quarta-feira, 27 de novembro de 2013

POLÍCIA CIVIL INICIA TREINAMENTO DE POLICIAIS MILITARES DA RESERVA

A Polícia Civil deu início, nesta quarta-feira, 27, ao treinamento de policiais militares da reserva (aposentados) para qualificá-los a registrar boletins de ocorrências policiais. A abertura do curso de capacitação para uso do SISP/WEB, sistema usado para registrar as ocorrências, aconteceu na plenária do Conselho Superior da Polícia Civil, na Delegacia-Geral. Estiveram presentes 50 de um total de 62 policiais militares da reserva remunerada aptos a participar do treinamento. Destes, 17 já iniciaram o treinamento que deverá ter duração de três dias. 

Abertura do treinamento, alunos no curso e sargento Wilson Brasil
TREINAMENTO
A atividade contou com as presenças do delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino; do coronel Américo Valeriano de Sena, diretor de Pessoal da Polícia Militar; do tenente-coronel José Messias Gomes de Melo, chefe do Centro de Inativos e Pensionistas da PM, e do diretor de Informática da Polícia Civil, escrivão Altemir Pacheco. Durante o treinamento, os policiais militares da reserva receberão instruções para registro de B.Os, acesso ao sistema SISP e uso dos equipamentos de informática. O curso é formado de aulas teóricas e práticas em uma sala de informática. 

Em um primeiro momento, explica o coronel Sena, os servidores públicos irão atuar na guarda de quartéis da PM e com o tempo farão atividades na área administrativa. O treinamento está previsto em decreto assinado pelo governador do Estado, Simão Jatene, que trata da convocação dessas pessoas, por até dois anos, para desenvolver ações administrativas e de guarda de órgãos públicos como forma de liberar os policiais militares dessas atividades para reforçar o efetivo nas ruas. A meta é a criação de um Corpo Voluntário de Militares da Reserva. Como parte da capacitação está o curso para registro de boletins de ocorrência. 

O curso será ministrado pelo gerente de segurança corporativa, da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (SIAC), do Pará, Luiz Zebelino Borges, e Olinda Neves, da Diretoria de Informática da Polícia Civil. Durante o curso, explica o tenente-coronel Gomes de Melo, os policiais militares da reserva passarão por um período de readaptação ao serviço público, que vai variar de acordo com o tempo em que cada um já estiver afastado das atividades. 

O 1º sargento Wilson Brasil, 53 anos, aposentado após 30 anos de serviço, festejou o retorno às atividades. “É uma satisfação poder estar de novo na corporação, para poder dar apoio à segurança pública e à sociedade paraense”, disse, ao ressaltar que está com todo vigor físico e com saúde plena para ajudar o Estado. Durante os anos de atividade, Brasil atuou em diversas unidades da PM, na capital e interior. Fez parte da Radiopatrulha, do antigo Patrulhamento Tático Metropolitano (PATAM) e do 14º Batalhão da PM, em Barcarena. Já a 1º sargento Regina Alves, 50, que se aposentou há oito anos, sente muito orgulho em ter mais uma oportunidade de atuar na segurança pública do Estado. “Tenho muito ainda a contribuir com a sociedade”, destaca.

Nenhum comentário: