segunda-feira, 11 de junho de 2018

OPERAÇÃO FAÇA BONITO CONTABILIZA 26 PRISÕES DE ACUSADOS DE CRIMES SEXUAIS CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

A Polícia Civil do Pará contabilizou em maio, mês dedicado ao combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes em todo Brasil, 26 prisões de pessoas acusadas de crimes sexuais contra menores de idade em cumprimento a mandados de prisão decretados pela Justiça paraense. As prisões fazem parte da operação denominada Faça Bonito, deflagrada no período de 12 a 26 de maio, na capital e região metropolitana de Belém. Durante a operação, foram instaurados, ao todo, 85 procedimentos, entre inquéritos policiais e apurações de atos infracionais de menores, para investigar esses crimes e punir os responsáveis.

Pessoas foram ouvidas em depoimento durante mutirão da operação Faça Bonito na Delegacia-Geral
MUTIRÃO REALIZADO NA DELEGACIA GERAL
Sob coordenação da delegada Flávia Leal, titular da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV) da Polícia Civil, a operação policial foi executada por policiais civis das Delegacias Especializadas no Atendimento à Criança e Adolescente (DEACAs), localizadas nas sedes dos Propaz Integrados de Belém, uma delas localizada no Hospital Santa Casa de Misericórdia do Pará e a outra no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. De acordo como balanço final da operação, 228 pessoas, entre responsáveis das vítimas, testemunhas e pessoas investigadas, foram intimadas a prestar declarações durante o período da operação.

Do total, foram 130 pessoas inquiridas pela equipe da DEACA do CPC Renato Chaves, enquanto que 98 pelos policiais civis da DEACA da Santa Casa de Misericórdia. Os depoimentos embasaram a instauração de inquéritos policiais com objetivo de apurar denúncias de crimes sexuais contra crianças e adolescentes. Dos 85 procedimentos policiais, 47 foram tombados pela DEACA do CPC Renato e os demais (38) pela DEACA de Santa Casa. Em relação às prisões de autores de violência sexual contra menores, dos 26 presos por mandados de prisão durante a operação, 23 foram cumpridos no dia 23 de maio, em ação conjunta da Polícia Civil e Ministério Público do Estado.

São presos com condenação judicial em processos judiciais transitados em julgado (não cabem mais recursos da defesa do réu à Justiça). Outros três mandados de prisão foram cumpridos durante os mutirões realizados, em três finais de semana de maio, na sede da Delegacia-Geral, em Belém, pelos policiais civis das DEACAs. Foram presos Carlito Ramos da Costa, 39 anos; Nelson Goes Monteiro, 57, e Everaldo de Jesus Pamplona, 41, acusados do crime de estupro de vulnerável. A operação resultou de levantamentos de denúncias recebidas pelas DEACAs visando dar andamento a inquéritos que ainda não haviam sido concluídos por falta de depoimentos de testemunhas.

LUZ NA INFÂNCIA Além da operação Faça Bonito, outras ações de combate aos crimes sexuais contra crianças e adolescentes foram realizadas no mês de maio no Pará. Uma delas foi a operação nacional Luz na Infância II deflagrada pelas Polícias Civis de 24 Estados e do Distrito Federal em 17 de maio. No Pará, cinco pessoas foram presas em flagrante pelo crime de pornografia infantil. As prisões ocorreram em Belém. 

Ao todo, 17 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no dia da operação, dos quais, 15 em Belém e Ananindeua, um em Paragominas e outro em Castanhal, no nordeste paraense. Os presos foram levados para a sede da Divisão de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos (DPRCT) da Polícia Civil, no bairro do Telégrafo. Foram apreendidos para passar por perícias diversos equipamentos usados no armazenamento de dados, como computadores portáteis, por exemplo. A operação foi coordenada nacionalmente pelo Ministério Extraordinário de Segurança Pública (MESP).

NOVA DATA No último dia de maio, o Governo do Estado inaugurou uma Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA), no município de Ananindeua, na região metropolitana da capital. A nova Delegacia, vinculada à Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV) da Polícia Civil, tem como área de abrangência as cidades de Ananindeua e Marituba. Sob direção da delegada Joseângela Santos, a nova DATA contar com duas Delegacias: a de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA) e a do Adolescente Infrator (DAI). 

A DPCA atua nos crimes contra crianças e adolescentes à exceção dos crimes sexuais que são apurados por outra Delegacia que também funciona no mesmo prédio, no caso, a DEACA (Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente). A DPCA tem atendimento em sistema de expediente, de segunda à sexta-feira. Já a DAI atua com atendimento em regime de plantão 24 horas para efetuar procedimentos de flagrantes de adolescentes infratores ou para proceder apurações de atos infracionais cometidos por adolescentes em conflito com a lei.

domingo, 10 de junho de 2018

POLÍCIA CIVIL LOCALIZA CORPOS DE MULHERES DESAPARECIDAS E PRENDE UM DOS AUTORES DO CRIME NO DISTRITO DE OUTEIRO EM BELÉM

A Polícia Civil do Pará convocou a imprensa na tarde deste sábado (9), para esclarecer um duplo homicídio que ocorreu na quinta-feira (7), em Outeiro. A polícia prendeu um dos acusados de envolvimento no duplo homicídio da empresária Maria de Nazaré Borges de Alcântara, 60 anos, e da empregada doméstica Iranilma Prestes dos Reis, de 25 anos. As vítimas estavam desaparecidas deste a quinta-feira, dia 7, e foram encontradas mortas no distrito de Outeiro, no início da tarde deste sábado, dia 9. Os corpos delas estavam enterrados em um terreno na Rua dos Tucanos, no bairro de São João de Outeiro. 

DELEGADO-GERAL CLAUDIO GALENO PRESIDE COLETIVA DE IMPRENSA
Para encobrir os corpos, os criminosos usaram adubos encontrados no carro da vítima. As duas foram mortas por estrangulamento co o uso de um cinto porque a jovem reconheceu os dois acusados como funcionários do supermercado que ela costumava frequentar para fazer compras. Os esclarecimentos foram do delegado geral Claudio Galeno, que prestou informações à imprensa, acompanhado do delegado geral adjunto, Rogério Morais, e do delegado Aldo Botelho, diretor de Polícia Metropolitana. 

PRESO
O DESAPARECIMENTO Por volta das 17 horas da quinta-feira, a empresária de nome Maria de Nazaré Borges de Alcântara, 60 anos, acompanhada de Iranilma Prestes dos Reis, 25 anos, saiu de sua residência em um condomínio fechado, na Rodovia Augusto Montenegro. O destino seria a casa do pai da empresária, mas, no caminho, as duas pararam em um supermercado na rodovia para sacar dinheiro. No estacionamento do estabelecimento, as duas foram abordadas por dois homens e levadas no veículo da empresária, uma S10 branca. 

Na manhã seguinte, a família de Maria de Nazaré registrou o seu desaparecimento na Divisão de Repressão a Furtos e Roubos. Começaram então as minuciosas investigações por parte da Polícia Civil. Enquanto isso, uma campanha nas redes sociais mobilizava a sociedade em torno do desaparecimento das duas mulheres. Na sexta-feira (8), o carro de Maria de Nazaré foi encontrado em Outeiro e populares acionaram o Centro Integrado de Operações (Ciop). 

Familiares da vítima reconheceram o veículo como sendo da empresária. No início da tarde deste sábado, os corpos das duas mulheres foram encontrados na Rua Tucano, localizada no bairro de São João de Outeiro, no distrito de mesmo nome. As mulheres foram mortas por asfixia e seus corpos, enterrados em uma cova rasa. Como a polícia chegou aos acusados Com a ajuda das câmeras do circuito interno do estacionamento do supermercado, o setor de Inteligência da Polícia Civil conseguiu as imagens dos dois suspeitos. 

Um deles foi preso em flagrante na manhã deste sábado, em uma feira livre, em Icoaraci. Marlisson Neves, 19 anos, confessou à polícia o duplo homicídio. Disse que a ideia dele e de seu comparsa era a de executar um sequestro relâmpago, mas no caminho, Iranilma teria reconhecido os dois como funcionários do supermercado. Foi aí que o homicida e seu comparsa, de nome Raylso de Oliveira, 19 anos, decidiram executar o duplo homicídio, asfixiando cruelmente as vítimas. 

Depois da prisão em flagrante, Marlisson foi encaminhado ao Sistema Penitenciário para ficar custodiado, à disposição da Justiça. Os dois acusados irão responder pelo crime de latrocínio, que é roubo seguido de morte. “Contrariando a técnica da investigação moderna, a Polícia Civil está se pronunciando antes de concluir em definitivo essa investigação, uma vez que fomos tomados diariamente por boatos relacionados ao desaparecimento das duas vítimas. 

