terça-feira, 29 de março de 2016

POLÍCIAS CIVIL E RODOVIÁRIA APREENDEM MAIS DE DOIS QUILOS DE ÓXI EM MARABÁ

A Polícia Civil de Marabá, sudeste paraense, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, apreendeu, na noite de sábado passado, 26, mais de dois quilos de pedras de óxi de cocaína que eram transportados em um ônibus interestadual, na rodovia BR 230, na entrada de acesso ao município. A carga de entorpecentes estava com Luis Fernando Oliveira de Medeiros, 24 anos. 

APREENSÕES
Ele foi flagrado durante operação na rodovia. O veículo vinha de Goiânia, capital de Goiás, e seguiria para Marabá. Segundo o delegado Marcelo Dias, titular da Superintendência da Região Sudeste do Pará, ele foi flagrado ao ser revistado pelos policiais no interior do coletivo. 

"O acusado portava mais de dois quilos de pedra de óxi de cocaína em sua bagagem de mão", destaca. O flagrante foi resultado de informações sobre o tráfico de drogas ilegais na rodovia federal. O preso foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e a apreensão foi encaminhada para perícia.

OPERAÇÃO APREENDE 4 MIL METROS CÚBICOS DE MADEIRA ILEGAL EM MOJU

Três serrarias que exploravam madeira ilegalmente em Moju, no nordeste paraense, foram autuadas e interditadas pela operação Gaia, da qual participam a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Polícia Civil, Batalhão de Polícia Ambiental e Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. Foram apreendidos 4.129 mil metros cúbicos de madeira ilegal em toras e outros dois mil metros cúbicos de madeira serrada. Parte do Programa de Redução da Emissão de Gases do Efeito Estuda e Desmatamento Ilegal (Pregeed), da Semas, a operação que teve início no último dia 21 de março e não tem prazo para conclusão das buscas a infratores das leis de proteção ambiental. 


O delegado comandante da ação, Marcos Miléo Brasil, informou que as interdições foram conduzidas de forma pacífica, sem conflito. “No total o material apreendido poderia encher o equivalente a 160 caminhões de 25 metros”, informou. Entre as espécies apreendidas estão maçaranduba, angelim e outras de alto valor comercial. A equipe encontrou dois mil metros cúbicos de madeira ilegal em apenas uma das empresas. 

Segundo o secretário adjunto de Gestão e Regularidade Ambiental da Semas, Thales Belo, todo o maquinário e ferramentas apreendidas na operação deverão ser tombados ou doados, e a madeira também terá destino semelhante. O Pregeed é um programa que fortalece a integração entre instituições para combater o desmatamento. O trabalho tem focado os órgãos federais, porque os números apresentados pelos serviços de inteligência e segurança institucionais mostram que os mais altos índices de exploração florestal ilegal ocorrem em terras indígenas e assentamentos.

DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL É DESTAQUE EM REVISTA DE CIRCULAÇÃO ESTADUAL

A Polícia Civil foi destaque, durante evento de lançamento da revista "Openness", na noite da última quinta-feira, 23, na Estação das Docas, em Belém. O delegado de Polícia, Ariosnaldo da Silva Vital Filho, titular da Delegacia de Rurópolis, oeste do Pará, foi matéria de capa da edição do mês e recebeu homenagem durante a festa. Estiveram presentes diversas autoridades, personalidades do setor empresarial e do setor publico. 

DELEGADO (SEGUNDO À ESQUERDA) É HOMENAGEADO
Durante o evento, a história de vida pessoal e profissional aliada ao lançamento de seu mais novo livro sobre crônicas foram mencionados durante a cerimônia. Além de profissional do Direito, o delegado, desde o ano de 2014, tem se lançado no cenário da literatura paraense, com livros que foram bem recebidos pelo público na região oeste paraense. "Por ser profissional do Direito, delegado de Polícia com muita honra, procuro desenvolver paralelamente à minha atividade outro ofício que muito me dá satisfação, que é o ofício de escrever, de contar histórias por meio de crônicas", destaca. 

Ele explica que as crônicas começaram ser escritas no final do ano de 2014 e publicadas nas redes sociais como uma brincadeira. "A intenção era apenas registrar uma mensagem reflexiva de fim de ano aos munícipes de Rurópolis, cidade às margens da rodovia Transamazônica, na região do Tapajós, oeste do Estado do Pará. Foi uma forma de agradecimento pela acolhida nessa cidade, na qual tenho muita honra em trabalhar", salienta. 

Ele ressalta que o Curso de Direito influenciou bastante em seu processo criativo, desde quando era estudante universitário, e depois estagiário, advogado, professor e delegado de Polícia, em razão dos contatos diários com pessoas e suas histórias, principalmente, hoje, no trabalho no interior do Estado do Pará, onde o policial civil é um pouco de tudo, inclusive conselheiro. 

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DESARTICULAM ESQUEMAS DE TRÁFICO DE DROGAS EM PEIXE-BOI

As Polícias Civil e Militar desarticularam um esquema para tráfico de drogas com as prisões de três pessoas envolvidas em ponto de venda de entorpecentes e associação para fins de tráfico. O flagrante foi realizado durante operação em Peixe-Boi, no nordeste paraense. Oseas Morais da Silva, 18 anos; Regivaldo Marques Silva, 25, e Maria Rosângela da Silva de Jesus foram flagrados com drogas. A primeira prisão foi a de Oseas, que, ao ser abordado por policiais militares, foi flagrado com seis trouxas de maconha. 

Logo em seguida, policiais civis foram até a casa do acusado, na vila Tauarizinho, e ali apreenderam mais uma trouxa de maconha de tamanho maior que a primeira. Durante as diligências, Regivaldo foi preso em flagrante. Ele é apontado como cúmplice de Oseas na venda de drogas, responsável em ajudá-lo no tráfico. 

APREENSÕES
A equipe policial formada pelos investigadores Luciano Damasceno e Assis, escrivão Paulo, e apoio da servidora administrativa Regina Rodrigues, apurou que as drogas foram compradas na casa de Maria Rosângela na localidade conhecida como Vila Mata Sede, situada na rodovia PA-124. 

Os policiais foram até o local, onde prenderam em flagrante a mulher com 30 pedras de óxi. Na chegada ao local, o marido dela Raimundo Nonato dos Santos Santos, de apelidos "Raimundinho" ou "Ray", fugiu. Ele irá responder pelo crime em inquérito policial. Os presos estão recolhidos à disposição da Justiça.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DEFLAGRAM OPERAÇÃO PARA REPRIMIR TRÁFICO DE DROGAS EM JACAREACANGA

As Polícias Civil e Militar deflagraram uma operação conjunta, nesta segunda-feira, 28, para desarticular um esquema de tráfico de entorpecentes, no município de Jacareacanga, sudoeste paraense. Durante a ação policial, um casal foi preso em flagrante, em um imóvel, com drogas e dinheiro. O flagrante foi resultado do trabalho de inteligência policial para repressão ao tráfico na cidade. Os presos são Nedson Lopes Bertolatto, de apelido "Grande", e Adriane Moreira Galdino, de apelido "Cacau". O procedimento foi lavrado pela delegada Suelen Costa.

APREENSÕES
Em poder do casal, foram apreendidas 16 petecas de "óxi" de cocaína e três trouxas de maconha. Ainda, durante a abordagem ao local, os policiais apreenderam R$ 2,4 mil em dinheiro. Em depoimento, os presos não souberam justificar a origem do dinheiro, que possivelmente é resultado do tráfico de drogas. Os presos foram apresentados na Unidade Integrada Pro Paz de Jacareacanga, onde foram autuados por tráfico de drogas e ficarão recolhidos à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL APREENDE DROGAS E ARMA DE FOGO ILEGAL DURANTE OPERAÇÃO EM BELÉM

A Polícia Civil desarticulou um ponto de preparo de drogas e apreendeu uma arma de fogo ilegal durante operação para verificar denúncias anônimas repassadas pelo fone 181, o Disque-Denúncia, no bairro da Terra-Firme, em Belém. Uma mulher foi presa em flagrante em uma casa, na rua Seis de Setembro, onde foram apreendidos cerca de 50 gramas de pedras de óxi de cocaína e mais material usado usado no preparo de entorpecentes para venda. 


Ainda, no decorrer da operação, coordenada pelo delegado Victor Manfrini, titular da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) da Terra-Firme, em outra casa, na rua Lauro Sodré, no mesmo bairro, uma espingarda de calibre 12 foi apreendida também em decorrência de disques-denúncias. Duas denúncias registradas pelo fone 181 davam conta de que a casa, onde reside Jociel da Costa Silva, era usada como ponto de tráfico de drogas no bairro. Com base nas informações, a equipe de policiais civis se deslocou até o endereço e, durante a abordagem no imóvel, prendeu a mulher do suspeito. 

Ele não estava no local no momento da operação. Durante revista na casa, as drogas e o material usado para preparo da droga, como balança digital, e ainda relógios de pulso. Entre os produtos usados no refino da droga para venda chamou a atenção a presença de cerca de 50 gramas de creatina, um composto de aminoácidos presente nas fibras musculares e no cérebro, usada para aumento de força em trabalhos físicos. A substância era misturada para aumentar o volume da droga. A mulher foi autuada em flagrante pelo delegado João Carlos Pereira do Carmo e está recolhida à disposição da Justiça.

ESPINGARDA No outro flagrante, os policiais civis foram até uma casa, onde denúncia feita ao 181 mostrava que no local haveriam armas de fogo escondidas. Após revistar o imóvel, os policiais encontraram uma espingarda calibre 12 com munição. A arma estava escondida debaixo da cama. Os proprietários da casa não estavam no momento. Durante o dia, o dono da arma se apresentou na UIPP da Terra-Firme, onde o delegado Casemiro Beltrão instaurou inquérito policial para apurar o fato.

POLÍCIA CIVIL DIVULGA NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DE MOTORISTA POLICIAL CIVIL EM BELÉM

A Polícia Civil lamenta profundamente comunicar o falecimento do motorista policial civil, Flávio Sousa Soares, que tinha 56 anos. Ele faleceu pela manhã desta terça-feira, 29, no Hospital Saúde da Mulher. O velório é realizada na residência da família, na Passagem Rosa Lemos, nº 418, bairro do Telégrafo, próximo à Avenida Pedro Álvares Cabral. 

O enterro será realizado, nesta quarta-feira, 30, com saída a partir de 9 horas da manhã com destino ao cemitério Max Domini 2, na rodovia BR-316, em Marituba. Flávio ingressou na Polícia Civil, após aprovação em concurso público, em maio de 1993 e, portanto, tinha 22 anos de carreira policial. 

Parte de sua passagem pela Polícia Civil atuou na Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA), onde trabalhou por mais de 9 anos. Nossa homenagem a esse servidor público que honrou sua carreira por toda uma vida de dedicação ao trabalho e à sua família. 

À esposa - escrivã de Polícia Maria de Lourdes Soares -, filhos, demais familiares, amigos e colegas de profissão, a instituição externaliza seus votos de condolências e roga a Deus que fortaleça a todos nesse momento difícil.