sexta-feira, 4 de março de 2016

POLÍCIA CIVIL CONFIRMA PRISÃO E MORTES DE CINCO ENVOLVIDOS EM ASSALTO A BANCO NA CIDADE DE MOJU

A Polícia Civil confirma que uma mulher foi presa e cinco integrantes do grupo criminoso que assaltou a agência do Banpará em Moju, nordeste paraense, na manhã desta sexta-feira, 4, morreram após trocar tiros com policiais civis e militares, em uma área de mata, na zona rural do município. Com os assaltantes, seis armas de fogo foram apreendidas. Dois veículos usados pelos assaltantes foram apreendidos. Um deles foi queimado sobre uma ponte em uma estrada vicinal, na zona rural. O outro foi abandonado durante a fuga dos assaltantes. As armas apreendidas são uma submetralhadora ponto40, um fuzil FAL, uma carabina MAGAL, uma escopeta FAMAE calibre 12 e duas pistolas. 

VEÍCULO ABANDONADO NA MATA AO LADO DE BANDIDO MORTO
As Polícias Civil e Militar continuam as buscas ao grupo criminoso. Cerca de oito homens invadiram a tiros o banco e estouraram caixas eletrônicos saqueando quantias em dinheiro. Na fuga, fizeram várias pessoas de "escudo-humano" em frente ao banco e levaram reféns em dois veículos.

Após a liberação dos reféns na estrada, houve troca de tiros com policiais civis e militares após a saída da cidade. Um dos assaltantes morreu na hora. Outros dois foram baleados, mas conseguiram se embrenhar na mata, a 15 quilômetros da sede do município. Uma equipe de policiais civis da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos, vinculada à DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado) e policiais militares do Grupamento Tático, com apoio do helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (GRAESP), fazem buscas na região de mata.

BOM JESUS DO TOCANTINS Por volta de três da manhã de hoje, cerca de oito homens armados chegaram em três veículos - dois carros e uma moto - atirando em direção ao Destacamento e da Delegacia de Bom Jesus do Tocantins, sudeste paraense. Parte do grupo seguiu até o Banco do Brasil e Bradesco, no centro da cidade, e entraram nos bancos a tiros. Depois, detonaram explosivos nos caixas eletrônicos e cofres, mas a explosão não foi suficiente para abrir os compartimentos e nada foi roubado.

Os bandidos saíram em fuga na saída da cidade, por uma estrada conhecida como Vicinal do Cocal, que dá acesso aos Estados do Maranhão e Tocantins. Nessa estrada, os bandidos abandonaram dentro do rio Tocantins um dos carros - uma caminhonete Fiat Strada, e fugiram em uma lancha voadeira. Outra parte do grupo deixou a cidade pela estrada. As Polícias Civil e Militar fazem cerca nessa região com apoio das Polícias dos Estados vizinhos.

PARAUAPEBAS Por volta de meia-noite, bandidos fizeram um buraco pelos fundos da agência do Itaú, no bairro da Cidade Nova, em Parauapebas, sudeste paraense, e tentaram instalar uma banana de dinamite nos caixas eletrônicos. A central de monitoramento do banco disparou o alarme e acionou a Polícia Militar, que rapidamente fez o cerco no banco. Os bandidos saíram em fuga abandonando o explosivo no local sem levar qualquer valor em dinheiro.

Nenhum comentário: