quinta-feira, 28 de abril de 2016

POLÍCIA CIVIL PROMOVE WORKSHOP SOBRE A CONTRIBUIÇÃO DO PAPILOSCOPISTA PARA A RESOLUÇÃO DE CRIMES

A contribuição do papiloscopista na resolução de crimes foi o tema de um workshop realizado, na manhã desta quinta-feira, 28, na Delegacia-Geral, em Belém, com objetivo de difundir o trabalho desempenhado por esses profissionais da identificação humana na Polícia Civil. Promovido pela Diretoria de Identificação da Polícia Civil em parceria com a Associação de Peritos Papiloscopistas do Estado do Pará (Asppepa), o evento contou com as presenças do delegado-geral, Rilmar Firmino, e do diretor de Identificação, Ricardo Paula, que fizeram a abertura da programação. A solenidade foi presidida pelo comunicador Kako Barros, que é servidor da Diretoria de Identificação da Polícia Civil. 

Exposição de serviços e palestras
EXPOSIÇÕES E PALESTRAS
Idealizada como uma forma de mostrar os serviços prestados pelos peritos papiloscopistas, a programação contou ainda com mostras de perícias, equipamentos e simulações de procedimentos periciais realizados pelos papiloscopistas do Pará. O delegado-geral salientou que a perícia papiloscópica do Pará é reconhecida como uma referência para o Brasil e que não deixa a desejar a qualquer outra do país. Apesar disso, alguns dos serviços prestados pela categoria de profissionais da Polícia Civil ainda são desconhecidos da maioria das pessoas. Entre os serviços está a perícia prosopográfica, que tem por objetivo a identificação de pessoas por meio de processos comparativos das características físicas de alguém. 

Outro serviço é o sistema AFIS, que, na tradução do inglês, significa Sistemas Automáticos de Impressões Digitais, onde estão guardadas informações sobre os dados biométricos de uma pessoa. Outros serviços são a perícia papiloscópica e a perícia iconográfica e de retrato falado. Esses temas foram apresentados durante quatro palestras, durante o evento, ministradas por papiloscopistas da última turma formada na Academia da Polícia Civil mediante concurso público em 2014. 

Palestrantes
PALESTRAS
As palestras foram apresentadas pelos papiloscopistas Dayvison Miranda, que abordou o Sistema AFIS; Marcelo Correa, que falou sobre Perícia Papiloscópica; Pedro dos Prazeres que tratou do Retrato Falado e Emerson Menezes que tratou do tema Perícia Prosopográfica. Após as palestras, foram realizadas atividades práticas demonstrativas sobre os temas apresentados. Para a diretora técnica da DIDEM (Diretoria de Identificação Enéas Martins), papiloscopista Célia Cordeiro, o evento foi muito importante para a corporação policial, pois promoveu a visibilidade para o trabalho dos papiloscopistas.

Nenhum comentário: