quinta-feira, 21 de agosto de 2014

POLÍCIA CIVIL APREENDE ADOLESCENTE ACUSADO DE ESTUPRAR CRIANÇA DE 5 ANOS EM OURÉM

A Polícia Civil apreendeu, por ato infracional análogo a estupro de vulnerável, um adolescente de 15 anos, acusado de violentar sexualmente um menino de cinco anos, no município de Ourém, nordeste paraense. O fato se registrou nesta quarta-feira, 20. O delegado Edgar Henrique Monteiro, da Unidade Integrada de Polícia de Ourém, informa que a criança rotineiramente frequentava a casa do adolescente para brincar ou para buscar alimentos por causa da condição financeira da família. 

Fato foi registrado na Unidade Integrada de Ourém
UNIDADE INTEGRADA DE OURÉM, ONDE O CASO FOI REGISTRADO
Durante as investigações, o delegado apurou que o adolescente teria se valido do fato de estar sozinho em casa com o menino para praticar o ato de violência sexual. Ainda, conforme o delegado, o fato foi denunciado inicialmente à conselheira tutelar de Ourém, Luíza Ferreira Pastana. Ela, em depoimento, relatou ter sido acionada pela Unidade de Saúde do município sobre uma criança com suspeitas de abuso sexual. No local, o médico de plantão confirmou, após exame, o estupro. 

A mãe da vítima estava junto com a criança. Segundo ela, a vítima foi levada ao hospital depois de voltar chorando de uma casa vizinha, onde mora o acusado. Os policiais civis foram até a casa e ali apreenderam o adolescente, que, em depoimento, confessou o ato. A criança foi encaminhada ao CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), para acompanhamento psicológico, e também para a perícia criminal. O relatório do fato foi enviado ao Poder Judiciário, para providências com relação ao adolescente.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM FORAGIDOS DE JUSTIÇA COM ARMAS DE FOGO ILEGAIS EM TERRA SANTA

As Polícias Civil e Militar apreenderam três armas de fabricação caseira, conhecidas como "armadilhas"; uma espingarda de calibre 32 e quatro munições de mesmo calibre durante operação de cumprimento de mandados prisão preventiva de dois foragidos de Justiça, em Terra Santa, oeste paraense. Os presos são Heirivaldo Brito do Nascimento, de apelido “Pião”, e Vagner Venceslau Soares. Em poder dos acusados, diversos pertences roubados de vítimas foram recuperados. 

Heirivaldo e Vagner: Presos
PRESOS
A operação foi realizada no vilarejo conhecido como Paraíso, na zona rural do município. A equipe formada pelos policiais civis - delegado Jair Castro, investigadores Bruce Ribeiro, Bruna Cristina Machado Rego e Liana Souza de Azevedo - com o apoio de uma guarnição da Polícia Militar, partiu para a localidade, a 15 quilômetros da sede do município, para localizar e prender os foragidos. A operação foi realizada por volta de 5 horas da manhã do último dia 19. Para localizar o paradeiro dos procurado, os policiais fizeram investigações na sede da cidade. 

APREENSÕES
Já de posse da localização dos foragidos, a equipe policial seguiu até a região. Os dois estavam escondidos em casebres, localizados em uma área de mata fechada, a 600 metros da estrada principal. No momento da abordagem policial, os procurados dormiam no local. Ao fazer uma revista no casebre, os policiais encontraram o armamento, as munições e os objetos roubados. Os presos foram conduzidos para a sede do município, onde foram apresentados na Delegacia, para ficarem presos à disposição da Justiça.

DELEGACIA DO IDOSO APURA DENÚNCIAS E GARANTE ATENÇÃO DOMICILIAR EM CASOS DE MAUS-TRATOS

Sancionado em 1º de outubro de 2003, o Estatuto do Idoso define medidas de proteção aos indivíduos a partir de 60 anos. O texto regulamenta os direitos, determina obrigações das entidades assistenciais e estabelece penalidades para uma série de situações de desrespeito aos idosos. No entanto, o desrespeito ainda é a situação mais recorrente na vida de muitos deles. Prova disso são os números crescentes de casos de abusos e maus-tratos registrados junto à Delegacia de Proteção Integral ao Idoso (DPID), que é vinculada à Divisão Especializada de Combate aos Crimes Discriminatórios (DECD) da Polícia Civil do Pará. De janeiro a julho deste ano, quase 800 casos foram levados à DPID contra pouco mais de 500 registros, de todo o ano passado. 

VISITA DOMICILIAR
As denúncias, geralmente, são espontâneas (feitas diretamente na delegacia) ou chegam de forma anônima por meio dos serviços 181 e 100 e, muitas vezes, precisam ser averiguadas in loco. Nesta quarta-feira, 20, profissionais da Delegacia do Idoso estiveram na casa da aposentada Maria de Lourdes Botelho da Silva, 88 anos, no bairro da Cremação. O filho mais velho da idosa, Valter Botelho, acusou os próprios irmãos, que moram com ela, de maus-tratos. Mas no contato direto com a senhora, que sofre de hipertensão e já apresenta sintomas do Mal de Alzheimer, a assistente social descartou qualquer tipo de negligência. “Não procede a denúncia. Ela é alimentada, medicada e não tem sinais de violência pelo corpo”, declarou Sara Pontes. 

