terça-feira, 14 de junho de 2016

POLÍCIA CIVIL PROMOVE PROGRAMAÇÃO ALUSIVA AO DIA MUNDIAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA

A Polícia Civil promoveu, nesta terça-feira, 14, uma programação alusiva ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, em Belém. Durante a manhã, o auditório da Delegacia-Geral foi palco de palestra sobre saúde e direitos dos idosos, programação cultural com grupos de idosos atendidos em centros de convivência de Belém e serviços gratuitos de saúde para servidores públicos da corporação, idosos e usuários dos serviços da Polícia Civil. 

O evento foi uma promoção do Núcleo de Pacificação e Prevenção da Violência (Nuprev) da Polícia Civil; e das Diretorias de Recursos Humanos (DRH); de Atendimento ao Servidor (DAS) e de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV). A programação foi alusiva ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa celebrado em 15 de junho.

A programação contou com presença da delegada Regina Tavares, titular da Delegacia de Proteção ao Idoso (DPID), a qual fez a fala de abertura do evento. Ela falou sobre a programação da Semana do Idoso, realizada desde o último dia 8, que contou com visitas aos centros de convivência de idosos, para palestras, e a projetos voltados a terceira idade, na capital paraense. Logo em seguida, foi realizada a palestra com a assistente social Luciléa Santos, da DPID. Na palestra, ela abordou orientações gerais sobre qualidade de vida da pessoa idosa após a aposentadoria, ressaltando a importância do planejamento para o futuro. "É preciso planejamento desde cedo e em vários aspectos. Como o valor da aposentadoria complementar depende inteiramente do tempo de contribuição e da quantia que se optou para contribuir, quanto antes ela for iniciada melhor", destaca. Além do planejamento econômica, salienta a assistente social, o idoso precisa dar atenção ao lado psicológico.

Para ela, para evitar que os idosos se sintam sozinhos, existem grupos de convivência em que os idosos podem fazer novas amizades e conviver com pessoas de fora do âmbito familiar. Outras atividades que podem ser desempenhadas pelos idosos são artesanato, dança e pintura. A prática de atividades físicas, salienta Luciléa Santos, também é muito importante para envelhecer com saúde. Assim como, os idosos devem procurar manter o cérebro bem ativo, com uma boa leitura, por exemplo, para estimular o raciocínio e ajudar na prevenção da perda da memória. "Quanto mais cedo bons hábitos forem adquiridos, maiores são as chances de se chegar à maturidade com saúde", enfatiza.

Também, durante o evento, foi realizada programação cultural com apresentação de dança folclórica com idosos que integram os grupos de terceira idade do Centro de Convivência da Terceira Idade "Zoé Gueiros", localizado no bairro do Tapanã, em Icoaraci, Belém. Muitos servidores da Polícia Civil aproveitaram a oportunidade para receber atendimentos de saúde, como verificação de pressão arterial, checagem de glicemia; consulta médica; atendimento psicossocial e embelezamento facial. 

POLÍCIA CIVIL VAI PROMOVER "BLITZ" PARA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS EM BELÉM

A Polícia Civil vai promover, nesta quarta-feira, 15, uma programação de atendimentos, orientações jurídicas e distribuição de material informativo, na Avenida Presidente Vargas próximo da Rua Santo Antonio, centro comercial de Belém, para marcar o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A atividade, denominada de "blitz da consciência", será realizada pela equipe da Delegacia de Proteção ao Idoso (DPID) formada por equipe de Serviço Social e da Polícia Civil. A programação, que marca o encerramento das atividades da Semana do Idoso, será realizada de 8 horas da manhã até meio-dia. 

PALESTRA A IDOSOS
Além da entrega de panfletos informativos sobre direitos da pessoa idosa, a "blitz" vai contar ainda com atendimentos de saúde aos idosos, por meio de aferição de pressão arterial, e atendimento social no local. A delegada Regina Beleza Tavares, diretora da Delegacia, unidade vinculada à Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV), da Policia Civil, explica que a semana de conscientização contra a violência à pessoa idosa começou no último dia 8, com visitas a abrigos e centros de convivência de idosos situados em Belém e na região metropolitana. 

A atividade contou com palestras aos idosos atendimentos nesses centros sobre os direitos da pessoa idosa e também foram realizadas orientações ao público em geral sobre conscientização quanto às denúncias de casos de abuso dos direitos dos idosos na tentativa de desenvolver a cultura de não aceitação da violência. A equipe da DPID vai fornecer informações sobre as consequências jurídicas e emocionais da violação de direitos, além de conscientizar a população quanto à importância da proteção à pessoa idosa. 

Só no ano passado, a Delegacia de Proteção ao Idoso registrou 390 ocorrências de diversos crimes previstos no Estatuto do Idoso, como maus tratos, abandono, desvio de proventos do idoso, lesões corporais, entre outros. Desse total, 129 geraram procedimentos policiais, como inquéritos, Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) e prisão em flagrante. Dos 129 procedimentos, a Delegacia teve uma prisão em flagrante, 21 inquéritos instaurados e 107 TCOs foram lavrados. Todos os procedimentos foram encaminhados à Justiça para providências legais.