quinta-feira, 23 de junho de 2016

ACUSADO DE ESTUPRAR MULHER PEDE PERDÃO AO MARIDO DA VÍTIMA ANTES DE SER PRESO EM ALTAMIRA

A Polícia Civil prendeu, em Altamira, sudoeste paraense, em cumprimento a mandado de prisão, Idalvo Kassio de Araújo, 30 anos, por crime de estupro. Ele é acusado de agir mediante violência para abrir a vítima, uma mulher de 24 anos, a se submeter a relações sexuais. O caso foi denunciado à Delegacia da Mulher de Altamira, onde a delegada Renata Gurgel representou pela custódia preventiva do acusado perante a Justiça local. 

PRESO
Idalvo foi enquadrado no crime previsto no artigo 213, do Código Penal, por constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com se pratique outro ato libidinoso, cuja pena é de reclusão de seis a dez anos. 

De acordo com a delegada, o crime teria ocorrido em uma comunidade conhecida como Ressaca, na zona rural de Altamira, no último dia 16.

A vítima e o acusado são vizinhos. Após o crime, Idalvo ainda teria procurado o marido da vítima para lhe pedir perdão pelo crime. 

De posse do mandado de prisão, os policiais civis da DEAM passaram a investigar o paradeiro do acusado que foi preso na sede do município de Altamira, no momento em que ele iria embarcar em uma lancha no porto da cidade, para fugir ao Estado do Maranhão.

Após ser cumprida a ordem de prisão, Idalvo foi conduzido à Delegacia e depois recolhido à disposição da Justiça.

Nenhum comentário: