sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

POLÍCIA CIVIL CAPACITOU MAIS DE 1,4 MIL PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA NO ANO PASSADO

A Academia da Polícia Civil (Acadepol), órgão sediado no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP), em Marituba, na Grande Belém, capacitou um total de 1.433 profissionais de Segurança Pública, por meio de cursos visando o contínuo aperfeiçoamento dos servidores públicos que atuam na prevenção e combate ao crime em todo Estado, no ano passado. O dado faz parte do relatório anual das atividades realizadas em 2016 pela Acadepol, unidade responsável pelo preparo e aperfeiçoamento dos policiais civis e demais agentes de Segurança Pública. 


Dentre os profissionais que passaram por capacitações estão policiais civis, militares, bombeiros, agentes prisionais, guardas municipais, entre outros. Os agentes, ao longo do ano, foram qualificados em diversas disciplinas, como habitação, uso e manuseio de armamento letal, condução de veículos de emergência, treinamento de tiro policial, identificação veicular e curso do sistema online de registro de ocorrências policiais (Sisp/WEB). Do total de servidores públicos que passaram por qualificação na Academia estão 1158 profissionais da Polícia Civil, como policiais civis, administrativos, estagiários, entre outros. 

Delegado-geral conversa com policiais civis

Nesta quinta-feira, 26, a Academia da Polícia Civil iniciou os cursos de capacitação do ano de 2017, com o curso de manuseio, manutenção, tiro policial e técnicas de abordagem. No curso de tiro, os policiais civis manusearam a carabina calibre CT 30, novo armamento adquirido recentemente pela Polícia Civil. A abertura das atividades de 2017 contou com a presença do delegado-geral Rilmar Firmino que juntamente com a diretora da Acadepol, delegada Marlise Tourão, deram as boas vindas aos policiais civis que atuam em unidades policiais da região metropolitana de Belém. 


Após as instruções realizadas por instrutores do Grupo de Pronto-Emprego (GPE), que é composto de policiais civis altamente treinados, os profissionais de Segurança Pública foram ao estande de tiros do IESP para manusear o novo armamento. De acordo com o delegado-geral, além da carabina CT 30, os policiais civis também irão passar por treinamentos sobre uso, manutenção e tiro com a outra arma de fogo usada pelos agentes de Segurança Pública, a pistola calibre ponto 40. Ele destaca que um dos objetivos da Polícia Civil, até o final do primeiro semestre, será capacitar os policiais civis. 

Novo armamento

A delegada Marlise Tourão detalha que, além do treinamento com arma de fogo, os policiais civis terão cursos no novo laboratório da Academia. No final deste mês, a Acadepol irá iniciar os cursos itinerantes enviando instrutores para capacitar os policiais civis que trabalham no interior do Estado. A primeira região a receber os cursos é a ilha do Marajó a começar pelos policiais que atuam em Breves e municípios próximos. "Vamos percorrer todas as Superintendências Regionais do interior do Pará, e, por isso, convocamos os policiais civis a participar do curso", salienta. No ano passado, 1.433 servidores públicos da Polícia Civil e de outras instituições de Segurança Pública, como policiais civis, administrativos, estagiários, policiais militares, entre outros, passaram por cursos de capacitação, na Acadepol.

Nenhum comentário: