quinta-feira, 12 de maio de 2016

POLÍCIA CIVIL APREENDE MAIS DE UM QUILO DA "SUPERMACONHA" DENTRO DE TELEVISOR EM JURUTI

A Polícia Civil apreendeu durante investigações, no porto da cidade de Juruti, oeste paraense, mais de um quilo da nova droga conhecida como "Skank" ou "supermaconha". O entorpecente foi transportado escondido no interior de um televisor, em uma balsa vinda de Manaus, capital do Amazonas. Um homem identificado como William de Souza Vieira foi preso em flagrante logo após receber o produto no local. A operação policial foi realizada nesta quarta, 11, após a equipe policial de Juruti receber informações sobre o transporte de drogas em uma embarcação oriunda do Amazonas e que chegaria à cidade de Juruti. 

Nas informações recebidas pela equipe policial, explica o delegado Gilberto Aguiar, titular da Superintendência da Polícia Civil na Região do Baixo Amazonas, a droga estaria escondida dentro de um televisor. Com a informação, o delegado Jaime Paixão, titular da Delegacia de Juruti, determinou ao investigador Nelson Costa e ao escrivão Victor Sousa, para se deslocarem até o porto da cidade. 

DROGA EM TELEVISOR
PACOTE É ABERTO
PRESO

Durante a investigação, os policiais civis ficaram em observação no local até o momento em que atracou a balsa denominada Seresta com procedência de Manaus. Logo em seguida, um suspeito chegou ao porto. Os policiais observaram o momento em que o suspeito pegou o televisor e o repassou a um homem contratado como carregador para fazer o transporto do objeto. Na saída do porto, o suspeito foi abordado e o televisor foi revistado. 

Dentro do eletrodoméstico, os policiais encontraram um bloco da droga envolto em plástico com peso total de 1,150 quilo. Conforme os policiais, trata-se da maconha conhecida como "Skank" ou "supermaconha", uma droga modificada em laboratório e que apresenta efeito entorpecente mais forte do que a maconha comum. William Vieira foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia, para ser autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. As investigações irão prosseguir para tentar identificar o responsável pelo fornecimento da droga. 

Nenhum comentário: