quinta-feira, 31 de julho de 2014

PRESA ENVOLVIDO EM RECEPTAÇÃO DE MOTOS ROUBADAS EM BELÉM

A Polícia Civil autuou em flagrante, por envolvimento em receptação de motos roubadas, Iedo Vidal Barros e Rodrigo dos Santos Passos, de apelido “Dig”. Eles foram apresentados, na sede da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), por agentes da Polícia Rodoviária Federal, nesta quinta-feira, 31. Os dois vão responder ainda por uso de documento falso, adulteração de sinal identificador e associação criminosa. 


No momento em que foram presos, duas motos roubadas foram recuperadas com os acusados. Os veículos apresentavam documentos falsificados e os chassis estavam adulterados. O flagrante foi presidido pelo delegado André Costa, diretor da DRCO.

PRESO FORAGIDO DA JUSTIÇA ENVOLVIDO EM ROUBOS NO BAIRRO DA PEDREIRA EM BELÉM


A Polícia Civil, por meio da equipe de policiais civis da Seccional Urbana da Pedreira, prendeu, nesta quinta-feira, 31, Toni Henrique de Morais Tavares, conhecido pelo apelido de “Sorvetinho”. Ele responde a quatro processos criminais por roubo só na área da Seccional do bairro. Foragido da Justiça, ele foi recapturado nesta tarde e apresentado na unidade policial. 

O delegado Walter Resende, titular da Seccional, informa que o preso será conduzido ao Sistema Penitenciário para responder pelos crimes.

PRESO ENVOLVIDO EM ROUBOS NO CENTRO COMERCIAL DE BELÉM

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 31, Anderson da Cruz Silva, foragido de Justiça, que foi recapturado, no bairro do Guamá, em Belém. Ele é acusado de envolvimento em diversos roubos na área do centro comercial da capital paraense. Anderson foi reconhecido por envolvimento em um assalto, ocorrido em 26 de junho, no centro da cidade. Na ocasião, ele e outros comparsas estavam no interior de um carro Fox preto roubado. 

Preso é flagrado em imagem de câmera de segurança
PRESO E IMAGEM DELE COM ARMA NA MÃO EM CÂMERA DE SEGURANÇA
As imagens de uma câmera de segurança que mostram o roubo foram obtidas pela Polícia Civil que investiga o caso para tentar identificar os demais envolvidos no crime. A prisão foi comandada pelo delegado Marco Antônio Duarte, diretor da Seccional do Guamá. O preso está recolhido à disposição da Justiça.

CASAL CONFESSA QUE ASSASSINOU BEBÊ RECÉM-NASCIDO EM SÃO MIGUEL DO GUAMÁ

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 31, em São Miguel do Guamá, nordeste paraense, os estudantes de Pedagogia, Washington Mauricio Gomes Matos, 32 anos, e Kamilla Cristie Ramos de Lima, 23, pela prática dos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Eles mataram o próprio filho, um bebê recém-nascido, do sexo masculino. Os dois mataram a criança logo após o nascimento. “A criança é fruto de um relacionamento extraconjugal. O pai do bebê é casado. Logo após a mãe dar a luz em um parto normal, ela ligou para ele e eles mataram a criança asfixiada e através com outras violências. Depois, enterram o recém-nascido em um ramal”, explica o delegado Ronaldo Lopes. As prisões foram realizadas pela equipe formada pelos policiais civis Océlio Miranda, Paulo César, Vasconcelos e Geovane Santos. 

PRESOS
Ainda, conforme o delegado, a investigação teve início, no último dia 29, quando caçadores encontraram, em uma mata fechada, situada no ramal do Curuçazinho, o corpo de uma criança recém nascida enterrada enrolada em uma colcha de cama. Eles foram até a Unidade Integrada de São Miguel do Guamá para comunicar o fato. Foi então que o delegado acionou a equipe da perícia criminal do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Castanhal para a realização dos exames de local de crime e a remoção de cadáver. Já na noite da última quarta-feira, dia 30, o delegado foi informado que uma mulher estava no hospital local para receber atendimento médico, com quadro clínico de hemorragia. Os médicos de plantão perceberam que ela estava com placenta e com resto de cordão umbilical. 

A equipe de policiais civis foi até o hospital, onde interrogou a mulher identificada como Kamilla Lima. A mulher confessou o crime. Ela contou que tinha um caso com Washington, que é casado, e que os dois passaram a ter um relacionamento. “Os dois, inclusive, já tiveram um filho, e, agora novamente, ela estava grávida dele. Porém a família da estudante não aceitava o relacionamento pelo fato de tratar de um homem casado”, detalha o delegado. Assim, a mulher escondeu, durante os nove meses, a gravidez da família. 

LOCAL EM QUE FOI ACHADO O CORPO
No último dia 29, ela resolveu fazer o parto normal por conta própria. Depois de matar a criança, a acusada conta que entregou o corpo Washington. Ele seguiu até o ramal e ali enterrou o corpo. Os policiais civis foram até a casa do acusado e ali ele foi preso. No momento da prisão, Washington estava junto com a família. Aos policiais, ele confessou apenas ter feito a ocultação do cadáver e negou ter participado do homicídio. A criança apresentava sinais de violência com traumatismo craniano e asfixia. A causa morte será determinada pela perícia criminal. No local onde estava o corpo, os policiais encontraram uma faca utilizada no crime e uma colcha de cama enrolada no bebê. Os dois permanecerão presos à disposição da Justiça em São Miguel do Guamá.

POLÍCIA CIVIL ORIENTA SOBRE A VALIDADE DO ATESTADO DE ANTECEDENTES CRIMINAIS EMITIDO PELA INTERNET


A Polícia Civil informa que o Atestado de Antecedentes Criminais, disponível na internet pelo site (antecedentes.policiacivil.pa.gov.br), possui validade legal. O documento pode ser solicitado por qualquer cidadão após o preenchimento de alguns dados pessoais e é enviado via e-mail da pessoa interessada. As empresas que oferecem vagas de emprego podem consultar a validade do documento no próprio site na opção "validar antecedente criminal". Para isso, basta digitar o nome da pessoa, o número do protocolo, a data e a hora da emissão do documento. 

O diretor de informação criminal, da Diretoria de Identificação da Polícia Civil, papiloscopista Valdenor Corrêa, explica que não há necessidade de carimbar e assinar o atestado de antecedentes criminais emitido pela internet nos casos de procura por vaga de emprego nas empresas. "O carimbo só é necessário em algumas situações, como para pessoas estrangeiras, para concurso público realizado em outro estado e em alguns casos de concurso público no Pará", detalha. 

Para tanto, a pessoa deverá obter o documento pela internet e depois apresentá-lo na Diretoria de Identificação da Polícia Civil, localizada na Delegacia Geral, no bairro de Nazaré. O serviço Virtual foi criado no início do ano de 2011 através de fichas criminais inseridas pela Polícia Civil em um sistema informatizado. Dessa forma, qualquer pessoa pode checar sua situação criminal pela internet e solicitar a emissão do atestado. Só no mês de julho deste ano, mais de 34 mil atestados de antecedentes criminais foram emitidos pela Polícia Civil.

ALERTA SOBRE OS DEZ GOLPES MAIS FREQUENTES NA REDE SOCIAL FACEBOOK


No Facebook, diferente do falecido Orkut, não é possível saber quem visitou o seu perfil. Também não é possível mudar a cor do seu Facebook e não existe uma "Sex Tape" (vídeo pornô) da cantora Rihanna. Isso pode parecer óbvio, mas de acordo com o jornal britânico The Guardian, esses são os golpes mais populares do Facebook. O Bitdefender, companhia de segurança na Internet, publicou uma lista dos 10 golpes no Facebook mais comuns. Leia abaixo, quais são eles. Em primeiro lugar está o aplicativo (falso) que promete ver quem visitou o seu perfil, com 30,2% de incidência. 

Cuidado, pois clicar em qualquer link levará o usuário para um site que tentará instalar arquivos infectados em seu computador, utilizando os chamados "malwares" (Programas Maliciosos) para o esquema conhecido como "phishing" (Pescador de Dados Pessoais). Através do esquema de "phishing", o arquivo com vírus envia os dados pessoais gravados no computador para o criador do vírus.

“Porque as pessoas continuam querendo saber quem viu seu perfil, apesar dos avisos de segurança? Eles acreditam que esses aplicativos são reais", disse o Estrategista-Chefe de Segurança Catalin Cosoi ao The Guardian.

Abaixo, vamos postar os 10 golpes mais comuns no Facebook. Anote e tome muito cuidado: 

1. Suposto aplicativo que mostra o total de visitantes em seu perfil – 30.20%
2. Mudar a cor do seu perfil no Facebook – 7.38% 
3. Suposto vídeo pornô da cantora Rihanna – 4.76% 
4. Suposto aplicativo que permite verificação de atualização de status no Facebook – 4.21%
5. Diga Adeus à cor azul do Facebook – 2.76%
6. Anúncios em páginas falsas de doação de produtos – 2.41%
7. Função que verifica se um amigo seu lhe excluiu no Facebook – 2.27%
8. Suposto aplicativo, denominado de "Profile Peekers", que promete visualizar quem está seguindo seu perfil e quantas vezes seu perfil no Facebook foi visto – 1.74%
9. Saiba como ver quem visualizou seu perfil – 1.55%
10. Mudar tema (cor do texto/layout/cor de fundo) do perfil no Facebook – 1.50%

POLÍCIA CIVIL ORIENTA SUPERINTENDENTES REGIONAIS SOBRE CARGA HORÁRIA DE TRABALHO DOS POLICIAIS CIVIS


O delegado-geral, Rilmar Firmino, reuniu-se, nesta terça-feira, 29, com os superintendentes regionais da Polícia Civil, na sede da Delegacia-Geral, em Belém, para tratar de questões relacionadas à carga horária de trabalho dos policiais civis. 

No encontro, o gestor da instituição policial informou que as unidades policiais situadas na capital, na região metropolitana de Belém e no interior do Estado, que já atuam em sistema de plantão, ou que passem a adotar esse regime, por decisão da administração superior, deverão cumprir escala de 12 horas de trabalho por 36 horas de descanso ou 24 horas de trabalho por 72 horas de descanso, a critério da chefia imediata, que deverá ouvir os servidores para tanto. 

Para as demais unidades da Polícia Civil, será aplicado o regime de expediente, com o cumprimento de oito horas diárias de trabalho. Esta escala é aplicável tanto às unidades que adotem o regime de plantão e nas demais unidades da Polícia Civil do Pará. A medida decorre da decisão judicial relativa ao cumprimento da jornada de trabalho que atende ao artigo 7º, inciso XIII, da Constituição Federal.

PARA LER A PORTARIA SOBRE A CARGA HORÁRIA CLIQUE AQUI

terça-feira, 29 de julho de 2014

POLÍCIA CIVIL PRENDE ENVOLVIDOS EM ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA ESPECIALIZADA EM ROUBAR CARROS EM ICOARACI

A Polícia Civil desarticulou, nesta terça-feira, 29, uma organização criminosa envolvida em roubos de veículos, no distrito de Icoaraci, em Belém. Foram presos, pela equipe de investigadores da Seccional Urbana de Icoaraci, Bruno Renato Gatinho Araújo; Leandro Sérgio Santos dos Santos e Julio César Santos Gomes, apontados como integrantes de um grupo maior de criminosos responsáveis em roubar os veículos e levá-los para o Estado do Maranhão. 

PRESOS, ARMA E CARROS APREENDIDOS
Com os presos, os policiais civis, comandados pelo delegado Ocimar Nascimento, recuperaram três carros roubados. Um deles é um Corolla preto, roubado em Castanhal, nordeste paraense. Os outros dois são um Cobalt roubado no conjunto Julia Seffer, em Ananindeua, na Grande Belém, e uma Nissan Sentra roubada na noite desta segunda-feira, em Belém. 

Também foi apreendida com os presos uma arma de fogo tipo revólver usado nos crimes. De acordo com os policiais civis, um dos presos, Bruno Gatinho, chegou a ser preso, há mais de dois meses, por envolvimento no roubo de veículos e no assalto a uma joalheira em Imperatriz no Maranhão. Os presos foram autuados em flagrante e permanecem recolhidos à disposição da Justiça.

IDOSOS SÃO PRESOS ACUSADOS DE ESTUPRAR MENINA DE 12 ANOS EM MELGAÇO

A Polícia Civil prendeu em cumprimento a mandados de prisão preventiva decretados pela Justiça, Tomé de Freitas Filho, de 70 anos, e Manoel da Silva Leão, 78, acusados de violentar sexualmente uma menina de 12 anos, em Melgaço, na ilha do Marajó. Os dois são acusados de levar a criança de Melgaço para a cidade de Portel, no Marajó, sempre que iriam receber o dinheiro de suas aposentadorias. Eles aproveitavam para abusar sexualmente da menina. As investigações mostram ainda que os idosos doavam alimentos e faziam favores à família da menina, em especial, à mãe dela, em troca dos abusos sexuais. 

PRESOS
A mãe da vítima foi indiciada em inquérito policial pela conivência. A prisão dos acusados ocorreu depois de investigações realizadas pela equipe policial da Delegacia de Melgaço, sob comando do delegado Rodrigo Amorim e investigador Alcindo Junior, juntamente com conselheiros tutelares do município. No último dia 25, os agentes estiveram na comunidade de Sant'Ana, zona rural de Melgaço, para apurar a denúncia de estupro de vulnerável. 

