sábado, 2 de julho de 2016

POLÍCIA CIVIL JÁ CONTA COM NOVA DELEGACIA DE POLÍCIA EM MARACANÃ

O Governo do Pará potencializa as ações e investimentos em segurança pública com mais uma Unidade Integrada de Polícia (UIP) no Estado, que contará também com atendimento do Pro Paz. O ponto de segurança do município de Maracanã, no nordeste paraense, foi entregue à população na manhã desta sexta-feira (1º). O espaço se soma a outros 50 já entregues pelo Estado no período de 2011 e 2016. A cerimônia teve a presença do chefe da Casa Civil, José Megale, de autoridades municipais e secretários de Estado. "O governo do Estado já entregou mais de 50 Unidades Integradas e tantas outras estão sendo construídas. Temos que avaliar o avanço que isso representa para o serviço de segurança pública do Estado, um serviço que vem ao encontro do desejo da sociedade, que é também humanizado", afirmou José Megale. 


DELEGADO RILMAR FIRMINO
A construção do prédio, localizado na Rodovia PA-127, no bairro Apeteua, recebeu investimento de mais de R$ 1.160 milhão, além de R$107 mil para a aquisição de material de informática e mobiliário. Os recursos para execução da obra são provenientes do Fundo de Investimento de Segurança Pública (Fisp). "Ninguém procura o serviço de segurança em um momento de festa, e sim em um momento de dor, e encontrar um ambiente saudável como este já ameniza o sofrimento do cidadão. A prevenção também faz parte do novo modelo implantado pelo governo do Estado", explicou o chefe da Casa Civil. 




A UIP é baseada em um modelo inovador de segurança que tem como alicerce a cultura da paz e a articulação entre o poder público estadual e a comunidade para o desenvolvimento de ações de proteção e inclusão social. O trabalho se dá de forma integrada com as polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros, que vão operar 24 horas, além do trabalho de assistência social do Pro Paz, para acompanhamento de vítimas com psicólogos e assistentes sociais. 

Estrutura – A UIP tem ainda espaços para mediação de conflitos, monitoramento e reconhecimento, sala de escrivão e cinco banheiros, um adaptado para portadores de deficiência. O prédio é dotado de alojamentos para as guarnições, copa/ cozinha, sala de convivência para os policiais e estacionamento. "Além da estrutura física, que por si só já demonstra a responsabilidade e o respeito que o governo do Estado tem com a população e com nós servidores da segurança pública, a unidade otimiza os meios. Ao agregar os serviços de segurança pública em um só prédio, economizamos nas instalações, em energia, água, e isso é respeito também ao contribuinte. Sem contar também com o fortalecimento da integração das polícias, que é um diferencial. As operações e investigações são desencadeadas de maneira conjunta, dando mais celeridade, e isso é muito importante", pontuou o delegado geral, Rilmar Firmino. 


O delegado também destacou os investimentos do Estado, que vão além das estruturas físicas. "O momento é difícil, mas mesmo com essas turbulências econômicas, os investimentos do Estado não sofreram qualquer tipo de problema. As obras estão sendo entregues e os concursos estão em andamento, como o dos Bombeiros e Polícia Militar", disse Rilmar Firmino. Entre os moradores que comemoraram a implantação da Unidade Integrada de Polícia está a comerciante Natália de Oliveira. "Um espaço como esse é muito importante não só para a população de Maracanã, mas para todo Estado. Nós que temos comércio sempre temos medo de assaltos, mas essa UIP nos dará mais segurança e confiança para darmos andamento ao nosso negócio", afirmou. "Ver o município crescer com os investimentos do Estado nós faz acreditar em um futuro melhor", destacou. 


INVESTIMENTOS De 2011 até os primeiros meses deste ano, o governo do Estado já investiu R$ 86 milhões apenas na reforma e construções de Unidades Integradas de Polícia (UIP) e Unidades Integradas Pro Paz (UIPP). Isso equivale a um investimento anual de R$ 17 milhões apenas na estrutura física do sistema de segurança pública paraense. Entre as inaugurações mais recentes está a UIP de Capanema. O prédio de dois andares, o maior espaço do tipo na região nordeste paraense, recebeu investimento de R$ 3,5 milhões na construção, R$ 381 mil em mobiliário e R$ 31 mil em material de informática. Além dos serviços das polícias Civil e Militar, a unidade conta com Delegacia da Mulher, Núcleo Integrado de Operações (Niop), Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e Posto de Identificação Civil.

POLÍCIA CIVIL TRANSFERE PARA PRESÍDIO ACUSADO DE ROUBAR MOTO E DE AMEAÇAR EX-COMPANHEIRA EM RURÓPOLIS

A Polícia Civil transferiu, no último dia 30, da Delegacia de Rurópolis para o presídio em Itaituba, sudoeste do Pará, logo após ter o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, o preso Gerônimo Lima, 32 anos, de apelido 17, acusado de envolvimento nos crimes de roubo de bicicleta e violência doméstica. Ele foi preso em decorrência de inquérito policial instaurado apurar roubo cometido, no último dia 17 de junho. Na ocasião, o acusado teria pego carona com um motociclista desde a sede de Rurópolis até a localidade de Vicinal dos Baianos, onde, ao chegar a este local, esfaqueou o condutor do veículo pelas costas e roubou a moto. 


Durante as investigações do crime, o delegado Ariosnaldo Vital Filho verificou que em outro inquérito, instaurado para apurar violência doméstica, o acusado tinha as mesmas características do suspeito do roubo da moto. Nesse inquérito, explica o policial civil, Gerônimo foi acusado de fazer ameaças à ex-companheira. A vítima do roubo da moto, ao ser ouvida em depoimento, fez o reconhecimento do acusado por meio de uma fotografia. 

Com base nas provas, o delegado representou na Justiça com pedido de prisão preventiva. Após o cumprimento da ordem judicial, cuja prisão foi cumprida por uma guarnição da PM, o acusado foi transferido para o presídio mediante autorização da Justiça pelos investigadores Fagner André e Marcos Amorim, com apoio do administrativo Wesley Barros.