sexta-feira, 1 de abril de 2016

POLÍCIA CIVIL DE CAPANEMA FECHA PONTO DE REVENDA DE MACONHA NA CIDADE

A Polícia Civil desarticulou nesta sexta-feira, 1, um ponto de revenda de entorpecentes no bairro Aparecida, em Capanema, nordeste paraense. No local, os policiais apreenderam grande quantidade de maconha e dinheiro resultante da venda da droga. Raimundo Ferreira do Nascimento, 36 anos, responsável pelo tráfico no local, foi preso em flagrante e vai responder pelo crime na Justiça. O delegado Augusto Damasceno, titular da Polícia Civil em Capanema, explica que o flagrante foi resultado de investigações realizadas pela equipe de policiais civis do município após denúncia anônima. 

A informação recebida inicialmente, detalha o delegado, seria de que a residência do acusado seria um ponto de revenda de drogas. Assim, para confirmar a prática criminosa na casa, os policiais civis passaram a fazer uma vigilância perto do local até que constataram a venda de drogas. Dentro da residência, dois compradores de drogas foram abordados no momento em que adquiriam maconha no local. Após o flagrante, os policiais civis solicitaram apoio a policiais militares para fazer a condução de Raimundo Nascimento e dois usuários de drogas até a sede da Polícia Civil em Capanema. Ainda, durante revista na casa, os policiais apreenderam joias e uma moto de procedência desconhecida. 

POLÍCIA CIVIL DE URUARÁ IMPEDE SEQUESTRO DE ESPOSA DE EMPRESÁRIO NO MUNICÍPIO

A Polícia Civil desarticulou, ontem, um plano para assaltar um posto de combustível em Uruará, sudoeste do Pará. Dois assaltantes pretendiam sequestrar a esposa do gerente do posto para exigir dinheiro do proprietário do estabelecimento para libertá-la com vida. O crime foi evitado pela equipe policial do município que conseguiu prender Edvan Lopes dos Santos, 25 anos, um dos acusados de planejar o assalto. Com ele, os policiais apreenderam um revólver de calibre 38 com seis munições intactas. O delegado Walison Damasceno, diretor da Delegacia de Uruará, explica que Edvan foi localizado após levantamentos feitos pelos policiais. O preso foi encontrado em uma residência na cidade. 

ARMA APREENDIDA COM PRESO
 Ainda, conforme o policial civil, o preso e um comparsa, de nome ainda desconhecido, vieram de Altamira para Uruará, com objetivo de praticar o assalto mediante sequestro da vítima, crime conhecido como "sapatinho". Conforme o delegado, os assaltantes iriam cometer o sequestro no momento em que a vítima saísse de casa. 

A operação policial teve início depois que informações sobre o crime chegaram ao conhecimento da equipe de policiais de plantão na Delegacia. "Eles diligenciaram com objetivo de colher informações sobre movimentações estranhas nas proximidades do posto e descobriram que duas pessoas suspeitas estavam em uma motocicleta na cidade portando duas armas de fogo", detalha Damasceno. 

PRESO
Assim, a equipe passou a investigar os suspeitos até descobrir o esconderijo da dupla no dia de ontem. 

 O escrivão Ivan dos Santos, e os investigadores José Tadeu e Eladio Cruz, sob comando do delegado Walison Damasceno, abordaram a residência, no centro da cidade, onde Edvan foi preso. 

Na casa havia ainda um recipiente com gasolina, que seria usado para abastecer a moto usada pelos criminosos. Na Delegacia, a proprietária de uma moto roubada reconheceu o preso como autor do crime registrado na noite anterior. 

Os policiais foram até uma mata, onde, segundo o preso, a moto e o celular roubados estavam escondidos. Edvan vai responder por roubo qualificado. O comparsa dele será investigado. 

POLÍCIA CIVIL RECUPERA PARTE DE MERCADORIA ROUBADA NO BAIRRO DA TERRA-FIRME EM BELÉM

A Polícia Civil recuperou parte de uma mercadoria roubada de uma caminhão pertencente a uma empresa de cosméticos, nesta sexta-feira, 1, no bairro da Terra-Firme, em Belém. Durante operação realizada por policiais civis da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) do bairro, dois acusados de envolvimento no roubo foram localizados. Um deles é Anderson Luiz Costa Souza, 28 anos, que foi autuado em flagrante pelo crime. O outro é um adolescente de 17 anos. Com os dois, foram apreendidas mais de 20 caixas com produtos roubados. 


