segunda-feira, 14 de novembro de 2016

POLÍCIA CIVIL PRENDE SUSPEITO DE MATAR ADOLESCENTE DURANTE ASSALTO EM ANANINDEUA

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na noite deste domingo, 14, Carlos Rafael Silva Monteiro, 29 anos, que foi reconhecido por testemunhas como autor do latrocínio - roubo seguido de morte - do estudante Hugo Andrey Costa Miranda, 18 anos. O crime ocorreu na rua 11, do conjunto Júlia Seffer, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. O acusado foi preso por policiais civis da Divisão de Homicídios, sob comando do delegado Fernando Bezerra. Carlos Rafael foi encontrado em sua casa, localizada no mesmo conjunto residencial. Com ele, os policiais civis encontraram as vestes que usava no momento do crime e que foram reconhecidas pelas testemunhas. 

Roupa usada pelo suspeito
ROUPAS ENCONTRADAS COM PRESO
O crime foi por volta de 20 horas, quando a vítima estava ao lado de um grupo de amigos em uma parada de ônibus. Segundo as testemunhas, o suspeito chegou ao local e começou a conversar com a vítima. Passados alguns minutos, os dois passaram a discutir e o acusado sacou uma faca e aplicou um golpe no peito do rapaz. No momento da confusão, o suspeito feriu com a faca a mão de um dos amigos da vítima. Em seguida, o suspeito roubou o celular da vítima.

Logo após o crime, a equipe da Divisão de Homicídios foi acionada e iniciou as investigações no local, ouvindo inicialmente os relatos das testemunhas, que prestaram informações sobre as características físicas do suspeito. Dentre as relatos, as testemunhas prestaram detalhes sobre a roupa usada pelo autor do crime: uma blusa escura de manga curta com uma ancora branca sobre um quadrado azul estampado no peito e bermudas também escuras com estampas em formato de triângulos. 

Durante as investigações, os policiais civis conseguiram chegar à identificação e paradeiro do suspeito, que mora no Júlia Seffer. Na casa, a equipe policial encontrou uma blusa e bermudas com as mesmas características informadas pelas testemunhas do crime, porém a faca e o telefone celular da vítima não foram encontrados. "Os amigos da vítima não tiveram qualquer dúvida em reconhecê-lo como o autor do crime", destacou o delegado Fernando Bezerra. O preso foi conduzido para a sede da Divisão de Homicídios, em Belém, para prestar depoimento e ser autuado em flagrante pelo crime. O corpo da vítima foi removido ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.