terça-feira, 15 de março de 2016

PROJETO "OLÉ NO ESTRESSE" LEVA ATENDIMENTOS DE SAÚDE A SERVIDORES PÚBLICOS EM ANANINDEUA

A Polícia Civil levou nesta terça-feira, 15, diversos serviços de saúde aos servidores públicos policiais e administrativos que trabalham no município de Ananindeua, na região metropolitana de Belém. Os atendimentos realizados pela equipe de profissionais da Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS) ocorreu no prédio da Seccional Urbana de Polícia de Ananindeua, na Avenida Zacarias de Assunção, no centro da cidade, onde foram prestados atendimentos médicos, massagens, verificação de pressão arterial, medição de glicemia e cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). Nesta quarta-feira, os atendimentos serão realizados na Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) do bairro do Distrito Industrial e na quinta-feira na Delegacia de Polícia do bairro do Aurá.

DELEGADO ARMANDO MOURÃO FOI UM DOS MEDICADOS
Os serviços de saúde fazem parte do projeto denominado "Olé no Estresse", que visa levar diversos atendimentos de saúde aos servidores públicos da corporação no próprio local de trabalho. Ananindeua é a quarta localidade a receber o serviço na região metropolitana de Belém, que já passou por Marituba, Santa Bárbara do Pará e distrito de Mosqueiro. De acordo com a delegada Leomar Maués, titular da Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS) da Polícia Civil, além dos demais serviços prestados, foram realizados exames nos servidores para prevenção do chamado risco coronariano, caracterizado pelo entupimento parcial das artérias e que podem causar arritmias e até o infarto. Os atendimentos médicos foram realizados pelo médico da Polícia Civil, Antônio Carlos. 

ATENDIMENTO NA SECCIONAL DE ANANINDEUA
Entre os servidores atendidos está o diretor da Seccional de Ananindeua, delegado Armando Mourão, com mais de 40 anos de serviços públicos prestados à sociedade. Apesar da idade, o policial civil demonstrou estar bastante preparado fisicamente e foi considerado um exemplo, pois não apresentou estresse na aplicação de um questionário, nem na medição de glicemia, bem como apresentou pressão arterial normal. Para o delegado, o serviço de prevenção prestado pela DAS é fundamental para a qualidade dos serviços prestados pela Polícia Civil à sociedade. "O ser humano que não tem tempo para cuidar da saúde compara-se ao mecânica que não trata de sua ferramenta", destaca. 

Na opinião de Mourão, as pessoas, muitas vezes, perdem a saúde para juntar dinheiro na vida, mas depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. "Pensando ansiosamente no futuro, (as pessoas) esquecem do presente de forma que acabam por não viver o presente, muito menos o futuro, sobrevivendo como se nunca fossem morrer, sucumbindo como se nunca tivessem vivido", salienta. A DAS é unidade da Polícia Civil que atua, de forma preventiva e curativa, no atendimento aos servidores da corporação e seus dependentes, além de propiciar condições no âmbito biopsicossocial de melhoria da qualidade de vida e do desempenho profissional.

Nenhum comentário: