sexta-feira, 11 de novembro de 2016

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADOS DE HOMICÍDIOS E TRÁFICO DE DROGAS EM ANANINDEUA

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 10, durante operação policial deflagrada no bairro do Distrito Industrial, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém, Renan Felipe Ferreira Dias, 18 anos, de apelido "Dentinho", e Gerson Teixeira Pires, 25, acusados dos crimes de homicídio e tráfico de drogas. Os dois estão com mandados de prisão decretados pela Justiça. Com cada um dos presos, os policiais civis apreenderam um revólver de calibre 38 e, por esse motivo, os dois foram autuados em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. 

ARMAS APREENDIDAS

RENAN CONFESSOU TRÊS HOMICÍDIOS
Segundo o delegado Roberto Gomes Neto, titular da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), do Distrito Industrial, a operação teve início por volta de 6 horas da manhã, quando os policiais civis da UIPP com apoio de policiais civis da Superintendência da Polícia Civil na Região Metropolitana de Belém, deslocaram-se até os endereços dos acusados. Após serem presos, os dois foram conduzidos à UIPP para os procedimentos policiais e depois transferidos para o Sistema Penitenciário. 

O delegado destaca a situação criminal do preso Renan Felipe, que é responsável por três homicídios registrados, em 2016, em Ananindeua. Em um dos crimes, registrado no mês de junho, Renan matou Luís Carlos dos Santos Cardoso, que era comparsa de crimes no município. Outro homicídio ocorreu no final do mês de julho, quando ele matou a tiros o vigia noturno Jales Rogério Oliveira Farias. 

Já, no mês de setembro, quando chegou a ser preso e estava em uma casa penal, Renan mandou matar Alessandro Borges Dias, que, segundo apontou as investigações, devia dinheiro ao acusado da venda de drogas no bairro. "Renan confessou em depoimento os três homicídios", destacou o delegado, ao salientar que as ordens de prisão resultaram de inquéritos policiais instaurados a partir de investigações realizadas pela equipe da UIPP do Distrito Industrial. Os dois presos irão permanecer recolhidos à disposição da Justiça.

Nenhum comentário: