quinta-feira, 10 de março de 2016

PRESOS ACUSADOS DE INTEGRAR GRUPO DE "PIRATAS" CONHECIDO COMO FAMÍLIA CATERPILAR EM BELÉM

As Polícias Civil e Militar prenderam, nesta quarta-feira, 9, Sergio Raqueco Alho Marques, 31 anos, e Macton Guimarães Marques, de apelido Thobô, acusados de integrar uma associação criminosa acusada de praticar assaltos a embarcações nos rios do Pará, os chamados "piratas". Os dois foram presos, no bairro da Pratinha, em Belém, durante a manhã, em uma operação realizada por policiais militares e civis, do Grupamento de Polícia Fluvial (Gflu). 

PRESOS
ARMA APREENDIDA
Com eles, uma pistola calibre 380 com munição foi apreendida. Eles são integrantes do grupo criminoso conhecido como "Família Caterpilar", que, de 2009 a 2011, foi responsável por mais de 70% dos assaltos nos rios do Estado. Após diversas operações policiais, todo o grupo foi preso.

Os dois chegaram a ser presos em setembro de 2011 por participação no assalto ao barco Arca da Aliança, onde foi morta a tiros uma estudante universitária, durante viagem de Belém com destino a Anajás, na ilha do Marajó. Os dois foram flagrados com a arma após abordagem policial. Em seguida, eles foram apresentados na Delegacia de Polícia Fluvial, localizada na sede do Gflu, na rodovia Artur Bernardes, em Belém, onde foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo pelo delegado Dilermando Dantas. 

Nenhum comentário: