sábado, 28 de maio de 2016

POLÍCIA CIVIL CUMPRE MANDADO DE PRISÃO PREVENTIVA POR MORTE CAUSADA POR CRIME DE TRÂNSITO EM TUCUMÃ

Moto da vítima
MOTO DA VÍTIMA
A Polícia Civil prendeu, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, Jeferson Lima Brito, por causar a morte de uma pessoa durante disputa de racha (corrida não autorizada) com uso de motos, em Tucumã, sudeste paraense. A morte ocorreu no último dia 8.

Um inquérito foi instaurado pelo delegado William Crispim para apurar o caso, o que resultou na decretação da prisão do acusado. A informação foi divulgada neste sábado, 28. 

Segundo o delegado, em disputa de corrida de motos, a vítima Paulo Henrique Peixoto Pereira, acabou por perder o controle da moto e se acidentar gravemente, vindo a falecer. 

As investigações mostraram que a vítima disputava a corrida com Jeferson numa aposta no valor de R$ 50, na rodovia da região, trecho entre as cidades de Tucumã e Ourilândia do Norte. 

O delegado ressalta que a prática de corrida não autorizada, mais conhecida como "racha", é crime previsto no artigo 308, do Código Nacional de Trânsito, e tem pena que varia de 5 a 10 anos de reclusão. 

Com base nas provas coletadas, durante o inquérito, o delegado representou na Justiça pela custódia preventiva de Jeferson que, assim, foi preso e está recolhido à disposição do Poder Judiciário, para responder pelo crime. 

A prisão dele foi realizada pela equipe da Delegacia de Tucumã formada pelo delegado e pelos investigadores Brito e Davi, e escrivão Moia. 

POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM ACUSADO DE DESCUMPRIR MEDIDA PROTETIVA DE AFASTAMENTO EM SOURE

A Polícia Civil prendeu, em cumprimento a mandado de prisão preventiva por descumprimento de medida protetiva de urgência, Rafael Messias Aguiar de Sousa, em Soure, na ilha do Marajó. A ordem de prisão foi expedida pela Justiça após a ex-companheira dele ter procurado a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Soure para comunicar que o acusado não estava cumprindo medida cautelar determinada pela Justiça de afastamento. A prisão de Rafael foi cumprida de forma conjunta por policiais civis da DEAM e da Superintendência da Região do Marajó Oriental. 


O delegado Lucas Sadigursky, da Polícia Civil de Soure, explica que, no último dia 24, a ordem de prisão foi expedida pelo Poder Judiciário. A medida foi solicitada pela DEAM de Soure depois que a vítima denunciar o agressor de descumprimento de medida cautelar. Segundo o policial civil, após a conclusão do inquérito policial na Delegacia Especializada, em que o acusado foi indiciado por crime de lesão corporal, a vítima compareceu até a unidade policial para comunicar que Rafael ainda a procurava e que usava de meios violentos para se aproximar, fato confirmado por várias testemunhas. Diante disso, foi solicitada à Justiça a prisão preventiva por descumprimento de medida protetiva de urgência e o acusado foi preso pelos investigadores Torres e Davisson, sob coordenação do delegado. Ele está recolhido à disposição da Justiça. 

POLÍCIA CIVIL LAMENTA MORTE DE INVESTIGADOR EM BELÉM

A Polícia Civil divulgou nota oficial sobre a morte do investigador Mário Soares da Rocha, 51 anos, que tinha 25 anos de carreira policial e estava atualmente lotado na Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). Na nota, a corporação informa que o policial civil morreu após ser baleado em uma praça no bairro de Val-de-Cães, em Belém. O velório está sendo realizado na funerária União Good Pax, localizada na Travessa Lomas Valentinas, perto da Avenida 25 de Setembro, bairro do Marco. O enterro está marcado para as 15 horas, no cemitério parque Max Domini II.

INVESTIGADOR MÁRIO ROCHA
A instituição se solidariza com a dor da família, amigos e colegas de trabalho enlutados e faz votos de condolências, rogando a Deus para que fortaleça a todos nesse momento difícil. Nossa homenagem a esse servidor público que honrou sua carreira por toda uma vida de dedicação ao trabalho e à sua família. "Combati o bom combate, encerrei a minha carreira e guardei a fé". 2 Timóteo 4:7.