sexta-feira, 24 de junho de 2016

POLÍCIA CIVIL PROMOVE PALESTRA SOBRE IDENTIFICAÇÃO, COLETA E PRESERVAÇÃO DE EVIDÊNCIA DIGITAL

Policiais civis assistiram, nesta quinta-feira, 23, à palestra proferida pelo perito criminal do Departamento da Polícia Federal do Pará, Gustavo Pinto Vilar, sobre "Identificação, Coleta e Preservação da Evidência Digital". A capacitação foi realizada na Delegacia-Geral, em Belém, e reuniu cerca de 50 policiais civis que atuam em Delegacias, Seccionais e Divisões Especializadas na capital e interior do Estado. A atividade foi promovida pela Academia da Polícia Civil (Acadepol). 

Perito Criminal Gustavo Vilar
PALESTRA
Durante a palestra, o perito apresentou casos específicos e traçou abordagens com análises diversas sobre o chamado vestígio digital, desde a identificação até preservação do mesmo com vistas à investigação criminal. Vestígios digitais ou tecnológicos são sinais, marcas ou objetos deixados por usuários em serviços digitais, como logs em servidores, documentos de texto, mensagens eletrônicas, históricos de navegação do browser, entre outros. O perito criminal detalhou sobre o uso dos recursos tecnológicos para a prática de crimes. 

EVENTO NA DELEGACIA-GERAL
Segundo ele, seja como meio ou como fim, o indivíduo que utiliza os sistemas computacionais para cometimento de delitos produz vestígios de natureza lógica ou física. Ele ressalta que a utilização desses recursos computacionais deixa evidências que podem ser identificadas e utilizadas para estabelecer materialidade, dinâmica, autoria e até motivação de um fato criminoso cometido por meio tecnológico. Ao final da palestra, os policiais civis participantes receberam certificados expedidos pela Acadepol, cuja diretora, delegada Marlise Tourão e equipe, fizeram-se presentes no treinamento.

POLICIAIS CIVIS PRENDEM AUTORES DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO E HOMICÍDIO EM NOVO REPARTIMENTO

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 23, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, de Gilvan Lopes Torres; Fernando de Sousa Silva, de apelido "Fernandinho Maracajá", e Rodrigo de Mesquita Silva, de apelido "Elástico", acusados de envolvimento na tentativa de homicídio de Eder Aparecido da Silva Vieira e na morte de Fredson Apolinário de Sousa. Os crimes foram registrados em Novo Repartimento, sudeste do Estado. 

As prisões foram cumpridas pela equipe da Delegacia de Conflitos Agrários de Marabá (Deca) e os mandados de prisão dos acusados são resultados de representação do delegado Alenson Lameira, titular da Delegacia de Novo Repartimento. Segundo o delegado Alexandre Nascimento, titular da DECA de Marabá, os presos e as vítimas são envolvidas com a ocupação da fazenda Balsinha, localizada na zona rural de Novo Repartimento. Os crimes teriam ligação com um possível conflito agrário ainda sob investigação. Fredson foi morto em maio deste ano, na zona rural do município, enquanto que Eder Aparecido foi vítima de tentativa de homicídio na sede da cidade no último dia 9.

Ambas vítimas são lideranças da ocupação da fazenda, enquanto que os acusados também fazem parte da ocupação. Os três acusados foram presos no momento em que se apresentaram na DECA para prestar depoimento em um inquérito sobre a ocupação da fazenda. Os presos já estão recolhidos à disposição da Justiça.

POLÍCIA CIVIL DISPONIBILIZA SERVIÇOS ONLINE PARA REGISTRO POR MEIO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS

A Polícia Civil informa aos proprietários de dispositivos móveis, como Smartphones e Tablets, com acesso à internet, que os registros de Boletins de Ocorrência (BOs) já podem ser realizados, por meio desses aparelhos, através do site da Delegacia Virtual do Pará. Qualquer pessoa, por meio desses dispositivos, pode acessar de onde estiver o site para registrar ocorrências de extravio ou perda de documentos e de telefones celulares, acidentes de trânsito sem vítimas e, ainda, pode solicitar a emissão da segunda via do Boletim de Ocorrência registrado no site. 


Ao acessar o serviço online, o usuário não precisará procurar uma Delegacia ou Seccional para solicitar o carimbo do documento, pois o Boletim de Ocorrência virtual já conta com número de autenticação digital, que certifica o documento para fins de direito. Para registrar o BO virtual, o cidadão deve acessar, de seu dispositivo móvel, o endereço da Delegacia Virtual na internet (www.delegaciavirtual.pa.gov.br) e depois selecionar uma das opções para registro da ocorrência. Em seguida, o usuário do serviço online vai preencher os dados pessoais e prestar as informações da ocorrência de extravio ou perda de documentos e de telefones celulares, ou registrar acidente de trânsito sem vítima. Ao final, o próprio site vai gerar o Boletim de Ocorrência registrado, que poderá ser enviado por e-mail ou ainda salvo no próprio dispositivo móvel. 

Outro serviço online que a Polícia Civil disponibiliza por meio da internet e que pode ser acessado através dos dispositivos móveis é o Agendamento Eletrônico para emissão da carteira de identidade civil. Basta acessar o site do serviço na internet (agendamento.policiacivil.pa.gov.br) e preencher as informações solicitadas.  

quinta-feira, 23 de junho de 2016

ACUSADO DE ESTUPRAR MULHER PEDE PERDÃO AO MARIDO DA VÍTIMA ANTES DE SER PRESO EM ALTAMIRA

A Polícia Civil prendeu, em Altamira, sudoeste paraense, em cumprimento a mandado de prisão, Idalvo Kassio de Araújo, 30 anos, por crime de estupro. Ele é acusado de agir mediante violência para abrir a vítima, uma mulher de 24 anos, a se submeter a relações sexuais. O caso foi denunciado à Delegacia da Mulher de Altamira, onde a delegada Renata Gurgel representou pela custódia preventiva do acusado perante a Justiça local. 

