sábado, 25 de abril de 2015

PRESOS OFICIAIS DE JUSTIÇA ACUSADOS DE EXIGIR R$ 3 MIL PARA NÃO APREENDER CARRO EM BELÉM

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta sexta-feira, 24, dois oficiais de Justiça por crime de concussão (extorsão praticada por servidor público). Eles são acusados de exigir a quantia de R$ 3 mil como forma de pagamento para não apreender um carro, que supostamente, estaria com mandado de busca e apreensão decretado pela Justiça do Pará. Os presos são João Luiz da Rocha Melo, 50 anos, e Almiro Carvalho de Oliveira, 52. Eles foram presos, perto de um shopping center, no bairro da Campina, em Belém, por policiais civis da Divisão de Investigações e Operações Especiais, no momento em que recebiam o dinheiro. 


De acordo com o delegado Neyvaldo Silva, diretor da DIOE, as vítimas da extorsão foram abordadas pelos acusados, na noite de anteontem, em um condomínio fechado, em Belém. Em depoimento, elas informaram que, após se identificarem como oficiais de Justiça, os dois teriam alegado que tinham em mãos um mandado de busca e apreensão do carro das vítimas que estaria com pagamento atrasado. Mesmo depois de as vítimas alegarem que o pagamento estava em dias, os oficiais insistiam em apreender o carro. 

Contudo, segundo as vítimas, como forma de não apreender o veículo, os oficiais de Justiça exigiram R$ 3 mil. "Como era de noite e não havia como sacar todo o dinheiro, foi combinado o pagamento de R$ 500, quantia paga ainda na noite de anteontem, e o restante - R$ 2,5 mil - seria pago depois", explica o policial civil. 

As vítimas procuraram o Tribunal de Justiça, que as encaminhou para a DIOE, onde foi montada uma equipe policial, sob comando do delegado Antonio Benone, para fazer o flagrante. Para tanto, todas as cédulas de R$ 100 dos R$ 2,5 mil foram fotocopiadas. No momento em que o dinheiro estava sendo pago aos acusados, o crime foi flagrado pela equipe de policiais da DIOE. Os oficiais de Justiça foram autuados em flagrante pelo crime de concussão, que tem pena prevista de 2 a 8 anos de reclusão.

PRESO ESTUDANTE DE DIREITO POR TRAFICAR DROGAS SINTÉTICAS EM BOATES DA ÁREA NOBRE DE BELÉM

A Polícia Civil prendeu, nesta sexta-feira, 24, por tráfico de drogas, o estudante de Direito Jefferson Michel Miranda Sampaio, 31 anos. Ele é acusado de ser o maior fornecedor de drogas sintéticas em boates da área nobre de Belém. Com ele, foram apreendidas drogas, como LSD e ainda um tipo de entorpecente conhecido como "doce". Trata-se de um tipo de droga sintética fabricada em laboratório que se constitui em folhas de papel comestíveis que dissolvem na boca. O flagrante foi realizado pela equipe de policiais civis da Seccional Urbana do Comércio, sob comando da delegada Socorro Bezerra. O acusado foi abordado pelos policiais civis em sua casa, no residencial Jardim Verde, situado na Avenida Augusto Montenegro, bairro do Castanheira. 


De acordo com a delegada, o flagrante foi resultado de investigações que levaram os policiais civis até a casa do estudante. Ao todo, foram apreendidos com ele 10 comprimidos, 7 petecas de cocaína e em torno de 200 papelotes de "doce". Os entorpecentes foram apreendidos no carro do preso. O entorpecente foi encaminhado para perícia, que constatou o LSD. Quanto ao "doce" só será possível constatar o entorpecente por meio de exame em laboratório. As investigações iniciaram após a morte de um empresário em uma boate de Belém, no mês de fevereiro deste ano, após a vítima ingerir uma droga sintética conhecida como "gota". As investigações prosseguem.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

POLÍCIA CIVIL APREENDE MAIS DE 800 CARTEIRAS DE CIGARROS CONTRABANDEADOS DURANTE OPERAÇÃO NA GRANDE BELÉM

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta sexta-feira, 24, durante a operação "Pulmão Limpo", seis pessoas que vendiam os cigarros contrabandeados, em dez pontos na região metropolitana de Belém. Ao todo, 839 carteiras de cigarros foram apreendidas na ação realizada pela Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE) em parceria com a Aspac (Associação de Proteção ao Consumidor do Brasil), entidade civil, sem fins lucrativos, sediada em Recife, capital de Pernambuco, e com atuação em todo país. Foi a primeira vez, no Pará, que foi aplicada a nova legislação que alterou o artigo 334-A, da Lei 13.008/14, que torna o crime de contrabando inafiançável, com pena de 2 a 5 anos de reclusão. Assim, agora, os flagrados com produtos ilegais permanecerão presos à disposição da Justiça. 


A operação teve início, por volta de 7 horas da manhã, quando os policiais civis saíram da sede da DIOE, no centro de Belém, em direção a dez pontos de comércio de cigarros contrabandeados em Belém e na Região Metropolitana. Os locais foram previamente levantados pela equipe da DIOE com base em denúncias recebidas pela Associação. Duas equipes chefiadas pelos delegados Rosamalena Abreu e Aurélio Paiva, da DIOE, sob coordenação do delegado Neyvaldo Silva, visitaram 10 locais de venda dos produtos em áreas de feiras e pontos comerciais localizados no distrito de Icoaraci, e nos bairros do Entroncamento, área da Avenida Pedro Álvares Cabral, feira do Barreiro e complexo do Ver-O-Peso, em Belém, e no município de Marituba. 
APREENSÃO
O contrabando foi encontrado com Nazareno Carmo Silva; Joaquim Alberto Gonçalves Pires; Josenildo Barbosa da Silva; Diogo Saraiva de Nazaré; Ivanilce dos Santos Vasconcelos Alves e Rosa Cristina Miranda da Silva. Eles foram autuados em flagrante pela delegada Rosamalena Abreu pelo crime de vender ou expor à venda mercadoria assemelhada a contrabando. Conforme a delegada, as carteiras são de marcas como Convair, Record, Vox, entre outras. 

Ela explica que, a partir de agora, todas as operações de combate à venda de produtos contrabandeados terão caráter repressivo. Há dois meses, a DIOE realizou a operação "Narguilé", quando foram apreendidas 15 mil carteiras de cigarros contrabandeados. Na ocasião, a ação policial foi realizada em Belém, Ananindeua, Abaetetuba, Marituba, Benevides e Santa Isabel do Pará, e contou com acompanhamento da ABCF (Associação Brasileira de Combate à Falsificação) de São Paulo. Os produtos finais apreendidos foram conduzidos para a sede da DIOE para contabilização. Ao todo, 32 pessoas foram indiciadas em inquérito policial. 

PREJUÍZOS Segundo explica o diretor jurídico da Aspac, advogado Otávio de Queiroga, que veio a Belém acompanhar a operação, foram recebidas, nos últimos seis meses, 86 denúncias do Estado do Pará, sobre pontos de venda de cigarros ilegais. "As informações são de que essas mercadorias são vendidas de forma livre, em áreas abertas, sem qualquer tipo de preocupação por parte dos vendedores", explica, ao salientar que aumentaram as denúncias, principalmente, de filhos quanto a pais que consomem cigarros irregulares e que levam ao aumento de internações hospitalares. Ainda, segundo ele, a venda de produtos contrabandeados causam um prejuízo de 30% nos tributos relacionados ao ICMS que deixam de ser arrecadados pelo Estado e que poderiam ser revertidos em investimentos em áreas, como saúde, educação e segurança.

POLÍCIA CIVIL PRENDE FORAGIDO DE JUSTIÇA QUE ESTAVA TRAFICANDO DROGAS EM SÃO CAETANO DE ODIVELAS

O local era usado como ponto de venda de entorpecentes. Durante a revista, os policiais apreenderam, além das drogas, um telefone celular e dinheiro. O preso permanece recolhido à disposição da Justiça. As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante, por tráfico de drogas, Nedson Chagas Barros,com quem foram encontradas 30 "petecas" de pasta de cocaína e uma peteca da droga em pó. 

Preso
PRESO
A operação policial foi realizada em São Caetano de Odivelas, nordeste do Pará, sob coordenação da delegada Rafaella Cabral. O acusado estava com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, desde o ano passado, pelo mesmo crime. Conforme a policial civil, para prendê-lo, foi necessário planejar uma operação. "Como sabia da existência do mandado de prisão, ele até então nunca havia sido localizado pela Polícia", detalha. 

APREENSÕES
Assim, salienta a delegada, a equipe da Delegacia de São Caetano de Odivelas, que conta com o escrivão Pedro Vidigal e investigador Marcelo Lameira Costa, com apoio da PM, deslocou-se até o endereço onde estaria escondido o acusado e ali o flagrou com drogas. 

quinta-feira, 23 de abril de 2015

POLÍCIA CIVIL PRENDE PRINCIPAL ENVOLVIDO EM ASSALTOS A POSTOS DE COMBUSTÍVEL EM TUCURUÍ

A Polícia Civil capturou um dos principais envolvidos em uma associação criminosa responsável por roubos a postos de combustível, localizados no município de Tucuruí, sudeste paraense. Daniel Soares da Silva foi preso em flagrante logo após praticar um assalto. Com ele, foram apreendidas a arma usada no crime, uma quantia em dinheiro e um cordão roubado de uma das vítimas. As investigações sobre a atuação do grupo criminoso tiveram início no último dia 20, quando dois estabelecimentos registraram ocorrências de roubo. 

PRESO E OBJETOS APREENDIDOS
Funcionários dos postos assaltados relataram aos policiais que a ação foi realizada por quatro homens armados em duas motocicletas. Com ajuda de imagens das câmeras de segurança dos postos, foi possível identificar os criminosos. Uma das motocicletas utilizadas no crime também foi identificada. Além de Daniel Soares, um adolescente que também havia participado dos assaltos foi apreendido. O delegado Eduardo Paisani, diretor da Seccional de Tucuruí, solicitou à Justiça a prisão preventiva e os mandados de busca e apreensão dos demais membros da associação criminosa.

POLÍCIA CIVIL PRENDE DUPLA EM FLAGRANTE APÓS TENTAR MATAR VÍTIMAS DE ASSALTO EM OURÉM

A Polícia Civil prendeu em flagrante, pelo crime de tentativa de latrocínio, Ozinei Silva dos Santos e Antonio Valdir Mendonça de Andrade. Os dois foram localizados às proximidades da localidade de Vila do Engenho, zona rural do município de Ourém, nordeste paraense, logo após atirarem em um casal e em uma adolescente de 13 anos de idade, durante assalto. 

PRESOS E MOTO APREENDIDA
Com os acusados, os policiais apreenderam uma arma de fogo de fabricação caseira de calibre 36, usada no crime. As vítimas foram socorridas e encaminhadas ao Hospital Municipal de Ourém. 

No momento do crime, a dupla estava em uma motocicleta vermelha roubada, sem placa, que foi apreendida e apresentada na sede da Unidade Integrada Pro Paz de Ourém, onde o delegado Edgar Henrique Monteiro. Os acusados estão recolhidos na carceragem da unidade policial à disposição da justiça.

POLÍCIA CIVIL JÁ INVESTIGA ASSASSINATO DE FAZENDEIRO NA ZONA RURAL DE ÁGUA AZUL DO NORTE

A Polícia Civil já investiga as circunstâncias do assassinato do fazendeiro Jesus Batista, que foi morto a tiros, durante a tarde desta quinta-feira, 23, quando chegava em uma caminhonete, à fazenda de sua propriedade, na zona rural de Água Azul do Norte, no sudeste do Pará. O inquérito policial foi instaurado pelo delegado Fábio Coutinho, titular da Delegacia do município. As investigações contam com policiais civis da Superintendência da Região do Alto Xingu e do Núcleo de Apoio à Investigação de Redenção (NAI). 


Ainda não há informações concretas sobre o motivo e a autoria do crime. Informações preliminares dão conta de que a vítima foi alvejada a tiros, por volta de 14 horas, enquanto estava dirigindo o veículo, próximo à entrada de acesso à fazenda "Paragominas". As equipes policiais tentam levantar informações sobre o crime. Até o momento, não foi encontrada qualquer testemunha do crime. 

O delegado Gabriel Henrique Costa, titular da Superintendência da Região do Alto Xingu, apurou que o fazendeiro foi vítima de emboscada. Os tiros foram deflagrados no momento em que a caminhonete se aproximava da sede da propriedade rural. O corpo será removido ao Hospital Municipal de Água Azul do Norte, para passar por exame pericial. As equipes policiais civis irão permanecer na região para aprofundar as investigações sobre o crime.

POLÍCIA CIVIL PROMOVE CICLO DE DEBATES SOBRE INTERVENÇÃO POLICIAL E AUTO DE RESISTÊNCIA

A Polícia Civil promoveu nesta quarta-feira, dia 22, na Delegacia-Geral, no bairro de Nazaré, um ciclo de debates sobre o tema “Intervenção Policial com Evento Morte x Auto de Resistência”. O evento, que se iniciou às 7:30 horas da manhã, é coordenado pela Corregedoria Geral da Polícia Civil e pela Academia de Polícia Civil (Acadepol) e conta com a participação de cerca de 120 policiais, entre civis e militares. As palestras têm por objetivo capacitar os policiais sobre os procedimentos a serem adotados durante intervenção policial que resulte em lesão corporal ou morte de suspeitos de crimes, melhorando o desempenho no serviço prestado à sociedade. O auto de resistência é um procedimento policial feito em uma delegacia quando um suspeito reage à voz de prisão. 

Abertura do Seminário
ABERTURA DO EVENTO
PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PRESENTES NO EVENTO
Segundo a delegada Liane Martins, corregedora-geral da Polícia Civil, a iniciativa do evento se deu a partir da necessidade de informar aos policiais sobre a padronização dos procedimentos, após o registro de morte de suspeitos de crimes.   

Promotores de Justiça durante o evento
PALESTRA COM PROMOTORES DE JUSTIÇA
Muitos policiais ficam em dúvida sobre como devem atuar mediante uma situação de auto de resistência, em razão das portarias do Ministério Público e dos Direitos Humanos. A proposta do evento, além de informar, é discutir dúvidas para adotar padrões de procedimentos que não prejudiquem ninguém e que estejam dentro da legalidade”. O evento conta também com a participação de representantes do Ministério Público do Pará, na palestra “O Ministério Público e o Auto de Resistência”. A programação foi finalizada com a palestra foi proferida pelos promotores de Justiça Mário Chermont, do Centro de Apoio Operacional Criminal (CAO Criminal), e Adriana Passos Ferreira, titular da Promotoria Pública de Tucuruí. Eles abordaram o tema “O Ministério Público x Auto de Resistência”. A programação encerrou com um debate em plenária sobre o tema e a palavra do delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino.

terça-feira, 21 de abril de 2015

POLÍCIA CIVIL PRENDE MATADOR CONFESSO DE ESTUDANTE UNIVERSITÁRIA EM ANANINDEUA

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na manhã desta terça-feira, 21, o personal trainer (instrutor de musculação) Antonio Eduardo Souza Nascimento, 21 anos, que confessou o assassinato da universitária Ingred Kassia da Costa Tavares Israel, de 28 anos. Ele foi preso em sua casa, na travessa WE-60, do conjunto Guajará, em Ananindeua, na Grande Belém. Com ele, a faca usada para matar a vítima foi apreendida. O acusado alega que matou para se defender. O crime tem motivação passional. 

A prisão do acusado foi coordenada pela equipe da Divisão de Homicídios formada pelo delegado Dauriedson Bentes, escrivão Flávio Trindade e investigadores Rui Macedo e Hilário Damasceno. De acordo com o delegado, as investigações não cessaram após o crime. A partir de informações obtidas durante o trabalho investigativo, a equipe de policiais civis conseguiu chegar ao paradeiro do acusado. As informações levantadas são de que o autor do crime era pessoa conhecida da vítima. 

Antonio Eduardo, após o crime, procurou atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento da Cidade Nova, onde levou quatro pontos, pois teve uma das mãos cortada com um golpe de faca. Depois, foi para a casa de sua família, onde acabou preso. Em depoimento ao delegado, o preso admitiu ter morto a universitária, mas afirma que agiu em legítima defesa. 

Segundo ele, a vítima teria o convidado para manter relações sexuais, no final de semana, mas o encontro apenas teria ocorrido na segunda-feira. Ele afirma que, enquanto estavam juntos na casa da vítima, teria tido uma discussão com a vítima. Logo em seguida, segundo a versão do acusado, a vítima teria pego uma faca de cozinha e depois uma tesoura, e chegou a feri-lo na mão. 

Antonio Eduardo alega que, durante a briga, a vítima escorregou e caiu. Foi então que pegou a faca no chão e passou a esfaqueá-la. Antonio negou ter roubado qualquer objeto de valor da vítima, afirmando que apenas levou a faca usada no crime. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio e ficará recolhido em uma unidade do Sistema Penitenciário do Pará à disposição da justiça.

segunda-feira, 20 de abril de 2015

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DESARTICULAM PONTO DE TRÁFICO DE DROGAS EM ULIANÓPOLIS

As Polícias Civil e Militar capturaram, nesta segunda-feira, 20, por tráfico de drogas, o cearense Francinaldo de Souza Silva, 37 anos, que foi flagrado no momento em que praticava o crime, na área da Invasão da Corrente, zona rural de Ulianópolis, nordeste paraense. Sob coordenação do delegado Pedro Rolim Neto, a operação policial foi realizada durante a madrugada, em decorrência de uma denúncia anônima sobre o comércio de drogas ilegais no local. Natural de Campos Sales (CE) e comerciante de profissão, o preso é dono de um pequeno bar (boteco), situado no mesmo endereço em que mora, na Rua Liomar Resende. 


O comércio, porém, era usado para disfarçar o esquema de venda de drogas na cidade paraense. Durante revista na casa, uma bolsa feminina foi averiguada pelos policiais. Dentro dela, foi encontrada uma balança digital de precisão, ferramenta característica que quase sempre é encontrada em pontos de tráfico de drogas, por ser usada na pesagem dos entorpecentes. Logo em seguida, durante a revista no imóvel, foram encontrados 180 gramas de maconha prensada dentro de uma sacola plástica. Mas no local não havia apenas drogas. 

FRANCINALDO
Uma munição para revólver de calibre 38 intacta foi também encontrada na casa. Francinaldo foi levado para a Delegacia do município, para ser autuado em flagrante pelos crimes previstos no artigo 33, da Lei nº 11.343/2006, por tráfico de entorpecentes, e artigo 12, da Lei nº 10.826/2003, por posse ilegal de munição de uso permitido por Lei. A prisão foi comunicada à Comarca Judiciária de Ulianópolis, e ao Ministério Público e à Defensoria Pública do Estado. 

De acordo com o delegado, o preso confessou já ter sido preso anteriormente por tráfico de entorpecente, em Itinga do Maranhão (MA), e encaminhado, na época, para a Delegacia Regional de Açailândia, no Maranhão, de onde fugiu. Ele foi preso três meses depois no município de Dom Eliseu, no Pará, onde ficou custodiado na cadeia local por mais de três meses, até ser transferido para Açailândia. Ele ficou preso por quatro meses e depois foi colocado em liberdade provisória sob termo de compromisso determinado pela Justiça maranhense. Ele, então, retornou ao Pará, onde passou a praticar a venda de drogas em Ulianópolis.

POLÍCIA CIVIL CUMPRE MANDADO DE PRISÃO DE FORAGIDO ACUSADO DE ROUBO EM SOURE

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira, 20, em Soure, na ilha do Marajó, em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, Wellington Nascimento Magno, 27 anos, acusado do crime de roubo. 

A prisão foi cumprida pela equipe policial formada pelos delegados Luciano Cunha e Thiciane Maia, e investigadores Carlos Rufino, Jober Galvão e Noé Torres, e do escrivão Cleice Rodrigues, da Superintendência do Marajó Oriental. O preso é foragido de Belém. Segundo o delegado Luciano Cunha, titular da Superintendência, a ordem de prisão foi decretada em 2012, pela Comarca da Capital, do TJ do Pará. 

O procurado é morador no bairro do Benguí, em Belém, porém estava foragido de Belém, desde a época do crime. Durante as investigações, o procurado foi localizado e preso em Soure, onde atualmente estava morando. Ele está preso e será conduzido para uma casa penal em Belém para responder pelo crime. 

PRESOS ACUSADOS DE ABUSAR SEXUALMENTE DAS FILHAS EM BARCARENA

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira, 20, dois homens que respondem a inquéritos policiais sob acusação de estuprar crianças, em Barcarena, nordeste paraense. Um dos presos é Flávio Freitas Oliveira, que teve mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, sob acusação de violentar a própria filha de 10 anos de idade. O outro é Olivar Pinto Dias acusado de abusar sexualmente da filha de 12 anos. Os procedimentos policiais foram realizados pela delegada Emanuela Amorim, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), de Barcarena. Segundo a policial civil, o caso de Flávio Oliveira estava sendo investigado havia dois meses. A vítima morava com o pai há um ano, tempo que estava sem ver a mãe. 

