sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

POLÍCIA CIVIL PROCURA FALSO PASTOR QUE ESTUPROU FIÉIS EM NOVO REPARTIMENTO

A Polícia Civil está à procura de Pedro Oliveira de Sousa Junior, acusado de se passar por pastor de uma igreja evangélica, para estuprar mulheres, em Novo Repartimento, no sudeste do Pará. Duas vítimas o denunciaram na Delegacia do município. O acusado está com mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça e atualmente está foragido. Os casos foram comunicados ao delegado Arthur Nobre, na quinta-feira, dia 26, quando foi instaurado inquérito policial, para apurar os fatos. A partir do relato de testemunhas e de provas apresentadas, o delegado requereu à Justiça a prisão do acusado. 

Pedro Junior está foragido. Informações pelo fone 181

Segundo o delegado, Pedro Junior se identificava como pastor da Congregação Nova Aliança, onde pregava nos cultos e ganhava cada vez mais a confiança das pessoas da comunidade e, assim, conseguia chamar a atenção de seguidoras da igreja. Ele atuava na região há, pelo menos, sete anos. Após a decretação da prisão, nesta sexta-feira, 27, a equipe policial de Novo Repartimento tentou localizá-lo o município, até descobrir que ele havia viajado para Marabá. 

As buscas ao acusado foram realizadas pela manhã e durante a tarde desta sexta-feira. "Ao chegarmos à cidade, testemunhas nos informaram que ele estava na casa de sua mãe, que mora em Marabá, mas que já teria se deslocado para outro lugar", explicou o delegado. Os policiais civis fizeram novas buscas, mas não conseguiram encontrar Pedro Junior. Conforme o delegado, o acusado usa um carro modelo Renault Logan, cor azul escura, com placa JVG 9165. O delegado solicita a quem tiver informações sobre o paradeiro de Pedro Junior que telefone para o fone 181, o Disque-Denúncia.

Nenhum comentário: