sábado, 10 de dezembro de 2016

PRESO NO PIAUÍ ACUSADO DE MATAR PREFEITO DE GOIANÉSIA DO PARÁ

A Polícia Civil deve transferir ao Pará, nos próximos dias, o preso Benedito Peres Campelo, 55 anos, natural de Natal (RN), apontado como executor do então prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes da Silva, que era conhecido como Russo. O crime ocorreu em 24 de janeiro deste ano, quando a vítima estava em um velório, no município paraense. 

PRESO
Benedito foi preso, nesta sexta-feira, 9, em Teresina, capital do Piauí, como resultado de um trabalho conjunto de policiais civis da Divisão de Homicídios e Serviço de Polícia Interestadual (Polinter) do Pará com apoio da Polícia Civil piauiense. 

Segundo o policial civil, o prefeito foi morto a tiros por dois criminosos. Um deles entrou no local do velório, onde estava a vítima, e efetuou os disparos. Durante as investigações, um dos envolvidos, agora preso, foi identificado. 

Benedito Campelo também usa o nome de Agnaldo Peixoto de Alencar, inclusive, ao ser preso, portava uma carteira de identidade com esse nome falso. As investigações continuam. O inquérito é presidido pelo delegado Fernando Bezerra, da Divisão de Homicídios do Pará.

Nenhum comentário: