilmar Firmino que juntamente com a diretora da Acadepol, delegada Marlise Tourão, deram as boas vindas aos policiais civis que atuam em unidades policiais da região metropolitana de Belém. 


Após as instruções realizadas por instrutores do Grupo de Pronto-Emprego (GPE), que é composto de policiais civis altamente treinados, os profissionais de Segurança Pública foram ao estande de tiros do IESP para manusear o novo armamento. De acordo com o delegado-geral, além da carabina CT 30, os policiais civis também irão passar por treinamentos sobre uso, manutenção e tiro com a outra arma de fogo usada pelos agentes de Segurança Pública, a pistola calibre ponto 40. Ele destaca que um dos objetivos da Polícia Civil, até o final do primeiro semestre, será capacitar os policiais civis. 

Novo armamento

A delegada Marlise Tourão detalha que, além do treinamento com arma de fogo, os policiais civis terão cursos no novo laboratório da Academia. No final deste mês, a Acadepol irá iniciar os cursos itinerantes enviando instrutores para capacitar os policiais civis que trabalham no interior do Estado. A primeira região a receber os cursos é a ilha do Marajó a começar pelos policiais que atuam em Breves e municípios próximos. "Vamos percorrer todas as Superintendências Regionais do interior do Pará, e, por isso, convocamos os policiais civis a participar do curso", salienta. No ano passado, 1.433 servidores públicos da Polícia Civil e de outras instituições de Segurança Pública, como policiais civis, administrativos, estagiários, policiais militares, entre outros, passaram por cursos de capacitação, na Acadepol.

POLÍCIA CIVIL APREENDE ARMAS DE ALTO PODER DE FOGO NA ZONA RURAL DE MOJU

Policiais civis da Divisão de Homicídios de Belém, com apoio das equipes policiais das Delegacias de Abaetetuba e Moju, no nordeste paraense, apreenderam, no final de tarde desta quinta-feira, 27, uma espingarda de repetição modelo Pump calibre 12 e uma submetralhadora israelense modelo Uzi calibre 9 milímetros. As armas de alto poder de fogo foram encontradas abandonadas, em um matagal, na zona rural do município de Moju. O armamento já foi recolhido e está à disposição da Justiça. O caso vai ser apurado. 


Segundo o delegado Jivago Ferreira, da DH, a apreensão foi resultado de uma investigação realizada pela equipe policial que se deslocou até Moju, como parte das diligências policiais. Para não prejudicar as investigações, outros detalhes da investigação serão mantidas em sigilo. O policial civil explica que, ao avistarem a equipe de policiais civis, suspeitos que estavam no matagal saíram em fuga pela mata e não foram localizados, apesar das buscas realizadas na área. 

Ao vasculhar o local, as armas foram encontradas. Por serem armas de alto poder de fogo, as suspeitas são de que as mesmas seriam usadas possivelmente em um grande assalto. O delegado destacou a importância para a Segurança Pública da retirada de circulação de duas armas de grande poder de fogo.

DELEGADAS IRÃO PALESTRAR EM EVENTO DO DIA NACIONAL DA VISIBILIDADE TRANS EM BELÉM

A Polícia Civil vai estar presente, na próxima segunda-feira, dia 30, no evento "Poder Público e o Atendimento à População de Travestis e Transsexuais no Pará", promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pará. O evento será realizado em alusão ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, data celebrada em 29 de janeiro. Um dos destaques do evento será a palestra da delegada Janice Aguiar, diretora da Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), de Belém. 


A policial civil vai falar sobre a Lei Maria da Penha com enfoque na recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que estendeu às transsexuais femininas as mesmas medidas protetivas garantidas às mulheres pela lei. O evento vai contar ainda com a palestra da delegada Hildenê Moraes, titular da Delegacia de Combate a Crimes Discriminatórios e Homofóbicos (DCCDH). 

A delegada irá falar sobre os serviços prestados pela DCCDH e os avanços na luta contra as violações de Direitos das pessoas Trans. "Vamos explicar como é a atuação da Delegacia e como são recebidas e atendidas as denúncias dos casos de discriminação", explica. A DCCDH atua também na apuração de outros tipos de crimes decorrentes de discriminação, como a injúria racial e a homofobia. 

As duas Unidades Policiais são vinculadas à Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV), da Polícia Civil. A programação será realizada no auditório da OAB, localizado na rua Gama Abreu, em frente à praça Barão do Rio Branco, bairro da Campina, em Belém.