A Polícia Civil lamenta o trágico desfecho dessa ação criminosa, mas ainda não concluiu a missão. Vamos a busca desse segundo autor, que continua foragido”, disse o delegado geral, Cláudio Galeno. “As investigações vão continuar, já estamos com o foragido plenamente identificado e a gente pede, inclusive, a contribuição da população através do Disque Denúncia (181). Vamos fazer, a partir de hoje, a divulgação da fotografia desse foragido para que, com o apoio das pessoas, a gente possa localizá-lo e prendê-lo”, destacou o delegado geral adjunto, Rogério Morais.

segunda-feira, 4 de junho de 2018

POLÍCIA CIVIL PRENDE EM FLAGRANTE ENVOLVIDOS COM CRIMES AMBIENTAIS EM TUCURUÍ

A Polícia Civil do Pará prendeu em flagrante três pessoas por crimes contra o meio-ambiente e por associação criminosa, ontem, em Tucuruí, sudeste paraense, durante operação deflagrada por policiais civis da Delegacia de Conflitos Agrários de Marabá (DECA). As informações foram divulgadas neste domingo, dia 3. Além dos três presos, cinco pessoas foram conduzidas para a Seccional de Tucuruí pelos policiais civis da DECA. Dentre as cinco pessoas, quatro foram liberadas após serem enquadradas por transporte ilegal de madeira e por cortar madeira para fins comerciais. A oitava pessoa foi ouvida em depoimento e liberada. 

MADEIRAS DE LEI ENCONTRADAS CORTADAS NO LOCAL
Dois dos três presos em flagrante vão responder também por corrupção ativa por terem oferecido aos policiais civis R$ 10 mil para não serem presos. Com os presos, foram apreendidos três caminhões carregados com madeiras nobres; uma motosserra usada no desmatamento e R$ 6 mil em dinheiro, parte do valor oferecido aos policiais como propina. A ação policial foi comandada pelo delegado Waney Alexandre, titular da DECA de Marabá. Conforme o policial civil, era por volta de 10 horas deste sábado, dia 2, quando a equipe da DECA, que estava em missão na região de Tucuruí, abordou quatro caminhões. 

CAMINHÕES ABORDADOS NA ZONA RURAL
Em três dos veículos, foram encontrados carregamentos de toras de madeiras nobres, como a Castanheira, que tem a extração proibida por Lei. Ao fazer a verificação dos veículos, os policiais constataram que se tratava de transporte ilegal de madeiras, visto que os motoristas não tinham autorização legal para efetuar o transporte dos produtos florestais. Os três motoristas - Marisvan dos Santos Pereira, Cosme Cerqueira de Moraes e Ocimar Pereira Reis - foram detidos para responder TCO por crime ambiental previsto no artigo 46, da Lei de Crimes Ambientais, de número 9.605/98. 

O quarto caminhão, que era conduzido por Marcos de Pádua, estava descarregado. Marcos foi apenas ouvido em termo de declarações e liberado posteriormente. Após a abordagem dos caminhões, detalha o delegado, os policiais civis da DECA de Marabá foram até o local indicado pelos motorista como a área de onde foram extraídas as madeiras nobres. Conforme o delegado, a equipe policial constatou a existência de uma grande área devastada, dentro de um assentamento, na zona rural de Tucuruí. 

TRATOR APREENDIDO
Nessa área, durante incursão policial, o operador de motosserra Carlos da Silva Costa foi detido e responsabilizado pelo crime de cortar madeira para fins comerciais. No local, foi preso em flagrante o tratorista Josenildo Cunha para responder pelos crimes de desmatar, degradar e explorar economicamente a natureza e ainda por associação criminosa. Conforme o delegado, os dois - Carlos e Josenildo - eram os responsáveis em extrair castanheiras. No momento da operação, os dois tentaram fugir e foram capturados no matagal. 

CORRUPÇÃO ATIVA Após as prisões e apreensões, a equipe de policiais civis da DECA foi abordada por dois homens, identificados como Eudes Moraes, de apelido Cuca, e Antonio Carlos Siconelle, conhecido como Toninho, proprietários dos caminhões e responsáveis em fomentar as extrações de madeira na área. A abordagem ocorreu no momento em que os policiais civis já se deslocavam em direção à sede de Tucuruí para realizar os procedimentos policiais. 

Dinheiro apreendido
DINHEIRO APREENDIDO
Um dos homens, identificado como Antonio Carlos, ofereceu ao delegado a quantia de R$ 10 mil para que liberasse as pessoas. "Ele me falou que R$ 6 mil tinha no bolso e os outros R$ 4 mil, para completar os R$ 10 mil, ele disse que iria na cidade para pegar emprestado", detalha o delegado. Após dar voz de prisão a Antonio, o delegado fez revista pessoal no acusado e encontrou no bolso da roupa dele os R$ 6 mil que foram apreendidos. O delegado detalha que gravou toda a conversa em um telefone celular. Eudes Moraes é o responsável em contratar as pessoas responsáveis em fazer o corte da madeira, e fornecia as ferramentas de trabalho e o combustível usados pelos tratores. 

"Ele negociou com o presidente do assentamento para fazer a extração das árvores na área. As madeiras cortadas eram levadas pelo tratorista de dentro do matagal até a estrada vicinal, onde eram colocadas nos caminhões, que as levariam até Tucuruí, para abastecer serrarias do município. Eles chegavam a cortar de duas a três castanheiras por dia", detalhou o delegado. Eudes e Antonio Carlos foram presos em flagrante pelos crimes de desmatar, degradar e explorar economicamente a natureza, por associação criminosa e por corrupção ativa, e ficarão recolhidos à disposição da Justiça.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

OPERAÇÃO TÊMIS RESULTA EM PRISÕES DE AUTORES DE HOMICÍDIOS NO PARÁ

A Polícia Civil deflagrou, nesta sexta-feira (25), a operação denominada Têmis (deusa grega da Justiça) para cumprir mandados de prisão de autores de crimes contra a vida, como homicídios e latrocínios, em Belém, região metropolitana da capital e em todas as regiões do interior do Pará. Até início da tarde, 44 mandados judiciais de prisão foram cumpridos no Estado. Do total, seis mandados foram decretados contra presidiários e cumpridos em casas penais na região metropolitana de Belém. No interior, foram 30 prisões - 29 delas por homicídio e uma por latrocínio. Na capital, foram presos oito homens que respondem processos por crime de homicídio. Entre os presos, um foragido foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Com ele, um revólver calibre 38 e uma pistola de ar comprimido usada como simulacro, foram apreendidas. 


Durante a operação, no bairro de Fátima, em Belém, houve troca de tiros entre os policiais e dois suspeitos. Um deles foi baleado e socorrido, porém não resistiu. Com ele, foi apreendido um revólver e drogas. A operação foi coordenada pela Delegacia-Geral e executada pelas Delegacias e Seccionais de Polícia da capital, e pelas Superintendências Regionais da Polícia Civil no interior do Estado. 
Em coletiva de imprensa, no final da manhã, na sede da Delegacia-Geral em Belém, os resultados parciais da operação foram apresentados pelos delegados Victor Manfrini, assistente da Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM), e Silvio Maués, titular da Diretoria de Polícia do Interior (DPI). A apresentação contou com as presenças de delegados de algumas Unidades Policiais participantes da operação em Belém. 

Conforme o delegado Victor Manfrini, a operação faz parte de um calendário da Polícia Civil, determinado pelo delegado-geral Claudio Galeno, que visa cumprir mandados de prisão que ainda estejam pendentes. Dessa forma, explica o delegado, foi feito um levantamento dentro do banco de dados do sistema de mandados de prisão (Sistema Libra), utilizado pela Polícia Civil, para relacionar todos os mandados ainda em aberto. Foram levados cerca de 500 mandados de prisão relacionados a crimes contra a vida em todo Estado. Nesta sesta-feira, a partir de 6 horas da manhã, as equipes policiais saíram das sedes das Delegacias e Seccionais e se deslocaram até os endereços existentes nos mandados de prisão. Em Belém e região metropolitana, os presos foram levados inicialmente paras as sedes das Delegacias e depois conduzidos para a Delegacia-Geral. Até o início da tarde, foram realizadas prisões na Marambaia, Sacramenta, Jurunas, Icoaraci, Outeiro e São Brás, em Belém. 

A operação é a segunda realizada em menos de uma semana pela Polícia Civil para cumprimento de mandados de prisão. Na última terça-feira, 23 condenados por crimes sexuais contra crianças e adolescentes foram presos na operação Faça Bonito realizada em parceria com o Ministério Público e Poder Judiciário, totalizando, portanto, quase 70 presos em duas operações.

FLAGRANTE E INTERVENÇÃO POLICIAL Em um dos locais, a equipe de policiais civis da Seccional de São Brás, sob comando do delegado Guilherme Tavares e do chefe de operações, investigador Guilherme Melo, prendeu um homem foragido por crime de homicídio. Ao ser preso, com ele, foi apreendido um revólver e também, durante revista na casa dele, foi apreendida uma pistola de ar comprimido, que pode ser usada como simulacro (simulador) de uma arma de fogo real. Em outro local da operação, no bairro de Fátima, a equipe da Seccional da Pedreira, formada pelo delegado Walter Resende, e pelos investigadores Daniel Lobo, João Quirino, Dario, Wanderley, Cacá, Djalma e Benedito, localizou o endereço da foragida Érica Michele Mota do Nascimento, que estaria escondida em um ponto de venda de drogas. No local, porém, os policiais civis foram surpreendidos por dois suspeitos que saíram em fuga do local atirando contra a equipe policial. Houve perseguição por vários quintais e telhados de casas na área, até que um dos suspeitos foi localizado no quintal de uma casa. 

Mesmo com a voz de prisão, ele atirou novamente contra os policiais civis e acabou baleado. Foi imediatamente socorrido até o Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, no bairro do Umarizal, onde não resistiu. Após isso, o suspeito foi identificado como Jeferson Wagner da Silva Leão, de apelido Antena, contra quem há mandado de prisão decretado pela 4ª Vara Criminal da Justiça Federal, por envolvimento em uma associação criminosa que assaltou uma agência dos Correios, no bairro do Jurunas em Belém, em novembro do ano passado. Ele respondia a outros processos por envolvimento em outros assaltos a instituições financeiras. Com Jeferson, os policiais apreenderam um revólver calibre 38, e no seu esconderijo, foram apreendidas 29 petecas de óxi (droga derivada da cocaína); 109 trouxinhas de maconha e cerca de 200 gramas de maconha prensada. 

INTERIOR No interior do Estado, detalha o delegado Silvio Maués, diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil, foram mobilizados policiais civis de todas as Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs), que abrangem 13 macrorregiões do Estado: Caeté, Guamá, Capim, Tocantins, Marajó Ocidental, Marajó Oriental, Sudeste, Lago de Tucuruí, Araguaia Paraense, Alto Xingu, Xingu, Tapajós e Baixo Amazonas. As regiões do Guamá, sediada em Castanhal, e do Caeté, cuja sede é em Capanema, foram as áreas com maior número de mandados cumpridos no interior até início da tarde. A operação será realizada até o final desta sexta-feira. 

sexta-feira, 18 de maio de 2018

POLÍCIA CIVIL COMEMORA 142 ANOS EM SOLENIDADE DE ENTREGA DE COMENDAS EM BELÉM

A Polícia Civil condecorou em solenidade realizada no Teatro Maria Sylvia Nunes da Estação das Docas, em Belém, na noite desta quinta-feira (17), mais de 130 pessoas, entre policiais civis e militares, representantes das Forças Armadas, servidores do Estado e do Governo Federal, dirigentes de associações comunitárias e profissionais liberais, com as mais altas comendas da instituição policial: a Medalha do Mérito Policial Civil; a Medalha Evanovich de Investigação Policial e o Diploma Amigo da Polícia. Este ano, foram homenageados, com placas de condecoração, 88 policiais civis em 11 equipes responsáveis por operações policiais que resultaram no esclarecimento de crimes de complexa investigação no ano passado. A solenidade é alusiva aos 142 anos da Polícia Civil celebrados este ano.


O evento, que contou com a presença do secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, que representou o governador Simão Jatene, e foi presidida pelo delegado-geral Claudio Galeno. O chefe da Polícia Civil fez um retrospecto, em sua fala, dos avanços conquistados nos últimos anos, pela instituição policial. Entre eles, a renovação de um terço do quadro de policiais civis em todo Estado, com incremento de mais de mil novos policiais civis entre os anos de 2011 e 2018. "Foram 23 novos policiais em 2011; 386 em 2014 e em 2018 mais 623, totalizando 1.032 novos policiais civis", detalhou. Atualmente, a Polícia Civil conta com mais de 3,4 mil policiais civis nos 144 municípios paraenses. Graças ao protagonismo do governador Simão Jatene, a Policia Civil realizou dois concursos públicos em menos de quatro anos, um feito histórico na instituição policial e inédito em todo Brasil.

Além da renovação do efetivo policial, o delegado Galeno destacou as reformas de mais de 100 Delegacias de Polícia, na capital, região metropolitana de Belém e interior paraense, além das construções de 70 Unidades Policiais, no modelo conhecido como Unidade Integrada Propaz (UIPP), que congrega as Polícias e o atendimento social realizado por assistentes sociais, entre outros serviços, no mesmo local.

Além dos avanços dos últimos sete anos, Claudio Galeno foi além no tempo, citando as históricas conquistas do período em que o atual secretário de Segurança Pública, foi delegado-geral da Polícia Civil. Em 2004, salientou o delegado-geral, Luiz Fernandes Rocha foi responsável pela aquisição do prédio atual da Delegacia-Geral, sede própria da Polícia Civil, que anteriormente estava sediada em um prédio alugado, além da criação de outras novas unidades policiais, como a Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e aquisição do sistema Guardião usado em investigações, entre outros avanços. Ele destacou a desafiadora missão de suceder ao delegado Rilmar Firmino, que esteve à frente da Polícia Civil, nos últimos 5 anos, período em que a instituição policial teve um crescimento qualitativo. Para Galeno, o reconhecimento de cada policiais civis, na solenidade, "é uma forma de mostrar à sociedade o quanto a Policia Civil cresce em sedimentação de valores éticos e profissionais, que muito transmitem o valor de cada servidor policial civil. Esse é um dia para nós que coaduna com todos esses sentimentos, do orgulho de ser policial civil e, acima de tudo, de mostrar à sociedade o quanto é valoroso nosso trabalho", ressalta.

Após as considerações do delegado-geral, os agraciados passaram a receber as comendas. Ao todo, 30 profissionais receberam a Medalha do Mérito Policial Civil. A honraria é concedida a civis, militares e servidores públicos que tenham prestado relevantes contribuições à Polícia Civil do Estado. A condecoração também reconhece policiais civis que se destacam por seu valor pessoal e profissional, contribuindo para a projeção da Polícia Civil em âmbito estadual e nacional.

A Medalha Evanovich de Investigação Policial é destinada a policiais civis como forma de incentivar e galardoar os profissionais de segurança pública que, por seus trabalhos investigativos tenham ajudado a elevar o nome da instituição. O nome da comenda é uma homenagem ao delegado aposentado da Polícia Civil do Pará, Manoel Evanovich dos Santos, em reconhecimento pelo trabalho sério, dedicado e honesto que ele realizou durante o exercício de seu cargo. O Diploma “Amigo da Polícia Civil” é concedido às personalidades ou representantes de entidades civis que, por ato ou deferência com a instituição policial, tenham se tornado credores de reconhecimento por relevantes serviços prestados à sociedade paraense.

Um dos agraciados com a Medalha do Mérito Policial Civil, vice-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, comandante do 4º Distrito Naval da Marinha, sediado em Belém, destacou a importância da comenda. "É muito importante para todas as forças armadas e aos órgãos de segurança também um momento como este. É um sinal de reconhecimento da instituição para aqueles que trabalham em conjunto. E nós vivemos esse momento intensamente, porque cada pessoa que trabalha em órgão de segurança trabalha sempre com todo empenho. É algo que nos gratifica e que nos dá força para seguirmos na caminhada fazendo o melhor para nosso Brasil", enfatiza. Para o coronel bombeiro Augusto Sérgio Lima de Almeida, subcomandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, receber a honraria é importante para fortalecer a integração entre os órgãos de segurança pública. "Estar aqui, como bombeiro, no dia da Polícia Civil, é fundamental para que a gente possa continuar esse trabalho integrado com a Polícia", destaca.

SECRETÁRIO LUIZ FERNANDES ROCHA
Ao salientar a importância de todos os profissionais da Segurança Pública, o secretário Luiz Fernandes Rocha destacou, ao se pronunciar na solenidade, os pleitos recentes conquistados pelo Governo do Pará, como a reativação da Base Candiru, pelo Governo Federal, no estreito de Óbidos, oeste do Pará; a implantação de sistemas de bloqueios telefônicos nas Casas Penais; o incremento de 4 mil novas vagas no sistema penal; a renovação e acréscimo da frota de veículos policiais; o apoio para capacitação de todas as Guardas Municipais do Pará; a convocação de 400 militares da reserva para atuar na Polícia Militar; o concurso para mais mil novos servidores no Sistema Penal; o aumento das remunerações de jornada extraordinária e plantões para os policiais, entre outras conquistas. Convidado do evento, o coronel Hilton Benigno, comandante geral da PM do Pará, destaca a relação de integração entre as duas Polícias estaduais, que são irmãs no trabalho de segurança pública. "Aqui no Pará, a integração das Polícias serve de referência para todo país. Da mesma forma que a Polícia Civil comemora seu dia hoje, a PM festeja igualmente", celebra.

Entre as investigações homenageadas estão operações, como Cantera da Divisão de Homicídios - que prendeu envolvidos em um grupo de extermínio em Belém -; Rede do Mal da Delegacia da Mulher de Tucuruí, que prendeu em São Paulo um acusado de armazenar e divulgar fotos com cenas de sexo explícito e de pornografia de adolescentes por meio de redes sociais e aplicativo de mensagens instantâneas via celular; Ilha Grande II da Divisão Estadual de Narcóticos, que apreendeu 270 quilos de cocaína e desarticulou um esquema de tráfico interestadual de drogas, e Gramacho da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA) para apurar crimes ambientais decorrentes do funcionamento do Aterro Sanitário em Marituba. O evento contou com apresentação musical do grupo Samarone que entoou músicas clássicas.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

POLÍCIA CIVIL PRENDE 5 EM FLAGRANTE POR PORNOGRAFIA INFANTIL DURANTE OPERAÇÃO LUZ NA INFÂNCIA EM BELÉM

A Polícia Civil do Pará prendeu em flagrante, nesta quinta-feira (17), cinco pessoas pelo crime de pornografia infantil, em Belém, durante a Operação Luz na Infância II, deflagrada simultaneamente em 24 Estados brasileiros e no Distrito Federal. Ao todo, 17 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Do total, 15 em Belém e Ananindeua, um em Paragominas e outro em Castanhal, no nordeste paraense. Todas as prisões foram realizadas na capital. Os presos foram levados para a sede da Divisão de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos (DPRCT) da Polícia Civil, no bairro do Telégrafo. A operação é coordenada nacionalmente pelo Ministério Extraordinário de Segurança Pública (MESP).

POLICIAIS CIVIS CUMPRE BUSCA E APREENSÃO

UM DOS PRESOS CHEGA À DELEGACIA
 
A ação policial efetuada pelas Polícias Civis brasileiras é considerada a maior operação policial do mundo no combate à pornografia infantil. Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, os policiais civis procuraram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Foram apreendidos equipamentos usados no armazenamento de dados, como computadores portáteis, por exemplo. Todos os materiais apreendidos passarão por perícia para verificar a existência de arquivos ocultos ou que tenham sido apagados. Conforme a delegada Karina Campelo, da DPRCT, os presos foram flagrados com arquivos de pornografia infantil, como fotos e vídeos, armazenados nos computadores ou compartilhados pela Internet. Nos demais casos, não foi constatado qualquer arquivo de pornografia infantil, mas os equipamentos serão analisados para verificar a existência ou não de materiais pornográficos. 

POLICIAIS CIVIS EM LOCAL DE BUSCA E APREENSÃO
Todos os alvos da operação no Brasil foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (DINT/Senasp), órgão do MESP, com base em informações coletadas em ambientes virtuais, nas quais havia indícios suficientes de autoria e materialidade do crime. Foram, ao todo, quatro meses de investigações realizadas nos 24 Estados brasileiros e na capital federal. As informações foram repassadas às Polícias Civis do Brasil, em especial, às Delegacias que atuam na proteção à criança e ao adolescente e também na área de repressão a crimes de informática ou tecnológicos, responsáveis em instaurar inquéritos e solicitar aos juízes locais a expedição dos mandados de busca e apreensão.

Em todo Brasil, 132 pessoas foram presas por pornografia infantil durante a operação no dia de hoje. 
DELEGADA KARINA CAMPELO
Em 2017, na primeira edição da Operação Luz na Infância, realizada no dia 20 de outubro, ao todo, 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais foram cumpridos no país. Foram presas 112 pessoas que utilizavam esses equipamentos para produzir, guardar ou compartilhar conteúdos de pedofilia na Internet, como resultado de seis meses de levantamentos e investigações coordenados pela Senasp em conjunto com as agências e núcleos de inteligência das Polícias Civis do Brasil. O nome da operação - Luz na Infância - faz alusão ao crime de pornografia de crianças e adolescentes que sempre são cometidos nas "sombras" da Internet e cujos autores devem ter suas condutas investigadas e julgadas.

domingo, 13 de maio de 2018

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR ATUAM NA BUSCA A BANDIDOS QUE ASSALTARAM BANCO EM ABEL FIGUEIREDO

As Polícias Civil e Militar estão em busca aos assaltantes que, por volta de 1 hora deste domingo, dia 13, assaltaram a agência do Banpará, em Abel Figueiredo, sudeste paraense, na modalidade de assalto a banco conhecida como "vapor". Cerca de nove homens armados, com armas longas, chegaram ao município em uma caminhonete Triton branca, único veículo visto na ação criminosa. Em seguida, foram em direção ao banco, onde invadiram o local a tiros. 

Em seguida, instalaram explosivos e explodiram caixas eletrônicos e o cofre da instituição bancária. Os bandidos fizeram pessoas que estavam na rua como reféns, em torno de 8 reféns, e também renderam o vigilante que estava na agência. Após as explosões, os criminosos saíram do local levando o vigilante em cima do para-brisas da caminhonete e outros reféns em pé nas portas e carroceira do veículo. 

Um pastor, que estava saindo de uma vigília, foi pego refém e teve o carro usado na fuga dos criminosos. No momento da fuga, os bandidos trocaram tiros com policiais militares de Abel Figueiredo e de Rondon do Pará, que estavam na cidade no momento do crime. Um dos reféns foi alvejado na perna e encontra-se orientado e consciente, sem maior gravidade, com estado de saúde estável, no hospital local. Todos os reféns foram liberados na saída da cidade, no sentido de Rondon do Pará. Os criminosos seguiram por um ramal que dá acesso ao Estado do Maranhão. 

O veículo do pastor foi abandonado pelos bandidos próximo à saída da cidade. As investigações e buscas aos criminosos contam com policiais civis de Abel Figueiredo, Rondon do Pará e Bom Jesus do Tocantins. Uma equipe da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos (DRRB), vinculada á Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) desembarcou em Marabá e já está em Abel Figueiredo para assumir as investigações. O banco foi isolado para passar por perícias e auditoria por parte do banco para verificar se valores foram subtraídos e qual a quantia. 

sexta-feira, 11 de maio de 2018

POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO PARA COMBATER COMÉRCIO ILEGAL DE ANIMAIS SILVESTRES EM SANTA LUZIA DO PARÁ

A Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), deflagrou a operação denominada Kayapó para apurar denúncias sobre a irregular criação e comércio de animais silvestres na cidade de Santa Luzia do Pará, nordeste do Estado. A operação contou com três equipes de policiais civis deslocados para a região, no último dia 8. Ao abordar o primeiro denunciado foram encontrados diversos pássaros silvestres, como corrupião, coleira, aracuã, sabiás, trinca ferro, inhapim e sui cabeça.


Além de diversos pássaros, foram resgatados marrecos e 24 jabutis da raça pé vermelho. Foi autuada em flagrante Maria da Conceição Silva Coimbra. Em continuidade à operação, foram também resgatados outros pássaros, entre eles, dois curiós, e um sagui, espécie de primata da fauna brasileira.

João Maria de Menezes da Luz, que estava de posse desses animais, foi autuado pelo crime ambiental. Participaram da operação os investigadores Coelho, Bastos, Bonfim, Marcelo, Lira, Frailan e Edelvan, e escrivão Jose Luis, sob coordenação do delegado Cláudio Gomes.


Os acusados criavam as aves sem a devida autorização legal emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio-Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Conforme o delegado, os proprietários das casas irão responder pelo crime previsto no artigo 29, da Lei de Crimes Ambientais, por vender, expor à venda, exportar ou adquirir, guardar, ter em cativeiro ou depósito, utilizar ou transportar ovos, larvas ou espécimes da fauna silvestre, nativa ou em rota migratória, bem como produtos e objetos dela oriundos, provenientes de criadouros não autorizados ou sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente.


Após lavratura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), os autuados foram liberados. As aves apreendidas foram soltas na natureza, enquanto que as gaiolas usadas para mantê-las em cativeiro foram destruídas.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADOS DE LATROCÍNIO DE COMERCIANTE EM SENADOR JOSÉ PORFÍRIO

A Polícia Civil prendeu, em cumprimento a mandados de prisão preventiva, em Senador José Porfírio, sudoeste paraense, Diego Maciel Nogueira, de apelido Dedé, e Gabriel dos Anjos Lima, por envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) do comerciante Milton dos Reis Lima. As prisões foram realizadas por policiais civis da Delegacia de Homicídios de Altamira, recém criada unidade policial com objetivo de atuar na investigação de crimes dolosos contra a vida na região do Xingu. Com as prisões, já são três acusados do crime presos. Em 25 de abril deste ano, foi preso Cleidison Martins Silva também apontado como envolvido no crime. Um quarto envolvido no crime está sob investigação.

DIEGO E GABRIEL
A vítima foi morta, em 24 de abril deste ano, por volta de 8h30 da manhã, na localidade de Vila Ressaca, zona rural do município de Senador José Porfírio. O crime causou repercussão na época na região. A vítima era pessoa benquista na comunidade. Com o andamento das investigações, a equipe de policiais civis da Delegacia de Homicídios de Altamira, coordenada pelo delegado Fernando Marcolino, passou a colher informações na região e realizou diligências em busca dos autores. No dia seguinte ao crime, os policiais civis receberam informação de que um suspeito do latrocínio estaria na localidade. Assim, os policiais civis foram até a Vila Ressaca, onde efetuaram a prisão de Cleidison Silva. Ele foi flagrado, na ocasião, com cerca de 430 gramas de maconha que traficava na região. Após a prisão dele, a equipe policial localizou uma plantação de maconha, de onde ele retirava a erva para comercialização. A droga estava plantada no terreno de propriedade de Diego Maciel Nogueira, um dos acusados do latrocínio. Na época, explica o delegado, Cleidison foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. 

Com o acusado do latrocínio preso, os policiais civis passaram a aprofundar as investigações da morte do comerciante e conseguiram identificar os outros envolvidos no crime. "Com coletas de informações necessárias nos autos do inquérito policial, foi protocolado pedido de prisão preventiva (dos outros acusados) em Senador José Porfírio", detalha. As ordens de prisão de Diego e Gabriel foram deferidas no último dia 4. Três dias depois, os dois foram presos. Segundo o delegado, o preso Gabriel Lima teria sido solto recentemente, em 20 de abril deste ano, por envolvimento em roubo na região. As investigações sobre o latrocínio continuam. 

terça-feira, 1 de maio de 2018

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR ATUAM EM CONJUNTO NA BUSCA A ASSALTANTES DE BANCO EM BRASIL NOVO

Policiais militares e civis da região do Xingu e de Belém foram deslocados, nesta madrugada, para o município de Brasil Novo, sudoeste paraense, para atuarem nas buscas à associação criminosa que assaltou a agência do Banco do Brasil no município. Por volta de 2 horas, cerca de nove homens armados com fuzis e espingardas calibre 12 chegaram ao município em, pelo menos, dois veículos. Parte do grupo passou a atirar em direção ao destacamento da PM para conter os policiais, enquanto os demais foram a agência e invadiram o prédio a tiros. Em seguida, usaram explosivos para abrir o cofre.

Na fuga, os criminosos pegaram 5 moradores reféns que foram levados nos veículos até a saída da cidade, onde os reféns foram liberados. Depois, os assaltantes tomaram rumo em direção ao município de Altamira. Na estrada, um dos veículos, modelo Fiat Uno, usado pelo bando, foi incendiado sobre uma ponte.

Durante a fuga, os bandidos jogaram na estrada "miguelitos" (ferros pontiagudos) usados para furar pneus das viaturas. Vários veículos policiais tiveram pneus perfurados. O grupo seguiu, em seguida, pela estrada vicinal conhecida como Travessão da 20, onde uma caminhonete modelo Hilux, também usada na fuga, foi abandonada. Ninguém se feriu durante a ação criminosa. 

O banco foi isolado para aguardar perícia criminal. Policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação de Altamira (NAI) e da Superintendência Regional do Xingu, além de policiais militares da região de Altamira foram deslocados de imediato para Brasil Novo. De Belém, foram acionados policiais civis da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos e Antisequestro (DRRBA), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), e policiais militares da Companhia de Operações Especiais (COE), para se deslocarem ao município.

domingo, 29 de abril de 2018

POLÍCIA CIVIL CONCLUI OPERAÇÃO XEQUE MATE-DAV COM 44 PRISÕES EM TODO ESTADO

A Polícia Civil divulgou, neste domingo (29), os resultados finais da operação Xeque Mate - DAV, iniciada na última quinta, dia 26, na capital, região metropolitana e interior do Estado, para dar cumprimento a mandados de prisão de autores de violência doméstica e familiar contra mulher e de violência sexual contra crianças e adolescentes.  

Ao todo, 44 prisões foram realizadas. Do total, foram 12 presos em Belém e região metropolitana, e outros 32 em cidades interioranas paraenses. A operação foi coordenada pela Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV), em parceria com as Diretorias de Polícia Metropolitana (DPM), de Polícia do Interior (DPI) e de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil. 

No interior do Pará, as prisões foram realizadas em Paragominas, Redenção, Santarém, Barcarena, Marabá, Tucuruí, Altamira, Abaetetuba, Bragança, Soure e Breves. Em Belém, as prisões foram realizadas nos bairros da Cabanagem, Marambaia, Sacramenta e Tapanã, e no distrito de Outeiro. Houve ainda prisões em Ananindeua, no bairro do Paar, e ainda em Benevides. 

quinta-feira, 19 de abril de 2018

SUSPEITO DE MATAR POLICIAL CIVIL MORRE EM TROCA DE TIROS COM POLICIAIS CIVIS EM BELÉM

A Polícia Civil confirma que localizou, na tarde desta quinta-feira (19), em uma casa na Passagem Náutica, próximo à Rodovia Arthur Bernardes, no Telégrafo, em Belém, o homem identificado como Carlos Bruno Reis Raiol, suspeito de ser autor da latrocínio do policial civil Carlos Alberto Meguins Matos, o Carrapeta. Ao ser abordado no imóvel, o suspeito reagiu e disparou tiros contra os policiais civis, pois estava armado com uma pistola calibre ponto 40. Na troca de tiros, Bruno Carlos foi baleado e, em seguida, conduzido em uma viatura até o Pronto Socorro Mário Pinotti, no Umarizal. Mas morreu ao dar entrada no hospital. 

LOCAL DO CONFRONTO
A arma que ele usava foi apreendida para ser periciada. Na casa, onde o suspeito foi encontrado, os policiais civis prenderam um homem em posse de drogas (papelotes de maconha). Ele foi levado para a Seccional da Sacramenta para responder pelo crime. A operação policial foi coordenada por policiais civis da Divisão de Homicídios, responsável pelas investigações do crime. 

Bruno Carlos foi identificado, durante as investigações, como o homem que é visto em uma imagem de câmera de segurança, descendo da moto com uma arma na mão e fazendo a abordagem do policial civil. Ao ser abordado pelo assaltante, que pediu a arma da vítima, o policial civil reagiu e foi alvejado com um tiro no rosto. Em seguida, o bandido saiu em fuga levando a arma do policial. As investigações do crime continuam visando identificar e prender o piloto da moto usada no crime.





POLÍCIA CIVIL LAMENTA FALECIMENTO DO POLICIAL CIVIL CARLOS CARRAPETA

A Polícia Civil lamenta profundamente o falecimento do Auxiliar Técnico de Polícia Civil, Carlos Alberto Meguins Matos, o Carlos Carrapeta, vítima disparo de arma de fogo, durante roubo, na tarde de ontem. Ele faleceu à noite no Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, enquanto era submetido à cirurgia.

O velório é realizado na capela Max Domini, na Avenida José Bonifácio, no Guamá, em Belém. Ainda não há hora definida de enterro.
Aos 59 anos de idade, Carlos Alberto foi nomeado no cargo de ATPC em 24 de agosto de 1978 e, portanto, completaria 40 anos de serviço público. Renovamos nossos lamentos de pesar pela perda irreparável de tão valoroso profissional da Segurança Pública, amigo, pai e parceiro de vida de muitos na Polícia Civil.
Rogamos a Deus que o leve em paz e que fortaleça a todos neste momento difícil. "Combati o bom combate, encerrei a minha carreira e guardei a fé". 2 Timóteo 4:7.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

POLÍCIA CIVIL VAI EMITIR CARTEIRAS DE IDENTIDADE EM HORÁRIO ESPECIAL PARA GARANTIR ISENÇÕES DO ENEM

A Polícia Civil informa que o Posto de Identificação, localizado na Delegacia-Geral, no bairro de Nazaré, em Belém, terá horário especial para atender exclusivamente estudantes que precisarão da carteira de identidade para requisitar a isenção para a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Nesta quinta-feira, dia 12, e sexta-feira (13), o Posto de Identificação atenderá de 15h00 às 19 horas. O prazo de isenção das provas do Enem encerra no próximo domingo, dia 15.


O diretor de Identificação da Polícia Civil, Antonio Ricardo Paula, explica que a medida atende à solicitação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelas provas do Enem e que requisitou a todos os Estados brasileiros que tomem providências para dar celeridade ao processo de emissão do documento de identidade para  viabilizar a solicitação da isenção da taxa de inscrição do Exame. A carteira de identidade é necessária, explica o diretor, porque é exigida aos estudantes a apresentação de CPF (Cadastro de Pessoa Física), documento que é emitido obrigatoriamente mediante a carteira de identidade.

Segundo o Inep, até junho de 2017, já declararam possuir CPF, no Estado do Pará, 72.667 estudantes de um total de 105,6 mil alunos da Rede Pública de Ensino Médio aptos a fazer a prova, segundo dados obtidos do Censo Escolar de 2017.

EMISSÃO DO DOCUMENTO Os estudantes sem documento de identidade, moradores em Belém e região metropolitana, podem comparecer ao Posto de Identificação, na Delegacia-Geral, localizada na Avenida Magalhães Barata, 209, entre Avenida Alcindo Cacela e Travessa 14 de Março, bairro de Nazaré, em Belém, nesta quinta (dia 12), ou na sexta-feira, dia 13. Para tanto, devem apresentar a certidão de nascimento original, duas fotos tamanho 3 por 4, e comprovante de residência. Adolescentes até 16 anos devem vir acompanhados de um responsável. As primeiras vias do carteira de identidade são gratuitas. As segundas vias do documento são pagas, mas estão isentas de pagar taxa de emissão em caso de apresentação de boletim de ocorrência de roubo ou furto. A partir da terceira via, os interessados devem pagar taxa de R$ 37,13, que pode ser paga nos Correios, banco ou Casa Lotérica. 

terça-feira, 20 de março de 2018

POLÍCIA CIVIL PROMOVE POSSE DE NOVOS POLICIAIS CIVIS


A Polícia Civil vai realizar a solenidade de posse dos novos policiais civis, nas categorias escrivão, investigador e papiloscopista, nesta quinta-feira (22), em Belém. O evento será realizado em dois momentos. 

De manhã, a partir de 8 horas da manhã, será dada posse aos novos escrivães e papiloscopistas. 

Logo em seguida, por volta de 9 horas, será a vez dos novos investigadores de Polícia Civil tomarem posse. A assinatura da posse será no auditório A, da Delegacia-Geral. 

De tarde, será realizada a entrega dos equipamentos de trabalho e carteiras funcionais. Será no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, no bairro do Marco, em Belém.

terça-feira, 6 de março de 2018

POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO PRESÉPIO EM MARITUBA

A Polícia Civil deflagrou, neta terça-feira (06), a operação Presépio, para cumprir 21 mandados de busca e apreensão domiciliar e 21 mandados de condição coercitiva. Os alvos são funcionários da Prefeitura de Marituba investigados por crimes contra a administração pública da cidade. A operação é realizada em Belém, Ananindeua e Marituba, na região metropolitana da capital, e Castanhal, no nordeste do Pará. 

POLICIAIS CIVIS EM CONCENTRAÇÃO ANTES DO INÍCIO DA OPERAÇÃO
A coordenação da operação Presépio é dos delegados Cláudio Galeno, diretor de Polícia especializada, e Carlos Vieira, titular da Delegacia de Repressão a Defraudações Públicas (DRDP) vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Todas as pessoas investigadas serão ouvidas no prédio do Iesp (Instituto de Ensino de Segurança do Pará), em Marituba, e depois de prestar as declarações serão liberadas. Materiais apreendidos, como computadores e documentos em geral, também serão levados ao Iesp. 

Mais logo, outros detalhes da operação. 

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

GOVERNO DO ESTADO NOMEIA NOVOS POLICIAIS CIVIS APROVADOS EM CONCURSO PÚBLICO


O Governo do Estado nomeou, nesta quinta-feira, 22, mais de 470 novos policiais civis que concluíram o Curso de Formação de Policiais Civis na Academia da Polícia Civil (Acadepol), última etapa do concurso público C-203 para os cargos de escrivão, investigador e papiloscopista policial. A relação nominal das pessoas nomeadas foi publicada na edição desta quinta-feira, 22, do Diário Oficial do Estado (DOE). Estiveram em disputa no concurso, que durou mais de um ano, 500 vagas para homens e mulheres, das quais 300 para investigador, 180 para escrivão e 20 para papiloscopistas. Os novos policiais civis passaram por quatro meses de formação técnica e profissional na Acadepol. 

Veja a seguir a lista nominal dos novos policiais civis:

