quarta-feira, 30 de novembro de 2016

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM ACUSADOS DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES EM TOMÉ-AÇU

MIZAEL
As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante, nesta quarta-feira, 30, em duas ações de combate à violência contra a mulher, no município de Tomé-Açu, nordeste paraense, Mizael de Souza Portal e Maciel Nunes. O primeiro tentou matar a atual companheira com um facão do tipo terçado. A vítima conseguiu fugir de casa e pediu ajuda na Delegacia.

O segundo homem foi preso após agredir a companheira na casa em que os dois viviam, na sede da cidade. Durante a prisão de Maciel, a equipe de policiais civis comandada pelo delegado Alexandre Lopes apreendeu drogas no imóvel e, assim, o suspeito também vai responder por tráfico de entorpecentes. 

Conforme o delegado, a prisão de Mizael Portal ocorreu logo após a vítima chegar ensanguentada na Delegacia pedindo socorro. Ela informou aos policiais civis que havia sido atacada pelo companheiro a golpes de terçado, inclusive, na cabeça.

A equipe policial prestou socorro à vítima, levando-a até o hospital municipal, onde a mulher levou pontos cirúrgicos no couro cabeludo devido a um ferimento de terçado, e foram constatados hematomas pelo corpo por causa de socos e chutes. Os policiais civis foram em busca e conseguiram prender o acusado.

MACIEL
Mizael foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio. Ele foi apresentado em audiência de custódia no Fórum de Tomé-Açu, onde o juiz de plantão decretou a prisão preventiva do acusado e determinou a imediata transferência do preso ao presídio regional. 

OUTRO PRESO No caso da prisão de Maciel Nunes, a equipe da Delegacia de Tomé-Açu em conjunto com uma guarnição da PM prendeu o acusado logo após receber informação de que ele havia agredido a companheira na casa em que morava com a vítima. 

Pelo fato de o acusado ser conhecido por envolvimento com o tráfico de drogas, os policiais fizeram uma revista na casa e encontraram no local 11 pedras de "óxi" de cocaína. 

Após o preso ser apresentado na Delegacia, o delegado Alexandre Lopes fez uma pesquisa no sistema de informações criminais e descobriu que havia um mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Nova Mutum, no Estado do Mato Grosso, contra o acusado por crime de latrocínio - roubo seguido de morte. 

Após ser autuado em flagrante por lesão corporal decorrente de violência doméstica e tráfico de drogas, o preso foi apresentado ao juiz para audiência de custódia, na qual teve a prisão preventiva decretada e depois foi transferido ao presídio regional em Tomé-Açu.

Nenhum comentário: