sexta-feira, 8 de julho de 2016

PRESO ACUSADO DE MATAR SUPOSTA AMANTE DA ESPOSA EM SALINÓPOLIS

PRESO
A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 7, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, Nicivaldo Ramos Rodrigues, acusado de matar uma mulher, em 3 de maio deste ano, em Salinópolis, nordeste paraense. A prisão dele foi realizada pela equipe policial da Delegacia do município, durante a operação "Verão", no momento em que o acusado chegada à cidade, onde pretendia participar de festas realizadas na orla da praia do Atalaia, durante o final de semana. Ele estava foragido desde a época do crime que teria sido motivado por ciúmes por parte do acusado, que suspeitava de um envolvimento amoroso entre a vítima e sua ex-esposa. 

Segundo a delegada Rafaella Lacerda, Nicivaldo pegou uma arma de fogo e procurou a vítima Neutiele Ramos Rodrigues, atraindo-a até uma casa, em Salinópolis, onde disparou um tiro que atingiu a nuca da vítima. A mulher ainda chegou a ser socorrida e ficou dois dias internada em um hospital em Paragominas, porém não resistiu e morreu. Em decorrência das investigações do crime, explica a delegada, o acusado foi identificado e teve sua prisão solicitada à Justiça. 

Apresentado na Delegacia de Salinópolis, após ser preso, o acusado alegou, por seu turno, que o crime teria sido motivado pelo fato de Nicivaldo ter descoberto um suposto envolvimento amoroso entre a vítima e sua esposa na época do crime. O preso já está recolhido no presídio do Centro de Recuperação de Salinópolis à disposição da Justiça. As equipes das Polícias Civil e Militar irão continuar no município, ao longo do mês de julho, realizando operações integradas, visando dar cumprimento a mandados de prisão de foragidos de Justiça.

POLÍCIA CIVIL DESLOCA POLICIAIS CIVIS PARA REFORÇAR POLICIAMENTO NOS BALNEÁRIOS DO PARÁ

Os policiais civis designados para atuar na "Operação Verão 2016" se deslocaram, nesta sexta-feira, 8, para os principais balneários do Estado, onde irão reforçar os plantões das Delegacias da Polícia Civil. Em 24 localidades situadas na região metropolitana e interior do Estado, a Polícia Civil vai contar com mais de 600 servidores públicos a mais para reforçar as Delegacias das regiões que recebem maior número de visitantes durante o período de férias escolares de julho, o que requer, da corporação policial, um policiamento mais intenso para resguardar a integridade física da população local e dos turistas. Estarão em atuação, em cada final de semana de julho, 123 policiais civis de reforço, além dos policiais que já trabalham nessas localidades. Salinópolis é a cidade balneária que vai receber maior quantidade de reforços no interior do Pará. São, ao todo, 19 servidores públicos por fim de semana em atuação no município. 

Bugs reforçarão policiamento nas praias de Salinópolis
VEÍCULOS TIPO BUGS ESTÃO EM SALINÓPOLIS
Doze deles estão de reforço na Delegacia enquanto os demais estarão em atuação na praia do Atalaia, a mais frequentada de Salinópolis. A delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Christiane Ferreira, coordenadora da operação Verão 2016, da Polícia Civil, explica que os policiais civis contarão, em Salinópolis, com apoio de dois veículos da Polícia Civil, tipo bugs, adaptados para trafegar nas praias da região. A Polícia Civil vai contar com duas operações específicas em Salinópolis. Uma delas é a operação "Disque-Silêncio", sob coordenação da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), que irá circular pelas praias do balneário, para combater a poluição sonora e a perturbação do sossego público. A outra é a operação "DPA", da Divisão de Polícia Administrativa, com objetivo de fiscalizar estabelecimentos de diversões públicas quanto ao alvará de funcionamento. Além de atuar nos registros das ocorrências policiais, os policiais civis irão atuar de forma integrada com os outros órgãos que fazem parte da operação, como a Policia Militar, Detran e Corpo de Bombeiros, na repressão a crimes, como o tráfico e o consumo ilícito de drogas. 

Dentre os reforços deslocados aos balneários estão delegados, escrivães, investigadores, papiloscopistas, motoristas policiais, peritos, administrativos e técnicos em informática. Além de Salinópolis, serão reforçadas com mais policiais civis as Delegacias que atendem a outros balneários cuja frequência de pessoas aumenta em julho. São eles: Distrito de Marudá (Marapanim); sede da cidade de Marapanim; distrito de Vila dos Cabanos em Barcarena; distrito de Alter-do-Chão em Santarém; municípios de Colares; São Miguel do Guamá; Vigia de Nazaré; Cametá; Igarapé-Miri; Salvaterra; Soure; Ponta de Pedras; Breves; Bragança; Peixe-Boi; Ourém; São João de Pirabas; Marabá e Conceição do Araguaia. Na região metropolitana de Belém, haverá reforços enviados às Delegacias das ilhas de Mosqueiro e Outeiro e do município de Santa Bárbara do Pará. 

Mosqueiro será a localidade que vai receber maior número de reforços na região metropolitana de Belém. São, no total, 16 policiais civis a mais, por fim de semana, em atuação na Seccional do distrito, onde também haverá operação "Disque-Silêncio" e operação "DPA". Além dessas operações específicas, os agentes da Polícia Civil vão atuar em ações para prevenir a presença de crianças e adolescentes em estabelecimentos de diversões públicas, como casas de shows, boates e motéis, visando proibir a venda de bebidas alcoólicas a eles, a exploração sexual e demais situações de risco. A coordenação geral da operação ficará a cargo da Delegacia-Geral Adjunta (DGA) que vai contar, como reforços da operação, com policiais civis e servidores administrativos lotados nas Diretorias Operacionais, Diretoria Administrativa, Corregedoria e Diretoria de Informática, Manutenção e Estatística da Polícia Civil.