sexta-feira, 31 de outubro de 2014

GRUPAMENTO FLUVIAL DE SEGURANÇA PÚBLICA JÁ PRENDEU 57 "PIRATAS" NESTE ANO

O Grupamento Fluvial de Segurança Pública prendeu, durante operações policiais realizadas de janeiro até outubro deste, 57 pessoas por envolvimento em crimes de “pirataria” nos rios do Pará. O dado foi divulgado, nesta quinta-feira, 30, durante a apresentação de quatro presos na zona rural de Cachoeira do Arari, na ilha do Marajó, acusados de assaltar ribeirinhos na região. Eles fazem parte de um grupo maior composto por em torno de 15 componentes, que praticam crimes na região do Marajó e em Vigia de Nazaré, nordeste paraense. Outros quatro integrantes do grupo foram presos, no primeiro semestre deste ano, em operação no município de Soure, no Marajó. 

PRESOS
O delegado Felipe Pinheiro, titular da Delegacia de Polícia Fluvial (DPFlu), vinculada ao Grupamento Fluvial, explica que a captura dos quatro envolvidos nos crimes é resultado de oito meses de investigações. Todo o trabalho para a captura do bando é resultado do apoio do Poder Judiciário, por meio da Vara de Crime Organizado; do Ministério Público do Estado, por meio da GAECO (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado), sob coordenação do promotor Milton Menezes; e de policiais civis do Grupo de Pronto-Emprego (GPE); da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), por meio da Superintendência Regional do Marajó Oriental, sob comando do delegado Luciano Cunha, e da Diretoria de Polícia Especializada (DPE). 

Foragidos
FORAGIDOS
A operação contou com a coordenação do chefe-de-operações da DPFlu, investigador Josias Reis. Os presos são Edivaldo Alves Barbosa, de apelido “Bareta”, 50 anos; Joel Ferreira Magalhães, de apelido “Nego”, 50; Jefferson Alberto Alves Vieira, de apelido “Periquito”, 36, e Chimêny dos Santos de Oliveira, 24. Com eles, três de redes de pesca roubadas foram apreendidas. A DPFlu divulgou ainda as fotos de outros cinco acusados de envolvimento com o grupo de “piratas” e que estão foragidos. Informações sobre o paradeiro deles devem ser repassadas ao fone 181, o Disque-Denúncia.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

SEGURANÇA INTEGRADA DO PARÁ E DO AMAPÁ É TEMA DE ENCONTRO NA SEDE DA SECRETARIA DE SEGURANÇA DO PARÁ

Representantes de órgãos de segurança pública dos Estados do Pará e Amapá se reuniram na manhã desta quarta-feira (29), em Belém, para discutir ações integradas de planejamento. O encontro, que ocorreu no auditório da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), é uma iniciativa do Conselho de Segurança Pública do Meio Norte (Comen), que tem como principal meta o combate à criminalidade interestadual, por meio da integração das forças policiais da União e dos Estados participantes. “Essa reunião é para definir uma proposta operacional denominada operação ‘Segurança Sem Limites’, no Pará e Amapá. 

REUNIÃO NA SEGUP
O principal objetivo é estender ações de policiamento, fiscalização e cidadania a uma região limite entre os dois Estados”, explica o presidente do Comen e secretario de Estado de Justiça e Segurança Pública do Amapá, Nixon Kenedy Monteiro. Para o delegado Dilermando Dantas, diretor do Grupamento Fluvial de Segurança Pública do Pará, a integração entre os órgãos de segurança dos dois Estados facilita o trabalho de atuação da polícia. “A importância da integração é sem igual. No caso especifico de atuação nos rios da região amazônica, já somamos diversos resultados positivos com o trabalho conjunto com a Polícia do Amapá. Quanto mais integrado for o trabalho do sistema de segurança, melhor será o resultado de nossas ações”, afirmou o delegado. 

O encontro técnico do Comen se estende até quinta-feira (30), quando ocorrem as discussões de planejamento da operação “Segurança sem Limites”. A operação terá a participação dos seguintes órgãos: Segup, Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento de Trânsito do Pará (Detran), Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Corpo de Bombeiros, Grupamento Aéreo de Segurança Pública, Grupamento Fluvial de Segurança Pública, Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Marinha do Brasil, Receita Federal e Centro Gestor do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

POLÍCIA CIVIL FLAGRA CASAL QUE COMERCIALIZAVA PASTA DE COCAÍNA EM BRAGANÇA

A Polícia Civil de Bragança, nordeste paraense, prendeu em flagrante Rosiel da Silva e Silva, conhecido como "Jack", e Maria de Jesus Correa da Silva, conhecida como "Maria da Pedra". O casal foi preso após investigação sobre a atuação dos acusados no crime de tráfico de entorpecentes no município. Com eles, foram encontradas 15 porções de pasta de cocaína enterradas no quintal do imóvel. 

Casal preso
PRESOS
Sob comando do delegado Arthur Braga, da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), de Bragança, a operação policial também encontrou, na casa, a filha do casal, uma adolescente com deficiência mental, vivendo em condições precárias e com indícios de maus-tratos. Uma equipe técnica da UIPP, sob coordenação da delegada Cristina Maria Lima Bastos, fez visita ao local para verificar a situação da jovem e encaminhá-la para atendimento médico especializado. 

DROGAS APREENDIDAS
Participaram da operação os policiais civis Gerson Rosa, Natanael Soares e Francisco Costa. Os acusados foram indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Eles já estão presos à disposição da justiça. A equipe da UIPP de Bragança vai apurar as suspeitas de maus-tratos à adolescente.

POLÍCIA CIVIL APREENDE DIVERSOS VEÍCULOS ROUBADOS E ADULTERADOS EM RURÓPOLIS

A Polícia Civil de Rurópolis, sudoeste paraense, sob o comando do delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho, coordenou diversas operações policiais, na região, para combate à circulação de veículos roubados e adulterados. Nos meses de setembro e outubro deste ano, apreensões foram realizadas e as pessoas flagradas com os carros e motos apreendidos foram presas e responsabilizadas criminalmente. No último dia 25, uma equipe de peritos criminais, do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Itaituba, sob comando do perito Adson Sousa, fez perícias nos veículos na Delegacia de Rurópolis. "Os veículos apreendidos resultaram de operações policiais em conjunto com órgãos fiscalizadores e da área de Segurança Pública de repressão à criminalidade na região", detalha. Ainda, conforme o delegado, foi encaminhada solicitação de perícia à diretora Angela Olazar Régis, do CPC de Itaituba, para proceder à perícia. 

Caminhonete roubada em Abel Figueiredo passa por perícia
PERITOS ANALISAM CARRO APREENDIDO
Dentre os carros está uma caminhonete de placa NHR 5281, de São Luis (MA), apreendida por policiais rodoviários federais, no último fim de semana, em Rurópolis. O veículo foi roubado em Abel Figueiredo, no Pará. Os peritos periciaram ainda uma quantidade de maconha apresentada por policiais militares de Rurópolis. Um outro veículo, apreendido no último dia 24, por policiais militares, na zona rural de Rurópolis, com Rogério Brito da Silva, autônomo, foi furtado da cidade de Macapá (AP). O delegado Ariosnaldo Vital Filho explica que, para liberar os veículos, é preciso fazer análise de chassi, motor, características gerais e fazer consultas nos sistemas integrados de informações policiais, para comprovar a origem e o proprietário do veículo. 

ELEIÇÕES A Polícia Civil de Rurópolis manteve plantão policial na Delegacia do município durante o segundo turno das eleições do último domingo, 26. Sob o comando do delegado Ariosnaldo da Silva Filho, os policiais civis permaneceram na unidade policial para atender ocorrências referentes às infrações previstas na lei eleitoral e intensificar operações preventivas nas ruas, avenidas e rodovias para coibir "boca-de-urna", compra de votos e transporte ilegal de eleitores. Também se reprimiu o consumo e venda de bebidas alcóolicas para garantir o cumprimento da lei seca. A operações policiais na cidade de Rurópolis, que tiveram a supervisão do superintendente da região do Tapajós, delegado Jardel Guimarães, não registraram ocorrências de crimes graves e prisões.

POLÍCIA CIVIL CAPTURA FORAGIDO QUE USAVA NOME FALSO EM CAMETÁ

A Polícia Civil de Cametá, na região do Tocantins, recapturou, no último final de semana, um foragido de Justiça do Pará. A captura ocorreu durante operação, cujo objetivo foi desarticular um grupo envolvido em roubos na cidade. Uma denúncia levou à equipe policial até uma residência no bairro da Primavera usada reunião de assaltantes. Durante abordagem no imóvel, foi preso Dhionata Nascimento Silva, de apelido "Dentinho". Na Delegacia, foi constatado que ele usava o nome falso Ivan de Jesus Vitório na tentativa de não ser identificado como foragido. 

Foragido capturado na residência
FORAGIDO USAVA NOME FALSO
Ele já responde por crimes de roubo, formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo, entre outros. Dhionata foi autuado em flagrante por falsificação de documento público e uso de documento falso. Participaram da operação a delegada Andreyza Jesus Dias Teixeira, o escrivão Benedito Sérgio, os investigadores Sérgio Pompeu, Rildo e Guimarães. Segundo informações, outras operações devem ser deflagradas na região para combater a criminalidade.

POLÍCIA CIVIL SEDIA TREINAMENTO SOBRE PLANO DE REDUÇÃO DA CRIMINALIDADE

A Polícia Civil sediou, nesta terça-feira, 28, o treinamento ministrado pelo Núcleo de Gestão por Resultados da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, sobre a metodologia aplicada no Plano de Redução da Criminalidade (PREC). A atividade foi coordenada pelo tenente coronel bombeiro, Luiz Fernando Cajango, titular do NGR, e pelo investigador Osvaldo Barros, da SEGUP. Participaram da atividade 31 profissionais das Polícias Civil e Militar, lotados na capital e interior do Estado. 


O evento foi realizado na Delegacia-Geral. O treinamento visa aprofundar os conhecimentos dos profissionais sobre o uso da metodologia aplicada no PREC, cujo objetivo é estabelecer e regular o modelo de gerenciamento para a redução da criminalidade no Pará. O PREC abrange as Regiões Integradas de Segurança Pública, as RISPs, e suas Áreas Integradas de Segurança Pública, as AISPs. 

Implantado em 2013, o programa criou as coordenadorias colegiadas das RISPs e AISPs, formadas por representantes das Polícias para atuar sobre metas de redução de crimes, por meio de indicadores de criminalidade. As metas são previamente fixadas e estabelecidas para cada Área Integrada de Segurança Pública (AISP). Cajango explica que o Estado do Pará ampliou as coordenadorias colegiadas responsáveis pela gestão de resultados. 

Com isso, é necessário internalizar entre os policiais essa nova metodologia, para que eles assimilem essa cultura. O PPEC possibilita uma maior integração entre os policiais civis e militares, onde vez que as metas de redução de crimes são compartilhadas entre as forças policiais de Segurança Pública. Todos os resultados passam por avaliações para se verificar em quais regiões do Estado as metas foram ou não atingidas.

POLÍCIAS RECUPERAM CAMINHÃO DE CARGA ROUBADO E CAPTURAM ENVOLVIDO NO CRIME NO SUDESTE DO PARÁ

As Polícias Civil e Militar, juntamente com a Polícia Federal de Marabá prenderam um homem acusado de envolvimento em uma associação criminosa responsável pelo assalto a um caminhão dos Correios no sudeste do Pará. O preso é Charles Silva Martins, 31 anos. Ele e dois comparsas interceptaram o caminhão em Bom Jesus do Tocantins. O veículo, junto com o motorista, foi levado pelos bandidos em direção ao município de Abel Figueiredo, também no sudeste do Pará. 

Preso e caminhão recuperado
PRESO E CAMINHÃO APREENDIDO
Enquanto era mantido refém, o motorista teria se aproveitado de uma distração dos bandidos e conseguiu fugir. Ele acionou a Polícia Militar, que iniciou a perseguição aos assaltantes. De imediato, Charles Martins foi preso ainda em posse do caminhão, que fazia transporte de cargas. 

Após serem acionadas, as Polícias Civil e Federal de Marabá, sob o comando do delegado Jailson Lucena da Silva, fizeram buscas na rodovia BR 222. Os outros comparsas se embrenharam em uma mata e conseguiram fugir. Charles Silva Martins está preso à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL DESMONTA ESQUEMA DE VENDA ILEGAL DE MUNIÇÃO EM TUCURUÍ

A Polícia Civil desmontou um esquema criminoso de comércio de munições que tinha como ponto de venda um estabelecimento comercial situado em Tucuruí, sudeste paraense. No local, policiais civis da 15ª Seccional Urbana e da Superintendência Regional do Lago Tucuruí, sob comando do delegado Carlos Eduardo Paisani de Moraes, prenderam em flagrante o comerciante Luís Santos Ferreira, de apelido “Zé Arara", acusado de comércio ilegal de munições, crime previsto no artigo 17 caput, da Lei nº 10.826/2003, mais conhecida como Estatuto do Desarmamento. 


Conforme o delegado, o flagrante foi resultado de diversas apreensões de armas de fogo realizadas, nos últimos dias, na cidade de Tucuruí. Ele explica que, após as apreensões, os investigadores Mateus e Marcelino iniciaram uma investigação para levantar possíveis locais usados para venda ilegal de munições, utilizadas nas armas apreendidas e que seriam usadas em crimes na região. 

Durante as investigações, os policiais civis identificaram o ponto comercial, de propriedade de "Zé Arara", localizado no bairro do Getat. "Confirmamos a existência de grande quantidade de munições, pólvora, estojos e espoletas no local. Assim, foi dada voz de prisão ao acusado, que foi apresentado na Seccional de Polícia Civil ao delegado Bruno Pereira Braga, para lavratura dos procedimentos legais", detalha Carlos Eduardo. 

De acordo com o delegado Bruno Pereira Braga, o combate a esse tipo de crime é necessário, pois a venda ilegal de munição alimenta outros delitos de maior gravidade, como roubos e homicídios. As investigações, segundo ele, continuarão para identificar a origem das munições e dos acessórios. A ação atende à determinação da Delegacia-Geral de Polícia Civil do Pará e da Diretoria de Polícia do Interior, para reprimir o comércio ilegal de armas e munições no Estado.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR CAPTURAM ENVOLVIDOS EM ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA RESPONSÁVEL POR ROUBOS EM ACARÁ

As Polícias Civil e Militar capturaram, neste final de semana, dois envolvidos em uma associação criminosa responsável por roubos na cidade de Acará, região do Tocantins, nordeste do Pará. Salatiel da Silva Jordão e Lucas Amaral de Almeida foram presos enquanto estavam em uma festa realizada em uma danceteria no município. As investigações mostraram que os integrantes do grupo criminoso cometiam roubos e latrocínios - roubos seguidos de morte - em Acará. 

