quarta-feira, 4 de maio de 2016

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDE ACUSADO DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL EM MELGAÇO

As Polícias Civil e Militar de Melgaço, na Ilha do Marajó, prenderam nesta terça-feira, dia 3, Edenilson Santos da Silva, pelo crime de estupro de vulnerável. Ele é acusado de violentar uma criança de 10 anos de idade. As investigações apontaram que o acusado levou a vítima para a estrada em uma motocicleta e a ameaçou com um estilete. 

CIDADE DE MELGAÇO
Em depoimento, a criança afirmou que foi abordada pelo motoqueiro que estava com uma camisa de mototáxi e foi ameaçada por ele. Segundo o delegado Rodrigo Amorim, uma testemunha que estava no local acionou a Polícia, que seguiu Edenilson e o encontrou na zona rural do município. 

O exame pericial confirmou o crime. O acusado foi encaminhado para os devidos procedimentos e está recolhido à disposição da justiça.

POLÍCIA CIVIL DESLANCHA OPERAÇÃO "ÁGUAS GRANDES" PARA COMBATER ROUBOS EM BRAGANÇA

A Polícia Civil já deu início às ações de prevenção e combate ao crime na cidade de Bragança, uma das regiões mais procuradas por turistas do nordeste paraense. Denominada de "Águas Grandes", a operação policial faz parte de outras ações policiais que visam o combate principalmente aos roubos que tendem a se intensificar no período das férias escolares em julho. Iniciado no último dia 29 de abril, o trabalho policial já conta com resultados. Seis pessoas foram presas acusadas de envolvimento em roubos com uso de arma de fogo no município.

PRAIA DE AJURUTEUA
Conforme o delegado Marcelo Mendes, da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Bragança, a operação tem por meta cumprir mandados judiciais de prisão de pessoas comprovadamente envolvidas em roubos e já devidamente indiciadas em inquéritos policiais instaurados para apurar os crimes. Durante a operação, foram cumpridos os mandados de prisão dos irmãos Paulo Edison e Paulo Cledison da Conceição Fonseca; Elionay Ribeiro da Silva; Cinara do Socorro Azevedo Cardoso; Gleydson Romário Mota dos Santos e João Gregório de Sousa Filho. 

PRESOS
As prisões foram realizadas na cidade de Bragança e na praia de Ajuruteua, famoso balneário da região e um dos mais procurados do Estado. Em poder dos presos, os policiais civis apreenderam objetos supostamente roubados, como aparelhos de telefonia móvel e joias. Os acusados já estão recolhidos à disposição da Justiça. A ação policial conta com a equipe formada pelos investigadores Andrey George, Marco Santiago, Gerson Mescouto e Natanael Soares, e escrivães Amanda Pina e Bruno Thiago, sob coordenação do delegado Marcelo Mendes.