segunda-feira, 11 de novembro de 2013

POLÍCIA CIVIL PRENDE DUPLA DE ESTELIONATÁRIOS NO MUNICÍPIO DE RURÓPOLIS

A Polícia Civil lavrou procedimento de flagrante, por crime de estelionato, contra Ronaldo Seixas de Almeida, 26 anos, amazonense, e Alef Alex Mota Pereira, 21, rondoniense, ontem, em Rurópolis, oeste paraense. Os dois foram apresentados na unidade policial por policiais militares acionados para averiguar denúncia de que dois homens vendiam a colonos, em praça pública na cidade, bijuterias como se fossem joias banhadas ou de ouro. A guarnição militar fez a abordagem da dupla e apreendeu todo o material que foi apresentado ao delegado Ariosnaldo Vital Filho. De acordo com o policial civil, foi aberto inquérito policial para apurar os fatos e qualificar os estelionatários. 

Dupla presa e material apreendido
PRESOS E APREENSÕES
Durante o interrogatório, o amazonense afirmou que é vendedor ambulante e que mora no município de Santarém, trabalhando com venda de bijuterias, telefones celulares e relógios. Ele alega que estava de passagem pelo município de Rurópolis. Segundo ele, na manhã do dia do crime, resolveu vender os objetos, como se fossem ouro, mas ninguém comprou até ser denunciado e apanhado por policiais, juntamente, com o chefe Alef Alex, que, em depoimento, confirmou a versão dada pelo comparsa. Ele ressaltou que também trabalha com venda de telefones celulares importados e bijuterias. 

O delegado afirmou que, durante pesquisa, apurou que Alef Alex já havia sido preso por duas vezes no município de Santarém por venda de DVDs piratas e por receptação de objetos furtados ou roubados. Alef disse que objeto algum foi vendido na cidade. Uma das vítimas, porém, entrou em contato com o delegado e afirmou que teria comprado da dupla as bijuterias como se fossem ouro. Foram ainda apreendidos com a dupla, R$ 250 en dinheiro; 15 cordões em metal amarelo; quatro telefones celulares e um relógio modelo masculino. Todos os produtos foram encaminhados ao Centro de Perícias Científicas de Itaituba e posteriormente ficarão apreendidos na Justiça local. Os presos foram autuados por estelionato.

Nenhum comentário: