terça-feira, 18 de abril de 2017

POLÍCIA CIVIL PROMOVE ENCONTRO ENTRE PROFISSIONAIS E ESTUDANTES DE SERVIÇO SOCIAL EM BELÉM

A Polícia Civil promoveu, ontem, no auditório da Seccional do Guamá, em Belém, um encontro entre professores do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Pará (UFPA), os profissionais da área que atuam no atendimento social dentro das Delegacias da Polícia Civil e alunos. O objetivo foi fazer uma visita monitorada para conhecer o trabalho desempenhado pelo profissional do Serviço Social na Seccional. A atividade faz parte da programação voltada à supervisão de estágio.


A assistente social Graciane Almeida, do Núcleo de Pacificação e Prevenção da Violência (Nuprev), que é responsável em coordenar o Serviço Social nas Delegacias de Polícia Civil, explica que, atualmente, a Polícia Civil conta com 60 estagiários de Serviço Social em atuação nas Delegacias da Região Metropolitana de Belém. "São estudantes de universidades que têm parceria com a Polícia Civil", detalha. A assistente social Luzia Matos, responsável pelo Serviço Social na Seccional do Guamá, recepcionou as professoras Verônica Couto e Vera Paracampo, da UFPA, juntamente com um grupo de alunos do curso.  

POLÍCIA CIVIL APREENDE 800 QUILOS DE CARNE ESTRAGADA EM SOURE

A Polícia Civil divulgou, nesta terça-feira, 18, informações sobre a apreensão de carne bovina, realizada, ontem, após recebimento de denúncia anônima. Ao todo, foram apreendidos 800 quilos de carne bovina estragada que seria usada na merenda escolar na rede municipal de ensino, em Soure, na Ilha do Marajó. A apreensão foi realizada por volta de 14 horas. A carne foi encontrada no interior de um caminhão-baú no porto da balsa que faz a travessia do rio Paracauari, entre as cidades de Salvaterra e Soure. Segundo o delegado Rodrigo Amorim, titular da Polícia Civil em Soure, o veículo saiu de Salvaterra com a carga que seria distribuída em escolas de Soure. 

O caminhão foi abordado no momento em que desceu da balsa. No veículo, estavam o motorista e o dono da carga, Jacy Nunes, 42 anos. "Dentro do baú, foram encontrados diversos sacos de carne em estado de decomposição. Após solicitação de documentos necessários para transporte do produto, o dono da carga informou que não estava de posse da documentação", explica o delegado.

Assim, foi acionada a Agência de Defesa Agropecuária (Adepará) para averiguar a situação. O dono da carne foi conduzido para a Delegacia, para ser autuado em flagrante por receptação e depósito de produto inapropriado para consumo de pessoas. Ele vai permanecer recolhido à disposição da Justiça. Os 800 quilos de carne, detalha o delegado, foram incinerados. 

Jacy Nunes venceu uma licitação aberta pelo município de Soure para contratação de distribuidora de carne bovina para a rede municipal de ensino de Soure. Em depoimento, ele alegou que a carne era procedente de uma fazenda de sua propriedade, mas não disse o nome da empresa fornecedora. 

DESTINAÇÃO Segundo o delegado, em informações coletadas durante a apuração do caso, a carne tinha como destinação a merenda escolar, já que o condutor do caminhão-baú foi contratado para distribuir o produto em escolas municipais de Soure. Ainda, conforme o delegado, o produto não apresentava o selo obrigatório de inspeção da Vigilância Sanitária nem autorização da Adepará. A equipe da Agência de Defesa Agropecuária acompanhou todo o trabalho da equipe de policiais civis em Soure. "A médica veterinária do órgão público atestou que a carne estava inapta para consumo", ressalta.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM NOVE ENVOLVIDOS EM CRIMES NAS CIDADES DE IGARAPÉ-AÇU E MARACANÃ

As Polícias Civil e Militar intensificaram operações em conjunto para combate à criminalidade nos municípios de Igarapé-Açu e Maracanã, no nordeste paraense. Somente nos últimos dias, nove envolvidos em crimes foram presos em flagrante ou em cumprimento de mandados judiciais de prisão preventiva na região. Os presos respondem por crimes diversos, desde tráfico de drogas até porte ilegal de armas de fogo. Em uma das ações policiais, realizada por policiais civis e militares dos municípios de Igarapé-Açu e Magalhães Barata, foram presos Milton Junior Aquino, Clebson Barros Monteiro e Leandro da Silva de Lira por receptação e uso de documentos falsos. Com eles, os policiais apreenderam um carro roubado que estava com documentação falsa. 

DROGAS APREENDIDAS

SOM APREENDIDO

A prisão foi realizada na Vila Mocooca, no município de Maracanã, onde os policiais recuperaram outras motos roubadas. Outro preso, acusado do crime de tráfico de drogas, foi Paulo Félix da Silva, de 21 anos. Ele foi flagrado no momento em que revendia cocaína na Vila São João. Com ele, os policiais apreenderam drogas e dinheiro referente do comércio de entorpecentes. 

Em outra abordagem policial, Eduardo Cordovil de Brito, 21, e Roni Saldanha dos Santos, 22, foram flagrados com uma arma de fabricação artesanal semelhante ao calibre 38. Os dois foram autuados por porte ilegal de arma de fogo. Outro preso com arma de fogo ilegal foi Adenilson Corrêa da Silva, 29 anos, que foi autuado por posse ilegal de arma e por furto. 

Os policiais civis apreenderam, durante outra incursão policial, dois equipamentos de som automotivo, cujos proprietários estavam cometendo perturbação do sossego alheio. A apreensão foi realizada após denúncia de moradores em Igarapé-Açu. 

As ações policiais também resultaram no cumprimento de mandados de prisão preventiva decretados contra Alexandre Leal da Conceição, 21, e Jackson Renan Silva Costa, 19, acusados dos crimes de roubo e furto, respectivamente. Ambos já estiveram presos pelos mesmos crimes e estavam atualmente em liberdade concedida pela Justiça. Todos os presos estão recolhidos à disposição da Justiça. 

POLÍCIA CIVIL PRENDE EM CASTANHAL NO PARÁ FUGITIVO DO PRESÍDIO DE PEDRINHAS NO MARANHÃO

A Polícia Civil apreendeu, neste final de semana, armas e drogas em poder de José Ricardo Silva e Silva, que foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma, em Santa Maria do Pará, nordeste paraense. A apreensão foi realizada por policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), da regional Guamá no Pará, durante trabalho investigativo. 

O preso é investigado pela autoria de um homicídio no município e já responde a processo criminal por tráfico de drogas, além de ter sido apreendido quando menor de idade por ato infracional análogo a tentativa de homicídio.

Conforme o delegado Gabriel Batista, do NAI de Castanhal, o acusado foi localizado em via pública em frente à casa onde reside no município. 

Ao ser revistado, os policiais apreenderam com ele um revólver calibre 38 com uma munição intacta. A prisão ser preso, os policiais fizeram uma vistoria na residência. 

No local, foi apreendida mais uma arma de fogo, no caso, uma espingarda calibre 20 sem marca de fabricação nem numeração visível. 

Foram encontrados também três cartuchos intactos e 19 "trouxas" grandes de pasta de cocaína que estavam dentro de um pote enterrado no quintal da casa. 

Os policiais apreenderam ainda a quantia de R$ 331 em dinheiro da venda de drogas e telefones celulares. O preso foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, e vai ficar recolhido à disposição da Justiça.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PARÁ APROVA PROJETOS QUE GARANTEM MELHORIAS A POLICIAIS CIVIS DO ESTADO

O Parlamento Estadual aprovou em Sessão Ordinária realizada nesta quarta-feira (12), dois Projetos de Lei Complementares nº 2/2017 e nº 3/2017, que garantem melhoria profissional para os policiais civis. Os projetos - oriundos do Governo do Estado - tratam de promoções para os policiais civis e da criação da Divisão Estadual de Narcóticos. Eles foram aprovados em dois turnos e redação final. Agora, serão encaminhados para o governador do Estado, Simão Jatene, para serem sancionados. O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), deputado Márcio Miranda ressaltou a unanimidade da aprovação dos projetos e os benefícios que trarão para os policiais civis e para a segurança pública do Estado. 


“Mais uma vez o Parlamento Estadual cumpre o seu papel, os deputados votaram à unanimidade, com um nível de debate e consciência excelentes e também mais uma vez o parlamento colabora com o funcionalismo público, em particular a Polícia Civil e os delegados, aprovando Projetos de Lei que incorporam mais garantias, mais benefícios, trazendo pra eles mais tranquilidade no decorrer da carreira e no momento posterior, quando se aposentarem”, destacou. O deputado estadual Neil Duarte apresentou uma proposta de emenda, ao segundo projeto, mas não foi aprovada. Os projetos nº 2/2017 e nº 3/2017 alteram a Lei Complementar nº 22, de 15 de março de 1994, que estabelece normas de organização, competências, garantias, direitos e deveres da Polícia Civil do Estado do Pará. 

O primeiro (nº 2/2017) cria a Divisão Estadual de Narcóticos, com uma estrutura de servidores, composta de um cargo de Diretor de Divisão, dois cargos de titular de delegacia, um cargo de chefe de Centro, um cargo de chefe de Cartório de Divisão Especializada, um cargo de chefe de cartório de Delegacia de Polícia, um cargo de chefe de Operações de Divisão Especializada e um cargo de chefe de Operações de Delegacia de Polícia. Já o projeto nº 3/2017 garante promoção para os policiais civis em todos os seus cargos (delegados de polícia, escrivães, investigadores e papiloscopistas), anualmente, no mês de abril e publicadas no Diário Oficial do Estado, no dia 21 de abril. 

“O parlamento do Pará cria condições para que a Polícia Civil seja melhor atendida pelo Estado, no futuro e no presente, e assim possam trabalhar com mais prazer e atender melhor a nossa população nas delegacias, em todos os registros e ocorrências”, destacou Márcio Miranda. Para o líder do governo na Alepa, deputado estadual Eliel Faustino, os dois projetos garantem o fortalecimento da Polícia Civil e da área de segurança pública. “Esses projetos vão propiciar que sejam feitas mais de mil promoções a policiais civis e mais de dois cargos serão criados. E o que temos a festejar é que isso vai suprir uma deficiência de quadros na Polícia Civil e dará um estímulo aos que já integram o quadro do órgão e que receberão promoções e poderão prestar melhor serviços à população”, destacou Eliel Faustino. 

O deputado estadual Iran Lima, da bancada de oposição, destacou que esses projetos atendem a reivindicações que já vinham sendo feitas pelos policiais civis desde 2014. O deputado Neil Duarte apresentou uma emenda ao projeto de Lei Complementar 3/2017, estabelecendo que o cargo de diretor da Diretoria de Identificação do Instituto Médico Legal (IML) fosse de provimento “exclusivo” de papiloscopista. Porém, a emenda não foi aprovada, pois recebeu apenas dez votos favoráveis e 15 abstenções. Para ser aprovada, a emenda precisaria ter 21 votos favoráveis. Permanece vigorando a lei atual que permite o provimento ao cargo por qualquer profissional do quadro da segurança pública. 