A investigação apontou que o denunciante, de 70 anos, é adepto de jogos de azar, dependente do álcool e ainda possui alguns distúrbios mentais. Durante a visita, a assistente social conferiu os alimentos na dispensa, na geladeira e o que estava sendo preparado para o almoço da idosa. Viu de perto o local onde ela dorme e vasculhou toda a residência - que está sendo reformada por dois dos três filhos que moram com a aposentada. Autônoma, Vera Lúcia Botelho, 57 anos, filha de Maria de Lourdes, desabafou: “Eu deixe de viver. Até me separei do marido para cuidar dela. Ser acusada de estar maltratando minha própria mãe dói muito”. 

Ser esboçar nenhuma emoção, mas também bastante indignado com o irmão-acusador, Carlos Alberto Botelho, comerciário, 53 anos, diz que faz o que pode para cuidar da mãe. “A gente se organiza aqui para levá-la ao médico, dar alimentação, oferecer o melhor para ela, que é cheia de vontades. Eu pouco saio de casa porque não gosto, porém, mesmo que gostasse não daria porque com todos esses cuidados não é possível ter vida social nenhuma. Somos nós que fazemos de tudo por ela, porque queremos que ela fique conosco por mais tempo”, disse. 

E mesmo se expressando com poucas palavras, dona Maria de Lourdes Botelho confessou ter bons filhos. “Eu sou muito bem cuidada. Como bem, e muito bem!”, comemorou. Mas, ao ser questionada da necessidade da presença do filho mais velho em casa, a aposentada confessou que não o queria por perto. Valter Botelho será chamado na Delegacia do Idoso para que seja orientado a se afastar da residência, cordialmente. Em caso de descumprimento, ele poderá cumprir Medida Protetiva de afastamento obrigatório. 

DELEGADA SANDRA VEIGA
IDOSOS Na Delegacia de Proteção Integral ao Idoso só podem ser registrados os casos de crimes previstos no Estatuto do Idoso, como violência física, psicológica, sexual, abuso financeiro e econômico, conflito familiar e vicinal, além de negligência, maus-tratos, conflito conjugal, calúnia, difamação e injúria. “Qualquer um pode denunciar para que seja iniciada uma investigação. Mas é muito importante que esse idoso se reconheça como pessoa útil, como pessoa importante dentro do seio da família. E não se sinta culpado porque, hoje em dia, alguém precisa ter um cuidado maior com ele. Essa conscientização é fundamental para que, uma vez sendo vítima de humilhação, de distratos, de maus-tratos, esse idoso tenha coragem e queira denunciar essas pessoas”, relatou Sandra Veiga, titular da Delegacia do Idoso. 

Entretanto, é preciso estar atento aos crimes e abusos praticado contra idosos. Em alguns casos, o cidadão deve procurar primeiro a Delegacia de Polícia mais próxima de casa e em seguida o Ministério Público ou, ainda, as entidades de defesa dos direitos humanos, já que a DPID só atende os crimes estabelecidos no Estatuto do Idoso. A Delegacia do Idoso fica na Rua Avertano Rocha, 417, e está aberta ao público das 8 às 18 horas. Mais informações pelo fone (91) 3222-7564.

CORREGEDORIA DA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ REALIZA OPERAÇÃO KATRINA

A Corregedoria Geral da Polícia Militar deflagrou na manhã desta quinta-feira, 21, a Operação Katrina, que resultou do Inquérito Policial Militar iniciado no dia 20 de fevereiro deste ano e que teve como objetivo investigar irregularidades na área do 2º Batalhão PM. Na operação, 20 policiais militares, sendo três femininos, foram presos em cumprimento a mandados de prisão, sendo um aspirante a oficial PM, um sargento, 12 cabos e seis soldados, acusados de envolvimento em delitos diversos. 

CORREGEDOR DA PM
O corregedor geral da PM, coronel Vicente Braga, afirma que, com a operação, a Corregedoria da PM demonstra o empenho em detectar e agir com rigor contra qualquer tipo de prática delituosa por parte de policiais militares. "A corporação, quase bicentenária, jamais tolerará o crime nem qualquer desvio de conduta que possa macular o trabalho da grande maioria de seu efetivo que, diuturnamente, age com probidade e profissionalismo para proteger e servir a sociedade paraense. Retirar do seio da tropa e aplicar as medidas punitivas legais que cada caso requer é um dever que temos", afirmou. 

Durante a investigação, que levou aos pedidos de prisão preventiva deferidos pela Justiça Militar, foram executadas medidas cautelares, o que confirmou as suspeitas da participação dos mesmos em crimes como: concussão, corrupção ativa e passiva, violação do dever funcional com o fim de auferir lucro, condescendência criminosa, inobservância da lei, regulamento ou instrução e extorsão mediante sequestro. 

A operação resultou de seis meses de investigação, na qual foram juntadas provas diversas, incluindo documentos e imagens de câmeras do Ciop e outras que ajudaram na comprovação do envolvimento dos militares com ações ilícitas. Além das prisões, foram cumpridos mandados de busca e apreensão de veículos, os quais foram utilizados na prática dos crimes.

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADO DE USAR DOCUMENTOS FALSOS PARA SE PASSAR POR MÉDICO EM ABEL FIGUEIREDO

O juiz Gabriel Costa Ribeiro, titular da Vara Única da Comarca de Rondon do Pará, decretou, nesta quinta-feira, dia 21, a prisão preventiva de Gideão Vanderle Rocha, preso na última terça-feira, em Abel Figueiredo, sudeste do Pará, após usar documento falso para se passar médico. O acusado permanecerá preso à disposição da Justiça. A prisão realizada pela equipe da Delegacia local, sob comando do delegado Jailson Lucena da Silva. Ele foi preso por usar falsos documentos e por falsificar o registro profissional de um médico de fora do Estado. Com ele, duas carteiras de identidade dos Estados de Goiás e Minas Gerais foram apreendidas. Natural de Marabá (PA), Gideão Vanderle também vai responder em inquérito policial pela acusação de ser o responsável pela morte de um bebê durante um procedimento de parto, em Abel Figueiredo. 

PRESO E DOCUMENTOS APREENDIDOS
Conforme o delegado, Gideão falsificou documentos pessoais, como a carteira de identidade e o CPF, passando a usar o nome de um médico regularmente registrado no Estado de Mato Grosso do Sul. “Ele usou a numeração do registro profissional do médico e passou a usar como se fosse do CRM do Pará”, detalha. Em depoimento, o preso alegou que se formou no curso de Medicina na Bolívia, porém não apresentou qualquer diploma. Conforme o delegado, Gideão foi preso depois de receber informação de que o acusado estava clinicando em um posto de saúde no município. Ali, o acusado foi preso em flagrante. 

As investigações mostram que, momentos antes de ser preso, Gideão Vanderle havia saído do Hospital Municipal “Altair Ataide Mateus”, em Abel Figueiredo, onde prestou plantão durante o turno da noite. O trabalho policial contou com parceria do superintendente regional do sudeste do Pará, delegado Carlos Vieira, após recebimento da denúncia. Com base nas provas coletadas, por meio da apreensão dos documentos e registro, e ainda com os relatos ouvidos, o delegado solicitou à Comarca Judiciária de Rondon do Pará, que responde por Abel Figueiredo, a prisão preventiva do acusado. 

O juiz homologou a prisão em flagrante e deferiu a petição de prisão preventiva. A Polícia Civil vai investigar se há envolvimento de alguém da Prefeitura em uma suposta facilitação da entrada do acusado no quadro de médicos do município. O delegado vai apurar ainda, em inquérito policial instaurado nesta quarta-feira, denúncia feita, após a prisão do acusado, de que ele seria o responsável pela morte de uma criança durante um parto mal sucedido no hospital municipal.

POLÍCIA CIVIL INICIA PEREGRINAÇÃO DA IMAGEM DA VIRGEM DE NAZARÉ NAS UNIDADES POLICIAIS DA GRANDE BELÉM

A Polícia Civil deu início nesta quarta-feira, 20, a peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Nazaré pelas unidades policiais da região metropolitana de Belém. A atividade faz parte da programação do 16º Círio da Polícia Civil. Após sair da sede da DPA (Divisão de Polícia Administrativa), na Delegacia Geral, a imagem foi levada para a Seccional Urbana de Mosqueiro, pela comissão responsável pela organização do evento. 

PEREGRINAÇÃO NA SECCIONAL DE MOSQUEIRO
Policiais civis e militares realizaram uma carreata para encontrar com a comitiva que levava a imagem da Padroeira no portal de entrada de Mosqueiro. Neste local, a imagem foi colocada em um andor instalado em cima de uma viatura policial. Na Seccional, os servidores públicos já aguardavam a peregrinação para realizar novena em honra a Virgem de Nazaré. 

SERVIDORES REUNIDOS
CHEGADA DA IMAGEM NA SECCIONAL DE MOSQUEIRO
Coordenada pelo investigador Luiz Monteiro Júnior, a comissão responsável pela peregrinação foi recepcionada pelo diretor da Seccional, delegado Benedito Magno Costa. A imagem foi repassada ao titular de mosqueiro pela delegada Deisy Castro, da DPA. Nesta quinta-feira, 21, a imagem segue para a Academia da Polícia Civil (Acadepol), localizada no IESP (Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará), em Marituba.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

POLÍCIA CIVIL FLAGRA TRAFICANTE DE DROGAS EM ATUAÇÃO NA FEIRA DA CEASA EM BELÉM



A Polícia Civil prendeu em flagrante, na madrugada desta quarta-feira, 20, Ana Clea Correa Serrão, por crime de tráfico de drogas. Com ela, 50 petecas de pedras de óxi de cocaína e 7 de pó da droga foram apreendidas. O flagrante foi realizado pela equipe de policiais civis após investigações na área da feira da Ceasa, em Belém. Conforme o delegado Paulo Renato Pinto, supervisor da Delegacia do Marco, a mulher já vinha sendo investigada pela prática criminosa. Após ser presa com as drogas, Ana Clea foi autuada em flagrante na sede da Delegacia. 

POLÍCIA CIVIL PRENDE DUPLA ACUSADA DE HOMICÍDIOS EM SANTA BÁRBARA DO PARÁ E CASTANHAL

A Polícia Civil de Santa Bárbara do Pará com o apoio da Superintendência da 3ª Região Integrada de Segurança Pública de Castanhal, do Núcleo de Apoio a Investigação (NAI) e da Divisão de Homicídios, prendeu nesta terça-feira, 19, dois homens acusados de homicídio. Um deles é Fábio Coutinho de Almeida, de 28 anos, acusado de ter assassinado Priscila Oliveira Costa, de 30 anos. O crime ocorreu no dia 28 de abril, na localidade de Pau D'arco em Santa Bárbara do Pará. 

Fabio e Geovane: Presos por homicídio
PRESOS
Após a prisão, Fábio Coutinho foi transferido para a Delegacia de Santa Bárbara do Pará para ficar preso à disposição da justiça. O outro preso é Geovane Martins Andrade, de 22 anos, acusado de ter assassinado Moizés Nascimento Pereira, conhecido como "Açaizeiro". O crime ocorrido no dia 7 de abril e foi motivado após uma discussão entre os dois homens, em um bar, situado no bairro da Jaderlândia, em Castanhal. O acusado foi preso e indiciado pelo crime de homicídio. Ele está detido na Seccional Urbana de Castanhal.

POLÍCIA CIVIL PRENDE AUTOR DO CRIME DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL EM BENEVIDES

A Polícia Civil do município de Benevides, região metropolitana de Belém, prendeu na manhã desta terça-feira, 19, um homem acusado de abusar sexualmente de uma criança de 11 anos. Moacir Nunes da Silva, de 38 anos, praticava a violência sexual desde quando a vítima tinha 7 anos de idade. Uma equipe do Conselho Tutelar de Benevides em companhia de representantes do colégio onde a criança estuda compareceram à Delegacia do município para comunicar o crime e denunciar o acusado. 

PRESO
Sob o comando do delegado Roberto Gomes, o investigador Monteiro e o chefe de operações Serrão, dirigiram-se até o endereço da vítima que, em depoimento, relatou que havia sofrido abuso na noite anterior. Após a constatação do crime, mediante exame de corpo de delito, a equipe policial capturou Moacir Silva, que foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e está recolhido à disposição da justiça.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR RESGATAM 12 PESSOAS QUE TRABALHAVAM EM CONDIÇÕES ANÁLOGAS À ESCRAVIDÃO

As Polícias Civil e Militar desarticularam um esquema de trabalho escravo, em Rurópolis, sudoeste paraense, no dia de ontem, 19, durante operação denominada "Redenção". No local, situado em uma zona rural situada no km-25, da estrada vicinal do km-90, da rodovia BR-230 (Transamazônica), os policiais encontraram 12 pessoas, entre elas uma criança de 3 anos, que eram mantidas como trabalhadores em serviço análogo à escravidão. De acordo com o delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho, responsável pela operação policial, as pessoas apresentavam um aparente estado de desnutrição e maus-tratos devido ao ambiente em que estavam submetidas. "Elas foram encontradas e libertadas das condições subumanas que viviam numa área de mata nativa fechada e de difícil acesso", detalha. 

TRABALHADORES RESGATADOS
ELES SÃO LEVADOS PARA A DELEGACIA
Ao fazer um levantamento na área, os policiais constataram uma série de problemas. "Havia ausência de alojamento, banheiro, água potável e transporte para locomoção de urgência. A alimentação era precária e insuficiente e os trabalhadores não recebiam salário e tinham jornadas de trabalho excessivas no corte de picadas e na derrubada da floresta, além de outras situações que caracterizam o crime de redução análoga à de escravidão humana, como a retenção de documentos por parte do recrutador", detalhou o policial civil. 

Ainda, conforme o delegado, os trabalhadores estavam se alimentando com pequenos peixes pescados nos igarapés. No local, os responsáveis pelo recrutamento dos trabalhadores não foram encontrados. A autoridade policial já instaurou inquérito e começou a ouvir os depoimentos das vítimas. Os relatos são colhidos pelo escrivão Ronivaldo Colares, na Delegacia de Rurópolis. Os primeiros a prestar depoimento relataram que não conhecem a pessoa responsável em contratá-los. Sabem apenas que o recrutador é conhecido pelo apelido de “Caçador”. Outro fato é que a maioria dos recrutados é de diversas cidades do Pará e dois do Estado do Maranhão. 

Os autores do crime serão identificados e qualificados com base nas declarações das vítimas. À frente dos trabalhos de investigação estiveram os investigadores Hércules dos Santos Araújo e Oziel Souza Oliveira, sob determinação do delegado Ariosnaldo Vital Filho. O trabalho contou com o apoio operacional dos policiais militares, cabo José Dias Santos e soldado Kennety Crisóstomo Prata da Silva, sob o comando do major PM Alexandre da Silva Oliveira, da 17ª Companhia Independência da PM de Rurópolis. 

As pessoas resgatadas foram identificadas como: Vanda Noronha do Nascimento, 44 anos, natural de Portel (PA); o filho dela, de 3 anos, nascido em Tucuruí (PA); Gilberto Travassos da Silva, 36, de Belém (PA); José Antonio Silva Castro, 22, de Cametá (PA); Manoel Leandro Martins, 34, de Turiaçu (MA); Daniel Camilo Lopes, 33, de Baião (PA); Antonio Carlos Nogueira, 37, de Pinheiro (MA); Josias Gonçalves dos Santos, 42, de Breves (PA); José Hilton Martins Costa, 22, de Paragominas (PA); Vicente Martins Balieiro, 28, de Tucuruí (PA); e José Nilton Caldas Lopes, 31, de Cametá (PA). 

