sexta-feira, 24 de junho de 2016

POLÍCIA CIVIL PROMOVE PALESTRA SOBRE IDENTIFICAÇÃO, COLETA E PRESERVAÇÃO DE EVIDÊNCIA DIGITAL

Policiais civis assistiram, nesta quinta-feira, 23, à palestra proferida pelo perito criminal do Departamento da Polícia Federal do Pará, Gustavo Pinto Vilar, sobre "Identificação, Coleta e Preservação da Evidência Digital". A capacitação foi realizada na Delegacia-Geral, em Belém, e reuniu cerca de 50 policiais civis que atuam em Delegacias, Seccionais e Divisões Especializadas na capital e interior do Estado. A atividade foi promovida pela Academia da Polícia Civil (Acadepol). 

Perito Criminal Gustavo Vilar
PALESTRA
Durante a palestra, o perito apresentou casos específicos e traçou abordagens com análises diversas sobre o chamado vestígio digital, desde a identificação até preservação do mesmo com vistas à investigação criminal. Vestígios digitais ou tecnológicos são sinais, marcas ou objetos deixados por usuários em serviços digitais, como logs em servidores, documentos de texto, mensagens eletrônicas, históricos de navegação do browser, entre outros. O perito criminal detalhou sobre o uso dos recursos tecnológicos para a prática de crimes. 

EVENTO NA DELEGACIA-GERAL
Segundo ele, seja como meio ou como fim, o indivíduo que utiliza os sistemas computacionais para cometimento de delitos produz vestígios de natureza lógica ou física. Ele ressalta que a utilização desses recursos computacionais deixa evidências que podem ser identificadas e utilizadas para estabelecer materialidade, dinâmica, autoria e até motivação de um fato criminoso cometido por meio tecnológico. Ao final da palestra, os policiais civis participantes receberam certificados expedidos pela Acadepol, cuja diretora, delegada Marlise Tourão e equipe, fizeram-se presentes no treinamento.

POLICIAIS CIVIS PRENDEM AUTORES DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO E HOMICÍDIO EM NOVO REPARTIMENTO

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 23, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, de Gilvan Lopes Torres; Fernando de Sousa Silva, de apelido "Fernandinho Maracajá", e Rodrigo de Mesquita Silva, de apelido "Elástico", acusados de envolvimento na tentativa de homicídio de Eder Aparecido da Silva Vieira e na morte de Fredson Apolinário de Sousa. Os crimes foram registrados em Novo Repartimento, sudeste do Estado. 

As prisões foram cumpridas pela equipe da Delegacia de Conflitos Agrários de Marabá (Deca) e os mandados de prisão dos acusados são resultados de representação do delegado Alenson Lameira, titular da Delegacia de Novo Repartimento. Segundo o delegado Alexandre Nascimento, titular da DECA de Marabá, os presos e as vítimas são envolvidas com a ocupação da fazenda Balsinha, localizada na zona rural de Novo Repartimento. Os crimes teriam ligação com um possível conflito agrário ainda sob investigação. Fredson foi morto em maio deste ano, na zona rural do município, enquanto que Eder Aparecido foi vítima de tentativa de homicídio na sede da cidade no último dia 9.

Ambas vítimas são lideranças da ocupação da fazenda, enquanto que os acusados também fazem parte da ocupação. Os três acusados foram presos no momento em que se apresentaram na DECA para prestar depoimento em um inquérito sobre a ocupação da fazenda. Os presos já estão recolhidos à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL DISPONIBILIZA SERVIÇOS ONLINE PARA REGISTRO POR MEIO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS

A Polícia Civil informa aos proprietários de dispositivos móveis, como Smartphones e Tablets, com acesso à internet, que os registros de Boletins de Ocorrência (BOs) já podem ser realizados, por meio desses aparelhos, através do site da Delegacia Virtual do Pará. Qualquer pessoa, por meio desses dispositivos, pode acessar de onde estiver o site para registrar ocorrências de extravio ou perda de documentos e de telefones celulares, acidentes de trânsito sem vítimas e, ainda, pode solicitar a emissão da segunda via do Boletim de Ocorrência registrado no site. 


Ao acessar o serviço online, o usuário não precisará procurar uma Delegacia ou Seccional para solicitar o carimbo do documento, pois o Boletim de Ocorrência virtual já conta com número de autenticação digital, que certifica o documento para fins de direito. Para registrar o BO virtual, o cidadão deve acessar, de seu dispositivo móvel, o endereço da Delegacia Virtual na internet (www.delegaciavirtual.pa.gov.br) e depois selecionar uma das opções para registro da ocorrência. Em seguida, o usuário do serviço online vai preencher os dados pessoais e prestar as informações da ocorrência de extravio ou perda de documentos e de telefones celulares, ou registrar acidente de trânsito sem vítima. Ao final, o próprio site vai gerar o Boletim de Ocorrência registrado, que poderá ser enviado por e-mail ou ainda salvo no próprio dispositivo móvel. 

Outro serviço online que a Polícia Civil disponibiliza por meio da internet e que pode ser acessado através dos dispositivos móveis é o Agendamento Eletrônico para emissão da carteira de identidade civil. Basta acessar o site do serviço na internet (agendamento.policiacivil.pa.gov.br) e preencher as informações solicitadas.