Após localizar a mãe, a criança e os dois acusados, os policiais conduziram todos para a Delegacia de Melgaço para ouvi-los em depoimento e encaminhar a menina para exames médicos, que constataram que a criança havia sido abusada sexualmente. Em depoimento, a vítima revelou ao delegado ter sido estuprada pelos dois homens. Um deles, Tomé Freitas, é padrinho da criança. O outro é conhecido da mãe da menina. Os crimes sexuais ocorriam há cerca de um ano. 

Nos relatos, a vítima contou que os acusados lhe davam presentes e dinheiro e ainda ajudavam a família com alimentos e favores. "A menina revelou que chegou a ser estuprada, por Manoel Leão, por duas vezes, uma na casa dele e a outra em um igarapé perto do local. Já com Tomé Freitas, a vítima relata ter sido abusada em um rio situado em frente à casa do acusado", detalha. Com base nas provas, o delegado representou com pedido de prisão preventiva dos acusados, o que foi decretado pelo juiz de Melgaço, Emanoel Jorge Dias Mouta. Eles estão recolhidos à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL DESMONTA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA ENVOLVIDA EM HOMICÍDIOS, TRÁFICO DE DROGAS E ROUBOS A BANCO EM REDENÇÃO

A Polícia Civil desarticulou uma organização criminosa envolvida em homicídios, tráfico de drogas e roubos a bancos, em Redenção, sul do Pará. Entre os seis presos estão Lucas dos Reis Macedo, de apelido "Pirulito", e Tayrone Oliveira da Silva Araújo. O primeiro tem mandado de prisão expedido pela Justiça de Sítio Novo, no Maranhão, onde é acusado de participar do assalto a um carro-forte. O outro preso responde a processos por envolvimento em furtos com uso de maçaricos para arrombamento de caixas eletrônicos de instituições bancárias em vários Estados do Brasil. 

Os presos: Lucas, Tayrone e Adriano (altos); e Elisomar, Rayane e Rone
PRESOS E APREENSÕES
A operação policial foi realizada, no último dia 23, por policiais civis da DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado), sob comando dos delegados André Costa e Evandro Araújo; policiais da Superintendência Regional do Araguaia Paraense, sob comando dos delegados Antônio Miranda, Marcelo Delgado e Gabriel Henrique Costa, juntamente com o Grupo Tático Operacional da Polícia Militar de Redenção, e da SEIC (Superintendência Estadual de Investigação Criminal), da Polícia Civil do Estado do Maranhão. 

Após cumprir o mandado de prisão de Lucas Macedo, os policiais civis e militares prenderam, ainda em Redenção, Elisomar Vieira Ramos, de apelido “Gordo”; Rone Carlos Conceição Mendes e Adriano Trindade de Almeida. Eles são acusados da autoria do homicídio de Antônio Guarez e da tentativa de morte do filho dele, Antônio Guarez Júnior. Com os presos, foi apreendido o revólver calibre .38 usado nos crimes. Os policiais civis e militares apreenderam na casa de um dos acusados aproximadamente cinco quilos de maconha. 

No local, foram presas Fátima Dias Mendes e Rayane Cardoso da Silva, que faziam a guarda da droga. Conforme os policiais, Tayrone Oliveira da Silva Araújo foi preso no momento em que se preparava para arrombar o cofre de uma agência bancária no município de Redenção. A operação policial teve por objetivo a diminuição da criminalidade na região, por meio do combate aos crimes de roubo a instituições bancárias, tráfico de drogas e homicídio.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DESARTICULAM PONTO DE TRÁFICO DE DROGAS EM SÃO CAETANO DE ODIVELAS

As Polícias Civil e Militar desarticularam um ponto de venda de drogas no município de São Caetano de Odivelas, nordeste do Pará, conforme anunciado, nesta terça-feira, 29. O flagrante foi realizado, durante ação conjunta, por meio de denúncia anônima. No local, foi preso Alacy Pantoja de Sousa, de apelido "Baé", que foi flagrado no momento em que preparava ”petecas” de pasta de cocaína para vender na própria residência, localizada na Rua Presidente Médice, centro da cidade. 

Preso e material apreendido
PRESO E APREENSÕES
No total, foram apreendidas 125 “petecas de pasta base de cocaína e outras três de pó de cocaína, além de R$ 200 provenientes da venda do entorpecente. O preso foi conduzido até a sede da Delegacia, onde confessou o crime em depoimento prestado ao delegado Ronaldo Prados Fonseca, titular da Polícia Civil no município. Participaram da operação policial o cabo PM Rildo e o investigador Marcelo Lameira. O preso está recolhido à disposição da Justiça em São Caetano de Odivelas.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

POLÍCIA CIVIL AUTUA DUPLA ENVOLVIDA EM ASSALTOS A ÔNIBUS EM MEDICILÂNDIA

A Polícia Civil autuou dois assaltantes que vinham cometendo roubos a ônibus e a microônibus de transporte de passageiros, no quilômetro 135, da rodovia BR 230, na noite da última sexta-feira, 25, em Medicilândia, sudoeste paraense. Foram presos Nilton Belmiro dos Santos, 28 anos, e Wanderson José Moller da Silva, 27 anos. Eles foram presos no interior de uma residência do centro da cidade. Com eles, foi apreendida uma arma caseira calibre 28, com 10 cartuchos intactos e um cartucho deflagrado. O flagrante foi realizado depois que duas vítimas dos acusados informaram uma guarnição da PM. 

Presos e arma apreendida
PRESOS E APREENSÃO
Segundo os policiais militares, responsáveis pelas prisões, as vítimas contaram que haviam sido assaltadas por dois homens que roubaram duas motocicletas e R$ 800 em dinheiro. Uma das vítimas conhecia um dos acusados, o que contribuiu para que as capturas. Os assaltantes também assaltaram o dono de um ponto de venda de gasolina. A PM encontrou as motocicletas roubadas escondidas a 20 quilômetros de Medicilândia. 

Depois de presos, os assaltantes foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil de Uruará, no último sábado, 26, quando confessaram os crimes. Um terceiro assaltante participante dos crimes ainda é procurado pelos policiais. O delegado Walison Damasceno, que presidirá o inquérito policial, autuou os assaltantes em flagrante pelos crimes de roubo qualificado e posse de arma de fogo. Os dois presos estão presos à disposição da justiça na carceragem de Uruará.

POLÍCIA CIVIL AUTUA MULHER POR TRÁFICO DE DROGAS EM SALINÓPOLIS

A Polícia Civil autuou em flagrante, por tráfico de drogas, na Delegacia de Salinópolis, nordeste paraense, Denize Helena de Jesus da Silva, 40 anos. Ela foi flagrada com grande quantidade de pedras de óxi de cocaína. As drogas seriam usadas para fabricar pasta de cocaína. Além do tráfico de drogas, a mulher vai responder por associação ao tráfico de drogas e corrupção de adolescentes para a prática do crime. O flagrante foi realizado no último domingo. A acusada foi flagrada pelos policiais militares. 

DROGAS APREENDIDAS E PRESA
De acordo com delegado Augusto Damasceno, titular da Superintendência Regional da Zona Bragantina, a equipe policial foi informada, por meio de denúncia anônima, de que a mulher estava vendendo drogas ilegais na região. Os policiais militares foram ao local e encontraram o material. Denise foi encaminhada para a Delegacia. Ela usava crianças para vender entorpecentes. As drogas e o dinheiro foram apreendidos.

POLÍCIA CIVIL APREENDE ARMA, MUNIÇÃO E DROGAS DURANTE OPERAÇÃO EM MARABÁ E PARAUAPEBAS

A Polícia Civil vai dar continuidade às investigações que resultaram na operação "Coliseu" realizada nos últimos dias 24, 25 e 26, em Marabá e Parauapebas, região do Carajás, sudeste paraense. No total, foram cumpridos 45 mandados judiciais de busca e apreensão, em Marabá e Parauapebas, com 17 pessoas presas nas duas cidades, 14 delas em Marabá, por envolvimento com o tráfico de drogas. Com os presos, foram apreendidas porções diversas de drogas, a maioria petecas de pasta de cocaína, além de maconha e pedras de óxi de cocaína. 

ARMAS E MUNIÇÃO APREENDIDAS
Além das drogas, os policiais apreenderam cinco armas de fogo - dois revólveres de calibres 32 e 38; duas espingardas, uma delas caseira e a outra modificada para calibre 22, e uma pistola calibre 7.65mm. Sob coordenação dos delegados Ricardo Rosário e Carlos Vieira, a operação policial contou com participação de 72 policiais civis de todos os municípios da região, inclusive os novos policiais civis recentemente nomeados pelo Governo do Estado. "Todos os policiais participaram de todos os momentos da operação, desde o levantamento e monitoramento dos pontos de venda de drogas até o cumprimento dos mandados judiciais", detalha o delegado Vieira.

SISTEMA INTEGRADO DE SEGURANÇA PÚBLICA PROMOVE SEMINÁRIO "SEGURANÇA PÚBLICA E A CONSTRUÇÃO COLETIVA DA PAZ SOCIAL"

O Sistema de Estado de Segurança Pública vai promover, no próximo dia 19 de agosto, na sede da Delegacia-Geral da Polícia Civil, o Seminário "Segurança Pública e a Construção Coletiva da Paz Social". Será o segundo evento do gênero iniciado no último dia 23, na sede da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), do bairro do Guamá, em Belém. O objetivo do seminário foi capacitar os profissionais do Serviço Social para prestar atendimentos de mediação de conflitos e atender nos órgãos que integram as redes de proteção a pessoas em situação de vulnerabilidade social. 


O encontro realizado em Belém, na sede da Unidade Integrada Pro Paz, no Guamá, contou com as presenças de mais de 50 profissionais, entre policiais civis e pessoas da área do atendimento social, em Belém e de cidades do interior do Pará, como Eldorado dos Carajás, Abaetetuba e Igarapé-Miri. A ação reuniu representantes do Programa Pro Paz, do NUPREV (Núcleo de Pacificação e Prevenção da Violência) da Polícia Civil; DIPREV (Diretoria de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade) da SEGUP; e profissionais do Serviço Social e Psicologia que atam no Estado e em Prefeituras Municipais conveniadas com o Governo do Pará, para prestar atendimento social nas Unidades Integradas Pro Paz (UIPPs) no interior do Estado. 

PARTICIPANTES DO SEMINÁRIO NA UIPP DO GUAMÁ
Na ocasião, as palestras contaram com as informações prestadas pelo secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes; pela delegada Sandra Veiga, diretora da Delegacia de Proteção ao Idoso; pelo delegado Fabiano Amazonas, diretor da Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA); e representantes do PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), da PM do Pará; Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseg's) e as assistentes sociais da Polícia Civil, Graciane Almeida e Luzia Matos.

POLÍCIA CIVIL IMPLANTA CENTRAL ELETRÔNICA DE MANDADOS JUDICIAIS NO PARÁ

A Polícia Civil do Pará, por meio da Delegacia Interestadual de Buscas e Capturas – Polinter, já conta com uma central responsável por monitorar desde a expedição até o cumprimento de mandados judiciais de prisão, de captura e de busca e apreensão de adolescentes em conflito com a lei, no Estado. O acesso às informações sobre os mandados judiciais é feita por meio de um sistema digital, acessado via internet, denominado de "Libras", criado após convênio firmado entre a Polícia Civil e o Tribunal de Justiça do Pará, em abril deste ano. 


O delegado Francisco Borges Filho explica que, a partir de agora, todos os mandados ou contramandados expedidos pelo Poder Judiciário Estadual devem ser encaminhados necessariamente à Polinter, preferencialmente, por meio eletrônico e digital. "O novo sistema, que é integrado ao Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), entrou em funcionamento em abril após portaria publicada no Diário Oficial do Estado assinada pelo delegado-geral Rilmar Firmino. A partir de agora, a Polinter deve ser informada sempre que houver expedição ou cumprimento de mandados de prisão relacionado ao Pará", detalha o policial civil, ao salientar que ainda não há um número fechado do total de mandados judiciais cadastrados na central. 

Conforme Francisco Filho, titular da Polinter, o sistema é muito importante, pois reúne em um só lugar, todas as informações necessárias para tornar o serviço mais eficaz. "A Polinter é a responsável pela difusão estratégica, que visa gerir e difundir de forma planejada, de acordo com a natureza e necessidade de cada caso, os documentos de repercussão interestadual", afirma. Em caso de mandado de busca e apreensão de adolescentes em conflito com a lei, explica o delegado, a Polinter encaminha a ordem judicial à Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA). 

Como forma de possibilitar o cumprimento de mandados de prisão, ressalta o policial civil, a Polinter já mantém a rotina semanal de encaminhar mandados judiciais às respectivas unidades policiais. "Isso ajuda a manter o sistema sempre atualizado. Quando um mandado é cumprido, a autoridade policial comunica ao sistema judiciário e à Polinter, que atualiza o banco de dados", explica. 

A Polícia Civil também já disponibiliza um acervo online, por meio do Banco de Mandados, disponível para acesso restrito aos policiais civis, no site "polinter.policiacivil.pa.gov.br". Esse serviço eletrônica, frisa o delegado, é destinado especialmente a dar apoio operacional às unidades da Polícia Civil. Os policiais civis interessados em obter acesso ao acervo digital online da Polinter devem solicitar uma conta, com login e senha, através do e-mail "polinter@policiacivil.pa.gov.br", informando nome completo, matrícula e lotação atual, para serem cadastrados.

sábado, 26 de julho de 2014

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM AUTORES DA MORTE DE COBRADOR DE ÔNIBUS EM MENOS DE 24 HORAS

A ação conjunta das polícias Civil e Militar do Pará resultou na prisão de Virgílio Isaac Alves Silveira Júnior, 28 anos, e Alberto Arnold Batista da Silva, 21 anos, acusados de participação no assalto que teve como vítima fatal o cobrador Johny Siqueira, 25, na manhã da última quinta-feira, 24, em um intervalo de menos de 24 horas. O crime ocorreu na Estrada do Icuí Guajará, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, e provocou a revolta de motoristas e cobradores de ônibus que interditaram, em protesto, um trecho da rodovia BR-316, próximo ao túnel do Entroncamento, no sentido Ananindeua-Belém, provocando um grande congestionamento. Após negociações com policiais militares que atuam na área e a notícia da prisão de Virgílio, a via foi liberada. 

VIRGILIO E ALBERTO: AUTORES DA MORTE DE COBRADOR DE ÔNIBUS
O primeiro suspeito foi preso ainda na manhã de ontem, logo após o crime. Virgílio Isaac Alves Silveira Júnior é apontado como o autor dos dois tiros que mataram Johny Siqueira. Uma testemunha confirmou a participação dele no assalto ao ônibus em que trabalhava a vítima e as câmeras do veículo também confirmaram o latrocínio - roubo seguido de morte. Depois de retirar o dinheiro arrecadado de dentro do balcão do cobrador, Virgílio atirou contra a vítima no momento em que já saía do veículo. Com ele foi apreendida a arma, um revólver calibre 38, usada na ação criminosa. Ao ser preso, no conjunto Warislândia, o acusado identificou-se com o nome falso de Fábio Augusto Miranda Silveira. "No momento da prisão, ele trajava a mesma bermuda que usava durante o assalto; além disso, uma tatuagem no braço ajudou no reconhecimento do preso", salientou o delegado Paulo Davi Rayol, da Seccional Urbana da Cidade Nova, para onde foi levado. 

A identificação do segundo envolvido no crime foi obtida logo após o ocorrido e motivou uma séria de diligências pela área do Icuí-Guajará durante toda a tarde e noite de quinta-feira. Apontado como o condutor da motocicleta usada no assalto, Alberto Arnold Batista da Silva foi preso na manhã desta sexta, 25, também no conjunto Warislândia. Ele admitiu participação no crime em depoimento prestado na Seccional Urbana da Cidade Nova. Conforme o delegado, Alberto Arnold apresenta registros de passagens pela Polícia quando era adolescente. Já Virgilio responde a dois processos criminais por roubo. Paulo Davi Rayol ressalta que, no que se refere ao crime, já está definida autoria do latrocínio. Mas o policial civil ressaltou que serão feitas investigações complementares para apurar todas as circunstâncias dos fatos. Os dois acusados estão recolhidos na Central de Triagem da Cidade Nova à disposição da Justiça.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM MAIS DE 80 CRIMINOSOS DURANTE OPERAÇÃO VERÃO EM SALINÓPOLIS

As Polícias Civil e Militar já prenderam mais de 80 criminosos, desde o final do mês passado, em Salinópolis, principal balneário do nordeste paraense, durante a operação Verão. A maioria deles está envolvida com o tráfico de drogas e pretendia fazer a distribuição dos entorpecentes na região durante as férias de julho. As prisões resultaram da intensificação do combate ao crime no município em função do aumento do número de pessoas que frequenta a cidade no período. Sob coordenação da Superintendência Regional da Zona Bragantina, cujo titular é o delegado Augusto Damasceno, as ações policiais visam ainda o combate aos crimes diretamente relacionados à venda das drogas ilícitas, como roubos, homicídios e latrocínios. Graças às operações, caiu o número de ocorrências de crimes graves, que eram registrados na cidade em julho, como roubos a residências e até homicídios. 

EDSON, MARCOS, ROGÉRIO E JOSÉ CELESTINO COM APREENSÕES
As mais recentes prisões realizadas foram a de quatro homens envolvidos em tráfico de drogas, roubo, associação ao tráfico, corrupção de menores e posse ilegal de armas de fogo. Foram presos Edson de Paula Santa Brígida Junior, 23 anos; Marcos Aurélio Souza Costa, 19; José Celestino de Ribamar Silva Junior, 27, e Rogério Pereira Braga, 27. Com eles, foram apreendidas munições, arma de fogo e grande quantidade de maconha. 

MULHERES PRESAS POR FURTO DE MONITORES DE LCD
MONITORES RECUPERADOS
Também foram presas, desta vez, por associação criminosa e furto, Kelly Marques Duarte, 22 anos; Elaine Priscila Lobato de Moraes, 26, e Dillane Lobato de Moraes, 22. Elas foram flagradas depois de saquearem, do interior de uma loja, cinco monitores de LCD. Três deles já foram recuperados e devolvidos ao proprietário. Ao serem presas, as acusadas portavam uma bolsa forrada com uma capa de alumínio usada para passar no detector de metais. Duas delas, Kelly e Elaine, já possuem passagens pela Polícia por furto. 

ANIELE PRESA POR ROUBO E DIEGO COM DROGAS (FOTO ABAIXO)
Também foi presa Aniele Rabelo Costa, 19 anos, por roubo. Com uma faca, ela roubou um telefone celular em via pública. Durante o crime, ela foi contida por pessoas e levada até a Delegacia. O celular foi recuperado. Outro envolvido em tráfico de drogas, preso durante a operação, foi Diego Reis de Sousa. Com duas passagens pela Polícia, por tráfico de drogas e roubo, ele foi flagrado com grande quantidade de pasta de cocaína. As operações policiais integradas, do Sistema de Segurança Pública do Pará, realizadas em Salinópolis visam manter a tranquilidade e a paz para toda a sociedade que frequenta as praias da região nas férias escolares de julho. A Superintendência Regional da Zona Bragantina integra a 6ª Região Integrada de Segurança Pública (6ª RISP), responsável pelo policiamento em 19 municípios do nordeste do Pará.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

PRESO AUTOR DA MORTE DE COBRADOR DE ÔNIBUS NO ICUÍ-GUAJARÁ EM ANANINDEUA

O delegado Paulo Davi Rayol, da Seccional Urbana da Cidade Nova, responsável pelas investigações da morte do rodoviário Johny Siqueira, informou, nesta tarde, que o preso reconhecido por envolvimento no crime informou um nome falso. Ele se chama, na verdade, Virgilio Isaac Alves Silveira Júnior, de 28 anos, que já responde a dois processos criminais por roubo. Uma testemunha obtida, durante as investigações, confirmou a participação do preso no assalto ao ônibus em que trabalhava a vítima. Virgilio foi preso, no final da manhã, por policiais militares, no conjunto Warislândia, na estrada de acesso ao bairro do Icui-Guajará, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém.

PRESO
ARMA DO CRIME
Conforme o delegado, o outro envolvido no crime já foi identificado e está sendo procurado. "Estivemos durante toda a tarde em diligência em busca do possível paradeiro do segundo envolvido no latrocínio", explica. O delegado confirmou ainda que foi Virgilio o autor de dois disparos de arma de fogo na cabeça da vítima, durante assalto ao veículo, o que configura o crime de latrocínio - roubo seguido de morte. Após os tiros, o latrocida fugiu na carona de uma motocicleta conduzida pelo comparsa. O policial civil acrescentou que o bandido, depois de retirar o dinheiro arrecadado de dentro do balcão do cobrador, atirou contra a vítima no momento em que já saía do veículo. 

VÍTIMA NÃO TEVE CHANCE
Ao ser preso, detalha o policial civil, o acusado identificou-se pelo nome falso de Fábio Augusto Miranda Silveira. Em poder dele, foi apreendido um revólver calibre 38, com dois cartuchos deflagrados, provavelmente, a arma usada no crime. O delegado explicou que, apesar de estar de capacete, durante a prática do crime, Virgilio foi reconhecido, inclusive por meio das imagens da câmera de segurança do coletivo. "Ao ser preso, ele trajava a mesma bermuda que usava durante o assalto, além disso uma tatuagem no braço ajudou no reconhecimento do preso", salienta.

PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR MENINA DE 10 ANOS EM SANTA ISABEL DO PARÁ

A Polícia Civil prendeu em Santa Isabel do Pará, nordeste paraense, o lavrador Luís André da Silva, de 43 anos, na noite desta quinta-feira, 23, sob acusação de violentar sexualmente uma criança de 10 anos. Os abusos vinham ocorrendo há cerca de um mês, sempre que a mãe da criança saía de casa. O acusado é padrasto da vítima. Ele foi autuado em flagrante para responder criminalmente por estupro de vulnerável. 


O caso foi comunicado ao delegado Daniel Castro, da Seccional de Santa Isabel do Pará, que determinou à equipe policial formada pelos investigadores Roberto e Edilson para apurar os fatos. A menina foi encaminhada para exames periciais e atendimento médico especializado. As investigações apontaram que os abusos sexuais à criança aconteciam toda vez que a mãe da menina saía de casa para acompanhar a irmã que estava internada em um hospital no município. 

A menina, em depoimento, confirmou a prática do crime de estupro por parte do acusado aos policiais. Conforme o delegado, Luís André já responde outros processos criminais na Justiça por tentativa de homicídio, furto, tentativa de estupro e violência doméstica.