Para atender as vítimas, a Polícia Civil contou com a solidariedade da Administração Pública Municipal e da empresária Lene Colares, que contribuiu, de forma voluntária, com hospedagem e alimentação. Os trabalhos realizados pelas Polícias em Rurópolis, para combate e redução da criminalidade, são coordenados pela Superintendência da Região de Integração de Segurança Pública e Defesa Social do Tapajós (15ª RISP), sob o comando do delegado Jardel Guimarães.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

SISTEMA DE SEGURANÇA PÚBLICA CAPACITA PROFISSIONAIS PARA PRESTAR ATENDIMENTO SOCIAL NAS DELEGACIAS

O Sistema de Segurança Pública promoveu, nesta terça-feira, 19, uma capacitação para os profissionais que atuam no atendimento social à comunidade nas Unidades Policiais da capital, região metropolitana e interior do Estado. O evento, denominado "Segurança Pública e a Construção Coletiva da Paz Social", foi realizado na Delegacia-Geral e reuniu mais de 50 pessoas, entre assistentes sociais, psicólogos, policiais e servidores administrativos, entre eles, os que trabalham nas Unidades Integradas Pro Paz (UIPP). O objetivo foi prestar orientações aos integrantes da rede de atendimento social na Polícia Civil para atender com qualidade a população que busca os serviços oferecidos pelo Sistema de Segurança Pública. 

Capacitação
CAPACITAÇÃO
A abertura do evento contou com a palestra da deletada Simone Edoron, diretora de Atendimento a Grupos Vulneráveis, da Polícia Civil. Ela abordou a importância do atendimento qualificado para casos que envolvam pessoas em situação de vulnerabilidade, como crianças, adolescentes, mulheres, homossexuais e idosos. A capacitação contou com profissionais da Assessoria Policial e da Diretoria de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade (DIPREV) da Secretaria de Estado de Segurança Pública e de Defesa Social (SEGUP); do Conselho de Segurança Pública do Pará (CONSEP); do Núcleo de Pacificação e Prevenção da Violência (NUPREV) da Polícia Civil e da DAV (Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis). 


A coordenadora do Nuprev, assistente social Graciane Almeida, explica que a capacitação visa aumentar a rede de atendimento social à comunidade, principalmente, no interior do Estado. Segundo ela, foram firmadas parcerias com prefeituras municipais para cessão de profissionais de Serviço Social que atuam em CRAS (Centros de Referência em Assistência Social), para prestar atendimentos nas UIPPs. "Já contamos com profissionais para atuar nas Unidades Integradas Pro Paz que já têm experiência no atendimento às famílias e casos que envolvem crianças e adolescentes, e que precisam de orientação para prestar o atendimento no âmbito da segurança pública", informou.

POLÍCIA CIVIL INICIA PEREGRINAÇÃO DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ PELAS UNIDADES POLICIAIS

A Polícia Civil iniciou nesta terça-feira, 19, a programação do 16º Círio da instituição em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré. Uma cerimônia religioso, no auditório da Delegacia-Geral, foi presidida pelo pároco da Basílica Santuário de Nazaré, Waldeci Silva, para marcar as peregrinações da imagem da padroeira do povo paraense, pelas unidades policiais da capital e região metropolitana de Belém. Estiveram presentes, no evento, a corregedora-geral, delegada Nilma Maria Lima; a diretora de Polícia Especializada, delegada Ione Maria Coelho, e o diretor de Polícia Metropolitana, delegado Sílvio Maués. 

Cerimônia na Delegacia-Geral e chegada da imagem à DPA
CELEBRAÇÃO MARCA INÍCIO DAS PEREGRINAÇÕES
Durante a celebração, o padre Waldeci Silva destacou a importância da fé em Deus e em Nossa Senhora de Nazaré para o trabalho policial de combate ao crime. "Todos que são responsáveis em zelar pela paz e pela Justiça aos irmãos devem procurar viver esta fé", aconselha. Após a missa, a imagem da santa seguiu para a sede da Divisão de Polícia Administrativa (DPA), situada na Delegacia-Geral, onde permanece até esta quarta-feira, 20, quando será levada para a Seccional Urbana de Mosqueiro, às 10 horas da manhã. 

Na DPA, a imagem foi recepcionada pelo diretor da Divisão, delegado Servulo Cabral, e demais servidores. De acordo com o presidente da Comissão responsável pela organização do evento, Luiz Monteiro Junior, policiais civis, militares e do Corpo de Bombeiros acompanharão o trajeto da imagem de Nossa Senhora de Nazaré até o distrito de Mosqueiro. 

Ao todo, 28 locais receberão a peregrinação da Virgem de Nazaré, até o próximo dia 26 de setembro, quando será realizada uma romaria rodoviária, que fará o cortejo da imagem, desde a sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (SEGUP), no centro de Belém, até a Delegacia-Geral da Polícia Civil, para a missa de encerramento da peregrinação. No último domingo de setembro, dia 28, será realizada a procissão do 16º Círio da Polícia Civil, com missa celebrada às 7 horas da manhã, na Delegacia-Geral. Ao término da missa, sairá a procissão com destino à Basílica Santuário de Nazaré.

CONSELHO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO MEIO-NORTE PROMOVE JORNADA TÉCNICA OPERACIONAL EM BELÉM

O Conselho de Segurança Pública do Meio-Norte (Comen) deu início, nesta terça-feira, 19, à 1ª Jornada Técnica Operacional Interestadual. O evento acontece na plenária do Conselho Estadual de Segurança Pública do Pará (Consep), sediada na Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (SEGUP), em Belém, até esta quarta-feira, 20. O Consep reúne um colegiado formado por representantes dos órgãos de Segurança Pública dos Estados do Pará, Piauí, Maranhão, Amapá e Tocantins, para planejar e coordenar, por meio dos Núcleos Regionais, as operações integradas de segurança pública em nível estadual e interestadual, obedecendo a uma diretriz geral. 

REUNIÃO
A jornada conta com a coordenação do presidente do Comen, Nixon Kenedy Monteiro, secretário de Justiça e Segurança Pública do Amapá, e presença do secretário de Estado de Segurança Pública do Pará, Luiz Fernandes, de dirigentes dos órgãos do Sistema de Segurança Pública do Pará, e policiais civis que atuam em cidades paraenses de fronteira do Pará com o Amapá, como Afuá e Melgaço. A abertura da Jornada contou com a exposição sobre a "Metodologia Operacional de Atuação Integrada para Redução da Criminalidade e suas faces" ministrada pelo membro do Grupo Especial de Diagnóstico e Monitoramento (GDM), da SEGUP, Antonio Cláudio Fernandes Farias. 

DEBATES
Durante a apresentação do tema, Farias apresentou o método de aferição de dados estatísticos na área de Segurança Pública destacando a redução do número de delitos registrados no Pará. Ele também apresentou os resultados obtidos com a realização de operações integradas do Sistema de Segurança Pública do Pará, como as Operações Minerva e Hárpia. À tarde, o evento prosseguiu com a discussão sobre o tema "Sistema de Informações de Segurança Pública - SISP WEB 2.0", com a palavra do diretor de desenvolvimento de sistemas da Prodepa, Lourenço Damasceno Monteiro, e do gerente de desenvolvimento de sistemas da Prodepa, Anderson Goes. Outro tema abordado no evento foi a inovação na área de Segurança Pública com o tema "Núcleos de Projetos Coorporativos" presidido pelo coronel PM José Roberto Pereira Damasceno, da SEGUP.

POLÍCIA CIVIL PRENDE SEIS CRIMINOSOS E APREENDE DOIS ADOLESCENTES ENVOLVIDOS EM CRIMES NO NORDESTE PARAENSE

A Polícia Civil, por meio da Superintendência da 3ª Região Integrada de Segurança Pública (3ª RISP Guamá), efetuou seis prisões em flagrante e duas apreensões de adolescentes envolvidos com os crimes de tráfico de drogas, furto e associação criminosa. As prisões foram realizadas, nas cidades de São Caetano de Odivelas, São Francisco do Pará, Castanhal e Marudá em Marapanim, no nordeste do Pará. Dentre os presos estão Eduardo da Silva Melo e Max Guthierry Melo dos Couto Junior, que foram flagrados por tráfico de drogas, em São Caetano de Odivelas. O primeiro já respondia criminalmente por três roubos com uso de arma de fogo. Já Max tem processos criminais por homicídios, tráfico de drogas e roubos, um deles com uso de arma de fogo. 

Trio preso por roubo; dupla presa por tráfico; drogas apreendidas; dupla presa por furto e objetos apreendidos
PRESOS E APREENSÕES
Em São Francisco do Pará, nordeste paraense, Raimundo Antonio Almeida da Silva, de apelido “Toni”, e Bruno dos Santos Peniche, conhecido como “Bengola”, foram presos por crime de furto qualificado. Com eles, diversos objetos furtados de um imóvel foram recuperados. Em outro flagrante, a Polícia Civil autuou, por roubo qualificado e formação de associação criminosa, em Castanhal, nordeste paraense, Gabriel Junior de Lima, 21 anos; José Hugo dos Santos Lima, 21; e Ailton Souza dos Santos, 19. Eles, juntamente com uma adolescente de 15 anos, que foi apreendida, cometeram um roubo no município. 

"AVIÃO" No distrito de Marudá, no município de Marapanim, nordeste paraense, um adolescente foi flagrado no momento em que atuava como “avião” do tráfico de drogas, responsável em fazer o transporte das drogas. Com ele, 24 petecas de pasta de cocaína foram apreendidas, além de dinheiro e material usado para preparar as drogas para venda. O traficante responsável pelo crime já foi identificado e, segundo informações, usa outros adolescentes para esse tipo de crime. 

O flagrante foi efetuado por policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), da 3ª Região Integrada de Segurança Pública (3ª RISP Guamá), sob coordenação da delegada Ana Paula Chaves, titular da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Marudá, após denúncias anônimas de que na rua M de Sousa, bairro do Sossego, havia um movimento intenso de usuários de drogas. Ao ser flagrado, o adolescente ainda tentou fugir, mas foi impedido.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

LIMOEIRO DO AJURU (PA): POLÍCIAS CIVIL E MILITAR APREENDEM QUATRO ARMAS DE FOGO ESCONDIDAS EM BARRACO

As Polícias Civil e Militar apreenderam, durante uma investigação, na comunidade de rio Marituba de Jussara, na zona rural de Limoeiro do Ajuru, nordeste do Pará, quatro armas de fogo de fabricação artesanal. As apreensões foram realizadas, na tarde desta quinta-feira, 14, enquanto policiais civis e militares, comandados pelo delegado José Alexandre de Lima, tentavam prender um acusado de homicídio na região. O armamento foi encontrado dentro de uma barraca onde o procurado estava escondido. 

ARMAS APREENDIDAS
A operação teve início por volta de 12h30, quando os policiais se deslocaram até a zona rural, para tentar prender o autor do crime. O acusado é Evanilson Tenório Gomes, de apelido “Louro”. Os policiais tinham informações sobre o paradeiro do procurado, que estaria escondido em uma barraca isolada, no meio da mata, naquela comunidade. Assim, detalha o policial civil, a equipe seguiu à comunidade, mas ali, no momento da abordagem policial, o procurado conseguiu fugir por dentro da mata, abandonando a barraca em que estava escondido. 

Durante revista no local, as armas foram apreendidas e levadas para a Delegacia, para serem encaminhadas para exames periciais. A operação foi concluída no início da noite de ontem. Conforme o delegado, o inquérito policial foi instaurado para apurar o crime, em tese, de porte ilegal de armas de fogo. Ao mesmo tempo, ressalta o delegado, o procurado terá sua prisão preventiva solicitada à Justiça.

DUPLA DE TRAFICANTES INTERESTADUAIS CAI NAS MALHAS DA POLÍCIA CIVIL EM MARABÁ COM 2 QUILOS DE COCAÍNA

A Polícia Civil, através da Superintendência do Sudeste do Pará, 10º RISP, autuou no último domingo, 17, em Marabá, sudeste paraense, dois homens acusados de tráfico de drogas. Edivaldo Maciel Mota e Anderson Salon Rodrigues Mendes vieram de outro Estado para comercializar os entorpecentes, quando foram presos no terminal rodoviário do município de Marabá. 

PRESOS
De acordo com o delegado Carlos Vieira, titular da Superintendência, durante a investigação policial, foram encontrados, com os suspeitos, mais de 2 quilos de pedras de crack e pó de cocaína, além de mais uma quantidade da substância na residência de Anderson Salon, no bairro de Nova Marabá. Os dois homens foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e estão à disposição da justiça.

OPERAÇÃO TIRA DE CIRCULAÇÃO SEIS ASSALTANTES QUE AGIAM EM SÃO MIGUEL DO GUAMÁ

As Polícias Civil e Militar prenderam seis pessoas envolvidas em roubos, nos últimos dias, durante operações integradas, no município de São Miguel do Guamá, nordeste paraense. Entre os presos está Aildi Sousa Teixeira, 23 anos, sentenciado por prática de roubo pelo juiz de Direito da Comarca local, Francisco Daniel Brandão Alcântara. Outro preso é Paulo Henrique Barbosa Gomes, 22 anos, de apelido Manoel. Ele é acusado de roubo de motocicleta. Foi preso ainda Joelson Melo Gomes, conhecido como Jaca, flagrado após o roubo de um telefone celular em via pública. 

PRESOS
Já, por envolvimento no assalto a um posto de combustível, no centro da cidade, Natanael Azevedo de Oliveira, 18, de apelido "Bebe", está preso. Ele tem duas passagens pela Polícia Civil por roubo e tentativa de homicídio. Também foi preso, por roubo, Antonio Valdenilson Gomes da Silveira, de apelido "Maguila", que é apontado por participação em três roubos na cidade. 

Ainda, os policiais prenderam Elton da Silveira da Silva, 21, em comprimento de mandado de prisão por roubos de motocicletas. Conforme o delegado Ronaldo Lopes, da Unidade Integrada de Polícia de São Miguel do Guamá, as operações atendem a determinação da Superintendência da Policia Civil de Castanhal, sob coordenação do delegado Luís Xavier, e do diretor de Polícia do Interior, João Bosco Rodrigues Junior, para coibir práticas de roubos e assim diminuir a violência e a criminalidade na região.

POLÍCIA CIVIL PRENDE ENVOLVIDOS EM TRÁFICO DE DROGAS E HOMICÍDIO EM SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA

A Polícia Civil prendeu, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, Ivan Vieira de Oliveira e Cleber Liberato da Silva, acusados de tráfico de drogas, e Jofre Gomes Rocha, envolvido em homicídio, em São Sebastião da Boa Vista, na ilha do Marajó. As prisões resultaram de oito meses de investigações realizadas durante a operação policial denominada de “Operação Durga”. A ação policial foi realizada por policiais civis da Delegacia de São Sebastião da Boa Vista, sob comando da delegada Adriana Magno, com apoio da equipe da DPFlu (Delegacia de Polícia Fluvial), sob coordenação do delegado Felipe Pinheiro. 

Operação com apreensões
OPERAÇÃO POLICIAL
A operação foi desencadeada na comunidade denominada de Pau de Rosa, na zona rural do município, a 7 horas de barco da sede da cidade. As ordens de prisão foram cumpridas nos dias 12 e 13. Ao todo, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e três de prisão preventiva. Em poder dos presos por tráfico de drogas, foram apreendidos entorpecentes e objetos sem procedência comprovada como televisores. 

PRESOS
Conforme a delegada, só em 2014, 35 pessoas foram presas por envolvimento em tráfico de drogas, durante operações conjuntas, no município de São Sebastião da Boa Vista. “A repressão ao crime de tráfico de drogas na região, assim como as investigações, continuam”, ressalta a delegada. Ainda, segundo ela, a operação atendeu às determinações da Diretoria de Polícia do Interior (DPI) coordenada pelo delegado João Bosco Junior, e Superintendência da Região do Marajó Ocidental.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR ATUAM NA PREVENÇÃO DE CRIMES EM AFUÁ NA ILHA DO MARAJÓ

As Polícias Civil e Militar realizaram, neste final de semana, uma operação integrada, no município de Afuá, na região ocidental do Marajó, próximo ao Amapá, para prevenir crimes e fiscalizar bares, boates e logradouros públicos na cidade. A ação policial contou com apoio do Conselho Tutelar de Afuá e teve coordenação do delegado Társio Martins. Conforme o policial civil, aos fins de semana, as Polícias têm feito um trabalho preventivo na cidade para atuar em situações irregulares denunciadas pela população. 

Policiais em operação
OPERAÇÃO POLICIAL
Ainda, ressalta o delegado, o objetivo da operação não é aplicar sanções administrativas ou proceder à instauração de procedimentos de investigação criminal. “Se for o caso, os órgãos estão prontos para agir, mas o foco é conscientizar a população e os comerciantes do município da necessidade de regularização dos estabelecimentos, das pessoas portarem documentos de identidade, coibir a presença de crianças e adolescentes em situação de risco, pessoas portando armas brancas e o tráfico de drogas”, detalha Társio Martins. 

FISCALIZAÇÃO EM BAR
Ainda, salienta o delegado, a integração entre os órgãos é fundamental, pois uma instituição colabora com o serviço da outra. No próximo mês, será realizada uma audiência pública, em Afuá, com a presença dos órgãos de segurança pública, Ministério Público do Estado e Conselho Tutelar, sobre a adequação dos estabelecimentos de diversão pública, poluição sonora e direitos das crianças e dos adolescentes no município.

SISTEMA DE SEGURANÇA PÚBLICA CAPACITA PROFISSIONAIS PARA PRESTAR ATENDIMENTO SOCIAL AO PÚBLICO NAS UNIDADES POLICIAIS

A Polícia Civil vai sediar nesta terça-feira, 19, a partir das 10:30, uma capacitação para os profissionais que atuam no atendimento social à comunidade nas Unidades Policiais da capital, região metropolitana e interior do Estado. O evento, denominado "Segurança Pública e a Construção Coletiva da Paz Social", será realizado no auditório da Delegacia Geral e deve reunir mais de 50 pessoas, entre assistentes sociais, psicólogos, policiais e servidores administrativos, entre eles, os que trabalham nas Unidades Integradas Pro Paz (UIPP). O objetivo é prestar orientações aos integrantes da rede de atendimento social na Polícia Civil para atender com qualidade a população que busca os serviços oferecidos pelo Sistema de Segurança Pública. 

CAPACITAÇÃO
A capacitação vai contar com profissionais da Assessoria Policial e da Diretoria de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade (DIPREV); da Secretaria de Estado de Segurança Pública e de Defesa Social (SEGUP); do (Conselho De segurança pública do Pará (CONCEP); do Núcleo de Pacificação e Prevenção da Violência, (NUPREV) da Polícia Civil; da DAV (Diretoria de atendimento a grupos vulneráveis) e do Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência (PROERD). A coordenadora do Nuprev, assistente social Graciane Almeida, explica que a capacitação será realizada durante todo o dia, visando aumentar a rede de atendimento social a comunidade, principalmente, no interior do Estado. 

Segundo ela, foram firmadas parcerias com prefeituras municipais para sessão de profissionais do serviço social que atuam em CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), para atuar nas UIPPs. "Já contamos com profissionais para atuar nas Unidades Integradas Pro Paz que já têm experiência em atendimento a famílias e casos que envolvem crianças e adolescentes, e que precisam de orientação para prestar o atendimento no âmbito da segurança pública", informou. 

Ainda, conforme Graciane Almeida, a capacitação também deverá contar com a presença de estudantes universitários de cursos de serviço social de faculdades conveniadas com a Polícia Civil para estágio. "Temos atualmente 62 estagiários nas delegacias, seccionais e divisões da Polícia Civil", detalha a assistente social. Esse é a terceira capacitação realizada com os profissionais do atendimento social. 

No mês passado, a programação teve a presença do Secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, na Seccional Urbana do Guamá, em Belém. Na ocasião, estiveram presentes policiais civis e pessoas da área do atendimento social, de Belém e de cidades do interior do Pará, como Eldorado dos Carajás, Abaetetuba e Igarapé-Miri. As palestras contaram com as informações prestadas pela Delegacia de Proteção ao Idoso; pela Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA); e representantes do PROERD, da PM do Pará; Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseg's) e as assistentes sociais da Polícia Civil, Graciane Almeida e Luzia Matos.