sexta-feira, 24 de junho de 2016

POLÍCIA CIVIL PROMOVE PALESTRA SOBRE IDENTIFICAÇÃO, COLETA E PRESERVAÇÃO DE EVIDÊNCIA DIGITAL

Policiais civis assistiram, nesta quinta-feira, 23, à palestra proferida pelo perito criminal do Departamento da Polícia Federal do Pará, Gustavo Pinto Vilar, sobre "Identificação, Coleta e Preservação da Evidência Digital". A capacitação foi realizada na Delegacia-Geral, em Belém, e reuniu cerca de 50 policiais civis que atuam em Delegacias, Seccionais e Divisões Especializadas na capital e interior do Estado. A atividade foi promovida pela Academia da Polícia Civil (Acadepol). 

Perito Criminal Gustavo Vilar
PALESTRA
Durante a palestra, o perito apresentou casos específicos e traçou abordagens com análises diversas sobre o chamado vestígio digital, desde a identificação até preservação do mesmo com vistas à investigação criminal. Vestígios digitais ou tecnológicos são sinais, marcas ou objetos deixados por usuários em serviços digitais, como logs em servidores, documentos de texto, mensagens eletrônicas, históricos de navegação do browser, entre outros. O perito criminal detalhou sobre o uso dos recursos tecnológicos para a prática de crimes. 

EVENTO NA DELEGACIA-GERAL
Segundo ele, seja como meio ou como fim, o indivíduo que utiliza os sistemas computacionais para cometimento de delitos produz vestígios de natureza lógica ou física. Ele ressalta que a utilização desses recursos computacionais deixa evidências que podem ser identificadas e utilizadas para estabelecer materialidade, dinâmica, autoria e até motivação de um fato criminoso cometido por meio tecnológico. Ao final da palestra, os policiais civis participantes receberam certificados expedidos pela Acadepol, cuja diretora, delegada Marlise Tourão e equipe, fizeram-se presentes no treinamento.

Nenhum comentário: