segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

POLÍCIA CIVIL APREENDE MATERIAL USADO EM JOGO DO BICHO EM BREVES

A Polícia Civil divulgou, nesta segunda-feira, 23, o resultado das ações policiais de combate ao crime no município de Breves, na ilha do Marajó, realizadas de 17 a 20 deste mês. As operações contaram com apoio da Polícia Militar. Cinco pessoas foram presas. Três delas por porte ilegal de arma de fogo e outras duas acusadas de latrocínio - roubo seguido de morte - e homicídios. No mesmo período, dez pessoas foram detidas, no município, por contravenção penal de jogo do bicho durante a operação "Deu Zebra". Diversos objetos usados na prática ilegal foram apreendidos. Segundo o delegado Geraldo Pimenta Neto, da Superintendência da Região do Marajó Ocidental, no último dia 17, as Polícias Civil e Militar do município prenderam Cleiton Furtado Pantoja e apreenderam um adolescente acusados de latrocínio - roubo seguido de morte. 


Os dois são acusados de matar a facadas, durante assalto, o taxista Luan da Silva Freitas, em Breves. No dia seguinte, detalha o delegado, três pessoas foram flagradas com duas armas de fogo ilegais. Renato Furtado Pantoja, Maria do Socorro Souza da Silva e Manoel Neto dos Santos Maia foram presos por porte ilegal de um revólver de calibre 44 e de uma arma de fabricação caseira de calibre 26, além de quatro munições, três delas de calibre 44 e outra de calibre 36. Os objetos foram subtraídos de forma ilegal. O procedimento de prisão em flagrante foi lavrado pelo delegado Carlos Olavo Meschede com base nos artigos 180, do Código Penal (receptação), e 12 do Estatuto do Desarmamento (porte ilegal de arma de fogo). 

Em outra operação conjunta envolvendo policiais civis e militares, foi cumprido o mandado de prisão preventiva de Sandro Silva de Almeida, indiciado em dois inquéritos policiais sob acusação de dois homicídios qualificados. Ele possui outro pedido de prisão preventiva em inquérito policial de homicídio ainda sob apuração. Com o acusado foi apreendido um revólver calibre 32. No momento em que seria preso, o acusado sacou a arma de fogo e a apontou em direção aos policiais, que se defenderam e atingiram o suspeito com tiros nas pernas e em um dos pés. Sandro foi encaminhado inicialmente ao hospital local e depois liberado. 

Ele está preso à disposição da Justiça. Já, no último dia 20, a Polícia Civil deflagrou a operação "Deu Zebra" para combater a contravenção penal do jogo do bicho. Ao todo, dez pessoas foram detidas. Foi apreendida uma máquina para utilização de cartão de crédito, diversos blocos de anotação do jogo do bicho, a quantia de R$ 1.018,75 em dinheiro e outros objetos que comprovam a prática da contravenção penal. A ação policial foi coordenada pelos delegados Geraldo Pimenta Neto, Paulo Junqueira e Artur Carlos Meschede, com apoio de policiais militares do Grupo Tático Operacional (GTO) de Breves. O delegado Geraldo salienta que "as operações visam combater a prática de diversos tipo de crime e irão prosseguir durante todo o ano".

Nenhum comentário: