segunda-feira, 18 de julho de 2016

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADO DE ESTUPRAR CINCO MENINAS EM BARCARENA

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira, 18, em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça, o mecânico Cláudio Márcio da Costa, 39 anos, suspeito de estuprar cinco meninas, em Barcarena, região do Baixo Tocantins, nordeste paraense. Uma sexta menina também denunciou o acusado de lhe convidar para um programa sexual. A prisão dele foi cumprida por policiais civis das Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (Deam) e à Criança e Adolescente (Deaca), do município, em decorrência de investigações realizadas para apurar as denúncias. Conforme a delegada Priscilla Naiatte, responsável pela apuração dos casos, as vítimas são familiares e vizinhas do suspeito. 

SUSPEITO
Quatro delas, com idades de 6 a 9 anos, afirmaram à delegada que foram abusadas pelo acusado no início deste ano, enquanto uma quinta vítima denuncia que foi violentada há 12 anos. Segundo a policial civil, os casos vieram ao conhecimento da Polícia Civil a partir de fevereiro deste ano, quando uma das vítimas procurou a Deam de Barcarena para registrar o boletim de ocorrência. Logo em seguida, outras três meninas também procuraram a Delegacia para denunciá-lo encorajadas pela primeira vítima. 

Por fim, a quinta vítima, hoje com 19 anos, mas que na época dos crimes tinha 7 de idade, também compareceu à Delegacia da Mulher para acusá-lo. Ela alegou que foi abusada pelo acusado quando criança e que, na época, calou-se, mas que foi encorajada a procurar a Delegacia pelas outras vítimas. Conforme a delegada, existe uma sexta vítima, que não chegou a ser estuprada, mas que teria sido vítima de uma importunação ofensiva ao pudor, pois o acusado a teria convidado para praticar sexo e também teria observado a menina enquanto tomava banho. A partir das denúncias, a delegada tomou as providências para apurar os fatos e buscar indícios da prática criminosa. Os seis casos foram incluídos no mesmo procedimento apuratório. As investigações resultaram na representação pela prisão preventiva do mecânico, o que foi decretado agora em Barcarena. 

De posse do mandado de prisão, a delegada e o investigador Antonio Batista foram até a casa do acusado, mas, ao chegar ao endereço, pela manhã, ele não estava no local. Os policiais civis aguardaram pela chegada de Cláudio Costa, que recebeu voz de prisão na chegada. Ele foi ouvido em depoimento e vai permanecer recolhido à disposição da Justiça de Barcarena.

Nenhum comentário: