quinta-feira, 24 de julho de 2014

PRESO AUTOR DA MORTE DE COBRADOR DE ÔNIBUS NO ICUÍ-GUAJARÁ EM ANANINDEUA

O delegado Paulo Davi Rayol, da Seccional Urbana da Cidade Nova, responsável pelas investigações da morte do rodoviário Johny Siqueira, informou, nesta tarde, que o preso reconhecido por envolvimento no crime informou um nome falso. Ele se chama, na verdade, Virgilio Isaac Alves Silveira Júnior, de 28 anos, que já responde a dois processos criminais por roubo. Uma testemunha obtida, durante as investigações, confirmou a participação do preso no assalto ao ônibus em que trabalhava a vítima. Virgilio foi preso, no final da manhã, por policiais militares, no conjunto Warislândia, na estrada de acesso ao bairro do Icui-Guajará, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém.

PRESO
ARMA DO CRIME
Conforme o delegado, o outro envolvido no crime já foi identificado e está sendo procurado. "Estivemos durante toda a tarde em diligência em busca do possível paradeiro do segundo envolvido no latrocínio", explica. O delegado confirmou ainda que foi Virgilio o autor de dois disparos de arma de fogo na cabeça da vítima, durante assalto ao veículo, o que configura o crime de latrocínio - roubo seguido de morte. Após os tiros, o latrocida fugiu na carona de uma motocicleta conduzida pelo comparsa. O policial civil acrescentou que o bandido, depois de retirar o dinheiro arrecadado de dentro do balcão do cobrador, atirou contra a vítima no momento em que já saía do veículo. 

VÍTIMA NÃO TEVE CHANCE
Ao ser preso, detalha o policial civil, o acusado identificou-se pelo nome falso de Fábio Augusto Miranda Silveira. Em poder dele, foi apreendido um revólver calibre 38, com dois cartuchos deflagrados, provavelmente, a arma usada no crime. O delegado explicou que, apesar de estar de capacete, durante a prática do crime, Virgilio foi reconhecido, inclusive por meio das imagens da câmera de segurança do coletivo. "Ao ser preso, ele trajava a mesma bermuda que usava durante o assalto, além disso uma tatuagem no braço ajudou no reconhecimento do preso", salienta.

PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR MENINA DE 10 ANOS EM SANTA ISABEL DO PARÁ

A Polícia Civil prendeu em Santa Isabel do Pará, nordeste paraense, o lavrador Luís André da Silva, de 43 anos, na noite desta quinta-feira, 23, sob acusação de violentar sexualmente uma criança de 10 anos. Os abusos vinham ocorrendo há cerca de um mês, sempre que a mãe da criança saía de casa. O acusado é padrasto da vítima. Ele foi autuado em flagrante para responder criminalmente por estupro de vulnerável. 


O caso foi comunicado ao delegado Daniel Castro, da Seccional de Santa Isabel do Pará, que determinou à equipe policial formada pelos investigadores Roberto e Edilson para apurar os fatos. A menina foi encaminhada para exames periciais e atendimento médico especializado. As investigações apontaram que os abusos sexuais à criança aconteciam toda vez que a mãe da menina saía de casa para acompanhar a irmã que estava internada em um hospital no município. 

A menina, em depoimento, confirmou a prática do crime de estupro por parte do acusado aos policiais. Conforme o delegado, Luís André já responde outros processos criminais na Justiça por tentativa de homicídio, furto, tentativa de estupro e violência doméstica.

POLÍCIA CIVIL PRENDE AUTOR DE HOMICÍDIO EM SOURE NA ILHA DO MARAJÓ

A Polícia Civil finalizou, nesta quinta-feira, 24, as investigações sobre um homicídio ocorrido no último dia 11, na cidade de Soure, no Marajó. Após ouvir testemunhas e coletar provas, o delegado Luciano Cunha requereu ao Poder Judiciário a prisão preventiva de Márcio Greyson Silva Reis, conhecido como "Brecha", acusado do homicídio. O crime ocorreu após um desentendimento entre Márcio e a vítima durante um jogo de bilhar. 


O superintendente regional do Marajó Oriental, delegado Arilson Caetano, informou que o suspeito estava em liberdade condicional e que respondia por outros crimes registrados na delegacia do município. Com o mandado de prisão preventiva concedido pelo Poder Judiciário, o acusado foi preso e está recolhido à disposição da justiça em Soure.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

POLÍCIA CIVIL ENCERRA REUNIÕES DE APRESENTAÇÃO DOS NOVOS POLICIAIS CIVIS NESTA QUINTA EM ITAITUBA

A Polícia Civil encerra, nesta quinta-feira, 24, as reuniões de trabalho com os novos policiais civis do Estado do Pará, no município de Itaituba, sudoeste paraense. A reunião será presidida pelo delegado-geral, Rilmar Firmino, e pelo superintendente regional do Tapajós, delegado Jardel Guimarães. O encontro terá presente dos 33 policiais civis que irão atuar na região, que abrange sete municípios - Itaituba, Aveiro, Jacareacanga, Novo Progresso, Placas, Rurópolis e Trairão - e o distrito de Castelo dos Sonhos, interior de Altamira. Nesta quarta, 22, os novos policiais civis lotados nas regiões do Carajás e do Xingu foram apresentados nas sedes regionais da Polícia Civil, respectivamente, em Marabá e Altamira. 

NOVOS POLICIAIS CIVIS EM REDENÇÃO
REUNIÃO EM REDENÇÃO COM NOVOS POLICIAIS CIVIS
Pela manhã, em Marabá, conforme detalha o delegado João Bosco Rodrigues, diretor de Polícia do Interior, foram apresentados 52 novos policiais civis, entre delegados, escrivães, investigadores e papiloscopistas, que irão trabalhar nos 16 municípios, que integram a 10ª RISP (Região Integrada de Segurança Pública), entre os quais Abel Figueiredo, Parauapebas, Eldorado dos Carajás, São Domingos do Araguaia, Curionópolis e Nova Ipixuna. À tarde, em Altamira, foi a vez dos cerca de 30 novos policiais civis lotados na região do Xingu, que engloba as cidades de Brasil Novo, Medicilândia, Anapu, Senador José Porfírio, Porto de Moz, Uruará, Vitória do Xingu e Altamira. 

O delegado-geral, Rilmar Firmino; a delegada Simone Edoron, diretora de atendimento a Grupos Vulneráveis, e o superintendente regional da Polícia Civil, delegado Cristiano Nascimento, presidiram o encontro. Na terça-feira passada, 22, a Polícia Civil presidiu as reuniões de apresentação dos novos policiais civis nas cidades de Breves, Redenção e Santarém. Em Redenção, detalhou o delegado Antônio Miranda Neto, titular da Polícia Civil na região, foram apresentados 52 novos policiais civis que irão atuar nos municípios abrangidos pelas 13ª e 14ª RISP (Região Integrada de Segurança Pública), entre delegados, escrivães e investigadores. 

Na ocasião, foi apresentado o delegado Gabriel Henrique Alves Costa, superintendente da mais nova Superintendência Regional da Polícia Civil, a do Alto Xingu, sediada na 14ª RISP, com sede em São Félix do Xingu, sul do Pará. Segundo o delegado João Bosco, diretor de Polícia do Interior, com os novos policiais, o trabalho de investigação será realizado com mais precisão. Para Antônio Miranda Neto, os novos policiais representam um processo de renovação e irão permitir o aumento do efetivo e da qualidade do atendimento ao público na região do Araguaia Paraense, que atualmente abrange 12 cidades do sul do Pará.

REGIÃO DO BAIXO AMAZONAS GANHA REFORÇO DE MAIS 47 NOVOS POLICIAIS CIVIS

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) apresentou na manhã desta terça-feira (22), em Santarém, os 47 novos servidores da Polícia Civil que vão atuar em 13 cidades da região do Baixo Amazonas. A cerimônia de apresentação ocorreu no auditório da Estação Cidadania e teve a presença do secretário adjunto da Segup, Cláudio Jorge da Costa Lima, do delegado-geral da Polícia Civil, Rimar Firmino, do delegado superintendente do Baixo Amazonas, Gilberto Aguiar, e do comandante do Comando de Policiamento Regional 1 (CPR1), coronel Monteiro Junior, entre outras autoridades. 

NOVOS POLICIAIS CIVIS 
DELEGADO-GERAL RILMAR FIRMINO
Foram apresentados 47 novos servidores públicos, sendo dez delegados, 14 escrivães, 20 investigadores e três papiloscopistas. Eles vão atuar em 13 municípios da jurisdição da Superintendência de Polícia Civil do Baixo Amazonas. Os novos policiais foram aprovados nos últimos concursos públicos C-169, para delegado, e C-170, para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista, feitos pelo governo do Estado em 2013. Antes de assumirem, todos passaram por formação na Academia de Polícia Civil (Acadepol). 

Cláudio Jorge da Costa Lima disse que a chegada de novos servidores representa um reforço à segurança pública. Ele anunciou ainda um novo concurso público para a Polícia Civil. "É o reforço na área de segurança pública. Estamos colhendo o que plantamos desde 2011, juntamente com as obras, viaturas, estruturação do sistema e armamento, e agora, com achegada do material humano, o trabalho se fecha. Já iniciamos o processo para um novo concurso público, que já foi autorizado. Nesse último certame, não foram contempladas todas as vagas. Será mais um novo reforço", argumentou. 

O delegado-geral disse que o governo resgata um compromisso ao empossar os novos servidores e que a segurança pública tem recebido olhar especial. "Não temos problemas de abastecimento de combustível, recebemos novas viaturas, lanchas e equipamentos. Criamos o Grupamento Fluvial para usar as lanchas e combater crimes na região de rios. Temos carros traçados que atendem a realidade da nossa região. Faltavam os recursos humanos, que chegam após um ano e seis meses do concurso. É a concretização de um compromisso do governo. Hoje, todos os municípios do Pará têm a presença da Polícia Civil", pontuou Rilmar Firmino. 

NOVA UIPP O delegado lembrou ainda que Santarém vai receber uma nova Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), que está sendo construída no bairro Santarenzinho. "Já está em obras e em breve será inaugurada. Será mais um reforço desse modelo que está dando certo no combate à violência", finalizou. O superintendente Gilberto Aguiar deu instruções aos novos servidores e ressaltou a necessidade de conhecerem a realidade dos municípios onde vão atuar. Ele disse que será sanada uma grande carência que existia na região. "Com a chegada de novos policias, vamos deslocá-los para alguns municípios, e os antigos servidores redistribuídos irão para as cidades que estão com mais necessidade. A segurança pública precisava, e o governo se esforçou em fazer o concurso para dar uma resposta ao anseio da população", disse o superintendente da Polícia Civil no Baixo Amazonas. 

O coronel Monteiro Júnior disse que existe uma parceria entre as policiais Civil e Militar e que todos os delegados irão manter contato com as guarnições e batalhões das cidades onde vão atuar. "Vocês podem procurar nossas guarnições e batalhões para dialogarem", ressaltou o comandante. José Cleidson, 29 anos, diz estar realizando um sonho. Ele é o mais novo delegado que irá compor a equipe que atua em Santarém. Apesar de jovem, Cleidson já tem experiência na segurança pública. Foi policial militar e bombeiro. "É a realização de um sonho. Estudei muito para estar aqui, e será uma honra servir à segurança do meu Estado. Já tenho experiência no serviço militar", concluiu.

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA OUTROS ASSALTOS COMETIDOS POR DOIS HOMENS PRESOS EM URUARÁ

A Polícia Civil investiga outros assaltos cometidos por dois homens no município de Uruará, sudoeste paraense. Os suspeitos foram presos depois de cometerem um assalto, usando uma moto e duas facas. Eles abordaram um idoso, por volta das 3 horas da madrugada da sexta-feira passada, 18. Denilson da Silva Costa e Anderson Oliveira da Silva foram presos em flagrante com a carteira porta-cédulas com documentos e 50 reais em dinheiro da vítima. 




A Polícia Militar foi acionada e após busca, os policiais encontraram o veículo utilizado na ação em frente a uma residência no bairro Pimentolândia. Os assaltantes foram encontrados no interior da casa e levados para a delegacia, onde foram autuados em flagrante pela escrivã Janaína Pompeu, pelo crime de roubo. A dupla encontra-se a disposição da justiça.

POLÍCIA MILITAR APREENDE DINHEIRO FALSIFICADO DURANTE ABORDAGEM POLICIAL EM RURÓPOLIS

Policiais militares sob o comando do cabo Roberto Lages apreenderam notas falsas em poder de Raiumundo Brandão de Sousa. A prisão ocorreu na madrugada do último dia 19, em Rurópolis, sudoeste do Pará. Durante abordagem policial, foram encontradas com o suspeito sete cédulas de 50 reais, 1 cédula de 5 reais e uma de 2 reais. 


Na Delegacia, Raimundo Brandão confessou o crime, dizendo que utilizava uma impressora multifuncional para falsificar as notas. As cédulas falsificadas foram encaminhadas para perícia e o infrator for preso em flagrante pelo crime de falsificação de moeda, de acordo com o artigo 289 do Código Penal.

POLÍCIA CIVIL PRENDE DISTRIBUIDOR DE DROGAS QUE AGIA NA CIDADE DE PARAGOMINAS

A Polícia Civil autuou na tarde do último dia 18, sexta-feira, em Paragominas, nordeste do Pará, Wedson Oliveira do Nascimento, conhecido por "Dedeco". Ele é acusado de distribuir drogas em diferentes pontos da cidade. A equipe de investigadores da Seccional de Paragominas já estava investigando o suspeito. Ele foi interceptado pelos policiais civis enquanto estava em seu carro transportando 30 gramas de pedras de óxi, que seriam comercializadas no mesmo dia. Participaram da operação os investigadores Pereira, Rildo e Augusto, além dos escrivães Pantoja e Ivar. 



O delegado Jivago Ferreira, que comandou a operação, informou que o combate ao tráfico de drogas na cidade será intensificado e terá como meta diminuir o número de crimes violentos na região. A superintendente regional, delegada Bruna Paolucci, reafirmou o compromisso da Polícia Civil no combate ao tráfico de entorpecentes, também como medida preventiva, citando como exemplo a "Campanha Contra as Drogas em Paragominas", inaugurada há uma semana na praça central da cidade.

POLÍCIA CIVIL PRENDE EM FLAGRANTE TRIO ENVOLVIDO COM O TRÁFICO DE DROGAS EM URUARÁ

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira, 22, na cidade de Uruará, sudoeste do Pará, dois homens e uma mulher suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas. Foram presos Kátia Rodrigues da Silva, 30; Paulo Adriano Nascimento, 45, e Manoel Vitor Alves de Sousa, 31. Com o trio, foram apreendidas 39 petecas de crack. As prisões foram feitas pelos investigadores Sílvio Alex e Tomaz Salvador, da Polícia Civil do município, sob o comando do delegado Godofredo Martins Borges. A droga era comercializada na casa de Kátia. 



Aos policiais, ela negou ter envolvimento com o tráfico de drogas, mas acusou os outros dois presos de estarem vendendo o entorpecente. Por outro lado, os dois negaram estar envolvidos e acusaram Kátia de ser a dona da droga. Eles foram presos em residências do bairro Boa Esperança. Segundo o investigador Sílvio Alex, o esquema já vinha monitorado pelos policiais há semanas. "Kátia usava a filha de 12 anos de idade pra distribuir a droga", detalha o policial. 

Ainda, de acordo com o investigador, um indivíduo de nome Aelson Santos Viana passou a droga para Paulo, que, por sua vez, repassou para Kátia e o companheiro dela, Manoel, com quem as 39 petecas foram encontradas. Aelson ainda não foi encontrado pela polícia. Os três respondem por tráfico de drogas e estão recolhidos à disposição da justiça na carceragem da Delegacia de Uruará.

terça-feira, 22 de julho de 2014

POLÍCIA CIVIL PRENDE DUPLA ACUSADA DE EXTORQUIR EMPRESÁRIO ATRAVÉS DE E-MAIL CLONADO EM BELÉM

A Polícia Civil prendeu em flagrante, por extorsão, Dhamye Patrick da Silva Chermont, 26 anos, e Catharine Tereza Machado Moraes, 25. Os dois são acusados de extorquir, em R$ 150 mil, um empresário dono de uma empresa de segurança privada, em Belém, através de mensagens enviadas por meio de um e-mail clonado. A prisão foi realizada por volta de 13 horas, desta terça-feira, 22, por policiais civis comandados pelo delegado Samuelson Igaki, titular da DPRCT (Divisão de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos), da Polícia Civil. O crime foi comunicado pela vítima há aproximadamente um mês, mas vinha ocorrendo desde maio deste ano. 

Ao delegado, a vítima relatou que as mensagens eram enviadas do próprio e-mail corporativo da empresa usado pelo empresário. “Alguém dizia à vítima que possuía informações privilegiadas e confidenciais da vítima, tanto de cunho pessoal como profissional, e que se, caso não fizesse o pagamento do valor exigido, os dados seriam expostos”, explica Igaki. A partir da comunicação do crime, a DPRCT passou a investigar o caso. Nesta terça-feira, sob orientação da DPRCT, o empresário combinou fazer o pagamento do valor. A vítima foi orientada a colocar o dinheiro dentro de uma bolsa preta, que deveria ser levada até a biblioteca de uma faculdade particular em Belém e deixada em um local determinado. 

Após o empresário sair do local, Catharine foi ao local e pegou a bolsa. Ela foi presa logo após sair da faculdade com a bolsa em que estava o dinheiro nas mãos. Após ser presa, ela indicou o local em que estava o comparsa. Dhamye foi preso ao sair de uma agência bancária no bairro do Guamá. Os acusados são ex-funcionários da empresa de segurança privada. Dhamye foi demitido há 15 dias e Catharine há dois meses. Ele tinha laços de amizade com a vítima e, inclusive, chegou a frequentar a casa do empresário. Ambos foram autuados por crime de extorsão e estão presos à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL ENCERRA NESTA QUARTA-FEIRA REUNIÕES COM NOVOS POLICIAIS CIVIS NO INTERIOR DO ESTADO

A Polícia Civil vai encerrar, nesta quarta-feira, 23, as reuniões de trabalho, nas sedes das Superintendências Regional de Polícia, no interior do Pará, com os novos policiais civis recentemente nomeados pelo Governo do Estado após conclusão de concurso público. Os encontros serão realizados, pela manhã, nos municípios de Marabá, sede da região sudeste; Itaituba, sede da região do Tapajós, e às 14 horas, em Altamira, sede da região do Xingu. Nas reuniões, integrantes da diretoria da Delegacia-Geral reúnem-se com os novos policiais civis para lhes prestar as últimas orientações e fazer esclarecimento de dúvidas, para o início das atividades de Polícia Judiciária. 

NOVOS POLICIAIS EM SANTARÉM
DELEGADO-GERAL EM REUNIÃO EM SANTARÉM
REUNIÃO EM SOURE
Após as reuniões, os novos policiais civis já seguiram aos municípios de atuação. Os encontros nas sedes das Superintendências Regionais foram iniciados no último dia 17, por Abaetetuba, sede da Regional do Baixo-Tocantins, e em Castanhal, onde está sediada a região do Salgado. Nesta terça-feira, 22, foram realizadas as reuniões de trabalho com os novos policiais civis que irão atuar nos municípios das regiões das Ilhas, sediada em Breves no Marajó; do Araguaia Paraense, cuja sede regional é em Redenção, sul do Pará, e no Baixo e Médio Amazonas, com sede em Santarém, oeste paraense. 

REUNIÃO EM BRAGANÇA
REUNIÃO COM NOVOS POLICIAIS CIVIS EM CASTANHAL
Na segunda-feira, a Polícia Civil reuniu os novos policiais que irão atuar nos municípios da região dos Campos do Marajó e na Regional do Lago de Tucuruí. Os encontros foram realizados, respectivamente, em Soure e em Tucuruí. As reuniões fazem parte do planejamento da Polícia Civil para início dos trabalhos dos novos 372 policiais civis já empossados para iniciar as atividades profissionais. 

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, cada município do Interior do Pará vai contar com a presença de delegados, inclusive cidades onde não havia delegado. Todas as cidades do interior do Estado passam a contar com novos policiais civis. A meta, com a chegada dos servidores policiais, é diminuir cada vez mais a demanda nas delegacias e reforçar a segurança pública no interior.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA ENVOLVIDA EM ROUBOS DE RESIDÊNCIAS EM SALINÓPOLIS

As Polícias Civil e Militar prenderam três envolvidos em roubos a residências, que atuavam em Salinópolis, nordeste paraense. Jefferson Ferreira da Silva, 24; José Weliton Alves Pinto, 21, e José Warlys Pinto, 19, foram presos em flagrante, por roubo qualificado e associação criminosa, logo após invadirem uma casa no município. Eles são apontados por envolvimento em dois roubos a casas na cidade. 




Ao serem presos, os policiais civis e militar comandados pelo delegado Augusto Damasceno, recuperaram cosméticos, celulares, joias, entre outros objetos de uso doméstico. Um quarto homem envolvido no crime fugiu, mas já foi identificado e terá a prisão solicitada à Justiça. Conforme o delegado, eles foram presos duas horas depois de cometer um assalto em uma residência.

POLÍCIA CIVIL DESMONTA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA RESPONSÁVEL POR CRIMES LIGADOS AO TRÁFICO DE DROGAS EM SANTA ISABEL

A Polícia Civil desarticulou uma organização criminosa para a prática de tráfico de drogas que tinha como base a cidade de Santa Isabel do Pará, nordeste do Estado. Foram presas cinco pessoas durante a operação denominada "Iluminados" coordenada pela Superintendência Regional da Zona do Salgado. Foram presos Robert Henrique Silva Cavalcante, 19 anos; Dalva Barbosa Trindade, 35; Amanda Barbosa Trindade, 18; Walda Barbosa Trindade, 37, e Richard Chamberlain Damasceno dos Santos, 28. Em poder dos presos, drogas foram apreendidas.







DROGAS APREENDIDAS
Todos eles já contam com passagens pela Polícia Civil por envolvimento na venda de drogas ilegais. Os presos fazem parte da mesma família. As investigações policiais apontam que os presos têm envolvimento com homicídios ligados ao tráfico de drogas registrados recentemente em Santa Izabel do Pará. O trabalho policial será aprofundado para identificar outros crimes cometidos pela organização criminosa.

POSTO MÓVEL QUE INTEGRA AS CORREGEDORIAS GARANTE APOIO AOS VERANISTAS EM SALINÓPOLIS

Um posto móvel que reúne as corregedorias dos órgãos de segurança pública do estado está montado no centro de Salinas, para atender e prestar esclarecimentos à população local e, principalmente, ao grande número de veranistas que se desloca para o balneário no mês de julho. A unidade itinerante integra as Corregedorias das Polícias Militar e Civil, Detran, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e da própria Segup. “O posto móvel atende os casos relacionados a servidores públicos lotados ou não no efetivo de Salinas. Como a cidade fica muito mais movimentada nesse período, a ideia é assegurar à população a orientação e apoio necessários no caso de uma possível ocorrência relacionada à má conduta do servidor”, explica a Major Cláudia Maués, da Polícia Militar. 

MAJOR CLÁUDIA MAUÉS
Todos os órgãos de segurança do Estado possuem Corregedorias próprias, responsáveis por apurar as infrações cometidas por servidores públicos e até mesmo os casos de crime. “O posto móvel é uma forma de divulgarmos esse trabalho que existe internamente nos organismos da área de segurança. As pessoas precisam saber que podem contar conosco e que existe um mecanismo que abrange e fiscaliza todas as instituições de segurança para garantir ao público um bom atendimento", explica o delegado Paulo César, da Polícia Civil. 

DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL, PAULO CÉSAR
"Quem tiver alguma denúncia contra um servidor público da área de segurança pode se reportar a nossa equipe, seja por meio dos telefones disponibilizados ou aqui, no nosso posto de atendimento. A partir disso, daremos início ao processo de investigação para saber qual medida – administrativa ou criminal - devemos tomar”, acrescentou o delegado, que é responsável pela Divisão de Crimes Funcionais (DCRIF). O posto móvel das corregedorias está localizado na Avenida Santa Brígida, à esquina da avenida Senador Lemos, no centro de Salinas. Serviço: Casos de denúncias contra a má conduta de servidores ou esclarecimentos sobre o trabalho das corregedorias pelos números da DCRIF (4006-9062 / 9985-1155), Corregedoria da Polícia Militar (8885-1155), Ouvidora (8883-5867).

GOVERNO DO ESTADO INAUGURA NOVA UNIDADE INTEGRADA PRO PAZ EM NOVO REPARTIMENTO NO SUDESTE DO PARÁ

O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes, acompanhado por autoridades da área, inaugurou nesta segunda-feira, 21, duas importantes obras para a população de Novo Repartimento, no sul do Estado: a nova Unidade Integrada do Pro Paz (UIPP) e o quartel da 23ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) do município. Juntos, os dois investimentos somam mais de R$ 2 milhões. De acordo com o comandante da CIPM, capitão PM Juniel Maciel, a construção de um espaço próprio para o batalhão era um desejo antigo dos policiais militares de Novo Repartimento e da própria população, em torno de 67 mil habitantes, segundo informações da prefeitura municipal. 


O policial explicou que a estrutura – composta, entre outros espaços, por recepção, sala administrativa, sala do comando, alojamentos, cozinha e áreas de convivência – foi acompanhada por uma série de investimentos que estão mudando a realidade da segurança pública na região. “Entre 2013 e 2014, obtivemos uma redução de 42% nos índices de criminalidade apenas em Novo Repartimento, o que, para nós, é fruto de todos esses investimentos e, também, de um trabalho integrado com outros organismos, como a Polícia Civil, o Detran (Departamento de Trânsito do Estado do Pará), Tribunal de Justiça, o Ministério Público e a prefeitura”, destacou o capitão. 

O cabo Ajurí Campelo, com 22 anos de Polícia Militar, está há 17 anos apenas em Novo Repartimento. Ele diz que, no passado, os policiais militares da cidade precisavam contar com um quartel improvisado, em um imóvel alugado. “Ficamos nesse local por mais de dez anos e agora é uma grande felicidade poder ver esse prédio próprio concluído. Mas não apenas isso. Quando eu cheguei aqui, tudo era muito mais difícil, não tínhamos armamentos adequados nem viaturas. Hoje, tudo está diferente. Temos condições de exercer bem a nossa profissão”, observou. Hoje, a 23ª CIPM, que responde pelos municípios de Novo Repartimento e Pacajá, conta com um efetivo de mais de 100 homens, nove viaturas e seis motos. 

INAUGURAÇÃO
INTEGRAÇÃO Ainda em Novo Repartimento, depois de inaugurar o quartel da 23ª CIPM, as autoridades da Segurança Pública do Estado seguiram para a sede da nova UIPP, cujas obras terminaram há cerca de 15 dias. No local, conheceram as instalações, que incluem salas de escrivães, investigadores, monitoramento, comando, alojamentos, reconhecimento de suspeitos, entre outras. 

O delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Rilmar Firmino, ressaltou a importância do trabalho policial para garantir a paz social e de valorizar não apenas a infraestrutura como também os servidores da área. “Hoje, Novo Repartimento está recebendo um novo delegado, aprovado no último concurso público da Polícia Civil e, junto com ele, outros novos 372 policiais estão entrando em exercício em todo o Estado. Além disso, 76 unidades como esta estão sendo ou já foram construídas em todo o Pará e 45 delegacias também estão sendo ou já foram reformadas”, citou. 

O novo delegado que está assumindo a UIPP de Novo Repartimento é o belenense Alenson Lameira, de 29 anos. Ele morava em Macapá, no Amapá, e voltou para o Estado para prestar o último concurso da Polícia Civil. “Eu já atuava na área de segurança pública e estou muito feliz em poder assumir esse novo compromisso profissional”, contou. 


O secretário Luiz Fernandes disse que, dos mais de 300 policiais civis que estão dando início ao seu trabalho, 142 são novos delegados. O contingente, no entanto, deve aumentar em breve. “Ainda este ano teremos novos concursos para a Polícia Militar e para a própria Polícia Civil, para vagas que não foram preenchidas no último certame, e, também, já está previsto um concurso para o Corpo de Bombeiros”, anunciou. 

NOVA SEDE DA PM NA REGIÃO
Fernandes informou ainda que, além dos serviços integrados que já estão previstos para funcionar na UIPP de Novo Repartimento, como Polícia Militar, Polícia Civil e Pro Paz, em breve, o município vai ganhar uma Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), que também funcionará no prédio da UIPP. “Todas as unidades que estão sendo construídas pelo Estado têm recebido o mesmo padrão de qualidade, pois o objetivo é trabalhar com o mesmo conceito, de integração. Queremos que essas unidades sejam um ponto de referência para o cidadão, onde ele possa buscar um atendimento que vai além da questão policial”, resumiu. 

As inaugurações foram acompanhadas com entusiasmo por moradores de Novo Repartimento, como é o caso do aposentado Juvenal Conceição, de 67 anos. Membro de uma entidade que trabalha em prol dos direitos das crianças e adolescentes no município, ele acredita que a maior beneficiada pelos investimentos será justamente essa faixa da população, considerada bastante vulnerável. “Como as autoridades disseram aqui, a intenção do trabalho integrado que norteia a segurança pública agora visa também à educação e o resgate de valores importantes, principalmente para nossas crianças e jovens. Por tudo isso, nós só podemos agradecer ao governo do Estado e esperar para que logo possamos colher os frutos desses investimentos”, enfatizou o aposentado.

POLÍCIA CIVIL PRENDE UM DOS CHEFES DO TRÁFICO DE DROGAS EM SÃO MIGUEL DO GUAMÁ

Uma operação da Polícia Civil do Pará, sob a coordenação da Superintendência Regional do Salgado e do NAI (Núcleo de Apoio à Investigação), de Castanhal, nordeste paraense, levou à prisão do foragido de Justiça, Zaqueu Silva Barata, 32 anos, que responde pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e roubo. Apontado como um dos chefes de uma organização criminosa responsável por crimes ligados ao tráfico de drogas, no município de São Miguel do Guamá, ele foi capturado, no bairro do Icuí-Laranjeira, em Ananindeua, na Grande Belém. 


A operação foi comandada pelos delegados Luís Xavier, Ronaldo Lopes e Fernando Rocha. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira, 21. Contra Zaqueu, há ainda um mandado de prisão decretado pela 2a Vara de Execuções Penais de Belém, pelo fato de que havia fugido do Sistema Penitenciário do Pará por estar condenado a 11 anos de reclusão pela prática de roubo. Um dos crimes praticado pelo indiciado é o homicídio de Eduardo Maciel Corrêa Aranha Neto, que foi morto na rua Filemon da Cunha Bicho, no bairro Padre Ângelo, em São Miguel do Guamá. 

O crime se registrou em 24 de março deste ano. O assassinato, segundo o delegado Ronaldo Lopes, titular de São Miguel do Guamá, ocorreu devido a uma dívida de venda de drogas, pois a vítima era viciada. Outro homicídio atribuído a Zaqueu Barata foi em 08 de maio deste ano, no ramal do Domingos Carneiro, bairro Padre Ângelo. Ali, foi morto Leonardo Pereira de Souza, de apelido “Léo Cavalo”. O crime foi motivado por uma rixa entre o acusado e a vítima. Já no dia 20 de maio seguinte, o acusado teria cometido um assalto, no centro de São Miguel do Guamá, contra uma estudante que teve dinheiro e celular roubados. 

Barata responde ainda a uma tentativa de homicídio no dia 25 de maio de 2014, cuja vítima foram policiais militares, já que o acusado efetuou disparos de arma de fogo na porta da Delegacia de São Miguel do Guamá e trocou tiros com policiais civis e militares. Conforme Ronaldo Lopes, no ano de 2006, o preso comandou uma rebelião no Presídio de Paragominas. "Ele é apontado com um dos chefes do tráfico de drogas em São Miguel do Guamá e costuma agir com violência contra os usuários de drogas, inclusive é considerado como autor de diversos homicídios na cidade", destaca. A prisão dele, ressalta o policial, representa uma resposta do Estado à organização criminosa comandada pelo preso. A operação policial foi uma determinação do delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, e do diretor de Polícia do Interior, João Bosco Júnior.

sábado, 19 de julho de 2014

AÇÕES DE POLICIAIS DE COMBATE AO CRIME JÁ RESULTARAM EM MAIS DE 70 PRISÕES EM SALINÓPOLIS

As operações policiais integradas, do Sistema de Segurança Pública do Pará, realizadas em Salinópolis, nordeste paraense, já resultaram nas prisões de 74 criminosos, a maioria deles (40) por tráfico de drogas, desde o final do mês de junho. Este é o balanço, até o momento, das ações efetuadas pelas Polícias Civil e Militar, no mais movimentado balneário do interior do Pará, durante a Operação Verão Na Paz, visando manter a tranquilidade e a paz para toda a sociedade que frequenta as praias da região, nas férias escolares de julho. O trabalho é comandado pelo delegado Augusto Damasceno, titular da Superintendência Regional da Zona Bragantina, que integra a 6ª Região Integrada de Segurança Pública (6ª RISP), responsável pelo policiamento em 19 municípios, dentre os quais Salinópolis. 

OBJETOS FURTADOS RECUPERADOS, E PRESOS ADILSON, CARLOS, PEDRO E OTÁVIO
O delegado explica que o trabalho teve início antes do mês de julho. “Transferimos a sede da Superintendência da Região Bragantina, sediada em Capanema, para Salinópolis, durante todo o mês de julho”, frisa. Ainda, conforme o policial civil, crimes como arrombamentos de residências de veraneio, que anualmente se registravam no período de julho, na cidade, foram zerados. Um dos envolvidos nesse tipo de delito foi preso durante a operação. Trata-se de Otávio Natalino Soares de Souza, 18 anos, preso em flagrante depois de cometer furto de objetos em uma casa, no centro de Salinópolis. Todo o material furtado, como eletrodomésticos, foi recuperado e devolvido ao dono. 

Conforme o delegado Augusto Damasceno, o preso já responde a outros processos por crimes contra o patrimônio. Ele foi autuado também por crime de corrupção de adolescentes, pois dois garotos de 13 e 14 anos foram apreendidos com o preso. O trabalho policial também está focado na prisão de foragidos de Justiça, que vem ao município de Salinópolis se esconder ou para cometer novos crimes. É o caso de Pedro dos Santos Pires, 45 anos, que responde a processo por tráfico de drogas na Comarca de Santarém Novo, de onde estava foragido. Ele foi capturado, na sede da cidade, e já está recolhido à disposição da Justiça. 

Augusto Damasceno salienta que um dos principais focos do trabalho conjunto das Polícias Civil e Militar, em Salinópolis, é o combate ao tráfico de drogas. Nas últimas três semanas, mais de 40 envolvidos nesse crime foram presas. Duas delas são Carlos André Negrão Dias, 34 anos, e Adilson Vales do Nascimento. O primeiro foi preso por policiais militares da Ronda Tática Metropolitana (Rotam). Com ele, grande quantidade de pasta de cocaína foi apreendida. O flagrante se registrou no bairro Porto Grande. Já Adilson foi flagrado por policiais civis e militares no momento em que comercializava pasta de cocaína no bairro Bom Jesus.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

POLÍCIA CIVIL ORIENTA POLICIAIS CIVIS QUE IRÃO ATUAR NO INTERIOR DO PARÁ

A Polícia Civil iniciou nesta quinta-feira (17), nas sedes das superintendências regionais do interior do Estado, as reuniões de trabalho com os novos policiais recentemente nomeados. Pela manhã, o delegado João Bosco Rodrigues, diretor de Polícia do Interior, reuniu-se com os novos servidores em Abaetetuba, no nordeste do Pará. À tarde, o delegado geral, Rilmar Firmino de Sousa, presidiu reunião em Castanhal com os policiais que vão atuar nos municípios da região. Os encontros ocorrem até o próximo dia 23. A ação faz parte do planejamento da Polícia Civil para início dos trabalhos dos novos 372 policiais civis já empossados para iniciar as atividades profissionais. 


Em Abaetetuba, estiveram presentes na reunião os delegados titulares das delegacias dos municípios da região, entre os quais Barcarena, Igarapé-Miri, Moju e Acará, e ainda os novos policiais civis lotados para trabalhar nessa região. Durante o encontro, o delegado João Bosco deu orientações sobre a atuação da Polícia Civil, o trabalho integrado com a Polícia Militar, situações de crises e quanto ao atendimento ao público, entre outros assuntos. Em Castanhal, o delegado geral conversou com os novos delegados que vão atuar nos mais de 20 municípios da região da Zona do Salgado, para orientá-los sobre diversos temas, como carga horária, trabalho integrado com a PM e acionamento de apoio em casos de crises. 

O delegado geral salientou que cada um dos municípios da região nordeste do Pará já conta com a presença de delegados, inclusive cidades onde não havia delegado, como no caso de São Domingos do Capim, São João da Ponta e Terra Alta. “Vamos certamente diminuir assim a demanda reprimida nas delegacias e reforçar a segurança pública nessas cidades”, disse. A delegada Cristina Lima, nova titular da Delegacia de Maracanã, vê com expectativa o início dos trabalhos na região. “Fui muito bem recebida pelo delegado que estava na cidade, e acredito que vamos fortalecer ainda mais o trabalho desempenhado na região”, frisou. 

Após o término da reunião, os novos policiais civis reuniram-se com o superintendente regional para as últimas orientações e, em seguida, partiram para os municípios. Nesta sexta-feira (18), será a vez das reuniões com os policiais civis que vão atuar na região Bragantina e na Zona Guajarina, sediadas, respectivamente, em Capanema e Paragominas. Na próxima segunda-feira (921), haverá reuniões com os novos policiais civis que vão atuar nos municípios da região dos Campos do Marajó, como Soure, Salvaterra e Cachoeira do Arari, e na regional do Lago de Tucuruí, que abrange cidades como Tucuruí, Goianésia do Pará, Breu Branco e Novo Repartimento.

PRESO FORAGIDO DA JUSTIÇA ENVOLVIDO EM HOMICÍDIO, ESTUPRO, TRÁFICO E ROUBO NO NORDESTE PARAENSE


A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 17, em Castanhal, nordeste paraense, Zaqueu Silva Barata, 30 anos, que estava na condição de foragido da Justiça de Paragominas desde o ano passado. Ele cumpria pena de sete anos de reclusão por roubo. Zaqueu tem quatro mandados de prisão por homicídio, estupro, tráfico de drogas e roubo. 

Ele foi preso no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua, na Grande Belém, por policiais civis da Superintendência Regional da Zona do Salgado, Núcleo de Apoio à Investigação de Castanhal e Delegacia de São Miguel do Guamá. Zaqueu Barata, conforme destacou o delegado Luís Xavier, vinha desafiando a Polícia e a Justiça de São Miguel do Guanmá. Ele chegou a ponto de passar efetuando disparos em frente à Delegacie e ao Fórum do município, no último dia 25 de maio. Agora, está recolhido à disposição da Justiça.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

POLÍCIA CIVIL JÁ PRENDEU NOVE PESSOAS POR ENVOLVIMENTO EM ATOS DE VANDALISMO EM CONCÓRDIA DO PARÁ

A Polícia Civil já prendeu nove pessoas por envolvimento em atos de vandalismo ocorridos em 14 de junho deste ano, em Concórdia do Pará, nordeste do Estado. Nesta terça-feira, 15, Eliel Abreu Cascaes, de apelido “Neguinho”, 20 anos; Edivan Moreira Ramos, de apelido “Bó”, 27; Paulo Henrique dos Santos Dantas, 18, de apelido “Boca de Burra”; Elivelton Rosa Flor, 22, e apreendeu um adolescente de 17 anos.

ELIEL, EDIVAN, PAULO HENRIQUE E ELIVELTON. AO LADO, ADOLESCENTE
Em junho, foram presos os vereadores Jander Cley da Silva Ferreira e Francisco Edson Madeiros; Eurípedes Guimarães, dono de um carro-som usado para incitar a população, e Edson Gladson de Souza Madeiros, filho do vereador Francisco. Todos são acusados de participação na depredação e de incendiar prédios e objetos em órgãos públicos na cidade. 

A prisão deles foi realizada, mediante mandados de prisão preventiva, expedidos pela Justiça. Conforme o delegado Luís Xavier, titular da Superintendência Regional da Zona do Salgado, faltam ainda serem cumpridos outros mandados de prisão de envolvidos nos crimes, que permanecem foragidos. 

Buscas estão sendo realizadas na cidade para localizar os demais acusados. A Polícia Civil prossegue as investigações sobre o vandalismo ocorrido em Concórdia do Pará, nordeste paraense, no último final de semana. As investigações mostram que Edson Gladson é dono de uma locadora de motos na cidade.