CARGO: INVESTIGADOR DE POLÍCIA CIVIL
RIVALDO RUELA DA SILVA
JESSICA CARVALHO AZEVEDO
ANA CAROLINA SIQUEIRA PIRES
SUZANE CRISTINA VIANA ABREU
ANDRÉ ROSSI VALLADÃO
FELIPE VITOR DIAS CASTRO
FERNANDA ALEXANDRE DA SILVA
BRUNO AUGUSTO ALVES TUMA
LUCAS RÊGO LOBATO
ROGÉRIO EVANGELISTA LIMA OLIVEIRA
DANIEL DE OLIVEIRA LIMA
JÉSSICA DE MORAES PRIMO
ALDO ALVES CALDAS JÚNIOR
ADRIANY TASSIA BORGES DE CARVALHO
GUILHERME GOMES ALMEIDA
MARCELA CONDE BRILHANTE CARDOSO
RODRIGO FERREIRA DE SOUSA 
VINÍCIUS LUIZ GOMES DE SOUZA
ÍCARO DE TÁRCIO JOB E MEIRA SANTOS
VINÍCIUS HUGO ALVES ROCHA
SAULO RAFAEL DE SÁ MARTINS
ANDRÉ AUGUSTO BARCELOS DE SOUSA
ELAINE ROCHA DE AGUIAR
PAULA LIMA CESAR UGO CABRAL SANTOS
ALAN HENRIQUE DE SOUZA ANDRADE
TAMMIRIS DE ARAUJO GUIMARÃES FREITAS
PETRUSS GANTUSS DA SILVA
MIDIEL CARLOS AGUIAR FORMENTO
DEIZE VIEIRA BOTELHO
ERIDIANE DA CONCEIÇÃO RODRIGUES DOS SANTOS
TATIANE PIMENTEL DE LIMA
RAMON RAFAEL ALVES NEVES
JOÃO VICTOR CORRÊA SANTANA
MAIKE ELTON NASCIMENTO
BRENDA NATALY DA SILVA SERRA
NOEMI DA ROCHA FERREIRA
ROSIKEL CALANDRINE MENDES
RONALDO DOS SANTOS LOPES
RODRIGO ALMEIDA DIAS
GESSICA FARIA DE LIMA
EDI HUMBERTO SERRÃO QUARESMA
PAULO HENRIQUE GOMES DE CARVALHO
ALICE JANE CARDOSO FAÇANHA
SILAS CHAVES APINAGÉS
VICTOR DA SILVA LOBO RODRIGUES
RODOLFO FERREIRA PEREIRA
FELIPE DE SOUZA RAMOS
MANOEL CLÁUDIO FERNANDES DA SILVA
JUAN PATRICK MAGALHÃES AZEVEDO
ANA PAULA LOBATO PERDIGÃO
JONATHAN ROCHA DE HOLANDA
ANA CAROLINA PAIXÃO SILVA
FLORAÍDES SILVA ASSUNÇÃO
ROBSON DE CASTRO NASCIMENTO
RENATA ABREU DO NASCIMENTO FONSECA
JUAREZ RAMOS DA GAMA JUNIOR
LUIZ TADEU NUNES DE MELLO JUNIOR
IRLANDO TADEU DE MELO FILHO
WANESSA KAROLINA AOOD DA SILVA
HELTOMAR ARAUJO DE OLIVEIRA
FRANCES CARLOS LIMA MADRID
ADSON DOS SANTOS ALMEIDA
FERNANDO HENRIQUE BARBOSA LEAL PIMENTEL
ANTONIO KELSON DE SOUZA
ROQUE DERECK ANDERSON MARTINS RODRIGUES
ELIAS CELESTINO CIRQUEIRA
LUCAS DE SOUZA BRAGA
EPAMINONDAS GONÇALVES ANCHIETA JUNIOR
TIAGO JARRÓ FERNANDES
RAFAEL APARECIDO DE SOUZA BASTOS
DOMINGOS ADRIANO DA PAIXÃO SOUTO
IZABELLA CAROLINA COSTA SILVA
THIAGO RÊGO OLIVEIRA COSTA
TATIANE ABREU DE SOUZA
SERGIO JORGE LIMA DE SOUZA
IGOR RUAN ANTONIO DO ROSARIO REIS
JOYCE MAIKA BOHN
RUBENS VALOIS FERREIRA DOS SANTOS JUNIOR (DEFIC.)
VICTOR AUGUSTO BARBOSA DE OLIVEIRA
GERSON ADERSON CORREIA DOS SANTOS
LUCILENE DO SOCORRO MAUÉS PEREIRA CALDAS
VANESSA NORONHA CORREA FERREIRA 
DOUGLAS COELHO DA PAIXÃO
RAFAEL TEIXEIRA OLIVEIRA
THIAGO JOSÉ DO NASCIMENTO
DAVID LUIZ CARLOS ZAMITH GUIMARÃES
LÍVIO BRUNO CIRINO COLARES
JÉSSICA CAVALCANTE RODRIGUES
CLÁUDIO RICARDO GARCIA DA SILVA
WALLAFF SAMMK CORRÊA FEITOSA
JUAN LENNON KEMPER DE SOUZA
RENAN MIRANDA ARRUDA DE CARVALHO BARROS
VALERIA DA COSTA VALENTIM
MARIANA TOMAZ MACEDO
ALEX MENDONÇA BARRETO
TAMILLYS ARIADINNY ALVES MOTA
PAULO CESAR PEREIRA DA SILVA BARBOSA
WENDSON LEON TIAGO
FRAZÃO RIBEIRO THAIANA NAZARE
BONFIM DE LIMA ALVARENGA
BRUNO RITO COSME DA SILVA
HEYDER DA SILVA NUNES
DANIEL GEMAQUE PAIVA
HILDER ALVES DA SILVA FELIPE
JOSÉ ÁLVARES PINHO PEREIRA
FABIANO CHAVES SILVA
HUALISSON HENRIQUE DIAS SILVA
EDINALDO ARAUJO DOURADO (DEFIC.)
JOÃO PAULO GONÇALVES DE ALMEIDA JÚNIOR
AUGUSTO CÉSAR MARINHO VASCONCELOS
CLAYTON JEANNE DROSDOSKY SANTOS
SIDCLEY SILVA BARROSO
ANDERSON LUIZ CAMPOS DE OLIVEIRA
MARIA CRISTINA FERREIRA XIMENES
IRAN MARTINS DE MESQUITA
AUGUSTO CEZAR LINS BENTES MENDONÇA DE VASCONCELOS
IRANILSON DA SILVA CORDEIRO
JAIRO ARAUJO MOURA
TAYRON SOUZA DOS SANTOS (DEFIC.)
WELISON MACHADO DE SOUSA
FAGNE MARCELO FRANCO
BRUNO GRANGEIRO DE CASTRO CAVALCANTE
CAIO DE MORAIS MARQUES LUZ
JOÃO RICARDO MACHADO MENDES JUNIOR (DEFIC.)
RUDSON MARIANO GADELHA DA SILVA
FELIPE CUNHA GUIGNONE
MARCOS LUIZ ALVES
ANDRINO RÔMULO ARAUJO RODRIGUES
VITOR MATHEUS BRASIL FERREIRA
SIBELE JOISE TAPAJÓS DA SILVA
CARLOS ADRIANO CARDOSO FERREIRA
JOSE CLEVIS DA SILVA
PEDRO HENRIQUE MARCONDES SOARES
DIEGO MARSON
FABIANA PEREZ CARVALHO BARBOSA
CAIO KARLAGE CORREA
JAIME FILIPE PENTEADO SANTORO
FERNANDO BIVAQUA DE ARAUJO SOBRINHO
BRUNO DA MATA BANI ARANTES
IZAIAS SANTOS DE SOUZA JÚNIOR
VITOR DIAS FAIDHERB
THIAGO DE OLIVEIRA GUERRA GOMES
ULISSES RODRIGUES DOS SANTOS
ALDEMIR PORTELA DE AGUIAR
LUCAS RAMBO KOCHHANN
ROMÁRIO LIMA GONÇALVES
VICTOR BRUNO DO NASCIMENTO BRITO
RAPHAEL MARTINS SIQUEIRA
BRUNO SPENCER SOUSA FONSECA
SIMÃO DAVI VENTURA PALMEIRA
ADRIANO SOUZA DE OLIVEIRA
LUZIA FERREIRA DE LIMA
JOÃO CLAUDIO PEREIRA PAES
NATÁLIA DE MACEDO GURGEL
RAFAEL LEAL DE CARVALHO
RODRIGO MONDEGO MORAES
GUSTAVO BORGES DA SILVA
IVAR TANCREDI DE ARAÚJO
LEANDRO DA SILVA BRAGANÇA
VICTOR DO VALLE REHEM
DJALMA CARSON RODRIGUES GÓES
CAMILA FARIA CORREA
LUIS DOS SANTOS COSTA FILHO
WYLLAMY DE JESUS DA SILVA FREITAS
RENAN PIGATTI DE QUEIROZ
JOÃO ANDRE BISPO SILVA NOGUEIRA
PEDRO HENRIQUE PACHECO
JERFFSON LUIS RIBEIRO FEITOSA NOLETO
WANCKS NAZARENO MENDES MAGNO
VICTOR HUGO BALIEIRO TEIXEIRA
ULISSES SANTOS PARÁ FILHO
MARLYSON MIGUEL COSTA DE MENEZES
MARCIO ANDRE DE FREITAS BELLO
CLEUTON TORRES RODRIGUES
KLEYTON CORTES VILHENA
WENDEL ROBERTO MARTEL DOS SANTOS
DANIELE SILVA DO NASCIMENTO
WALDICLEBER FERREIRA DO NASCIMENTO
ROGER HENRIQUE LEHMKUHL
WANGLAY WALLAX LIMA DE QUEIROZ
ALBERTO SOUZA CORRÊA JÚNIOR
JEFFERSON FRANK SILVEIRA NASCIMENTO
DIEGO COLARES MOTTA
WILSON FERNANDES RAMOS
DANIEL ISAAC SERRUYA
GLAUCIA RIZIA VERAS PANTOJA
DANIEL FARACO MACIEL GOMES
THIARA BRUNA DA SILVA ABREU
RENAN FRANCISCO RODRIGUES BRAGA
REGINALDO FERREIRA LIMA
ANTONIO MARCOS XIMENES SOARES
SEMI LEAL EL ASSAL
LEONARDO JORGE REIS BARBOZA
MICHELE FERNANDA HENRIQUES PADILHA
MÁRCIO CASSIANO DA SILVA ANDRADE
FÁBIO HENRIQUE GONZAGA MACHADO
BRUNO AUGUSTO TEIXEIRA ERICEIRA 
PAULO ROBERTO BARSANO
PATRICK HENRIQUE RIBEIRO
RODRIGO OLIVEIRA DE ALMEIDA
MATHEUS ADOLFO DOS SANTOS DA SILVA
ALBERTO SOUSA MOREIRA
THIAGO ALVES BRITO
RAFAEL NASCIMENTO RAMOS
IGOR TAVARES PAMPLONA
ANTONIO JOSE BARRETO DO NASCIMENTO JUNIOR
BRUNO RAFAEL NASCIMENTO SANTANA
FABIO NOGUEIRA CAMARGO
DIEGO COSTA OLIVEIRA
RAFAEL MARQUES ALMEIDA
CARLOS RODRIGO DAMASCENO MAGALHÃES
DAVI ALBUQUERQUE DOS SANTOS
AYRTON HENRIQUE QUEIROZ SILVA
RODRIGO MARINHO DE SOUSA
JAIRO FARIAS DA SILVA
THIAGO KIYOSHI NASCIMENTO HOSOUME
PEDRO HENRIQUE VALENTINO COUTO
FABIANA GONÇALVES LINO
DHIAN CARLOS PASSOS BORGES
MARCEL SILVA DOS REIS
VICTOR DA SILVA MOREIRA
ANTENOR JULIO CAMPOS GUEDES
FLAYTOON ALVES DE OLIVEIRA
HOMERO GÓIS E SILVA DE SOUZA
JANARY DA SILVA ARAUJO
VALDEIR DE SOUZA PEREIRA
LUIS HENRIQUE CARVALHO ARAUJO
MARCOS VINICIUS FRANÇA ALMEIDA
GEANDRE MATOS ALVARENGA
RODRIGO MESSIAS DE OLIVEIRA
MARIA DO SOCORRO FIGUEIREDO DE CARVALHO
IVAN MACHADO DE MELO
LÚCIO FÁBIO VIEIRA DA SILVA
THIAGO PERES DE QUINTA
GUILHERME SARAIVA MARTINS
DIVALDO PINHEIRO GONÇALVES
ELIAS DA SILVA VILAÇA 
MARCOS DAVID ROCHA DE SOUZA
JOSÉ ULISSES SOUZA GOMES
RAFAEL DAMÁSIO MIDLEJ
ROMERO GIOTTO DO AMARAL BRASIL
DARLAN DA SILVA MELO
LEONARDO ALEXANDRE DA LUZ PIMENTEL
CLAUDIO ANDRE DA SILVEIRA ARAUJO
WESLEN BARRETO DE MELO
HUGO DA SILVA MORAES
BRUNO DA SILVA OLIVEIRA
VINICIUS GOMES VITALIANO
ADAÃO DOS SANTOS (DEFIC.)
GABRIEL MACEDO ALVES DA SILVA
EUNAPIO LUIS DE QUEIROZ STURARO JUNIOR
ALINE CRISTINA TAVARES MERGULHÃO
FLAVIO HENRIQUE COSTA VALE
CHARLES RODRIGUES CORREIA DA SILVA
LEHONES SILVA REBOUÇAS
MARCOS ANDRE SANTOS DA SILVA
CIRILO FRANCISCO MOURA DE ASSIS NETO
ALINE JESSICA MENDONÇA ARAUJO
AYRTON RUBENS BARBOSA FERREIRA PORTO
LUIZ FABIANO CASTRO DE SOUZA DA COSTA
SÉRGIO ALVES DE SOUZA
MICHEL DA SILVA SOUSA
CHRISTIAN PEREIRA MAGALHÃES ROCHA (DEFIC.)
DELCILENY OLIVEIRA CHAVES
JEFFERSON LUIZ ROCHA DOS SANTOS JUNIOR
RAMON ARAN CARVALHO DE SOUSA
JOSE FRANCIONE BOMFIM ARAUJO
MAURO CRISTIANO PERASSOLLI FILHO
JOÃO CEZAR HUZYK
IANN MOTA PALHETA
MARCIO LOIOLA MUNIZ
MARCUS VINICIUS VELOZO RIBEIRO
ORLANDO LOPES RAMOS
SABRINA LUCIANA DO CARMO LOBO
RAYMUNDO ALEXANDRE FARAH NETTO
JOSENILDO BARBOSA DE SOUSA
CARGO: ESCRIVÃO DE POLÍCIA CIVIL
DAVI LENZZI BEZERRA FEIJÓ
JULIANE DOS SANTOS SILVA
ANDRÉ LUIZ VIEIRA DO SACRAMENTO
ALINE CARDOSO DE ARAÚJO SALGUEIRO
GABRIELA DE DEUS CORREIA LIMA
RODRIGO VALDEVINO DE OLIVEIRA
THAISA NAHARA SILVA BATISTA DE ALMEIDA
ALCIONE CAROLINE GOMES BISPO DA SILVA FERRER
LARISSA POLIANA LIMA VIANA CUNHA
EUGÊNIE BEATRIZ ALMEIDA ROCHA
JÉSSICA LIMA DA MOTA GOUVEIA
REJANE MARIA OLIVEIRA DA SILVA
DANIELLA LUZ DE SOUZA
AYECHA DRIELE FERREIRA DOS SANTOS
PAULIANE DA SILVA FREITAS
OSIRIS GODOY MAZZINGHY JUNIOR
CHARLES VINICIUS SOUZA DE CASTRO
THAIS PAIXÃO DE OLIVEIRA
LUCAS NAHUM DA TRINDADE
LETICIA DE OLIVEIRA PAIVA
JACKQUELINE RAMOS CASTRO
GLAUCIANE COSTA CARVALHO
ANTONIO SÉRGIO DA COSTA ANJOS JUNIOR
JOACI ALENCAR DE MENEZES
ARTHUR ALVES DA MATA
PEDRO VIEIRA DA COSTA NETO
NATASHA DE FÁTIMA SILVA REIS
TATIANA DIAS PANTOJA
WELLINGTON VIEIRA
BIANCA PANTOJA GONÇALVES
ANNA JULIA FALCÃO BASTOS
HIGOR ALMEIDA DAMASCENO
DENIS SELMA DOS REIS SILVA FEITOSA
LARISSA RAMOS DE ARAUJO
ANTONIO MARCOS OLIVEIRA FREITAS
ALESSANDRA LIMA DO MAR MOURA
PEDRO HENRIQUE VIANA REBÊLO
MARIANA DE FRANÇA PORTO
EDVANE SILVA DOS SANTOS
ANANDA MAIRA DO NASCIMENTO MACÊDO
VINICIUS CARVALHO CARRARO
PEDRO LUCAS DE SOUSA VAZ
FELIPE RAFAEL VIEIRA DE CARVALHO
BARBARA CORREA LIMA
PATRICIA BRANDÃO DE MESQUITA
FERNANDA DO VALE FERNANDEZ
GUSTAVO COSTA CASTRO
GETULIO CORREA BULHÕES
RAQUEL BRAGA VIEIRA
LUCIANO FRANCISCO FERREIRA
BRUNA FABRINI QUEMEL DE AQUINO
FERNANDO CAMPOS DE ARAUJO
LEANDRO JAPIASSÚ RIBEIRO
MAURÍCIO FERRER DE MORAIS NETO
ALEXSANDRO GOMES DE OLIVEIRA
MATHEUS ANTONIO ROGALSKI NOLETO
FABIO RENATO DE ALMEIDA DANTAS
PAULO ANTONIO PEREIRA SOARES
JOSÉ THIAGO FARO BARROS DA COSTA
NATHALIA GUERRA DAS NEVES OLIVEIRA
FÁDIA SOUSA FÉLIX NAUAR
JUSCELINO MEIRA TEIXEIRA JUNIOR
ALEXANDRE MAIA MONTEIRO
RENAN NORONHA CAVALCANTE
ANNA PAULA ANDRADE RÔLO
MAURICIO DE ALENCAR GUIMARÃES
HIPOLITO ANNA VERENA ALVES TUMA
EVERTON SAVIO DE MORAIS OLIVEIRA
LUCAS MICHELIN
CARLOS ALBERTO PORTELA
RENATA CAROLINE VIANA DE SOUSA
ROGER DALBOSCO SIQUEIRA
NAYANE SUELY SILVA REIS
IVO SOUSA PORTELA
LUCIVALDO COHEN BORGES
LEONARDO TELES PALMELA DE AGUIAR
ELY PENICHE DA SILVA
ISABELA BORGES FONTES
WELINGTON KENNEDY SANTOS BENTO
BRENDA RITA VASCONCELOS DE LIMA
HELIO BARBOSA DA SILVA NETO
JONATHAS NUNES DE JESUS
FRANCINE ILZA DE MELO CAVALCANTE
DAVID RAMALHO DE ARAUJO LEITE
FLÁVIA MUNIZ VASCO MAZZINGHY
NAYANE MEIRELES COSTA BRITO
YGOR LEONARDO SANTOS DE OLIVEIRA
DAFNA SALETTE BARROS SILVA
ÁTILA ARAUJO MILHOMEM
WILLIAM KOSHU IGARASHI LEMOS
GABRIELLA LACERDA FIGUEIREDO
TOM JHORAMY OLIVEIRA DA ROCHA
RÔMULO AUGUSTO NASCIMENTO RAMOS
MARCOS VINICIUS HOLANDA VELOSO
LUCAS FERNANDES TAVARES
DAMARIS PRISCILA LOBATO DE SOUSA
TATYANE RABELO PALHETA
KAIO CESAR VILHENA RABELO
MARCOS ANTONIO AMORIM LEMOS
LEANDRA ELIANE COSTA PINHEIRO
MARLIO TAVARES FERREIRA
HYAGO MACIEL FARIAS (DEFIC.)
CARLA CAMILA PANTOJA GÓES
KARINA SERRA DE ARAÚJO
EDVALDO MAURICIO DE ANDRADE
EDIMAX GOMES GONÇALVES
NICOLE BRANDHUBER HECK
ALEXSANDRO RAMOS DANTAS
JOÃO CARLOS CAMPOS LEME DE OLIVEIRA
DANIELLA CAROLINE FERREIRA CARDOSO CARVALHO
MAURÍCIO RIOS DE ARAÚJO
PEDRO HENRIQUE CARDOSO OLIVEIRA
CÁSSIA RAFAELA SOARES SOUSA
IGOR PAULO RIBEIRO
FRANCISCO DAS CHAGAS DA SILVA
RAFAELA CARNEIRO DOS SANTOS
TÁRCIO DA SILVA CUNHA
PAULO ROBERTO CARDOSO SOUSA
VALENTIM CHAVES PINTO JUNIOR
HUGO DELEON PEREIRA PIRES
THIAGO REINOL CAMPOS
VANESSA GOMES FERNANDES DA SILVA
BRUNO FREITAS VIEIRA
ICARO CAHU MACARIO
THIAGO MELO BRITO DE QUEIROZ
TACIANA KATHELEEN DE ALMEIDA SANTANA
ANDERSON NEVES GARCIA
ISAAC MATIAS DOS SANTOS (DEFIC.)
CAMILA SILVA CORREA
WLADIMIR DE FARIAS MELO
AMANDA SOARES DANTAS FARIA
RENATO BARBOSA FAVACHO
IVERSON LEANDRO DA SILVA LISBÔA
RONALDO RODRIGUES DE OLIVEIRA 
JORGE AUGUSTO DA SILVA FERREIRA
THAMYRES COELHO CARDOSO
TAMIRES ALVES MENDONÇA DOS SANTOS
RENATA LIMA ESPIRITO SANTO
CARLOS RAFAEL NERY SILVA
CYBELLE DE OLIVEIRA MOTA
MARIZA OLIVEIRA BARBOSA
CLARIANE CECILIA BARROSO PANTOJA
RAFAEL BUCAR NUNES
SMITH VELOSO LEITE
GABRIELA CLARISSA TEIXEIRA BARROS
SIMONE DE FATIMA DE ALBUQUERQUE SANTA ROSA
PAULO JORGE FREIRE LESSA
LILIAN DE SOUZA DO CARMO
BÁRBARA LUARA CAMPOS DA CRUZ
JAQUELINY MEDEIROS DA SILVA TRINDADE
FABIO ANTONIO DE ARAUJO FILHO
LARISSA GADELHA DE ANDRADE LIMA
PHYLIPE BASILIO GUEDES
SUELLEN DE CARVALHO DE SOUZA
JHONATA SCERNI GONDIM COSTA
BRUNO LEONARDO SOUSA MOURA
ROSETE REBELO SANTANA
CARLOS HENRIQUE SOARES SANTOS
FRANCE MARY ROCHA FERREIRA
JULIANO DA SILVA
NARCISIO FERREIRA CRUZ
ROBSON ALLAN LIMA BARBOSA FURLAN 
CARGO: PAPILOSCOPISTA
ARTHUR AKIHIRO BABA PASTANA
JULIANE GUIMARÃES DA COSTA
WANESSA PEREIRA MIRANDA
CARLOS AUGUSTO FERREIRA DA ROCHA JUNIOR
AMANDA DE SOUZA
ARIANE SOARES MOLKE
RODRIGO PINHEIRO SCHMIDT
ARIADNE LIMA COUTO
NAIARA PEREIRA DOS SANTOS
SAIMONTON DA SILVA DANTAS
BRUNO SIQUEIRA DE SOUZA
FREDERICO ALEXANDRE REIS SANTOS BARROSO
RAQUELINE SOARES CARVALHO
NATALIA SARAIVA GUERRA
ROBSON DA SILVA CARDOSO
RAIMUNDO TRINDADE DOS SANTOS
DANIELLE MILENE SÁ DOS ANJOS
BRUNO RODRIGUES VERAS
ITAGUAI COSTA FARIA