PRESO
Idalvo foi enquadrado no crime previsto no artigo 213, do Código Penal, por constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com se pratique outro ato libidinoso, cuja pena é de reclusão de seis a dez anos. 

De acordo com a delegada, o crime teria ocorrido em uma comunidade conhecida como Ressaca, na zona rural de Altamira, no último dia 16.

A vítima e o acusado são vizinhos. Após o crime, Idalvo ainda teria procurado o marido da vítima para lhe pedir perdão pelo crime. 

De posse do mandado de prisão, os policiais civis da DEAM passaram a investigar o paradeiro do acusado que foi preso na sede do município de Altamira, no momento em que ele iria embarcar em uma lancha no porto da cidade, para fugir ao Estado do Maranhão.

Após ser cumprida a ordem de prisão, Idalvo foi conduzido à Delegacia e depois recolhido à disposição da Justiça.

MAIS DE 30 QUILOS DE MACONHA TIPO "LIMÃOZINHO" SÃO APREENDIDOS EM ANANINDEUA

A Polícia Civil apreendeu mais de 30 quilos de maconha do tipo "limãozinho", nesta quarta-feira, 22, durante operação de repressão ao tráfico de drogas, no bairro de Águas Lindas, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém. O flagrante foi resultado de denúncia que levou policiais civis da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) até uma casa que era usada como ponto de distribuição de drogas.


No local, foram presos em flagrante Erico Noronha Baião, 22; Raissa Albino da Silva Santos, 18; Jhessica Barbosa de Oliveira, 18; Meury Lene Aleixo Eglezias, 27, e Priscila Santos Costa, 21, que foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Durante a revista no imóvel, os policiais encontraram 35 tabletes da droga embrulhados em papel para presente. 

Conforme o delegado Hennison Jacob, diretor da DRE, o local era monitorado desde a última terça-feira pela equipe policial. Durante a abordagem, por volta de 12h30, os policiais civis encontraram as drogas no local. O policial civil explica que levantamentos já vinham sendo realizados na área do residencial Olga Benário, em Águas Lindas, para comprovar a prática de tráfico de drogas. 

As investigações mostram que a droga foi trazida de Goiânia para Ananindeua por Raissa e Jhessica, que moram na capital goiana. Dentre os presos, Priscila, que mora no Bengui, em Belém, foi até a casa, em Ananindeua, para receber a droga e depois fazer a distribuição em outros bairros da capital paraense. Todos estão recolhidos à disposição da Justiça.

EX-JOGADOR DO BOTAFOGO DO RIO É PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR ADOLESCENTES EM CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 23, em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Conceição do Araguaia, no sudeste paraense, o jogador de futebol Jobson Leandro Pereira de Oliveira, 28 anos, que está indiciado em inquérito policial sob acusação de estuprar quatro adolescentes que residem no município. Ex-jogador do Botafogo do Rio de Janeiro, ele foi preso pela equipe de policiais civis de Conceição do Araguaia, comandados pelo delegado Rodrigo da Motta, nesta manhã, em sua chácara, localizada na cidade de Couto Magalhães, oeste do Estado de Tocantins. O jogador é paraense, nascido em Conceição do Araguaia, e atualmente está sem clube.

A ordem de prisão foi decretada pelo juiz da Comarca de Conceição do Araguaia, Marcos Paulo Sousa Campelo. Um quinto caso de estupro em que o jogador é acusado está sendo investigado na Delegacia. As investigações contaram com atuação dos investigadores Washington José Lima da Silva e Manoel Oliveira da Costa para elucidação do caso. 

Ao ser preso, o jogador recebeu das mãos dos policiais civis o mandado de prisão e não ofereceu resistência. Ele foi conduzido em viatura policial até a Delegacia de Conceição do Araguaia, inicialmente, para prestar depoimento. Em seguida, ficou de ser apresentado ao juiz responsável pelo mandado de prisão.  

PRESO
CASOS O inquérito policial foi instaurado há uma semana, na Delegacia do município paraense, após uma das vítimas, uma garota de 13 anos, procurar a Polícia Civil para denunciar que fotos suas em situações pornográficas estavam circulando em grupos de rede social por meio do aplicativo de mensagens por telefone celular WhatsApp. Segundo relatou a vítima ao delegado, o jogador teria a aliciado em Conceição do Araguaia para levá-la até sua chácara, em Tocantins, junto com outras três adolescentes, e ali as vítimas teriam sido embriagadas e entorpecidas possivelmente com "roupinol", para então serem abusadas sexualmente. 

Ainda, conforme as denúncias, essa prática por parte do jogador teria ocorrido em diversas ocasiões no município. "Ele aliciava as garotas para fazer festas com bebidas e drogas e as levava para sua chácara ou para outros lugares", explica o policial. A vítima relatou que, durante a farra regada a álcool e drogas, acabou desmaiado e, dessa forma, o jogador e outros que estavam com ele se aproveitaram para fazer as fotos que foram compartilhadas nos grupos de rede social. 

Ainda, conforme o delegado, a vítima chegou a telefonar para o jogador, dizendo que iria denunciá-lo, e o acusado teria feito ameaças à garota. Após ouvir o depoimento da adolescente, a equipe da Polícia Civil localizou as outras vítimas. "São quatro adolescentes, uma vai completar 13 anos, a outra já tem 13 anos completos e as outras duas têm 14 anos completos", explica o policial. Elas foram ouvidas e e confirmaram a prática criminosa. Todas passaram por exames periciais e atendimentos médicos.

Os exames comprovaram que nas duas menores de 12 e 13 houve conjunção carnal (penetração). As outras duas adolescentes alegaram, em depoimento, que consentiram as relações sexuais, no entanto, afirmaram estavam sob efeito de bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes colocadas na bebida. Conforme o delegado, existe uma quinta adolescente que também acusa o jogador, porém o caso ainda está sob apuração e ainda não foi comprovado. 

quarta-feira, 22 de junho de 2016

DESARTICULADA ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA PARA O TRÁFICO DE DROGAS EM ANANINDEUA

A Polícia Civil desarticulou uma associação criminosa envolvida em crimes relacionados ao tráfico de drogas, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. John Williams Lima dos Santos, 24; Wallace Rocha Gonçalves, 23, e Rocivaldo Morais de Oliveira, 24, foram presos em flagrante por policiais civis da Seccional Urbana do Paar, no bairro do Distrito Industrial. Com eles, três pedras de tamanho grande de óxi de cocaína e dois revólveres com munição foram apreendidos. Os presos foram autuados por tráfico, associação para o tráfico de drogas e associação criminosa armada. As prisões em flagrante foram homologadas pela Justiça que decretou, nesta quarta-feira, 22, as prisões preventivas dos acusados durante audiência de custódia no Fórum de Ananindeua. 


ARMAS E DROGAS APREENDIDAS
Segundo o delegado Jefferson Gualberto Neves, diretor da Seccional, a prisão do trio foi resultado de investigações realizadas pela equipe policial desde a noite da última segunda-feira, 20. O levantamento realizado mostrou o envolvimento dos presos no tráfico de drogas na área do conjunto Paar, onde residem, porém, destaca o delegado, os acusados estavam evadidos do Paar e escondidos atualmente em uma casa alugada no Distrito Industrial de Ananindeua. O imóvel, detalha o policial civil, era usado como esconderijo após a prática de crimes. "Eles se homiziavam no local para dar um tempo e depois voltaram a agir", explica. Há suspeitas do envolvimento deles em outros crimes, como roubos em Ananindeua. 

DETALHE DA ARMA COM MUNIÇÃO APREENDIDA
Durante as investigações, a equipe de investigadores identificou a casa em que os acusados estavam escondidos e fez a abordagem no local, durante a tarde de terça-feira, dia 21, quando os três foram presos em flagrantes com as drogas e armas de fogo. Em depoimento, os presos confessaram a prática do tráfico de drogas. Segundo eles, cada uma das pedras de óxi apreendidas seria diluída e transformada em duas para serem comercializadas na área. O delegado ressalta que as vítimas de outros crimes praticados pelos acusados e que os reconhecerem devem se dirigir à Seccional do Paar, em Ananindeua, no horário comercial, ou entrar em contato com o fone 181, o Disque-Denúncia, para denunciá-los.

PERÍCIA FEITA EM PORCO DE PORCELANA AJUDA POLÍCIA CIVIL A IDENTIFICAR SUSPEITO DE ASSALTO A RESIDÊNCIA EM BELÉM

A Polícia Civil, através do laboratório de Perícia Papiloscópica da Diretoria de Identificação Enéas Martins (DIDEM), divulgou o resultado de uma perícia papiloscópica (coleta de impressões digitais) realizado no último dia 9 de abril, sobre um assalto ocorrido em uma residência, localizada na Avenida Conselheiro Furtado, no Guamá, em Belém. Foi possível identificar um dos envolvidos na impressão digital encontrada em um cofre em formato de porquinho de porcelana localizado no quarto da imóvel. Após os processos de revelação, foram evidenciados três fragmentos de impressões digitais referentes aos dedos indicador direito, indicador esquerdo e anelar direito do suspeito do crime identificado como Everaldo Furtado Guedes, de 35 anos.

COFRE EM FORMATO DE PORCO
O trabalho pericial foi realizado pelos papiloscopistas policiais do Serviço de Perícia Papiloscópica da Diretoria de Identificação da Polícia Civil, José Reinaldo Ferreira Junior; Anderson Dilarin Souza e Rosilene de Oliveira Pereira. O laudo pericial realizado atendeu à solicitação da delegada Maria Gorete Farias Tourão Freitas, da 11ª Seccional Urbana do Guamá. Segundo as informações apuradas no inquérito policial, quatro assaltantes invadiram a casa, na madrugada do último dia 6 de abril, acordando os moradores com ameaças em busca de objetos valiosos. Após vasculha os quartos, os bandidos fugiram com bens da família dentro de um carro Pálio cinza. 

Durante a perícia, moradores da casa indicaram objetos que foram possivelmente manipulados pelos assaltantes e que ainda não haviam sido tocados pelos moradores. Durante as buscas de fragmentos de impressões papilares (digitais) deixados nos objetos manipulados pelos assaltantes, os peritos utilizaram substâncias reveladoras de impressões latentes, para tornar visíveis os fragmentos. Ao todo, três fragmentos de impressões papilares foram coletados no imóvel com condições técnicas de serem comparados com as impressões digitais armazenadas no banco de dados do Sistema Automatizado de Identificação de Impressões Digitais (AFIS). 

COMPARAÇÃO DAS DIGITAIS
Segundo a papiloscopista Rosilene Pereira, as impressões foram encontradas em um cofre de porcelana em formato de porco, que estava no quarto de uma das vítimas. A análise revelou que os fragmentos coletados coincidem com as impressões digitais dos dedos indicador direito, indicador esquerdo e anelar direito do suspeito. Ainda, de acordo com a policial civil, para efeito de comprovação, foram analisados em computador os fragmentos de impressões digitais e o datilograma do dedo indicador direito do prontuário de identificação civil do suspeito. "Foi assinalada a correspondência de 12 minúcias individualizadoras de identidade, idênticos e coincidentes entre si, quanto à forma, estrutura e localização no campo digital, quantidade de minúcias suficientes para uma afirmativa de identidade", detalha. 

PRESOS CINCO ACUSADOS DE TRÁFICO DE ENTORPECENTES NA MARAMBAIA EM BELÉM

As Polícias Civil e Militar prenderam em decorrência de operações policiais, nos últimos cinco dias, no bairro da Marambaia, em Belém, cinco pessoas envolvidas nos crimes de tráfico de drogas e roubos com uso de arma de fogo.   

DROGAS APREENDIDAS COM CARLOS AUGUSTO
CARLOS AUGUSTO
Dos presos, quatro são homens. Dois deles são irmãos presos por envolvimento em assaltos.

Conforme o delegado Pery Netto, diretor da Seccional Urbana da Marambaia, nesta terça-feira (21), foi preso em flagrante, por tráfico de drogas, Carlos Augusto Monteiro Silva, 35 anos, de apelido "Guto", com 100 "petecas" de pasta de cocaína e nove embrulhos com pedras de óxi pesando cada uma 50 gramas, totalizando mais de meio quilo de drogas apreendidas. 

Na segunda-feira, 20, foi preso Márcio Sarmento, 39 anos, no conjunto residencial Jardim Sevilha, na rodovia Augusto Montenegro, em Belém. 

Com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, ele responde processo criminal por tráfico de drogas. 

Foi presa também, por tráfico de drogas, durante operação de uma guarnição da Ronda Tática Metropolitana (Rotam) da Polícia Militar, Alice dos Santos Moura, 27 anos, que foi flagrada com 246 petecas de cocaína, no conjunto residencial Jardim América. 

No final de semana, foram presos os irmãos Danilo Silva Soares, 24 anos, e Daniel Silva Soares, 20 anos, por policiais civis da Seccional Urbana da Marambaia. 

Os dois foram capturados logo após praticarem o roubo de um carro com uso de arma de fogo. 

Armados com uma pistola tipo bereta calibre 6.35 com seis munições, os dois abordaram a vítima e levaram o carro, porém na perseguição policial, a dupla foi presa e conduzida à Seccional, onde a vítima do roubo os reconheceu.

OPERAÇÃO DESARTICULA PONTO DE TRÁFICO DE DROGAS EM IGARAPÉ-AÇU

As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante, durante operação integrada, em Igarapé-Açu, nordeste paraense, quatro homens e uma mulher, e apreenderam um adolescente, acusados de envolvimento em pontos de tráfico de drogas na região. Denominada de "Tráfico na Roça", a operação policial resultou ainda nas apreensões de diversas porções de drogas, como pedras de óxi e maconha prensada, uma arma de fogo caseira e munição. Os resultados da operação deflagrada no sábado de manhã foram divulgados nesta terça-feira, 21. Ao todo, 18 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça foram cumpridos no município vinculado à 3ª Região Integrada de Segurança Pública. 

ARMA E DROGA APREENDIDAS
Segundo o delegado Luiz Xavier, titular em exercício da Diretoria de Polícia do Interior da Polícia Civil, a operação resultou de investigações coordenadas pelo delegado Marcos Cruz que solicitou à Justiça os mandados judiciais após levantamentos feitos de forma conjunta com a PM para desmontar pontos de tráfico de drogas no município. No total, 60 policiais civis e militares participaram da operação que levou a três flagrantes de tráfico de drogas, um de porte ilegal de arma de fogo e munição e um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC) por tráfico de drogas contra um adolescente. 

PRESOS
Durante a operação, detalha o delegado, foi preso o casal Francisco Ferreira Lopes Junior, de apelido "Quinho", e Marcilene Carvalho Soares. Na casa dos acusados, os policiais apreenderam uma porção grande de maconha prensada e plásticos usados para embalar a droga. Em outra residência, foi preso Edinaldo Nunes Alves, de apelido "Naldo". Durante as buscas no local, os policiais encontraram por trás de um fogão, uma embalagem plástica com 11 "petecas" pequenas de pedra de óxi e uma pedra grande da mesma droga. 

Com o filho de Edinaldo, de 12 anos de idade, os policiais apreenderam uma bolsa porta-moedas com quatro "pedras de óxi" pequenas. Ainda, durante a operação, os policiais foram a outra casa, onde Edinei Souza Silva foi preso em flagrante com uma arma de fogo de fabricação caseira e duas munições de calibre .28. Em outro alvo da operação, os policiais prenderam Moacir Teixeira Miranda com quem uma grande embalagem de maconha foi apreendida. Os presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e permanecem recolhidos à disposição da Justiça.

PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR GAROTO DE 13 ANOS ALICIADO PELAS REDES SOCIAIS EM BELÉM

A Polícia Civil deu cumprimento, nesta terça-feira, 21, ao mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça contra Marcus Vinicius Rebelo de Souza, por crime de estupro de vulnerável, em Belém. A vítima é um menino de 13 anos que foi aliciado pelo acusado por meio de uma rede social na internet. 


A prisão foi cumprida por policiais civis da Seccional Urbana do Guamá, sob coordenação do delegado Daniel Castro. Segundo o policial civil, as investigações se iniciaram no último dia 13, logo após a denúncia do estupro chegar ao conhecimento da unidade policial, com o registro do boletim de ocorrência. O adolescente passou por perícias que constataram o crime. Durante as investigações, o autor do crime foi identificado. 

Conforme o delegado, no curso da investigação, foi solicitado à Justiça mandado de busca e apreensão na casa do acusado, visando apreender objetos importantes para a investigação, como notebook (computador portátil), telefone celular e pendrive. A partir das provas, foi solicitada a prisão do acusado pelo delegado Bruno Brasil ao Poder Judiciário. 

Ele foi preso e conduzido à Seccional, para ser ouvido em depoimento. Marcus confessou ter abusado sexualmente do rapaz por duas vezes. Ele relatou que conheceu o adolescente pela internet e o atraiu para manter relações sexuais.

O acusado admitiu saber que a vítima era menor de idade. Diante das provas, Marcus foi indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável e aliciamento de adolescente. Ele vai permanecer preso à disposição da Justiça.

terça-feira, 21 de junho de 2016

POLÍCIA CIVIL PRENDE DUPLA ENVOLVIDA NOS CRIMES DE ROUBO E FURTO EM CURUÇÁ

A Polícia Civil divulgou, nesta terça-feira, 21, as prisões de dois homens envolvidos em crimes contra o patrimônio, em Curuçá, nordeste paraense. As prisões resultaram de inquéritos policiais instaurados pelo delegado Gabriel Batista que representou pelas prisões preventivas dos autores dos crimes. Um dos presos acusado de roubo qualificado é Rubens Correia de Lima, de apelido "Cicatriz". Ele é apontado como responsável em praticar assaltos com uso de arma de fogo nas cidades de Curuçá e Maracanã. 

RUBENS CORREIA DE LIMA
A prisão foi realizada pela equipe de policiais civis da Delegacia de Curuçá. Conforme o delegado Gabriel Batista, titular do município, a prisão foi efetuada após decretação da ordem judicial de prisão contra o acusado por representação feita pelo delegado junto ao Poder Judiciário. "Ele possui histórico criminal relevante nos crimes contra o patrimônio nas comarcas de Curuçá e Maracanã", pontua o delegado. Após ser preso, Rubens Lima foi recolhido para responder pelos crimes na Justiça. 
ANDRÉ VALE
O outro preso é André Vale Ferreira acusado do crime de furto qualificado. A prisão dele foi resultado de inquérito policial instaurado pelo delegado Gabriel Batista e que levou à identificação do autor do crime e que foi preso pela equipe policial de Curuçá em cumprimento de mandado de prisão preventiva. Com o mandado de prisão nas mãos, os policiais civis do município localizaram e prenderam o acusado, que agora está preso à disposição da Justiça.   

POLÍCIA CIVIL DESARTICULA GRUPO CRIMINOSO RESPONSÁVEL POR ROUBOS E TRÁFICO DE DROGAS EM MARABÁ

A Polícia Civil desarticulou um grupo de criminosos responsável em praticar diversos crimes em Marabá, sudeste paraense, como roubos com uso de arma de fogo e tráfico de drogas. As cinco pessoas presas foram transferidas, na última sexta-feira, 17, para uma casa penal na região. Davyla Rodrigues Ferreira; George Nascimento Sousa; Wagner Souza dos Santos; Raylson Ribeiro dos Santos e Maurício Maniere Rodrigues Costa foram presos em flagrante em uma casa, na Folha 20, na noite anterior, com armas, drogas e produtos roubados de um salão de beleza, como apliques de cabelo e chapinhas elétricas.

PRESOS
APLIQUES DE CABELO
De acordo com o delegado Marcelo Delgado, titular da Superintendência da Polícia Civil na Região Sudeste do Pará, as prisões dos acusados resultaram de uma operação para prender envolvidos no assalto a um salão de beleza, situado no Núcleo Cidade Nova, no último dia 15. Logo após o crime, a equipe de policiais civis da 21ª Seccional de Marabá deu início às investigações que resultaram na identificação do local em que estavam escondidos dois dos três envolvidos no roubo. Durante abordagem no imóvel, foram presos Dalyla e George, com os quais foi apreendida uma arma de fogo usada no crime. 
APREENSÕES
Na casa também foram presos Wagner, Raylson e Maurício que não participaram do assalto ao salão de beleza, mas que foram flagrados com munição, balança de precisão e cerca de 1,8 quilo de maconha. Ainda, durante a revista na casa, os policiais recuperaram cerca de 70% dos produtos roubados do salão, entre os quais apliques de cabelo, avaliados em R$ 15 mil, além de chapinhas (pranchas de cabelo) e telefones celulares. Segundo o delegado, a operação policial foi coordenada pelos delegados Washington Santos e Márcio Maio, com atuação do policiais civis Carvalho e Jhonathan. 

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM AUTOR DE HOMICÍDIO NA TERRA-FIRME EM BELÉM

As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante, durante a madrugada desta terça-feira, 21, Geferson Reis Macedo, 23 anos, conhecido como "Junior Capivara". Ele está internado no Pronto-Socorro do Umarizal, na Travessa 14 de Março, em Belém, após se envolver em uma troca de tiros, no bairro da Terra-Firme, na noite de ontem, quando morreu Artur do Nascimento Rodrigues, 24, de apelido "Arturzinho". Geferson levou em torno de três tiros e teria sido o autor dos disparos contra a vítima.  

GEFERSON: AUTOR DO CRIME
O fato ocorreu em uma bar situado na Passagem Miranda, perto da feira do bairro. Conforme o delegado Victor Manfrini, titular da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) da Terra-Firme, Geferson vai responder por homicídio qualificado. O preso também era foragido de Justiça. Contra ele, existem dois mandados de prisão decretados pela Justiça do Estado. 

Em um dos processos iniciado em 2013, em que respondeu por tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico de drogas, Geferson foi condenado à pena de dois anos e seis meses de reclusão a serem cumpridos inicialmente em regime aberto, porém deixou de cumprir as condições da pena de restrição de direitos e teve decretada a prisão. No outro processo, ele também foi condenado, desta vez inicialmente em regime fechado, em 2013, à pena de três anos e quatro meses de reclusão por tráfico de entorpecentes. Ambas as condenações foram pela Vara de Entorpecentes e Combate às Organizações Criminosas de Belém. 

Geferson Macedo está sendo monitorado por policiais civis do Grupo de Pronto-Emprego. Conforme o policial civil, o preso integrava um grupo criminoso conhecido como "Rex", no bairro da Terra-Firme. Artur Rodriques, que morreu na troca de tiros, também já tinha passagem pela Polícia por ter sido processado em três inquéritos. Em dois deles, ele foi autuado em flagrante por roubo qualificado e no outro por homicídio, e no terceiro inquérito foi indiciado por roubo qualificado. 

ARTUR RODRIGUES: MORREU
CRIME Informações apuradas inicialmente por policiais civis da Divisão de Homicídios deram conta de que Geferson Macedo estava na Passagem Miranda, ontem à noite, quando chegaram ao local Artur Rodrigues e um parceiro não identificado. Os três pararam na rua e ali ficaram conversando até que, de repente, passaram a discutir.

Testemunhas relataram que, durante o bate-boca, Artur sacou uma arma de fogo e atirou em direção a Geferson, que correu para dentro de um bar e foi perseguido pelos outros dois. Dentro do comércio, houve uma troca de tiros entre Geferson e Artur em que o acusado desferiu, pelo menos, seis disparos na vítima. Artur e o parceiro correram para a rua, onde a vítima caiu morta e outro fugiu. 

No bolso de Artur, os policiais encontraram um carregador de pistola calibre .380, porém a arma não foi encontrada. Mesmo baleado, "Junior Capivara" fugiu do local e veio procurar socorro médico. As buscas ao autor do crime foram iniciadas de imediato por policiais militares do 20º Batalhão da PM em conjunto com a UIPP da Terra-Firme, até a localização do acusado, durante a madrugada.

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR CAPTURAM ENVOLVIDOS EM GRUPO DE "PIRATAS" EM GURUPÁ NO MARAJÓ

As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante, neste domingo, 19, três homens acusados de integrar um grupo de "piratas" no momento em que assaltavam um empurrador acoplado a duas balsas, no rio Amazonas, perto de Gurupá, na região do Marajó, no Pará. Salomão Alves Mendes, Geovani Lisboa Pereira e Carlos Alberto Brito de Oliveira foram capturados depois de uma intensa troca de tiros com os policiais. Os autores do crime se renderam e foram conduzidos para a Delegacia. A Justiça já manteve o flagrante e decretou as prisões preventivas dos acusados que agora passam à condição de presos de Justiça no aguardo de decisão judicial. 

EMPURRADOR ASSALTADO
BARCO USADO PELOS ASSALTANTES
ARMAS E DINHEIRO APREENDIDO
O delegado Geraldo Pimenta, titular da Delegacia de Gurupá, informou que a operação foi deflagrada logo após tomar conhecimento da ocorrência do assalto. De imediato, os policiais passaram a seguir ao local onde estava o empurrador no momento em que o veículo era assaltado pelos criminosos e que seguiam pelo rio com apoio de um barco. No momento da abordagem policial, houve troca de tiros. "Conseguimos interceptar o empurrador Comandante Pedrão, ao qual estavam acopladas as balsas Turibia Sales e Dias Neto III e prender os assaltantes", conta o policial civil. No empurrador estavam os presos Salomão e Geovani. Com eles, duas armas de fogo foram apreendidas.

PRESOS EM FLAGRANTE
GALÕES DE COMBUSTÍVEL
Na continuidade da operação, os policiais prenderam horas depois Carlos Alberto, o outro envolvido no roubo. Ele estava no barco usado no apoio dos assaltantes para transportar 46 galões com capacidade para armazenar até 200 litros de combustível, os quais seriam usados na retirada de óleo diesel das balsas. Ainda, de acordo com o delegado, um quarto integrante do grupo criminoso, que estava ao lado de Carlos Alberto, conseguiu fugir. Além do barco, duas armas usadas pelos bandidos e dinheiro foram apreendidos pelos policiais.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

POLÍCIA CIVIL JÁ CONTA COM NOVOS CONSULTÓRIOS ODONTOLÓGICOS PARA ATENDER SERVIDORES DA CORPORAÇÃO

A Polícia Civil já conta com novos consultórios odontológicos voltados ao atendimento dos servidores públicos da corporação policial. As novas instalações foram inauguradas, nesta segunda-feira, 20, pelo delegado-geral, Rilmar Firmino, no prédio da Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS), na Avenida Nazaré, em Belém. A entrega das novas dependências contou com a presença do corpo funcional da DAS formado por profissionais qualificados das áreas de Serviço Social, Psicologia, Odontologia, Psiquiatria, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Enfermagem, Clínica Médica e Farmácia. A partir do próximo dia 27, a DAS já começa a atender aos servidores públicos da Polícia Civil com atendimento odontológico.

NOVO CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO
Atualmente, a DAS conta com seis odontólogos em seu quadro multiprofissional para prestar consultas odontológicas, durante a semana, e realizar procedimentos diversos, como limpeza, extração e tratamento de canal. "Temos profissionais qualificados e material de qualidade", salienta a diretora da DAS, delegada Leomar Maués. 



Ela explica que os consultórios odontológicos funcionam de segunda à sexta-feira, de 8 horas da manhã às 18 horas, para atender os servidores públicos da Polícia Civil por meio de agendamento pelo fone (91) 3241-3648. "Os agendamentos já estão disponíveis aos servidores da corporação para atendimento a partir do dia 27 deste mês", reforça. Não há um número limite de marcações de consultas odontológicas diárias. Quanto aos outros serviços, os atendimentos também estão disponíveis aos servidores da Polícia Civil pelo fone (91) 3212-5527 em horário comercial, de segunda à sexta-feira. 


Aliado aos atendimentos realizados na DAS, reforça a delegada, estão os serviços de saúde itinerantes do projeto "Olé no Estresse", que leva os serviços prestados pela Diretoria ao servidor público da corporação policial a seu local de trabalho, contribuindo para reduzir o estresse profissional e ajudar na melhoria da saúde física e mental.

POLÍCIA CIVIL DESARTICULA PONTO DE TRÁFICO DE "SKANK" E "LSD" EM CASTANHAL

Policiais civis da Superintendência Regional de Castanhal prenderam em flagrante por tráfico de drogas, Smayle de Souza Alves, 31 anos, que foi preso no momento em que comercializava as drogas conhecidas como "skank" (maconha modificada em laboratório) e LSD (droga sintética). Ele foi flagrado em sua casa, localizada na rua Comandante Assis, na sede do município. O delegado Vitor Fontes, responsável pela operação que resultou no flagrante, informou que as drogas foram encontradas após minuciosa revista no imóvel.


Além da droga, os policiais encontraram no local balança digital usada na pesagem das drogas e uma quantia em dinheiro. Os policiais civis encontraram ainda no local um telefone celular usado pelo acusado no qual havia diversas mensagens de compradores encomendando drogas. Em depoimento à delegada Nilde Rose, responsável pela lavratura do flagrante, o preso confessou a venda de drogas no local. Ele está recolhido à disposição da Justiça. 

sexta-feira, 17 de junho de 2016

POLÍCIA CIVIL INCINERA CERCA DE MEIA TONELADA DE DROGAS APREENDIDAS EM OPERAÇÕES POLICIAIS NO PARÁ

A Polícia Civil incinerou, nesta sexta-feira (17), cerca de meia tonelada de drogas, mediante autorização judicial, na sede de uma indústria de cerâmica localizada na Rua Manoel de Souza, bairro Pedreirinha, município de Marituba, na Região Metropolitana de Belém. As drogas destruídas nos fornos da empresa, em maioria, derivados de cocaína, como pedras de óxi e pasta, e ainda derivados de maconha, como haxixe e "limãozinho", foram apreendidas durante operações realizadas pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Civil, e por unidades policiais da Grande Belém, entre 2014 e este ano. A incineração foi presidida pelos delegados Hennison Jacob e Jarson Santos, da DRE, unidade policial vinculada à Diretoria de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil. 

DROGAS SÃO INCINERADAS
De acordo com o delegado Hennison Jacob, a lei nº 12.961, de abril de 2014, determina que drogas apreendidas devem ser incineradas, mediante autorização judicial, com prazo de até dias após a comunicação do flagrante feita pela autoridade policial. O promotor Aldir Viana, da Promotoria de Controle Externo da Atividade Policial e de Entorpecentes, do Ministério Público do Pará, acompanhou o procedimento. A presença do Ministério Público do Estado na queima das drogas é prevista pela lei 11.343/2006, que determina que um promotor de Justiça deve acompanhar a incineração autorizada pela Justiça de entorpecentes apreendidos em operações policiais. A destruição das drogas foi acompanhada por representantes da Corregedoria Geral da Polícia Civil e Vigilância Sanitária Estadual, responsável pela fiscalização do procedimento. 

Policiais civis com drogas apreendidas

Entre as drogas incineradas estão os 20 quilos da maconha conhecida como "Skank" apreendidos no último dia 11, na cidade de Santo Antonio do Tauá, nordeste do Pará, durante operação da DRE. Na ocasião, foram apreendidas três armas de fogo - um fuzil AK 47, uma metralhadora MT12 e uma pistola Ruger calibre 9mm - em poder do colombiano Juan Camilo Solano Polido, 27 anos. 

Além das armas e drogas, os policiais civis apreenderam 5 granadas; 161 munições para calibres 9mm e três carregadores de munição. DADOS Somente nos cinco primeiros meses de ano, mais de 300 quilos de drogas foram apreendidos em operações policiais de combate ao tráfico de drogas realizadas pela DRE, em todo Estado. 

No ano de 2015, a DRE, da Polícia Civil, prendeu, seja em flagrante ou em cumprimento de mandados judiciais, 72 pessoas, por tráfico ou associação para o tráfico de entorpecentes. Ainda, no ano passado, foram apreendidos mais de 700 quilos de drogas.

Só de maconha e seus derivados, como o haxixe e o "limãozinho", foram apreendidos 668,8 quilos. Já a cocaína e seus derivados, como a pasta base; a "noia" e o "crack", foram 35,7 quilos. Também estão nesses dados as chamadas drogas sintéticas, como LSD e Ecstasy, em pequenas proporções, mas com apreensões registradas no ano.

POLÍCIA CIVIL PROMOVE AÇÕES DE INTEGRAÇÃO COM A COMUNIDADE NA ÁREA GRANDE DE SANTARENZINHO

A Polícia Civil promoveu uma ação de integração com a sociedade da área de Santarenzinho, no município de Santarém, oeste paraense. Na ocasião, o delegado Alexandro Napoleão Sant'Ana, titular da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Santarenzinho, ministrou palestra à comunidade sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e responsabilidade dos pais. O evento foi realizado na Escola Estadual de Ensino Médio "Aluizio Lopes Martins". Conforme o delegado, o encontro foi mais uma atividade que visa aproximar a comunidade que reside na área grande de Santarenzinho das ações realizadas pela Polícia Civil na região. 

DELEGADO PALESTRA PARA A COMUNIDADE
Desde o dia 29 de janeiro deste ano, quando a UIPP foi inaugurada, o delegado tem se reunido com integrantes do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg), conselheiros tutelares, agentes das Polícias Civil e Militar e moradores dos bairros que integram Santarenzinho para tratar, de forma conjunta, de questões relacionadas à segurança pública. Santarenzinho forma uma grande área no município de Santarém onde estão localizados dez bairros. 

Em 12 de fevereiro, a equipe da UIPP de Santarenzinho participou de uma ação de cidadania promovida pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Santarém. Na ocasião, pais e filhos estiveram reunidos para receber diversos atendimentos, como orientação jurídica, palestras educativas, consultas médicas, exames de saúde, lanches, entre outros serviços. 

Palestra com delegado

Em 22 de março, foi realizada uma programação em alusão ao mês da mulher nas dependências da Unidade Integrada Pro Paz. Durante o evento, foram oferecidos tratamentos como consultas médicas, orientação psicológica, massagem corporal, cortes de cabelo e pinturas em tecido, além de palestras informativas. A programação foi promovida pela associação de moradores do bairro Alvorada e pelo posto de saúde do local com o apoio da UIPP.

Ainda, no dia 22 de março, a Polícia Civil proferiu palestras a estudantes universitários sobre o combate à violência contra a mulher praticada por meio da tecnologia, em Santarém, oeste paraense. 
As palestras foram presididas pelos delegados Alexandro Napoleão, titular da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Santarenzinho, e Andreza Sousa, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Santarém. O encontro foi realizado na sede das Faculdades Integradas do Tapajós e Universidade da Amazônia (FIT/ Unama), em Santarém. 

quinta-feira, 16 de junho de 2016

POLICIAIS RECUPERAM BEBÊ SEQUESTRADO DE DENTRO DE HOSPITAL NO DISTRITO DE ICOARACI EM BELÉM

As Polícias Civil e Militar recuperaram um bebê de um mês de vida que havia sido sequestrado, nesta quinta-feira, 16, da Unidade Municipal de Saúde (UMS) do distrito de Icoaraci, em Belém. Três pessoas foram presas em flagrante, de posse da criança, e foram autuadas em flagrante pelo crime, na Seccional Urbana de Icoaraci. Dos três presos, dois são um casal - Felipe Garcia, 22 anos, e Tamara Joana Brasil, 18 responsável pelo sequestro, e a outra pessoa é a mãe de Tamara, Valéria das Graças Brasil, 39. Eles foram presos, por volta de 19 horas, durante as buscas realizadas pelos policiais civis e militares, em Icoaraci. Ao ser encontrado, o bebê estava nos braços de Valéria. 

PRESOS
MÃE E SEU BEBÊ
Durante as investigações, os policiais civis apuraram que o casal vinha frequentando a unidade de saúde há cerca de uma semana, com objetivo de sequestrar uma criança recém nascida. A mãe de Felipe trabalha na UMS. Ainda, de acordo com as investigações, Tamara se aproveitou do fato da sogra trabalhar na Unidade de Saúde como forma de se aproximar da mãe do bebê, Jéssica Coelho, 23 anos, que estava com o bebê na unidade de saúde para um atendimento médico.

Enquanto Jessica amamentava o bebê, uma desconhecida se aproximou e pediu para carregar a criança e depois perguntou se poderia mostrar à sua sogra, que seria funcionária da Unidade de Saúde. Apesar de não conhecer a mulher, Jéssica disse que permitiu que a desconhecida levasse o bebê, mas pediu que sua outra filha, que tem quatro anos de idade, acompanhasse a mulher. No entanto, a criança também foi enganada e a mulher sumiu com o recém-nascido.

Em depoimento, Tamara alegou que sequestrou a criança para dar para sua mãe, Valéria, pois ela havia perdido um filho recentemente e estava deprimida. Foi então, segundo a acusada, que decidiu planejar o sequestro de um bebê recém-nascido. Com ajuda do companheiro, Felipe Garcia, Tamara foi até a Unidade de Saúde e ali ficaram, durante uma semana, para escolher a criança. Os dois foram reconhecidos pela mãe do bebê. Valéria foi presa em sua casa, em Icoaraci, enquanto que o a casal foi encontrado em via pública, em outro ponto do distrito. Tamara, Felipe e Valéria estão presos e ficarão recolhidos à disposição da Justiça.