quinta-feira, 6 de outubro de 2016

POLÍCIA CIVIL PRENDE ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA ENVOLVIDA EM ESQUEMA DE FRAUDE EM BELÉM

A Polícia Civil divulgou, nesta quinta-feira, 6, os resultados de uma operação policial denominada "Fomento" para desarticular um esquema de fraudes que resultou no desvio de R$ 9 milhões de uma empresa ligada a um grupo de supermercados, em Belém. Três empresários e o gerente-geral da empresa foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventivas decretados pela Justiça. As prisões foram cumpridas, ontem, por policiais civis da Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE) em decorrência de inquérito policial instaurado para apurar operações financeiras fraudulentas. 

Material apreendido
APREENSÕES
O delegado Neyvaldo Silva, diretor da DIOE, apresentou o material apreendido em posse dos acusados. São computadores portáteis, tipo notebooks, e documentos ligados à movimentação financeira da empresa, que serão usados na investigação. 

Delegado Neyvaldo Silva
DELEGADO NEYVALDO SILVA
Pelas informações apuradas durante as investigações, os três empresários dos ramos de transportes e medicamentos e o gerente são acusados de envolvimento em um esquema em que documentos referentes a pagamentos de antecipações de títulos de créditos de contratos de serviços foram fraudados para parecer que haviam sido pagos regularmente. 

Os documentos dos contratos foram fraudados. Após verificar, o dono da empresa constatou que os documentos não haviam sido pagos. O esquema foi descoberto após a empresa passar por auditoria. O crime era praticado por cerca de dez anos. Os presos irão responder por estelionato, falsidade ideológica e associação criminosa.

Nenhum comentário: