sexta-feira, 4 de novembro de 2016

POLÍCIA CIVIL APREENDE ARMAS DE FOGO E MUNIÇÕES DURANTE OPERAÇÃO EM TAILÂNDIA

A Polícia Civil apreendeu durante operação policial, em Tailândia, sudeste paraense, nesta quinta-feira, 3, duas pistolas e mais de 100 munições no interior da casa do empresário Cristiano Miranda Redivo que foi preso em flagrante e indiciado pelos crimes de porte e posse ilegal de arma de fogo e por posse ilegal de munição de uso restrito por lei. Além disso, ele também vai responder por injúria e por fazer ameaças a um microempresário da região usando arma de fogo. 


A operação foi coordenada pelo delegado Washington de Oliveira. Segundo o policial civil, após receber informações sobre ameaças feitas pelo empresário, a equipe policial seguiu até a casa do acusado, onde foi realizada uma revista. Durante o procedimento, os policiais apreenderam as armas e munições e ainda uma faca no local. Cristiano permanece preso à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL PROMOVE CICLO DE PALESTRAS EM ALUSÃO AO DIA DO ESCRIVÃO

A Polícia Civil promoveu hoje, dia 4, no auditório A da Delegacia-Geral, um ciclo de debates em homenagem ao Dia do Escrivão, comemorado em 5 de novembro. Denominado "II Ciclo de Debates alusivo ao Dia do Escrivão de Polícia Civil", o evento foi promovido pela Academia de Polícia Civil (Acadepol) em parceria com a União dos Escrivães de Polícia do Estado do Pará (Unepol), com objetivo de atualizar os escrivães sobre os conhecimentos e práticas que visem a melhorar o desempenho profissional. A programação contou com palestras de temas como "A Polícia Judiciária e o Marco Civil na internet", ministrada pela delegada Beatriz Silveira, assessora de inteligência da Secretaria de Estado de Meio-Ambiente e Sustentabilidade (Semas); "Gestão Estratégica" pela delegada Joseana Falcão, assessora de planejamento estratégico da Polícia Civil; e "A Formação do Escrivão de Polícia e os Avanços na Escrivania", com o escrivão de Polícia Civil Pedro Sérgio Sapucaia. 

Delegadas Beatriz Silveira e Joseana Falcão: palestrantes

A delegada Marlise Tourão, titular da Acadepol, explica que o evento é um momento não só de capacitação e educação continuada, mas também de congraçamento entre os escrivães. “A Academia se sente honrada em promover eventos dessa natureza oferecendo palestras importantes para essa classe de policiais civis que desempenham um serviço indispensável para a instituição. A intenção é promover posteriormente cursos de gestão, não só para a categoria dos escrivães, mas para todos os servidores para que o serviço da Polícia esteja sempre melhorando", destacou. O escrivão Arnaldino Freitas, diretor da Unepol, ressalta o trabalho da entidade em prol da valorização do escrivão. "O objetivo da criação da associação é valorizar o servidor que desempenha um papel fundamental na Polícia Judiciária. O escrivão é responsável por dar oficialidade a todos os documentos de um inquérito policial. Então, a nossa intenção é destacar a importância desse servidor dentro da Polícia Civil", completou. 

Com mais de 20 anos de carreira policial, o escrivão de Polícia Civil Altemir Pacheco destacou a importância da data para os servidores da instituição. "É uma forma de parabenizar os escrivães nesse dia tão importante, onde nós lembramos de todos os profissionais que trabalham todos os dias nas Delegacias de polícia, auxiliando nas investigações e registrando tudo através dos procedimentos policiais. É um momento especial em que nós podemos comemorar a atuação dos profissionais dentro da Polícia Civil", ressaltou. A data 5 de novembro foi instituída como o Dia do Escrivão de Polícia, por ser também o dia que nasceu Ruy Barbosa, um dos mais renomados escritor, poeta, professor, jurista e senador da República do Brasil.

OPERAÇÃO COMBATE DESMATAMENTO ILEGAL EM DOM ELISEU E ULIANÓPOLIS

Uma operação deflagrada nos municípios de Dom Eliseu e Ulianópolis, no nordeste paraense, resultou na apreensão de 153 toras de madeiras, cinco caminhões, dois tratores e uma motosserra que eram usados no desmatamento ilegal na região. A ação foi uma parceria entre a Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), Secretaria de Meio-Ambiente e Sustentabilidade do Estado (SEMAS) e Batalhão de Polícia Ambiental da PM do Pará. Os resultados foram divulgados, nesta sexta-feira, 4. A operação foi iniciada no último dia 28 de outubro e concluída ontem (3). 


Segundo o delegado Luis Xavier, titular da DEMA, a operação ocorreu em decorrência de informações sobre a prática ilegal de extração e transporte de madeira para ser comercializada na região. Assim, uma equipe da DEMA foi deslocada para as áreas dos municípios, para apurar os fatos. Após a constatação dos crimes, os procedimentos foram lavrados pela equipe policial. Ao todo, explica o delegado, foram lavrados três procedimentos contra os responsáveis pelos crimes ambientais pela equipe formada pelo delegado Marco Antonio de Oliveira e Silva, escrivã Ana Pereira; e investigadores Aran Rebouças e Raimundo Carneiro. 

Operação

Eles irão responder por crime de receber ou adquirir, para fins comerciais ou industriais, madeira, lenha, carvão e outros produtos de origem vegetal, sem exigir licença do órgão ambiental; por comercializar motosserra ou utilizá-la em florestas e nas demais formas de vegetação, sem licença ou registro da autoridade, e por construir, reformar, ampliar, instalar ou fazer funcionar, em qualquer parte do território nacional, estabelecimentos, obras ou serviços potencialmente poluidores, sem licença ou autorização dos órgãos ambientais competentes, ou contrariando as normas legais e regulamentares pertinentes. Os crimes são previstos da Lei de Crimes Ambientais. 

POLÍCIA CIVIL PROMOVE AÇÃO ANIMAL NESTE SÁBADO EM BELÉM

A Polícia Civil vai promover, na manhã deste sábado, dia 5, na sede da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), em Belém, o Ação Animal 2016, para prestar atendimentos veterinários, vacinação contra a raiva e promover feira de adoção de animais domésticos. Promovido pelo Projeto Sala Verde, que atua em ações voltadas à educação ambiental, o evento tem previsão de atender 200 cães e gatos previamente cadastrados pelos donos. 

Realizada anualmente, o Ação Animal tem por objetivo reunir parcerias para atuar em prol da conscientização para a posse responsável e contribuir para o bem-estar dos animais de estimação. A ação é resultado de uma parceria entre o projeto Sala Verde da Polícia Civil, a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Centro de Controle de Zoonoses de Belém, Exército Brasileiro, Secretaria de Estado de Meio-Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) .

O evento vai contar ainda com a presença de cães treinados da Companhia Independente de Policiamento com Cães (Canil), da Polícia Militar do Pará, que farão uma demonstração de farejamento, patrulha e ataque. O coordenador do projeto Sala Verde, investigador de Polícia e médico veterinário da DEMA, Edelvan Soares, explica que, além dos atendimentos veterinários, o Ação Animal vai contar com feira de adoção de animais domésticos. Para fazer a adoção, basta apresentar documento de identidade (RG), CPF e comprovante de residência originais no dia do evento. 

SERVIÇO O Ação Animal será realizado de 8 horas da manhã às 14 horas, na sede da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA) localizada na rodovia Augusto Montenegro, km-1, número 155, ao lado do Centro de Saúde da Marambaia.