FLÁVIO E OLIVAR: PRESOS
No início das investigações, detalha a delegada, a criança não confirmou os abusos aos policiais, mas acabou por relatar detalhes dos crimes ao reencontrar a mãe. "A menina se sentiu mais confortável em falar sobre o abuso ao rever a mãe", explica a delegada Emanuela Amorim. A criança foi encaminhada para exames médicos e periciais. Com base nas provas, a delegada encaminhou à Justiça pedido de prisão do acusado, cuja ordem judicial foi decretada. A prisão foi cumprida pela equipe de policiais civis da DEAM formada pelos investigadores Márcio Melo e Manoel Sanches, sob coordenação da delegada. 

FLAGRANTE No outro caso de crime sexual contra criança, foi preso Olivar Pinto Dias, após ter sido flagrado por vizinhos no momento em que abusava da vítima. Por conta disso, moradores agarraram o acusado e passaram a espancá-lo, a ponto de deixá-lo com ferimentos pelo corpo. O acusado foi preso por uma guarnição da Polícia Militar que o conduziu para a DEAM. Em depoimento, a vítima relatou à delegada Emanuela Amorim que o abuso sexual aconteceu por mais de uma vez. Segundo ela, o acusado sempre agia após ter consumido bebida alcoólica. Ele permanece preso à disposição da Justiça. 

domingo, 19 de abril de 2015

PRESOS POR ESTUPRO DE VULNERÁVEL E FURTO EM MARACANÃ NO PARÁ

As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante três envolvidos em crimes na cidade de Maracanã, nordeste paraense, neste sábado, 18. Um deles - Fábio Ribeiro da Rocha, 35 anos - é acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos e de agredir a mãe da menina. Os outros dois - Tiago Trindade Garcia, 29 anos, e Andrey Monteiro da Silva, 18 - foram flagrados enquanto cometiam furtos. As prisões foram coordenadas pela delegada Eliete Alves, titular da Delegacia do município, em conjunto com policiais militares. 

À ESQUERDA, FÁBIO. NO ALTO, TIAGO E EM BAIXO ANDREY
Conforme a delegada, Fábio Ribeiro da Rocha, foi preso em flagrante na Vila Nova Brasília, na rodovia PA-430, zona rural do município, em ação policial que contou com apoio da guarnição do cabo da Polícia Militar Paulo Sena Aleixo. Os policiais receberam denúncia de que Fábio havia abusado sexualmente de uma adolescente de 14 anos e que a mãe da vítima de 38 anos havia sido agredida pelo acusado, após a filha lhe ter contado o crime. De acordo com a mãe da adolescente, as duas foram ameaçadas de morte pelo acusado caso o denunciassem. Fábio foi autuado em flagrante pelo estupro e pela agressão física, e permanece recolhido à disposição da Justiça. 

FURTOS Duas prisões em flagrante por furtos em imóveis foram registrados em Maracanã. Em um dos casos, Tiago Garcia foi flagrado após furtar os refletores de uma fábrica de gelo, na cidade de Maracanã. O acusado, segundo a dona da empresa, Maryvania do Socorro da Silva Sousa, além de cometer o crime de furto, ainda fez ameaças à empresária, caso o denunciasse à Polícia. No outro caso, Andrey Silva, conhecido como "Soratinho", arrombou uma casa, durante a madrugada, e do local furtou calçados e um telefone celular da dona do imóvel. O fato foi comunicado de imediato aos policiais que localizaram o autor do crime. Ele é acusado de ter cometido outros furtos no município. Após a prisão dele, diversas vítimas foram à Delegacia de Maracanã para denunciá-lo.

DENUNCIE: POLÍCIA CIVIL PROCURA AUTOR DE ESTUPRO DE CRIANÇA DE 12 ANOS EM ULIANÓPOLIS NO PARÁ

PROCURADO
A Polícia Civil investiga o paradeiro de Francisco João Rodrigues da Silva, 38 anos, de apelido "Chiquinho", que está com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Ulianópolis, nordeste do Pará, por crime de estupro de vulnerável. Ele é acusado de ter violentado sexualmente uma menina de 12 anos, em abril do ano passado. Após ser denunciado, o acusado fugiu. O foragido é natural de Codó, no Maranhão, e na época morava em Ulianópolis. Quem tiver alguma informação sobre o procurado deve telefonar para o fone 181, o Disque-Denúncia. A ligação é gratuita e com sigilo garantido. 

POLÍCIA CIVIL DESVENDA MORTE DE ADOLESCENTE APÓS POUCO MAIS DE UM MÊS DE INVESTIGAÇÕES EM NOVO REPARTIMENTO

A Polícia Civil desvendou, após investigações, a morte de um adolescente registrada em 15 de março deste ano, em Novo Repartimento, sudeste paraense. Dois envolvidos no crime foram capturados. Um deles é um adolescente de 15 anos. O outro é Cassiano de Jesus da Silva, 19 anos. Os dois confessaram o crime que foi motivado por vingança. As investigações foram presididas pelo delegado Alenson Lameira, juntamente com os investigadores Regivaldo Menezes e Raimundo Melo. O crime se registrou às margens da rodovia Transamazônica, na entrada de um balneário, a 4 quilômetros da sede do município. O corpo foi encontrado durante a manhã, do dia 15 de março, jogado em um matagal. 

CASSIANO ESTÁ ENVOLVIDO NO CRIME
Durante as investigações, diversos depoimentos foram coletados. As informações foram essenciais para se identificar os autores do crime. Os acusados foram ouvidos em depoimento e confessaram terem assassinado o adolescente para se vingar dele. O motivo, segundo explicaram os acusados, é que meses antes houve uma briga entre a vítima e o adolescente infrator, em que o acusado foi agredido e jurou se vingar. 

Cassiano alegou que, no dia do crime, conseguiu atrair a vítima até o local onde estava o outro acusado. No local, os dois agarraram o rapaz e passaram a esfaqueá-lo. Em depoimento, Cassiano afirmou que sua participação no crime de segurar a vítima para que o comparsa o matasse. Após matá-lo, os dois jogaram o corpo no matagal. Com as confissões, o delegado representou pelas prisões preventivas dos acusados à Justiça que expediu os mandados judiciais, para mantê-los recolhidos. 

sábado, 18 de abril de 2015

PRESO CONDENADO HÁ MAIS DE 30 ANOS E QUE ESTAVA FORAGIDO DA JUSTIÇA EM CAMETÁ

As Polícias Civil e Militar do município de Cametá, no Baixo Tocantins, capturaram Valdir Nunes dos Santos, conhecido como “Ninja Branco”, condenado pela Justiça do Pará a mais de 30 anos de prisão por envolvimento em diversos roubos no Estado. Ele estava na condição de foragido. A prisão dele é resultado de dois meses de investigações. 

PRESO
De acordo com o delegado Fernando Pereira, Valdir foi encontrado no bairro da Marambaia, na sede do município de Cametá. Ele responde a diversos processos por roubo nas comarcas de Abaetetuba, Moju e Ananindeua. Segundo os policias, que participaram da operação, o foragido estava planejando assaltos no municípios. 

A equipe policial responsável pela prisão é formada pelo delegado Fernando Pereira, escrivão Sérgio Cordeiro, os investigadores Sérgio Pompeu e Ozy Assunção, e os policias militares do 32º Batalhão sob o comando do tenente-coronel Temístocles Paulo.

CASAL PRESO NO FLAGRA EM PONTO DE TRÁFICO DE DROGAS EM QUATIPURU

A Polícia Civil flagrou, durante investigações para combate ao tráfico de drogas, um casal que vendia maconha em um ponto de comércio de entorpecentes na localidade de Boa Vista, em Quatipuru, nordeste paraense. O flagrante foi coordenado pela equipe policial comandada pelo delegado Wander Veloso, da Delegacia de Primavera, cidade vizinha. Os acusados são Iran Dhegson Gomes e Araújo, 24 anos, e Lidiamem de Sousa Lima, 41. 

PRESOS
De acordo com o delegado, com o casal, foi apreendido em torno de meio quilo da droga prensada, no formado conhecido como "tijolo" de maconha. O entorpecente foi encontrado escondido dentro da casa dos acusados, durante revista no imóvel. O delegado Wander Veloso apurou que Iran Dhegson já tem passagem pela Polícia por envolvimento em tráfico de drogas. Os dois foram autuados em flagrante pelo crime.

PRESA DUPLA DE IRMÃOS ENVOLVIDOS EM CRIMES NAS CIDADES DE AUGUSTO CORRÊA E RURÓPOLIS

A Polícia Civil divulgou, neste sábado, 18, as prisões de duas duplas de irmãos envolvidos em roubos nas cidades de Augusto Corrêa, nordeste paraense, e em Rurópolis, sudoeste do Estado. No primeiro caso, foram presos, em cumprimento a mandados de prisão preventiva decretados pela Justiça, os irmãos Neiton dos Reis Borges, de apelido "Beleu", e Ronaldo dos Reis Borges, conhecido como "Pipoca", acusados de tentativa de latrocínio. O crime se registrou, no último dia 3 de março, na localidade de Tijoca, zona rural de Augusto Corrêa. 

Irmãos Neiton e Ronaldo, à esquerda. Ao lado, os irmãos Marlon e Iury
NEITON E RONALDO À ESQUERDA, E MARLON E IURY À DIREITA
Na ocasião do crime, "Beleu" efetuou disparos de arma de fogo caseira contra Jesiel Castro Flor durante tentativa de assalto. A vítima teria reagido. Por conta do disparo, a vítima teve ferimentos no tórax, ombro esquerdo, couro cabeludo e articulações. Jesiel foi operado e não corre risco de morte. Segundo o delegado Tobias Ferreira, titular da Delegacia de Augusto Corrêa, "Beleu" é suspeito de ter participado do roubo de duas motos no município, no ano passado e neste ano. Com os irmãos, a arma do crime foi apreendida. 

ROUBO DE MOTO A Polícia Civil autuou em flagrante dois acusados de roubar uma moto em Rurópolis. Os irmãos Marlon Ribeiro dos Santos e Iury Fernando dos Santos foram presos por policiais militares. O veículo roubado foi recuperado na cidade vizinha de Placas e já devolvido ao proprietário, vítima do crime. Conforme o delegado Ariosnaldo Vital Filho, o dono da moto contou que foi abordado por dois homens armados. Após o roubo, a PM foi acionada e passou a fazer buscas até localizar os dois envolvidos no crime. 

Arma apreendida em Augusto Corrêa e moto roubada recuperada em Rurópolis

Aos policiais, os presos afirmaram que haviam abandonado o veículo roubado havia sido levado para a cidade de Placas e abandonado em um terreno baldio às margens da rodovia Transamazônica. A informação foi repassada aos policiais de Placas que localizaram o veículo. A arma utilizada no roubo, um revólver calibre 32, com seis munições, foi apreendida e enviada para perícia no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves do município de Santarém. Os dois foram autuados em flagrante por roubo qualificado (assalto a mão armada), com base no artigo 157, do Código Penal, e permanecem presos à disposição da Justiça.

POLÍCIA MILITAR DETÉM 20 BADERNEIROS DURANTE JOGO ENTRE REMO E PAYSANDU PELA COPA VERDE EM BELÉM

A Polícia Militar deteve cerca de 20 pessoas, neste sábado, 18, por envolvimento em tumultos no Estádio Olímpico do Pará, onde foi realizada a partida entre Remo e Paysandu, pelas semifinais da Copa Verde. Todos foram conduzidos para a Seccional Urbana da Sacramenta para passar por triagem. Segundo a Polícia Militar, a maioria dos detidos faz parte de torcidas organizadas de Remo e Paysandu. 

Com alguns deles foram encontrados drogas e objetos cortantes, outros estavam incitando à violência e havia ainda dois coquetéis molotov. Dentre os 20 detidos, havia 12 adolescentes que foram apreendidos pela ROTAM (Ronda Tática Metropolitana). Segundo informações do sargento Alex, alguns foram presos fora do estádio e outros dentro das dependências do estádio. Os maiores de idade foram averiguados e liberados. Já os adolescentes foram encaminhados à DATA (Divisão de Atendimento ao Adolescente).

POLÍCIA CIVIL DESMONTA ESQUEMA DE TRÁFICO DE DROGAS QUE FUNCIONAVA EM BAR NA CIDADE DE OURILÂNDIA DO NORTE

A Polícia Civil desmontou um esquema para venda de drogas ilegais na cidade de Ourilândia do Norte, sudeste do Pará. Um bar, localizado na rua Oito, no Setor Bela Vista, era utilizado para tentar disfarçar a prática criminosa realizada na área. O responsável pelo crime foi preso em flagrante após investigação realizada pela equipe policial coordenada pelo delegado Luiz Alberto Lima de Almeida Junior. 

Conforme o policial civil, foi feito um cerco no local para fazer a abordagem no bar denominado "bar do Manuel". Foi preso em flagrante o comerciante Manuel dos Santos Valadares, dono do bar. No local, porções de drogas, como pasta base de cocaína, além de dinheiro da venda dos entorpecentes, foram apreendidos. Os investigadores Patrick e Diogo, e o escrivão Ferreira, também participaram da operação. Ele foi autuado em flagrante pelo crime e permanece recolhido à disposição da Justiça.