Uma denúncia anônima ao serviço 181, o Disque-Denúncia, levou a equipe policial da UIPP da Terra-Firme até o endereço onde estavam os acusados. O delegado Victor Manfrini, que coordenou a operação, conta que, após receber a informação, os policiais civis foram até o local e ali encontraram parte da mercadoria. Conforme o policial civil, o assalto ao caminhão que transportava os produto ocorreu por volta de 14 horas, na rua Lauro Malcher, nesse bairro. "As 20 caixas são parte da mercadoria roubada", informou o delegado. 

Ainda, segundo Manfrini, o crime foi praticado por cinco pessoas. Os outros três envolvidos no assalto não foram encontrados, mas serão investigados. Os produtos recuperados foram levados para a sede da UIPP da Terra-Firme para serem entregues ao proprietário. Anderson permanece preso à disposição da Justiça, enquanto o adolescente foi encaminhado para a Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA), para responder pelo ato infracional.

POLÍCIAS CIVIL E RODOVIÁRIA ESTADUAL FLAGRAM CRIME AMBIENTAL DURANTE OPERAÇÃO EM GOIANÉSIA DO PARÁ

As Polícias Civil e Rodoviária Estadual deflagraram, ontem, operação denominada "Artemis", em Goianésia do Pará, nordeste paraense, para combate a crimes na região. Durante a ação, os policiais apreenderam um caminhão-baú que fazia transporte ilegal de peixes da espécie arraia-pintada. O veículo estava seguindo em direção à Belém, onde a carga seria comercializada em feiras da capital paraense. 






Ao todo, os policiais encontraram 34 arraias-pintadas. De acordo com o delegado Arthur Nobre, titular da Delegacia de Goianésia do Pará, a abordagem foi realizada na rodovia BR-010 (Belém-Brasília), durante a operação conjunta. A carga ilegal de arraias-pintadas estava escondida por trás de vários móveis dentro do baú do caminhão. "O transporta estava sendo feito de forma velada para tentar camuflar a mercadoria", explica o policial. 


Após a apreensão, os policiais civis e rodoviários estaduais, com apoio de agentes da Secretaria de Meio-Ambiente de Goianésia do Pará, conduziram a carga apreendida até o rio, onde as arraias-pintadas foram soltas para retornar ao seu habitat. "Todos os animais conseguiram sobreviver e foram devolvidas à natureza", destaca o delegado. O responsável pelo transporte ilegal dos peixes vai responder pelo crime ambiental na Justiça. 

PRESO FORAGIDO DE PERNAMBUCO E ACUSADO DE ESTUPRAR MENINA DE 10 ANOS EM MARABÁ

A Polícia Civil prendeu, ontem, em cumprimento a mandados judiciais de prisão preventiva, dois homens acusados de cometer os crimes de homicídio e estupro de vulnerável. As prisões foram realizadas em Marabá, sudeste paraense. Um dos presos foi capturado por policiais civis da Delegacia da Cidade Nova, por ordem de prisão expedida pela Justiça de Pernambuco. Leandro Glauber Alves Araújo responde a processo criminal por homicídio qualificado na Justiça desse Estado. O crime teria sido praticado na cidade de Petrolina, interior pernambucano, em 2013. 

LEANDRO GLAUBER: FORAGIDO DE PERNAMBUCO

Segundo o delegado Marcelo Delgado, titular da Polícia Civil em Marabá, a prisão foi cumprida por policiais civis coordenados pelo delegado Márcio Maio, da Delegacia da Cidade Nova, e policiais do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) de Marabá. Leandro Glauber vai ficar recolhido à disposição da Justiça de Pernambuco em Marabá no aguardo de recambiamento ao Estado de origem, para responder pelo crime. 

ACUSADO DE ESTUPRAR CRIANÇA
ESTUPRO DE VULNERÁVEL O outro preso é Antonio Silva Vieira, acusado do crime de estupro de vulnerável, em Marabá, onde é acusado de abusar sexualmente de uma menina de dez anos.

A ordem de prisão foi cumprida pela equipe de policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), de Marabá. Segundo Marcelo Delgado, o crime ocorreu em 24 de março deste ano. 

Em decorrência do ato criminoso, Vieira provocou lesão corporal na vítima que precisou passar por cirurgia. A Justiça de Marabá também decretou mandado de busca e apreensão na casa do acusado. 

No local, durante a revista, a equipe policial encontrou diversos objetos com vestígios de sangue. Tudo foi encaminhado para perícia de comparação genética, pois há suspeitas de que o crime tenha ocorrido nesse local. Antonio Vieira vai permanecer recolhido à disposição da Justiça. 

PRESOS EM URUARÁ NO PARÁ DOIS FORAGIDOS DA JUSTIÇA


PRESO RICARDO LIMA
A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 31, em cumprimento a mandados de prisão preventiva, dois homens acusados dos crimes de roubo e tráfico de drogas, em Uruará, sudoeste do Pará.

Um dos presos é Kennedy Furtado de Moura, que é apontado por participação no assalto a um posto de combustível, em 4 de setembro do ano passado. Após o crime, a equipe da Polícia Civil identificou o acusado durante as investigações.

O delegado Walison Damasceno, titular da Delegacia de Uruará, solicitou à Justiça a prisão do acusado, cujo mandado judicial foi decretado.  

Os investigadores Eládio Cruz e José Tadeu Ferreira, e escrivão Ivan Santos, localizaram e prenderam o acusado, que já está recolhido à disposição da Justiça. 

O outro preso é Ricardo Dutra Lima que responde a processos criminais por tráfico de drogas, receptação de roubo e furto, na Comarca de Altamira. Ele foi encontrado em uma casa, em Uruará, durante investigações realizadas pela equipe policial do município. 

Segundo o delegado, Ricardo estava escondido no local com consentimento do dono do imóvel, Gustavo Ferreira de Araújo, 25. 

Durante revista na casa, os policiais apreenderam uma quantidade de maconha enterrada no quintal. O proprietário da residência foi preso em flagrante por tráfico de drogas e por favorecimento pessoal do acusado.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR ACABAM COM ESQUEMA DO DISQUE-DROGAS EM ORIXIMINÁ NO PARÁ

As Polícias Civil e Militar deflagraram, nesta sexta-feira, 1, em Oriximiná, oeste paraense, uma operação integrada que resultou na desarticulação de um esquema de tráfico de drogas conhecido como "disque droga". Em um uma casa, localizada na sede do município, foram apreendidas 12 pedras de "crack", droga derivada da cocaína, e material usado para preparar o entorpecente para venda. Ainda, no local, os policiais prenderam em flagrante a pessoa responsável pelo crime. O amazonense Eleson Lima Barros foi abordado inicialmente quando caminhava na rua perto do imóvel. 


Logo em seguida, ele foi conduzido para a residência, onde foi apreendida a droga e ainda 56 pedaços de plástico cortado que era utilizado para embalar as drogas. Segundo o delegado Gilberto Aguiar, superintendente da Polícia Civil na região do Baixo Amazonas, o flagrante foi resultado de um monitoramento feito pelos policiais visando desmantelar o ponto de tráfico de drogas no município. 

O preso, ressalta o delegado, é apontado como o responsável pelo comércio de entorpecentes ilegais na modalidade do "disque drogas", em que compradores entram em contato com o acusado por telefone e combinam a entrega da droga. Após ser preso em flagrante, Eleson foi levado para a Delegacia para ser autuado em flagrante pelo crime.

PRESO EM RURÓPOLIS NO PARÁ FORAGIDO DA JUSTIÇA DE RORAIMA

Uma operação conjunto das Polícias Civil e Militar em Rurópolis, sudoeste do Pará, resultou, nesta sexta-feira, 1, na captura do roraimense Jean da Fonseca Vieira, 26 anos, foragido de Boa Vista, capital de Roraima, onde responde por crime de roubo. O preso está com prisão preventiva decretada pela 2ª Vara Criminal de Competência Residual da Comarca da capital desse Estado. Segundo o delegado Ariosnaldo Vital Filho, titular da Delegacia de Rurópolis, Jean foi condenado pela Justiça de Roraima pelo crime, mas estava foragido. 


A partir de informações recebidas por policiais de Rurópolis, a equipe da Delegacia do município formada pelos investigadores Marcos Aldrin e Fagner André, e escrivão Ronivaldo Colares, sob comando do delegado Ariosnaldo Vital Filho, e a guarnição do Grupamento Tático Operacional (GTO), sob comando dos cabos Antonio Sousa e Alckcharles Santos, foram até o endereço do procurado. A ordem de prisão é do juiz de Direito Jésus do Nascimento, de Roraima. O preso permanecerá recolhido em Rurópolis no aguardo de transferência para Boa Vista para responder pelo crime.