Salatiel e Lucas: Presos
PRESOS
Após o cometimento dos crimes, eles ainda se exibiam em redes sociais com as armas, dinheiro e objetos roubados das vítimas, como se fossem troféus. A captura da dupla ocorreu na madrugada, do último dia 26, em operação comandada pelo delegado Nelson Canito Pimentel Júnior. 

Lucas (à direita) está preso.
PRESO (À DIREITA) COM COMPARSAS EM FOTO APREENDIDA
OUTROS PRESOS Já são seis integrantes da associação criminosa capturados em Acará, nos últimos dias. Na semana passada, as Polícias Civil e Militar prenderam Leonilson Tavares Miranda, Bruno Correia Nunes e Paulo Ricardo Veloso Brito. Um adolescente foi apreendido com os comparsas também envolvido nos crimes. As prisões foram realizadas após denúncias feitas por vítimas. 

Assim, a Polícia Civil em Acará passou a monitorar os passos dos bandidos até capturá-los em uma casa usada como ponto de reunião dos criminosos. Todos permanecem recolhidos à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL E BANCO DO BRASIL PROMOVEM EVENTO SOBRE CRIMES FINANCEIROS E LAVAGEM DE DINHEIRO

A Polícia Civil em parceria com o Banco do Brasil promove até esta quarta-feira, 29, um seminário sobre crimes financeiros voltado à policiais civis do Pará. Iniciado na segunda-feira, 27, o evento conta com a presença de mais de 30 profissionais da Polícia Civil que atuam na área de Inteligência Policial, combate ao crime organizado e Superintendências do interior do Estado. As atividades acontecem no auditório A da delegacia-geral, de 8 da manhã até as 17 horas. Os policiais civis contam com palestras da chefe do Setor de Recuperação de Ativos e Lavagem de Dinheiro, do Banco do Brasil, Elaine Silva, e do coordenador nacional dos Laboratórios de Lavagem de Dinheiro do Ministério da Justiça, Roberto Zaina. 


O delegado André Costa, diretor da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), da Polícia Civil do Pará, explica que o objetivo do seminário é qualificar os profissionais da Polícia Civil sobre as novas técnicas de investigação de crimes financeiros e lavagem de dinheiro. Durante o evento, os policiais civis adquirem mais conhecimentos sobre os assuntos por meio de estudos de casos, sobre a legislação vigente e novas técnicas de persecução investigativa. 

De acordo com Roberto Zaina, a alteração da lei que trata do crime de lavagem de dinheiro ampliou a dimensão da importância da apuração desse tipo de prática ilegal. "Atualmente, qualquer infração penal pode envolver a questão da lavagem de dinheiro, como parte do esquema criminoso", acrescentou. Ainda conforme o delegado André Costa, após o seminário, a meta será que cada policial civil participante do evento possa atuar como multiplicador de conhecimentos para repassar tudo o que aprendeu aos demais agentes. "Esperamos padronizar os procedimentos de investigação desses crimes como forma de trabalhar a nova política e modernização das atividades policiais", pondera.

domingo, 26 de outubro de 2014

GOVERNO DO ESTADO INAUGURA UNIDADE INTEGRADA PRO PAZ NA CIDADE DE CACHOEIRA DO PIRIÁ

Cachoeira do Piriá, cidade situada a mais de 250 quilômetros de Belém, próxima à fronteira com o Maranhão, recebeu neste sábado, 25, a 33ª Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) construída pelo Governo do Estado, desde 2011. Com investimento de quase R$ 1 mi, o novo prédio disponibiliza à população, no mesmo espaço, serviços prestados pelas Polícias Civil e Militar, sala de Mediação de Conflitos por meio do Serviço Social, Núcleo do Pro Paz e Posto de Identificação Civil para emissão de documentos de identidade. A solenidade contou com as presenças do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha; do delegado-geral, Rilmar Firmino; do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Daniel Borges; da delegada-geral adjunta, Christiane Ferreira; da prefeita municipal, Bernadete Bessa, e demais diretores da Polícia Civil; políticos, como o deputado estadual Eduardo Costa, e representantes da comunidade. 

Inauguração da UIPP. Delegado-geral; secretário e coronel Daniel falam
INAUGURAÇÃO
Com ambientes internos climatizados, o novo prédio conta com uma central de monitoramento para reforçar a segurança da região. Além da inauguração da UIPP, o Governo do Estado fez a entrega de uma nova ambulância, com UTI Móvel, para atender os moradores da cidade. O secretário anunciou também a entrega de uma nova moto para a PM para uso nas ações de prevenção ao crime no município. A UIPP de Cachoeira do Piriá é a sexta inaugurada nos últimos oito dias. No período, foram entregues as Unidades Integradas Pro Paz de Vigia de Nazaré, Benevides, Cametá, Castelo dos Sonhos em Altamira, Eldorado dos Carajás e Cachoeira do Piriá. 

NOVA UIPP
Luiz Fernandes Rocha destacou que as novas UIPPs resultam de um investimento superior a R$ 500 milhões feito pelo Governo do Estado, desde 2011, na área de Segurança Pública. Além das novas UIPPs, o Estado adquiriu novas aeronaves, para ações aéreas de combate ao crime, somando atualmente oito aeronaves no Pará. Além disso, destacou o secretário, em todos os municípios, o Pará conta com a presença da Polícia Civil e com delegado em cada cidade. Ele ressaltou as aquisições de viaturas, lanchas, equipamentos de proteção individual para cada policial e o investimento na valorização dos policiais civis e militares. 

Nova ambulância, entrega da chave do veículo e UIPP inaugurada
NOVA AMBULÂNCIA E ENTREGA DA CHAVE. ABAIXO, NOVA UIPP
O delegado-geral destacou as obras realizadas em unidades policiais nos municípios da região nordeste do Pará. "Iguais a essa UIPP, temos novas Unidades Integradas Pro Paz em cidades como Viseu, Santa Maria do Pará, Ourém, São Miguel do Guamá, entre outras. Tiveram ainda reformas em Delegacias de Salinópolis, Santarém Novo, São João de Pirabas e Primavera. Estão em construção outras novas UIPPs, como a de Quatipuru, Bonito e Nova Esperança do Piriá", destacou. O comandante-geral da PM destacou o investimento realizado pelo Governo do Estado na melhoria da estrutura dos quarteis da PM em todo Estado, ao citar a inauguração do novo prédio do 12º Batalhão da PM, em Santa Isabel do Pará, na sexta-feira passada. 

Ele destacou o planejamento estratégico elaborado pelo Sistema de Segurança Pública do pará que contempla investimentos até o ano de 2032, em que uma das metas é investir em ações de Polícia juntas com políticas públicas voltadas ao atendimento social, que é a filosofia de trabalho implantada com as UIPPs. Ao todo, o Governo do Estado vai construir 75 Unidades Integradas do Pro Paz em todo o Estado, além de reformar as Delegacias e os Quartéis da PM e construir novas unidades prisionais. A inauguração da UIPP de Cachoeira do Piriá contou com a apresentação do grupo parafolclórico Flor da Sedução e de um grupo de estudantes locais que entoou o hino do município.

POPULAÇÃO DE ELDORADO DOS CARAJÁS JÁ CONTA COM SERVIÇOS PRESTADOS EM UNIDADE INTEGRADA PRO PAZ

Moradores de Eldorado do Carajás, município localizado na região sudeste do Pará, já podem usufruir dos serviços oferecidos pela Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), localizada no bairro da Caixa D’Água, que ampliará o atendimento à população, reunindo em um único espaço as polícias Civil e Militar. No mesmo prédio, além dos serviços de policiamento, também será disponibilizado atendimento psicossocial e mediação de conflitos, por meio da equipe do Pro Paz. A entrega da Unidade aconteceu na manhã de ontem, por uma comitiva do governo liderada por Luiz Fernandes Rocha, titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Com a Unidade de Eldorado, já são 34 UIPPs entregues em todas as regiões do Pará. 


Na solenidade, Luiz Fernandes lembrou que, desde 2011, o Governo do Estado investe na melhoria e ampliação da rede física do Sistema de Segurança Pública. “São 75 unidades desse tipo já licitadas. E, destas, 34 já foram entregues, e outras 36 estão em obras e deverão ser entregues ainda este ano. Mas também investimos na reforma de Unidades que já estavam instaladas. Ao todo, 50 passaram por melhorias e ampliações. Todas elas estão trabalhando com o conceito integrado de policiamento, com foco na prevenção e na mediação de conflitos, aliando diversos serviços e sendo, acima de tudo, um ponto de referência para a comunidade”, afirmou o secretário. 

O prefeito de Eldorado do Carajás, Divino Campos, afirmou que a UIPP foi entregue “em boa hora”, e representa um grande reforço para a segurança do município. “Nós estávamos precisando disso, porque a antiga delegacia que funcionava aqui ao lado (da UIPP) já estava em situação precária e não suportava a demanda. Agora, com esse novo prédio, tanto a Polícia Civil quanto a Militar podem ter condições dignas para trabalhar, e a população, por outro lado, ganha na qualidade do atendimento e no aumento dos serviços ofertados, com atendimento específico para as crianças, as mulheres e idosos que foram vítimas de violência”, disse. 

A nova Unidade conta com dois blocos. No principal estão as salas para o delegado, mediação de conflitos, investigadores, escrivão/cartório, arquivo, monitoramento, comando da Polícia Militar, e custódia e reservatório de armas, além de um espaço de circulação. No segundo bloco estão instalados quatro alojamentos, com banheiros, área de serviço, cozinha e refeitório, para receber, se necessário, os policiais do município. Atualmente, a Polícia Militar conta com um efetivo de 18 homens, uma viatura e duas motos novas. Já a Polícia Civil trabalha com uma equipe completa, sob o comando do delegado José de Aquino.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

PRESOS ENVOLVIDOS EM ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA RESPONSÁVEL POR ROUBOS EM ACARÁ

As Polícias Civil e Militar de Acará, nordeste paraense, desarticularam, nesta sexta-feira, 24, uma associação criminosa responsável por uma série de roubos a mão armada no município. Os presos são Leonilson Tavares Miranda, Bruno Correia Nunes e Paulo Ricardo Veloso Brito. Um adolescente foi apreendido com os comparsas também envolvido nos crimes. A ação policial foi comandada pelo delegado Nelson Canito Pimentel Junior, junto com o investigador Pedro Paulo Santos Veloso e mais a equipe de policiais militares da cidade. 

PRESOS
Após denúncias feitas por vítimas, a Polícia Civil em Acará passou a monitorar os passos dos envolvidos com o grupo criminoso até capturá-los em uma casa usada como ponto de reunião dos criminosos. Na operação foram capturadas as quatro pessoas diretamente envolvidas nos roubos. No momento da abordagem, detalha o delegado, os assaltantes ainda tentaram fugir, mas foram detidos. Todos permanecem recolhidos à disposição da Justiça.

PRESO PADRASTO ACUSADO DE ESTUPRAR ENTEADA E DE FAZER AMEAÇAS DE MORTE À MULHER E FILHAS EM SALINÓPOLIS

A Polícia Civil prendeu em flagrante, em Salinópolis, nordeste paraense, Reginaldo Barros da Fonseca, 42 anos, por crime de violência doméstica contra a companheira e as três filhas da mulher, enteadas do acusado e de menoridade. Ele acusado de estuprar a enteada, atualmente com 15 anos, desde que a vítima tinha 13. A prisão dele ocorreu após o mesmo fazer ameaças de morte às vítimas. A prisão ocorreu durante operação da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Capanema em conjunto com a Superintendência da Região Integrada de Segurança Pública do Caeté. 

PRESO
Segundo a delegada Mikaella Ferreira, titular da DEAM de Capanema, o acusado dizia à vítima que se ela não aceitasse tudo o que ele determinava iria matá-la e ainda mataria a mãe dela e as irmãs. Ainda, segundo os relatos da vítima, além da tortura psicológica, ele agredia a mãe e as irmãs, caso a adolescente se recusava a manter relações sexuais. "Ele chegava a seguir a vítima quando ela saía de casa", detalha a policial civil. 

DELEGADA MIKAELLA FERREIRA
A delegada apurou ainda que, no início da semana, Reginaldo chegou a fazer novas ameaças à garota, o que a fez fugir de casa, com a mãe e as duas irmãs. Elas seguiram até Capanema, onde procuraram ajuda na DEAM. "Peguei o depoimento da vítima, da mãe e da irmã mais velha, conseguindo vagas para elas em um abrigo", detalha. Os policiais civis, juntos com a vítima, seguiram até Salinópolis, para localizar o acusado. 

No caminho, Reginaldo telefonou para a adolescente, exigindo que ela lhe encontrasse em um local, em Salinópolis, caso contrário, a mataria, depois mataria a mãe e as irmãs, e por fim cometeria suicídio. Os policiais civis chegaram ao local combinado e ali prenderam o acusado, que ainda chegou a fazer ameaças à vítima. Ela foi conduzido à Delegacia de Salinópolis para lavratura do flagrante e está preso à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADO DE ESTUPRAR MENINA DE 11 ANOS EM BELÉM

A Polícia Civil prendeu, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, Nilson Pereira da Costa, de 34 anos, por crime de estupro de vulnerável. A vítima é uma menina de 11 anos, que, segundo denúncia, era abusada pelo acusado desde os cinco anos de idade. A ordem de prisão foi cumprida pela equipe de policiais civis formada pela delegada Silvia Mara Ferreira Tavares e investigadores Maynard Júnior, Ionilde Azedo e Domingos Belém, da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (DEACA), sediada no Pro Paz Integrado do Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves", em Belém. 

Preso
PRESO
O acusado foi preso em sua casa, no bairro do Tapanã, distrito de Icoaraci, na capital paraense, no último dia 17. O mandado foi expedido pelo juiz Flávio Sánchez, em exercício na 1ª Vara de Inquéritos Policiais de Medidas Cautelares, com base na Lei 12.015, artigo 217 A. Após o caso ter sido apresentado à DEACA, a delegada tomou providências para encaminhamento da vítima para os exames periciais necessários para comprovação do crime. 

Nas investigações, a Polícia Civil apurou, por meio de relatos, que a vítima era abusada desde os 5 anos de idade, com atos libidinosos. Já, aos 11 anos, a menina sofreu ato de conjunção carnal. Em decorrência do estupro, a criança está grávida de 7 meses. Além de passar por exames periciais, a menina foi atendida no Setor Social do Pro Paz Integrado. Com base nas provas, a prisão preventiva do acusado foi decretada. Em depoimento, o acusado nega autoria do crime. Ele está recolhido no presídio CTM II (Centro de Triagem Masculino) à disposição da Justiça.

JUSTIÇA ELEITORAL E ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA ATUARÃO COM RIGOR CONTRA CRIMES ELEITORAIS NO DOMINGO

Assim como no primeiro turno, o segundo turno das Eleições 2014 terá atuação integrada do Ministério Público do Estado (MPE), Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) e Polícia Federal. Além de uma fiscalização intensa, a segurança do pleito contará com o suporte de 13.776 policiais, distribuídos pelos 144 municípios paraenses. O trabalho integrado envolverá as Polícias Militar e Civil, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) e Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), além dos órgãos federais. 


O Procurador Regional Eleitoral do Pará, Alan Mansur, disse que o trabalho de fiscalização começa a partir das 15h desta sexta-feira, 24. A atenção será redobrada, especialmente, para os crimes eleitorais, como transporte de eleitores, boca de urna e compra de votos, e propagandas irregulares. “A partir das 10h deste sábado, será proibida a propaganda eleitoral, seja por meio de veículos de comunicação, carro-som, distribuição de santinho, carreatas, passeatas e outras tentativas públicas de tentar convencer o eleitor a votar em determinado candidato. Quem for pego em flagrante praticando essas infrações sofrerá processo criminal e responderá na justiça”, alertou o procurador, informando que o eleitor é livre para fazer manifestações, desde que de forma individual e silenciosa. 

O procurador também informou que os candidatos que forem flagrados na prática de crimes eleitorais, como compra de votos, também sofrerão as punições previstas na Lei. “Ele responderá processo, tendo, inclusive, seu registro de candidatura cassado”, sentenciou. O presidente do TRE, desembargador Leonardo Tavares, ressalta que juízes e promotores estarão atuando em conjunto com as forças de segurança para realizar o trabalho nas 104 zonas eleitorais do Estado. O segundo turno contará com o apoio de 150 promotores e 150 juízes. Tudo para coibir as práticas irregulares nas eleições. 

No primeiro turno, no dia da eleição, foram registradas 150 detenções de eleitores. “Por isso é importante essa sintonia na fiscalização entre o Ministério Público e TRE para uma conclusão positiva no pleito de domingo”, pontuou. A Lei Seca, que proíbe a venda de bebidas alcoólicas, também valerá para o segundo turno, com algumas mudanças de horário. Começará a vigorar a partir das 3h do domingo até as 18h. A mudança ocorreu por meio de um pedido do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Pará (SHRBS) junto ao TRE, que deferiu a solicitação. A apuração, segundo o TRE, deve ser mais célere, já que conta com mais pontos de transmissão, num total de 486 em todo o Estado. A previsão é de que até 22h de domingo, os paraenses conheçam o governador para os próximos quatro anos. 

SERVIÇO Entre os canais para denúncia de crimes e irregularidades eleitorais, estão o Disque Denúncia (0800 096 0003) e o Whatsapp Eleitora (89 8403 5255).

PORTARIA DA CHAMADA "LEI SECA" PROÍBE COMÉRCIO E FORNECIMENTO GRATUITO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS

A Polícia Civil do Pará baixou a portaria número 158, já publicada no Diário Oficial do Estado, que proíbe a venda e fornecimento, ainda que gratuitamente, de bebidas alcoólicas, em todo o Pará, no próximo domingo, dia 26, por conta do pleito eleitoral do segundo turno. A determinação conhecida popularmente como "lei seca" visa evitar acontecimentos que possam acarretar transtornos à ordem pública decorrentes do consumo de álcool e a garantia de que todos os eleitores possam exercer o direito democrático do voto. No segundo turno das eleições, a determinação irá vigorar de 3 horas da manhã até às 18 horas deste domingo. 


Conforme o delegado Silvio Maués, diretor de Polícia Metropolitana, houve uma reavaliação sobre os horários de comércio de bebidas alcoólicas, nos estabelecimentos comerciais, que possibilitou a alteração do horário de início de vigor da portaria, de meia-noite para as 3 horas da manhã. O mesmo horário será aplicado para a liberação de licenças de festas pela Divisão de Polícia Administrativa (DPA), que estará proibida de fornecer as autorizações para eventos no período de vigência da portaria no domingo. Assinada pelo delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, a portaria 158 veda a venda de bebidas alcoólicas por meio de estabelecimentos comerciais, entre os quais bares, restaurantes, lanchonetes e boates. 

A fiscalização do cumprimento da portaria caberá às Polícias Civil e Militar, que estarão circulando pelas ruas dos bairros, neste próximo domingo, para observar o cumprimento da portaria. Quem for flagrado desrespeitando a determinação estará sujeito às sanções civis, administrativas e penais cabíveis ao tipo de infração, podendo o responsável pelo comércio ser conduzido à Delegacia mais próxima para responder por crime de desobediência e ainda ter o estabelecimento fechado com o risco de cassação de licença de funcionamento em caso de reincidência. 

Ainda, no domingo, detalha o delegado, todas as Delegacias e Seccionais da capital, Região Metropolitana e interior do Estado estarão com funcionamento normal, para atender a possível demanda de ocorrências do dia. Os casos de crimes eleitorais que forem flagrados, como boca de urna e compra de votos, por exemplo, serão encaminhados à Polícia Federal para procedimento. Nas cidades onde não houver a Polícia Federal, a Polícia Civil poderá realizar o procedimento policial por crime eleitoral em apoio à Justiça Eleitoral. O delegado salienta que a Polícia Civil vai atender a determinação do Tribunal Regional Eleitoral que proibiu a distribuição dos chamados “santinhos”, como forma de evitar crimes eleitorais e até coibir sujeira nas ruas.

POLÍCIA CIVIL REALIZA EVENTO PARA MARCAR A CAMPANHA DO OUTUBRO ROSA EM PROL DA PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA

A Polícia Civil promoveu nesta sexta-feira, 24, no auditório principal da Delegacia-Geral, no bairro de Nazaré, em Belém, uma programação voltada aos servidores públicos da corporação alusiva à campanha do Outubro Rosa, cujo objetivo é chamar a atenção para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce da doença. O nome da campanha remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Além de uma palestra sobre o tema, a instituição promoveu ações voltadas à saúde do trabalhador, como medição de pressão arterial e glicemia. A coordenação do evento foi da Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS), da Polícia Civil. 

PALESTRA NA POLÍCIA CIVIL E MEDIÇÃO DE PRESSÃO ARTERIAL
A palestra foi ministrada pela psicóloga Patrícia Santos Martins, coordenadora estadual de Atenção Oncológica do Pará. Ela destacou a importância da prevenção do câncer de mama, por meio do autoexame e dos tratamentos para a doença. Para ela, a realização da campanha do Outubro Rosa, em todo o Brasil, é fundamental para a conscientização e prevenção da câncer de mama. "Embora nos dias de hoje a incidência da doença seja grande, se ela for diagnosticada precocemente e tratada, as chances de cura podem chegar a 95%. Tanto o autoexame quanto o exame clínico das mamas são de extrema importância para garantir a qualidade de vida e a saúde das mulheres", destacou. 

A delegada titular da Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS), Conceição Pamplona, falou sobre a campanha e o próximo evento que será promovido pela DAS. "O Outubro Rosa é importante para alertar sobre a importância da prevenção do câncer de mama e os cuidados com a própria saúde. Mês que vem será promovido o Novembro Azul, uma campanha direcionada para o público masculino, com objetivo de conscientizar sobre o câncer de próstata", informou.

POLÍCIA CIVIL ENTREGA COMENDA DO MÉRITO POLICIAL CIVIL AO CARDEAL ARCEBISPO DO RIO DE JANEIRO

A Polícia Civil recepcionou nesta sexta-feira, 24, em sua chegada a Belém, no Aeroporto Internacional de Val-de-Cães, o cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta. Ele veio celebrar missa na Basílica Santuário de Nazaré, no encerramento das festividades do Círio de Nazaré. A recepção contou com as presenças da delegada-geral adjunta, Christiane Ferreira; do assessor de Relações Interinstitucionais, Luiz Monteiro Júnior, e os servidores públicos Oziel Venâncio e Luciara Moraes, da ARIN. 

OZIEL VENANCIO, CHRISTIANE FERREIRA, DOM ORANI, LUIZ JUNIOR, DOM VICENTE E LUCIARA
O arcebispo emérito de Belém, Dom Vicente Zico, também se fez presente na recepção. Na oportunidade, Dom Orani recebeu das mãos da delegada-geral adjunta a comenda do Mérito Policial Civil de 2014, uma das principais honrarias concedidas pela Polícia Civil, durante a celebração do Dia da Polícia, em abril deste ano. Ainda, durante a chegada do cardeal, a delegada-geral adjunta agradeceu pela mensagem gravada pelo cardeal em decorrência do Círio da corporação deste ano. A mensagem foi exibida durante a missa realizada na Delegacia-Geral.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

POLÍCIA CIVIL FLAGRA ADOLESCENTE COM 19 PETECAS DE PASTA DE COCAÍNA EM OURÉM

A Polícia Civil, por meio da equipe policial comandada pelo delegado Edgar Henrique Monteiro, da Unidade Integrada Pro Paz de Ourém, nordeste paraense, apreendeu, ontem, uma adolescente de 16 anos, com 19 petecas de pasta base de cocaína. Através de denúncias anônimas, a equipe policial flagrou a garota que vendia drogas em via pública da cidade. Com ela, 19 petecas de pasta base de cocaína foram apreendidas. 

APREENSÃO
A droga e a acusada foram levada até a sede da UIPP para lavratura do procedimento policial. A menina foi apreendida e está à disposição do Juizado da Infância e Juventude de Ourém. Segundo o delegado Edgar Monteiro, o combate ao tráfico de drogas está se intensificando no município. O trabalho conta com incentivo da população por meio de denúncias anônimas visando o combate ao crime.