quinta-feira, 31 de março de 2016

POLICIAIS CIVIS DO PARÁ E MARANHÃO APREENDEM EXPLOSIVOS QUE SERIAM USADOS EM ROUBOS A BANCOS

Uma operação conjunta de policiais civis do Pará e do Maranhão resultou na prisão de um homem apontado por envolvimento em assaltos a bancos nos dois Estados. A prisão foi realizada em Parauapebas, sudeste paraense, por policiais civis da Seccional de Parauapebas juntamente com o Núcleo de Apoio à Investigação de Marabá e Superintendência Estadual de Investigações Criminais do Maranhão. O preso é Josemir Matos de Albuquerque, de apelido Novinho, que ao ser capturado foi flagrado com uma arma de fogo ilegal e explosivos que seriam usados em roubos a banco nos dois Estados. 


Além de acusado de assaltar estabelecimentos bancários, ele responde processo criminal por latrocínio - roubo seguido de morte no Maranhão. Com a prisão, os policiais civis conseguiram evitar o sequestro de um empresário que seria praticado em Floresta do Araguaia, no Pará. O delegado Gabriel Henrique Costa, titular da Seccional de Parauapebas, explica que o procurado foi preso no momento em que se encontrava na estação rodoviária pronto para fugir da cidade, com destino ao município de Floresta do Araguaia. Ao ser revistado, ele portava um revólver calibre 38. Aos policiais, o acusado revelou que a arma fazia parte de um plano para sequestrar um empresário visando praticar extorsão da vítima.

Após ser interrogado no local, o preso foi levado pelos policiais civis até a residência dele, em Parauapebas. No imóvel, os policiais encontraram bananas de dinamite. Conforme o delegado, o explosivo seria usado em assaltos a bancos, na modalidade de explosão de caixa eletrônico e cofre, no Pará e no Maranhão. As investigações sobre os crimes praticados pelo acusado serão aprofundadas. Josemir vai permanecer preso à disposição da Justiça em Parauapebas. 

Nenhum comentário: