terça-feira, 10 de janeiro de 2017

POLÍCIA CIVIL RECEBE NOVAS VIATURAS PARA SUBSTITUIR VEÍCULOS LOCADOS NO PARÁ

A Polícia Civil deu início ao processo de renovação da sua frota para 2017: foram adquiridas recentemente 40 novas viaturas, destinadas à substituição de veículos com mais de quatro anos de uso em unidades da corporação policial na capital e interior do Estado. A entrega de 30 caminhonetes e de dez carros, ainda descaracterizados (sem identificação da corporação), foi realizada, nesta sexta-feira, 6, na sede do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, na Avenida Júlio César, em Belém. O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Jeannot Jansen, e delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, presidiram a entrega dos veículos. Na mesma ocasião, foi entregue pelo Estado à Polícia Civil um novo micro-ônibus, destinado a operações policiais e ao apoio ao transporte de presos. 

NOVAS VIATURAS
A programação de entrega contou com a presença do comandante-geral da PM, coronel Roberto Campos, e do subcomandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Augusto Lima. O delegado-geral explica que as novas viaturas compradas já fazem parte do patrimônio da instituição policial, em substituição às viaturas alugadas. "Além de renovar nossas viaturas, que têm 4 a 5 anos de uso, trocando-as por viaturas novas, também estamos adquirindo viaturas operacionais com objetivo de substituir alguns dos veículos alugados para unidades como as Corregedorias Regionais da Polícia Civil de Marabá, Altamira, Santarém, Castanhal e Paragominas", explica Firmino. 

Novos veículos

A medida visa devolver veículos alugados e investir na compra de carros da própria frota da corporação policial - que servirão para unidades policiais em que a rotina de utilização de carros locados não era tão intenso, em comparação a outras unidades policiais. "Como o desgaste (das viaturas locadas) era bem menor que o da rotina dos demais veículos, resolvemos optar em adquirir viaturas do patrimônio próprio", destacou Firmino. 

Para o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, a renovação da frota de veículos policiais mostra a capacidade de rearticulação do Estado e é resultado direto da política econômica do Estado. "No momento atual, em que estamos com poucos recursos, optamos pela aquisição de viaturas para que a Polícia Civil mantivesse o mesmo nível de mobilidade com viaturas novas e em condições de uso para assim diminuir o custeio", explicou o titular da Segup, ao se referir aos custos com pagamento mensal de aluguel de veículos.

PRESO POR SEQUESTRAR E ESTUPRAR ADOLESCENTE EM NOVO REPARTIMENTO

Um trabalho em conjunto das Polícias Civil e Militar resultou, nesta segunda-feira, 9, na prisão de Manoel Rocha da Conceição, de apelido Bracinho, acusado dos crimes de substração de incapaz e estupro de vulnerável, em Novo Repartimento, sudeste paraense. O preso é acusado de sequestrar uma menina de 12 anos, no ano passado, no município de Tucuruí, e de passar a viver com a criança como se fosse sua esposa. A vítima foi resgatada por uma equipe do Conselho Tutelar e entregue à mãe. 

Delegacia de Novo Repartimento

Segundo o delegado Arthur Nobre, titular da Delegacia de Novo Repartimento, o fato chegou ao conhecimento da Polícia Civil de Tucuruí, em abril do ano passado, quando a vítima tinha 12 anos. Atualmente, a jovem está com 13 anos. Manoel foi localizado por uma guarnição da PM que o conduziu até a Delegacia de Novo Repartimento para averiguação, já que havia a informação de que ele teria sequestrado a menina em Tucuruí. 

Em contato com os delegados Eduardo Paisani e Washington Santos, em Tucuruí, o delegado Nobre obteve cópia do boletim de ocorrência em que o crime está registrado. Interrogado, Manoel Conceição informou ao delegado que estava morando com a garota em uma comunidade perto de Novo Repartimento. 

Assim, o delegado comunicou o Conselho Tutelar que foi deslocado até o endereço, onde estava a adolescente, que assim foi resgatada do local e levada para a cidade. Dessa forma, explica o delegado, o acusado teve mandado de prisão preventiva solicitada ao Judiciário que decretou a ordem de prisão. A jovem foi entregue para a mãe que compareceu na Delegacia de Novo Repartimento, para formalizar o processo. Manoel está preso à disposição da Justiça.