Os dois projetos foram, anteriormente, apreciados e votados, na manhã desta quarta-feira (12/04), em reunião conjunta das comissões de Constituição e Justiça (CCJ), Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Segurança, realizada às 8h30, na sala da CCJ. Segundo o presidente da CCJ, deputado Raimundo Santos, ambos tiveram pareceres favoráveis e foi feita uma negociação com a bancada de lideranças para que eles fossem votados em plenário no mesmo dia para garantir que os policiais civis possam ter suas promoções realizadas ainda neste mês de abril, devendo ser publicadas em diário oficial no próximo dia 21. Texto: Avelina Castro ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ALEPA.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA ASSASSINATO DE VEREADOR EM RIO MARIA

A Polícia Civil já investiga as circunstâncias do assassinato do vereador Paulo Chaves Marinho, que era conhecido por Paulão Chefia e que foi morto a tiros, na tarde desta segunda-feira, 10, em Rio Maria, no sudeste paraense. A equipe da Delegacia do município, sob coordenação do delegado Max Müller, já trabalham na apuração do crime. Policiais civis da Superintendência Regional do Araguaia Paraense, sob coordenação do delegado Antônio Miranda, estão em deslocamento para Rio Maria para reforçar as investigações.


Informações preliminares dão conta de que o vereador foi alvejado com cerca de dois tiros na cabeça, por volta de 16 horas, quando estava no bairro Planalto, próximo a uma empresa de produtos laticínios no município. Dois homens seriam os autores dos tiros. Ainda não há suspeitos do crime que tem características de execução. As circunstâncias e motivação do homicídio serão apuradas no decorrer das investigações. 

Segundo o delegado Antonio Miranda, um inquérito policial foi instaurado, no último dia 24 de março, pelo delegado Max Müller, da Delegacia de Rio Maria, para apurar tentativa de homicídio sofrida pelo vereador. Na ocasião, Paulo Marinho conduzia seu carro, quando o veículo foi atingido por disparos, enquanto o vereador retornava da cidade para sua propriedade, perto da comunidade Placas, na zona rural do município. 

quinta-feira, 6 de abril de 2017

POLÍCIA CIVIL PROMOVE CURSO SOBRE RECONHECIMENTO DE ANIMAIS EM SITUAÇÃO DE MAUS TRATOS EM BELÉM

A Polícia Civil, por meio do projeto Sala Verde Ambiente Seguro, vai promover, no próximo dia 18, no auditório da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), em Belém, um curso de capacitação sobre reconhecimento de animais em situação de maus tratos. A programação terá como público-alvo policiais, agentes de Segurança Pública e profissionais da área jurídica. O curso terá seis palestras. Pela manhã, a partir de 8:30, será feita a apresentação da DEMA e do projeto Sala Verde pela investigadora Sonia Gonçalves. 


Em seguida, será a vez do tema "Aspectos Legais do Crime de Maus Tratos - Lei 9.805/1998" a ser abordado pelo biólogo, advogado e especialista em Direito Ambiental e Urbanismo, Augusto Neves. A programação vai contar com a palestra do médico veterinário da Universidade Federal Rural da Amazônia, Heriberto Figueiredo, que vai abordar o tema "Animais de Tração". Ainda, pela manhã, haverá a palestra "Manejo e Identificação de Serpentes" pelo biólogo Breno Jackson de Almeida. 

Pela parte da tarde, serão realizadas duas palestras. A primeira terá como tema "Cativeiro ilegal, maus tratos e suas consequências para o bem-estar e conservação da fauna silvestre na Amazônia Brasileira" pela analista ambiental do Ibama no Pará, Christina Whiterman. Por fim, a programação vai contar com a palestra "Sinais que indicam maus tratos a animais domésticos" pelo investigador de Polícia e médico veterinário da DEMA, Edelvan Soares. O evento terá apoio do Ibama e Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), da Polícia Militar. 

INSCRIÇÕES Os interessados em participar devem se inscrever na própria sede da DEMA ou pelo telefone (91) 3279-5410 em horário comercial. A DEMA fica na rodovia Augusto Montenegro, km-01, ao lado do Centro de Saúde da Marambaia.