segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

OURILÂNDIA DO NORTE (PA): FILHO MATA PRÓPRIA MÃE POR CAUSA DE HERANÇA

O próprio filho de Mônica Soares da Silva, 35 anos e grávida de sete meses, foi o autor do assassinato da mãe, ocorrido na noite de sexta-feira passada, em Ourilândia do Norte, sudeste do Pará. Com 16 anos, o rapaz e o comparsa Davi Jackes Vasconcelos de Almeida, 18 anos, admitiram, neste domingo, em depoimento ao delegado José Carlos Figueiredo dos Santos, envolvimento no crime. O objetivo, segundo os acusados, seria roubar uma quantia em dinheiro, que a vítima tinha em casa, situada no bairro Novo Horizonte. Os acusados já estão recolhidos à disposição do Poder Judiciário. O crime foi desvendado em pouco mais de 24 horas após o registro do homicídio. Mônica foi morta com seis facadas no pescoço pelo próprio filho. A arma do crime – um facão – foi localizado pela equipe policial em uma matagal distante do local. 

VÍTIMA
O adolescente foi localizado pelos policiais, na manhã de domingo, em uma churrascaria, na vizinha cidade de Tucumã, a 8 km de Ourilândia do Norte. No local, ele almoçava com a namorada no mesmo horário em que ocorria o velório da vítima. A detenção do rapaz ocorreu após testemunhas terem identificado o filho de Mônica da Silva, como a última pessoa que esteve no local do crime, junto com outra pessoa. A vítima foi morta por volta de 19h, de sexta-feira, mas o corpo só foi localizado, já por volta de 22h, pois o atual namorado de Mônica saiu à procura dela, pois não conseguia localizá-la no celular. As investigações foram presididas pelo delegado José Carlos, junto com o investigador Chicão e escrivão José Carlos Moia, de Ourilândia do Norte. 

Conforme os policiais, ao tentar entrar na casa, onde residia a vítima junto com o acusado, o namorado ligou para o adolescente, que estava em Tucumã, com amigos, gastando o dinheiro roubado no crime, cerca de R$ 500, em uma pizzaria. Ele foi chamado pelo namorado da vítima, que queria entrar na casa, para abrir a porta. O próprio adolescente foi quem abriu a porta do imóvel. Ao ser interrogado, o adolescente confessou envolvimento no crime, mas negou em depoimento ter morto a própria mãe, apontando o comparsa Davi Jackes, como autor do crime. Davi, por seu lado, disse que Mônica foi morta pelo próprio filho. 

MÔNICA EM FOTO DE ACERVO PARTICULAR
A versão do adolescente é de foi procurado pelo comparsa para simular um assalto na casa onde morava com a mãe, para roubar uma quantia em dinheiro e outros objetos de valor. Ainda, segundo ele, o roubo seria dividido entre os dois. Na noite do crime, o adolescente relatou que ficou em casa com a mãe, até que, em determinado momento, saiu da casa, deixando a porta e o portão da casa abertos. Foi a deixa para que Davi entrasse no local armado com a faca e rendesse Mônica. Conforme o infrator, o plano seria assaltá-la e alegou que teria ficado surpreso ao saber que a mãe havia sido morta. Davi apresentou uma versão diferente. Contou o acusado que teria sido contratado pelo adolescente por R$ 2,5 mil para matar Mônica e, assim, o filho dela ficaria com uma herança no valor de R$ 50 mil referente à venda de uma casa. O dinheiro estaria depositado na conta do adolescente. 

Davi relatou que levou a arma do crime, em uma mochila, mas que não teve coragem de matar a vítima, como queria o filho. Este, por sua vez, teria lhe tomado a faca e morto a mulher, com seis facadas, duas delas na nuca e as demais pelo pescoço. Davi disse que não chegou a receber qualquer quantia em dinheiro. Depois do crime, revelou o comparsa, os dois saíram da casa, levando o telefone celular da vítima e R$ 500 em dinheiro, e seguiram para Tucumã. No caminho, Davi jogou a faca em um matagal. No domingo, ele levou os policiais civis até o local, onde a arma do crime foi encontrada, apreendida e encaminhada para perícia. Por medida de segurança, os acusados foram transferidos da Delegacia de Ourilândia do Norte para outro local, onde ficarão à disposição da Justiça. Fonte: Portal da Polícia Civil do Pará.

2 comentários:

Anônimo disse...

NOSSA!!!! QUE HORRIVEL.ESSE RAPAZ DEVERÁ SER CONDENADO,SEM NENHUMA DEFESA.

Anônimo disse...

louko isso sim.