sexta-feira, 15 de abril de 2016

POLÍCIA CIVIL DESARTICULA PONTO DE TRÁFICO DE DROGAS DURANTE OPERAÇÃO "ANANINDEUA SEGURA"

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta sexta-feira, 15, no Icui-Guajará, em Ananindeua, na Grande Belém, Antonio Carlos Nunes da Costa, que foi flagrado em um ponto de tráfico de drogas, no bairro. No local, 880 gramas de maconha e 50 gramas de pedras de óxi, droga derivada da cocaína, foram apreendidos. O preso foi apresentado ao delegado Jacob Cunha, na Unidade Integrada Pro Paz do Icuí. Segundo o delegado Marco Antonio Duarte, titular da Superintendência da Região Metropolitana de Belém, a prisão faz parte da operação "Ananindeua Segura" lançada na quinta-feira, 14. 

APREENSÃO
Conforme Duarte, a prisão do acusado foi realizada por policiais civis da Superintendência e da UIPP do Icuí, mediante informações recebidas por meio do Disque-Denúncia, fone 181. Ao todo, já são 14 criminosos presos em dois dias de operação. Antonio Carlos foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. A operação é realizada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e Prefeitura de Ananindeua, visando atingir áreas críticas apontadas pelo Programa de Redução da Criminalidade (Prec), da Secretaria. O lançamento da operação foi na Praça da Bíblia, onde o titular da Segup, Jeannot Jansen, destacou a parceria com diversas entidades para a elaboração de um plano único de ação.

Participam da operação as Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Detran, Guarda Municipal de Ananindeua e Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. Além da repressão de crimes, a operação visa cumprir mandados de prisão decretados pela Justiça. Só no primeiro dia, 13 pessoas que estavam na condição de foragidas por envolvimento em crimes, como roubos e tráfico de drogas, no município de Ananindeua, foram presas. Segundo o delegado Marco Antonio Duarte, as prisões são resultados de informações anônimas recebidas pelo Disque Denúncia, pelo fone 181, e de mandados judiciais de recaptura e de prisão preventiva que ainda não haviam sido cumpridos nas unidades policiais de Ananindeua. 

Nenhum comentário: